História Lua de sangue - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lobisomem, Magia, Vampiro
Visualizações 3
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi, Yuri

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie... Bom se alguém tiver lendo, desculpa o atraso e vamos a história.

Capítulo 3 - Uma história mais que estranha.


                   Pov Uriel

- Ela é muito parecida com o pai dela!- Digo a olhando.

- Você conheceu o pai dela?- Pergunta Ame

- Sim, ele foi o melhor alfa que a alcatéia já teve...

- Devo ficar com ciúmes?

- Você nem é um alfa!

- Ai. -Ele coloca a mão sobre o coração e faz biquinho- doeu, eu não sou alfa, ainda...

- Ela sabe o que é?

- Ainda não.

- Então não vamos tirar o direito do tio dela de contar. -Digo e coloco minhas mãos sobre o corte na testa dela, uma luz que é uma mistura de rosa, azul e roxo saí das minhas mãos, quando retiro o corte está fechado.

- ok... É melhor a gente ir. -Ame me olha aproxima o rosto do meu e me beija - Obrigado... Se não fosse você não gostaria nada do que teria acontecido.

- De nada, não se preocupa com isso eu sempre vou estar aqui pra te proteger não importa o que aconteça. - abro um sorriso- Eu vou dar cobertura pra vocês. Falo me levantando, vou até uma árvore próxima a toco gentilmente. Me sinto interligado a cada ser vivo da floresta magicians "Preciso de ajuda para chegar até a alcatéia de Ame" As árvores se separão dando passagem para o carro. Ame coloca Aghata deitada no banco de trás. Entra no carro. Vou até o banco do passageiro ao seu lado, ele me olha.

- Está com medo do que o Pietro vai falar? - pergunto.

- Um pouco... Por minha culpa a sobrinha dele acabou se machucando.

- Mas agora ela está bem. - Digo.

- Porque​ você​ apareceu...

- Se eu não tivesse aparecido você teria dado um jeito, você sempre dá um jeito meu amor. - Dou um beijo nele - Vamos?

- Vamos. Ele pisa no acelerador e entra mais na floresta.

~🍎~

Pov Ame

Estaciono na frente da casa de dois andares toda feita de madeira, Pietro está na área da frente de braços cruzados, meu coração acelera, ele parece muito estressado.

- Por que demoram tanto. Pietro fala me olhando dos pés a cabeça.

- Oi bom dia Pietro. Como você está? Tudo bem? Falo com um sorriso amarelo, ele passa direto por mim. E abre a porta do carro onde Aghata esta.

- Ela está dormindo? Ele pergunta

- sim, ela dormiu enquanto tivemos problemas na estrada... Mas agora tá tudo bem,o Uriel ajudou em tudo...

- Então está tudo bem. E esse cachorro? Pietro aponta para Akemi no banco de trás. Eu tinha me esquecido dela.

- Está é a Akemi, a cadela da Aghata.

- Você leva ela para o canil. Ele pega Aghata no colo.

- A-a Aghata falou que não queria ela no canil, porque ela não foi criada perto de outros cachorros...

- Só leva ela para o canil, depois eu me

Resolvo com​ Aghata. Ele leva Aghata no colo até a casa, corri para abrir a porta. Ele entra e eu fecho a porta.

- Não quer levar a Akemi para o canil neh? Uriel me olha com um sorriso, eu balanço a cabeça afirmando que sim.

- Eu vou dar um Jeito nisso. Ele diz pegando Akemi no banco de trás - Vou levar ela junto comigo, quando​ ela acordar é só você me avisar. - Ele pega a cachorrinha dos meus braços, é me dá um selinho - tchau

- Tchau... Ele anda até a floresta e desaparece em meio às árvores.

~🍎~

Pov Aghata

Me viro na cama. "Opa onde eu estou?". Me sento rapidamente na cama e olho ao redor, o quarto onde estou não é grande coisa mas é aconchegante... As paredes são de madeira, logo percebo que estou no sótão. Tem uma janela média na parede de frente para uma escrivaninha, com uma delicada cortina azul claro com borboletas roxas bordadas, um guarda roupa simples branco de frente para minha cama, que está coberta por uma colcha de retalhos, e travesseiros fofos. Um alçapão que está perto de um tapete de crochê enorme se abre.

- Oi - Ame me olha com um sorriso tímido

- O que era aquele bicho? Falo sem me mover.

- Err... Uma longa história, Não posso tirar o direito do seu tio de te contar tudo. Vou te levar para falar com ele, ok?. Tá gostando do seu quarto? - Ele continua com o mesmo sorriso.

- Ok... Sim eu gostei

- Que bom que gostou, vem - ele espera eu sair da cama e ir até onde ele está. Ele desce a escada e eu o sigo, estou em pé em um corredor - Aqui é o banheiro - ele aponta para uma porta do lado da pequena escada que vai para meu quarto. Nós andamos mais um pouco, ele para na frente de duas portas uma de cada lado do corredor - A da direita e o meu quarto e a da esquerda e o do seu tio. - se vira e desce uma escada de madeira com o corrimão todo detalhado. A escada da até uma pequena sala com uma mesa de vidro onde meu tio está sentado nos olhando.

- Ame... Cadê a Akemi? Pergunto ignorando meu tio.

- Vou pegar ela para você. Ele sai da sala me deixando sozinha com meu tio.


Notas Finais


Espero que gostem
Bjs 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...