História Lucaya My life depressive - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sabrina Carpenter
Personagens Personagens Originais
Tags Carpenter, Lucas, Sabrina
Visualizações 22
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá.

Capítulo 21 - Ciúmes.


Sabrina acordou pensativa, queria pintar algo que fosse incrível e que ela fosse gostar. A muito tempo ela não pintava e tinha medo de não conseguir mais.

Lucas dormia sereno sem camisa e com uma calça moleton. Sabrina usava uma blusa de botões dele e calcinha e sutiã.

Se levantou da cama e começou a andar pelo quarto de pé descalço. Mordeu o lábio inferior e passou as mãos nos cabelos tentando ter alguma ideia do que pintar.

Lucas acordou e encarou Sabrina confuso vendo a namorada andando de um lado pro outro pelo quarto.

Lucas: tudo bem amor? - se senta na cama esticando os braços fazendo seus músculos ficarem expostos.

Sabrina: eu ainda não sei o que pintar. O que eu faço bb? - se aproxima da cama e se senta de frente pra Lucas que a abraça.

Lucas: vc vai conseguir meu amor, tenho certeza que vai. Eu só acho que vc merece mais do que aquela galeria.

Sabrina: já falámos sobre isso. Não seja ciumento bb, não quero ficar com o Rafa.

Lucas: ótimo mas mesmo assim vc poderia fazer um curso de arte e pintar em casa o que vc aprendeu. Depois era só abrir uma galeria.

Sabrina: é um bom plano mas eu não gosto de pensar tão grande assim. Vai que não dá certo.

Lucas: olha eu vou ter que ir trabalhar, lá no escritório eu pesquiso lugares onde vc pode fazer o curso. Promete pensar na minha ideia?

Sabrina: sim amor. Vou visitar os meus pais e depois dar uma volta por aí, acho que vai me ajudar a pensar.

Lucas: e se quiser pode ir no meu trabalho na hora do almoço, aí ficámos juntinhos.

Sabrina: eu ia adorar - se beijam.

Lucas se levantou da cama e foi se vestir pro trabalho como faz todo dia. Sabrina vestiu uma blusa branca, calça preta com salto vermelho e um óculos escuro.

Os dois se despediram e foram para os seus compromissos. Sabrina bateu na porta e sua mãe a abriu com um sorriso no rosto.

Mãe: filha - a abraça - como é bom te ver querida. Entre - dá passagem e ela entra - vc está linda.

Sabrina: obrigada mãe, Lucas foi trabalhar e eu resolvi fazer uma visitinha.

Mãe: fez muito bem - se sentam no sofá - eu e seu pai passámos anos sem vc, quando vc foi embora foi como se uma parte de mim tivesse ido embora.

Sabrina: eu sei mãe, eu tive uma vida difícil e agora tudo é alegria pra mim. Cadê o papai?

Mãe: seu pai é um teimoso. Ele cismou que quer fazer academia só porque eu elogiei um ator da globo.

Sabrina: só o papai mesmo kkk.

Mãe: como vc está querida? Aquele jantar foi uma grande confusão.

Sabrina: ele tinha sido um dos meus clientes na boate - abaixa a cabeça - ele quis me humilhar na festa e Lucas deu um soco nele.

Mãe: não importa qual foi o seu passado - pega na mão dela - nunca deixe que pisem em vc, eu te amo filha.

Sabrina: também te amo mãe. Eu tô querendo trabalhar em uma galeria de arte e não sei o que pintar.

Mãe: fico feliz por vc filha. É uma grande oportunidade, desde criança vc sempre quis pintar.

Sabrina: verdade.

Mãe: e como anda o seu namoro? Vc teve muita sorte de encontrar um homem tão lindo minha filha.

Sabrina: ele cuida de mim e me trata igual princesa. Me sinto feliz e realizada com ele.

Mãe: quando terei netinhos?

Sabrina: um dia. Pode ter certeza que vai ter muitos netos e eu serei uma grande mãe babona neles.

Mãe: já até imagino como vai ser ksks.

Sabrina: eu vou indo mãe. Foi bom ver a senhora - a abraça e vai embora.

Deu uma passada pelo parque e ficou observando as crianças e os adultos que andavam por ali.

Lucas chegou na empresa e foi até sua sala onde Zayn estava.

Zayn: iai rapaz - se abraçam - faz tempo que a gente não se vê.

Lucas: já arrumou uma namorada?

Zayn: que nada. Só fico mesmo, não é nada sério. Vc viu a nova secretária gata que chegou?

Lucas: não e Neim estou interessado - vai até sua mesa se sentando - estou muito feliz com a mulher que eu tenho em casa.

Zayn: vc nunca parou pra pensar que ela pode te trocar por alguém da idade dela? Cara eu super quero a sua felicidade mas tem que aceitar a realidade mano.

Lucas: às vezes eu acho que vc não é meu amigo. Estamos muito felizes, nós amámos e ela não vai me trocar assim como eu nunca faria isso com ela.

Zayn: tá bom cara - levanta as mãos em rendição - tem uns relatórios pra vc olhar, a secretária vai trazer.

Lucas: já que vc tá na minha sala porque vc mesmo não trouxe?

Zayn: vc logo logo vai saber - saí da sala sorrindo.

Lucas não conseguia pensar em outras mulheres. Desde que conheceu Sabrina ele se apaixonou de verdade e faz de tudo por ela...mesmo que às vezes possam discordar sobre alguns assuntos.

- olá Sr friar - sorri sedutora entrando na sala. Ela usava um vestido vermelho com um grande decote nos seios, batom vermelho e saltos vermelhos. Seus olhos eram azuis e ela era loira.

Lucas: olá - tenta desviar a atenção dos seios dela - a senhorita deve ser a nova secretária.

- pode me chamar de vc - se aproxima segurando algumas pastas - sou ashley benson, acabei de ser contratada e será uma honra trabalhar com o senhor.

Lucas: não sou tão velho assim ksks pode me chamar de Lucas.

Ashley: tudo bem Lucas. Precisa assinar esses papéis - se levanta fazendo a volta na mesa dele e parando do seu lado.

Ela colocou as pastas sobre a mesa se inclinando e fazendo seus seios ficarem bem notáveis para Lucas.

- o que significa isso Lucas? - ele olhou para a porta e engoliu em seco ao ver Sabrina furiosa.

A secretária deu um sorriso nojento para Sabrina e passou a mão nos cabelos em seguida colocando a mão no ombro de Lucas.

Ashley: estávamos trabalhando até vc atrapalhar - sorri falsa.

Lucas: só estávamos trabalhando amor - se levanta e vai até ela lhe dando um selinho - essa é Ashley a nova secretária - fica do lado dela e aponta pra ashley.

Sabrina: hum. Amor vc me empresta o seu cartão de crédito? Quero comprar umas coisas pra casa.

Lucas: claro amor - pega o cartão dentro do terno e entrega pra ela.

Sabrina: obrigada. Tenha um bom dia - beija ele e sai do escritório.

Lucas estranhou o comportamento dela e ficou desconfiado.

Sabrina com ciúmes e revoltada resolveu fazer um castigo gostoso com Lucas. Passou em um sexy shop e comprou um consolo de 24 cm, barras de ferro com algemas (cinquenta tons de cinza) e lubrificante.

Chegou em casa e esperou ele chegar. Quando anoiteceu o quarto estava todo escuro e tudo pronto como havia planejado.

Lucas chegou em casa e começou a procurar por ela. Foi até o quarto e ouviu um sussurro de "estou aqui "

Sentiu mãos em seu peito e depois se viu algemado forçando as algemas e chamando por ela.

Sabrina: caladinho - coloca um dedo na boca dele - vc foi um menino muito levado e merece um castigo.

Lucas: eu não fiz nada. Me solta.

Sabrina: eu vi vc olhando pros peitos dela - enciumada - agora sinta minha doce tortura.

Ela acendeu a luz e ele viu que ela estava nua. Isso fez seu membro se animar ganhando vida na cueca.

Sabrina pegou uma tesoura e cortou as roupas dele o deixando pelado. Agarrou seu membro e chupou a cabecinha e depois passou a língua lentamente no seu comprimento.

Lucas: ahhhh não para. Eu vou...- ela parou e ele rosnou com o ato - vc está brincando com fogo.

Sabrina: sempre foi minha brincadeira preferida.

Ela pegou o consolo e o lubrificante indo pra trás dele.

Lucas: o que vc vai fazer? Por favor não faz isso. Eu sou macho, eu não tomo no CÚ.

Sabrina afastou as nádegas dele e passou o lubrificante. Depois pegou o consolo e foi enfiando. No início Lucas odiou mas depois começou a gemer.

Ele gozou e Sabrina tomou tudo.

Lucas: me solta agora - ofegante.

Sabrina o soltou e logo se arrependeu. Ele a agarrou a levando até a cama. Chupou seus seios como um animal faminto e arregaçou suas pernas metendo de uma vez. Sabrina gritou de prazer junto com Lucas.

Ele apertava seus seios e estocava com força. Gotas de suor, corpos em chamas, amor caliente...

(Continua)


Notas Finais


Bay...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...