História Mãe Joana no Paraíso Fiscal - Capítulo 9


Escrita por: ~

Visualizações 5
Palavras 2.163
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Valeu a pena a demora, esse capítulo tá uma maravilha (além de ser GIGANTENORME, com mais de 2 mil preciosas e bizarras palavras)!
Apreciem com moderação, até porque eu levei uma semana pra escrever isso.

Capítulo 9 - A Luta da Destruição da Rua


Fanfic / Fanfiction Mãe Joana no Paraíso Fiscal - Capítulo 9 - A Luta da Destruição da Rua

- Evaristo?! - as duas crianças gritaram. - O que você está fazendo aqui?

- Cumprindo o meu dever.

- Mas você não trabalhava para o Chefe o Mal? - Davidson ainda estava confuso.

- Trabalhava, mas eu fui demitido. Então, eu me juntei às Forças Rebeldes e estou aqui, ajudando vocês nessa batalha. - e essa é a verdadeira história de como o Evaristo Costa saiu da Globo.

- Espere aí... Quem são as Forças Rebeldes? - Teresa perguntou. - E, mesmo assim, porque você quer ajudar a gente?

- As Forças Rebeldes são todas as organizações, grupos e Forças-Tarefas que estão contra o Chefe do Mal e sua gangue, incluindo vocês. Os quatro filhos da lendária Joana, que é...

- Me desculpem por acabar com o "momento nostalgia e revelações chocantes" e pular direto pra parte onde a gente trava a batalha épica? - Aécio Neves se meteu na conversa.

- Ah, claro. Força-Tarefa da Corrupção, prepare-se para ser finalmente derrotada! - Evaristo Costa disse, empolgado.

- Mas Evaristo, a gente não tem chance contra esses caras. Eles estão envolvidos com os níveis mais altos de Bruxaria Corrupta. - Teresa cochichou.

- Só que, se vocês se lembram, eu sou um ex-membro profissional da Força-Tarefa do Mal e perito em Magia Negra. - o jornalista continuou cochichando. - O plano é o seguinte: eu vou dar poderes mágicos maneiros pra vocês dois e daí esses políticos serão derrotados em um segundo.

- Nós não queremos poderes de Magia do Mal! - Davidson interveio.

- E quem disse que os poderes seriam de Magia do Mal? - Evaristo começou a explicar. - Logo após eu ser demitido da Força-Tarefa do Mal, fui procurar vingança. Consegui fazer uma aliança com a O.I.D.I. rapidinho.

- O que é O.I.D.I.?

- Organização Illuminati dos Desenhos Infantis. Muitos e muitos anos atrás, a O.I.D.I. possuía uma parceria com a Globo (Força-Tarefa do Mal), mas depois de uma guerra enorme, a aliança foi quebrada e substituíram os desenhos infantis pelo programa da Fátima Bernardes.

- Uau. Resumindo: a gente vai uns ter poderes zika dos desenhos que assistíamos na TV Globinho? - Teresa já imaginava como isso seria legal.

- Exatamente! - o repórter disse. - Agora, fiquem parados aí. Vai parecer que eu estou invocando o demônio, mas eu juro que a Gretchen não vai aparecer aqui.

Eduardo Cunha olhava para eles sem paciência, Temer estava sentado no chão esperando e Marina Silva lixava as unhas entediada.

- SHAZAM, SOMOS OS SEUS AMIGUINHOS, TULULULULULU! - Evaristo estava fazendo o ritual dos poderes.

- Que espécie de macumba macabra é essa? - Aécio perguntou.

- Acho que ele deve estar tentando invocar a Gretchen. - Marina parou para prestar atenção. - Nunca se sabe quando o inimigo vai querer invocar o demônio.

Com uma chuva de arco-íris brilhante e muito glitter caindo do céu ao som de Take On Me, uma nuvem de luz dourada encobriu os irmãos.

Quando a nuvem se dissipou, eles fizeram poses de super heróis. Olharam um para o outro e ficaram desanimados quando perceberam que continuavam iguais.

- Poxa, Evaristo, cadê os nossos poderes? - Davidson falou baixo para os políticos não ouvirem.

- Eles estão aí, dentro de vocês. Pode parecer clichê, mas eu tô falando sério. Aqui está uma lista com todos os seus poderes mágicos, feitiços e habilidades especiais, e como fazê-los. - Evaristo entregou um papel dobrado para as crianças.

Enquanto os dois estavam lendo o papel e escolhendo o que iriam fazer cautelosamente, Michel Temer perdeu a paciência.

- BOMBA CORRUPTA! - a bomba surgiu nas mãos do agente e se dirigiu em direção das crianças, mas se desintegrou ao encostar no escudo invisível do Mal de Evaristo, criando uma cratera gigante no meio da rua.

- Hoje não, seu verme! - o jornalista disse no exato momento em que a bomba se desintegrava e Teresa dobrava o papel e o guardava no bolso.

- HORA DE MORFAR! - Teresa e Davidson gritaram ao mesmo tempo, apertando uma tatuagem em forma de botão de certamente não estava nos braços deles antes. A "tatuagem" era na verdade uma espécie de botão, que ativava determinados poderes deles conforme a fórmula que diziam.

Em menos de um segundo, os dois irmãos se transformaram nos Power Rangers. Davidson era o ranger Preto e Teresa era a ranger Amarela.

No exato momento da transformação, começou a tocar Shooting Stars sabe-se lá de onde, mas deu um clima bacana pra batalha.

Evaristo fez o escudo de campo de força se expandir e sumir depois de derrubar todos os políticos e mais vários carros e árvores da rua.

- É BRIGA O QUE VOCÊS QUEREM? ENTÃO É BRIGA O QUE VOCÊS VÃO TER! - Marina Silva se levantou.

- Na verdade, a gente ia lutar de qualquer jeito. É pra isso que a gente veio aqui, lembra? - Aécio falou para Marina.

- É, que seja. Vou descer o sarrafo nesses moleques sem educação.

Teresa e Davidson agora tinham habilidades de luta incríveis, e saíram correndo atrás dos políticos, enquanto Evaristo conjurava bolas de fogo e atirava neles. "O Chefe do Mal nunca devia ter me dado esses poderes aqui... Agora ele que se lasque, vou usar os poderes do Mal que ele me deu para botar fogo nesses corruptos" o jornalista pensou.

Eduardo Cunha começou a jogar feitiços Contra Honestidade em Davidson, mas as bruxarias não fizeram efeito, afinal o menino já havia mentido para a mãe inúmeras vezes: quando perdeu o boné novo, quando foi mal na prova, quando foi na casa do amigo ao invés de ir na biblioteca, quando brigou com Juninho...

Michel Temer corria que nem uma galinha para tentar fugir de Teresa, mas ela alcançaria ele facilmente mesmo sem seus poderes de Power Ranger. Ele fazia bruxarias trevosas para invocar os espíritos de políticos corruptos falecidos, mas a mais nova ranger Amarela acabava com eles em investidas perfeitas com suas Adagas do Poder.

Quando alcançou Michel Temer, a menina deu uma série de golpes de karatê com precisão impecável e derrubou o agente-enfermeiro-presidente.

- Você mexeu com os filhos da mãe errada. Agora você vai pagar. - Teresa falou, ameaçadora.

Em um lance dramático de câmera lenta, Teresa deu um último golpe com sua Adaga do Poder em Temer.

Após nocautear o presidente, Teresa arrastou ele até uma das poucas árvores que não havia sido devastada com o campo magnético de Evaristo e amarrou o agente com uma corda lá.

- Menos um! - a menina gritou, em vitória.

- Ótimo Teresa, derrotou o líder deles! - Evaristo parabenizou ela.

A menina sorriu e olhou para o lado. O jornalista lançava bolas de fogo em Marina Silva, que desviava elas com um feitiço Defensor Corrupsivo.

- Ei, Marina! Olha aquele cara dizendo que você era melhor quando estava no PT!

Marina se virou furiosamente, deixando de prestar atenção em Evaristo, que criou uma bola mágica de fogo gigante e a lançou na direção dela.

Evaristo logo conjurou um exintor de dois metros de altura e acionou ele, fazendo o lugar onde antes estava Marina parecer uma grande montanha de chantilly. 

Ele citou alguns versos da música "Balão Mágico" e então um balão laranja de gás hélio surgiu ao redor da ex-ministra. Evaristo amarrou o balão em uma outra árvore perto da que Temer estava preso.

Enquanto isso, Davidson perseguia Eduardo Cunha. O presidente da câmara usava suas habilidades ilusórias para criar portais mágicos, que cada vez que eram atravessados por Davidson, faziam o menino voltar alguns metros.

Tentando inutilmente pular ou desviar os portais, o ranger Preto ficou para trás. Eduardo Cunha começou a ganhar distância. Ele já achava que iria ganhar, mas não contava com Davidson gritando:

- PRECISAMOS DO PODER DINOZORD AGORA!

Ainda não se sabe como, o Mastodonte DinoZord veio direto do Alasca para a esquina à algumas quadras da casa de mãe Joana.

Davidson pulou para cima do DinoZord e entrou nele. Eduardo Cunha correu ainda mais rápido (mas ainda assim continuava lento) e tentou fazer mais portais de teletransporte, mas nenhum era grande o suficiente para afetar o Mastodonte robótico.

O menino usou o poder do Zord e ativou os jatos de nitrogênio líquido congelantes, mirando no inimigo.

Eduardo Cunha criou uma série de portais que o levavam de um lado para o outro da rua, mas isso só serviu para lhe dar um pouco mais de tempo.

Davidson andou com o Mastodonte até o final da rua e, lançando um jato gigante de nitrogênio congelante, congelou quase toda a rua, exceto o lugar onde Evaristo e Teresa estavam, pois Evaristo fez um Escudo de Fogo para proteger eles.

No momento do golpe, Eduardo Cunha estava atravessando um de seus portais, ficando congelado pela metade. Sua cabeça estavam em um portal de um lado da calçada e o resto do corpo em outro portal no meio da rua.

- É... Sobre ele nós nem vamos precisar fazer nada! - Davidson disse para os companheiros, que fizeram um "curti" com as mãos em resposta.

- Aécio! Agora é a sua vez. - Evaristo falou, se virando na direção de Aécio Neves.

O senador disse algumas palavras que soaram como "o Brasil perdeu a grande oportunidade de ter um presidente da dimensão do Brasil" e, de repente, um terremoto balançou todo o bairro. O tremor foi tão forte que, se brincar, atingiu a cidade inteira.

A estradinha de terra batida (maldito seja o prefeito que não asfaltou a rua) começou a se rachar, e logo a subir um pouco, como se algo rastejasse embaixo dela. De fato, havia alguma coisa rastejando debaixo da terra.

Num estrondo muito alto, a estrada se partiu ao meio, revelando o que estava se movendo por baixo dela: o Tucanomóvel, uma espécie de helicóptero altamente potente em forma de tucano.

Antes que alguém pudesse fazer qualquer coisa, Aécio subiu no Tucanomóvel e levantou voo. Para impedir o senador de escapar, Davidson jogou o seu Machado do Poder na hélice do veículo, a quebrando e fazendo o Tucanomóvel cair lentamente.

Aécio Neves pegou um para-quedas e pulou, mas Evaristo foi mais rápido e incendiou o para-quedas.

- A queda já vai ser o suficiente para mantê-lo inconsciente por várias horas. Bom trabalho crianças, derrotamos de vez a Força-Tarefa da Corrupção!

Teresa e Davidson pressionaram novamente a nova tatuagem mágica, voltando ao normal.

- Até que enfim isso acabou, o que eu mais queria fazer agora é voltar para casa e esperar junto com Maria Ana e Juninho pela mãe Joana voltar. - Davidson disse, cansado de tantas coisas malucas num dia só.

- Não tão cedo, moleque. - Bolsonaro virou a esquina, entrando na rua numa cena dramática.

- Ah, por favor, mais um deles não! - Teresa reclamou. - Sabia que a gente devia ter dado um jeito nele lá no hospital.

Bolsonaro era seguido por uma série de repórteres de todas as emissoras de televisão e rádio existentes no Brasil e no mundo, que lhe faziam perguntas sem parar. Pelo menos até verem a destruição que os três tinham causado na rua.

Não restava quase nenhuma árvore em pé, todos os carros foram capotados ou completamente destroçados, haviam políticos caídos no chão imobilizados por toda parte, o presidente estava amarrado numa árvore, Eduardo Cunha tinha sua cabeça num lugar e corpo no outro, havia uma cratera imensa na estrada (sem contar com os buracos que já existiam), Marina Silva parecia ainda mais com o E.T. agora que fora queimada, exintorizada, presa e congelada. Adicione o fato de que tudo isso estava conberto de gelo e pronto: o caos estava instaurado.

Vários dos repórteres ficaram assustados e saíram correndo, porém os que ficaram começaram imediatamente a fazer perguntas ou apenas a falar coisas sem parar. Teresa reconheceu uma repórter da Globo: Glória Maria. Ela estava sendo transmitida ao vivo em um dos famigerados Plantões da Globo.

Depois responderem muitas e muitas perguntas e Evaristo fazer vários feitiços de distração, todos os repórteres, tirando Glória Maria, foram embora. Ela não fora afetada pelo feitiço pois também era da Força-Tarefa do Mal, mas por algum motivo estranho saía fumaça de suas orelhas, e ela nem cogitou atacar os irmãos.

Após finalmente terminar o Plantão da Globo, Glória Maria foi embora. Ela realmente fizera um escândalo, dizendo que os filhos de mãe Joana provocaram o caos na cidade, sendo que eles apenas destruíram um hospital, roubaram bicicletas e uma Kombi, causaram  uma das maiores pancadarias na favela da história, acabaram com um bairro quase inteiro e deixaram uma rua intransitável, além de diminuir a temperatura da cidade em 5° e detonar vários dos mais importantes políticos do Brasil.

Teresa, Davidson e o ex-jornalista da Globo saíram correndo para casa.

A rua estava estranhamente silenciosa. Teresa entrou no gramado e gritou:

- Juninho, Maria Ana? Chegamos em casa!

Não houve resposta.

Atravessaram o quintal e chegaram à entrada. A porta fora arrombada. Davidson empurrou a porta e se assustou com o cenário. A casa estava toda bagunçada, como se alguém tivesse revirado tudo por ali, e não havia nenhum sinal dos irmãos.

- Pra onde eles foram? - ele perguntou.

- A pergunta mais importante não é onde eles foram, e sim quem levou eles e o que fez com nossos irmãos. - Teresa disse, pegando novamente o papel com as instruções dos novos poderes do bolso. - Isso já foi longe demais...


Notas Finais


TAN TAN TAN
CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO...

Sério, depois dos capítulos 8 e 9 dessa fic eu tô com medo de ser expulsa do Brasil ou alguma coisa do tipo.

Me digam se gostaram, o que acham que aconteceu e suas teorias para os próximos capítulos nos comentários!

P.S.: Tem que ser muito V1D4 L0K4 pra terminar de escrever e postar capítulo as 2:15 da madrudaga.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...