História Me ajuda, Hyung? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Comedia, Flop, Jeongguk, Jikook, Jimin, Menção Vhope, Yaoi É Foda
Visualizações 107
Palavras 2.034
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIE
BROTEI AQUI MANO COM ESSA IDEAZINHA QUE EU TIREI DO CÚ
EU SEI TA UMA MERDA, EU SEI
MAS NAO DEIXA ELA FLOPAR
NÃO DEIXA CARA RS
ME PERDOEM A @ AINDA NAO PODE FAZER MINHA CAPA MAS QUANDO FICAR PRONTA TAMO AÍ
NAO ME MATEM S2
VOLTO DO HIATUS DA MEU.NOSSO BEBÊ 30/11

Capítulo 1 - ;"É recíproco fofa"


Me ajuda, Hyung?


;Capítulo Único

;Roteiro por Jeongguk

;”você gasta tempo comigo porque quer”


Decidir o que vai cursar pode ser uma das escolhas mais difíceis que você irá fazer - A menos que já tenha uma ideia fixa do que quer estudar.

O fim do ensino médio acaba com grande parte do que já criou, é finalmente a hora de virar um adulto.

Consequentemente terá que se despedir de amigos, promessas ou paixonites bobas que tenham existido, agora você é adulto e tem que se comportar como tal.

Entre tantos alunos estava o indeciso Jeon JungKook, um moreno bonito prestes a ir para sua faculdade na qual não conseguia escolher.


- São tantas opções, não são? - Perguntou olhando o amigo TaeHyung de fios cinza que sorria quadrado.  


- Sim, são.- Passou os olhos sobre as milhares de faculdades escritas no painel enorme localizado no meio do Colégio.


- Já sabe o que vai fazer? - Indagou sem tirar os olhos dali.


- Não faço a mínima idéia. - Riu bobo olhando para JungKook e seu rosto com uma expressão duvidosa.


Ali estava um amigo que Jeon com certeza odiaria perder.


- É, nem eu. - Jeongguk sentiu o vento frio bater sobre seu rosto, fazendo o mesmo respirar fundo.


O outono de Busan trazia junto com ele ventos frios e folhas secas.

Ouviram o sinal bater chamando a atenção dos alunos que se dirigiram rapidamente para seus devidos lugares nas milhares de cadeiras no auditório da escola.

Os professores formavam uma fileira na frente dos outros, os encarando com  sorrisos cativantes.


- Sorriam alunos, o ano está no fim. - Exclamaram animados despertando diversas reações.


Alguns gritavam, ansiosos pelo começo das férias, outros reclamavam, angustiados em deixar seus amigos ou namorados porque no fim sabiam que teriam que ‘abandonar uns aos outros.


- Façam menos barulho, por favor. - Pediu a professora de artes cênicas tentando acalmar a multidão agitada com sua doce voz.


TaeHyung e JungKook não gostavam de conversar sobre isso, ambos sempre terminavam esse tipo de conversa com a típica frase “nunca é um adeus” encenada, junto a gargalhadas.

O resto do da manhã foi longo e cansativo, cada um de seus professores fizeram o favor de dá-los um ‘adeus diferente incluindo cartõezinhos.

Por mais que Jeon sorrisse para todos, não se sentia muito animado como os outros ali que não podiam negar estar muito entusiasmados.

JungKook não via a hora de ir para a casa.


- Jeonggukie! - Gritou a loira vindo em sua direção.

Ótimo.

- Lucy. - Sorriu forçado evitando não vomitar com o decote nojento da outra.


Lucy tinha chegado de intercâmbio dos Estados Unidos a uns dois anos, desde então se acha rainha do colégio. Pobrezinha.


- Poderá passar na minha casa hoje? Para me ajudar com algumas atividades. - O olhou segurando cadernos.


“Oh, desculpe Lucy, você pode ser bonitinha mas é podre por dentro”.Pensou JungKook.


- Desculpa, estarei passando a tarde com um amigo hoje. - Justificou fingindo estar interessado na proposta da outra - E Lucy, invente uma desculpa melhor com a próxima pessoa, o ano acabou, você não tem “atividades” para alguém ajudar. - Sorriu satisfeito virando as costas para a loira.


Jeon procurou pelo amigo para que pudesse logo se despedir, queria ir para casa, imediatamente.

Afinal, tinha uma pessoa esperando ele lá,  não tinha?


[...]


- Cheguei. - Tirou os sapatos na porta de casa logo sendo derrubado por um abraço caloroso do amigo.


- Porque demorou? - Perguntou encarando o moreno caído no chão.


- É fim de ano, todos os professores resolveram fazer um discurso. - Sorriu sem graça desviando o olhar.


- Ah, entendo. Ainda bem que não tenho mais que passar por isso. - Deixou-se sorrir vitorioso.


- Jimin, você ainda estuda lembre-se disso.- Riu do mesmo ao ver o loiro fazer um bico.


- Mas eu já estou na faculdade pelo menos - Cruzou os braços franzindo o cenho.- E tenho um emprego


- Professor de dança em horas livres é um emprego? - Perguntou debochando do amigo.


- Claro, ser professor é uma profissão não importa em que  área. - Confirmou sorrindo.


- Ah,sim. - Respondeu irônico. - Porque chegou tão cedo afinal? Deveria estar aqui uma hora mais tarde.


- O Yoongi queria fazer merda e me envolver nela, então eu corri para cá mais cedo.- Sorriu bobo.


- Faz sentido. - Admirou o sorriso do outro junto aos seus olhos que faziam questão de se fechar.


Park Jimin era tão lindo.

O cabelo loiro junto a raiz morena o deixavam ainda mais charmoso naquele sorriso perfeito.

Jimin era amigo de Jeon a dois anos, se conheceram através de Hoseok o atual namorado de TaeHyung.

Tudo que eles viviam era intenso, a amizade, os passeios e até mesmo as brigas que foram quase obrigados a experienciar. Todos brigam afinal.

Jeongguk era extremamente ciumento em relação a Jimin, por mais que não percebe-se isso, não gostava de vê-lo abraçado com outras pessoas - Com a exceção de sua simpática família.

Entre pensamentos ambos não podiam negar, qualquer coisa os levariam um ao outro.

JungKook nunca admitiu estar apaixonado por Jimin, já que na visão do moreno, ele não sentia algo a mais’ pelo loiro. Sentia?


- Enfim, levante-se vamos fazer algo, semana que vem não terei tempo para gastar com você. - Brincou vendo o outro se levantar.


- Primeiramente, você gasta tempo comigo porque quer.- Sorriu levantando uma de suas sobrancelhas. - Segundamente, não terá tempo?


- Assim que eu sair da faculdade vou fazer hora extra no salão de dança, significa que não terei tempo para passar aqui. - Bufou desanimado.


- Porque tem que fazer hora extra? - Se aproximou confuso.


- O professor que daria aula está doente, mas não tem ninguém para substituí-lo no final de semana. - Fechou os olhos pensando no cansaço que sentiria.


- Ah, vamos aproveitar então.- Tentou animá-lo vendo um pequeno sorriso despertar.


- Certo. - Confirmou sorrindo.


- Vou pegar minha câmera. - Comentou subindo para seu quarto.


A câmera de Jeongguk era a principal companheira dos amigos, sempre filmando momentos importantes e risos divertidos.


Jeon não sairia de casa com Jimin sem sua preciosa câmera.


[...]


- Onde guarda tanta energia? Estou cansado de andar. - Indagou o moreno ao Park andando na sua frente.


- Não sei - Sorriu - Mas disseram que há uma atração nova por aqui em algum lugar.


- Jimin, sabe que você não é um guarda florestal não é? Aposto que não faz a mínima ideia de onde estamos. - Confirmou olhando a imagem na câmera.


- Talvez. - Riu sem graça dando um “Tchau”  com a mão para a câmera.


- Aish, não podemos parar e tomar um sorvete? - Questionou parando de andar.


- Ah, um sorvete pode ser bom. - Afirmou caminhando até Jeon em passos lentos.


Mesmo decididos do que fazer, demoraram em torno de trinta minutos até achar uma sorveteria decente.


- Estou morto. - Bufou JungKook colocando a colherzinha vermelha de volta em seu sorvete a enchendo novamente.


- Está muito sedentário. - Debochou rindo.


- Você é mais velho e eu estou sedentário? - Arqueou a sobrancelha olhando o loiro.


- Idade não tem nada haver. - Deu língua para o outro fazendo o mesmo rir.


Realmente, Jimin parecia uma criança de três anos e não vinte três.


- Gukie? - Uma voz feminina e irritante chamou a atenção dos dois sentados no banco de madeira em frente a sorveteria.


Aquela cosplayer de prostituta realmente não deixava Jeon em paz.


- O que quer Lucy? - Virou-se para a mesma ao reconhecer sua voz.


Jimin que antes se encontrava sorrindo fechou a cara em instantes se sentando mais próximo de JungKook.


- Bom, estava andando pelas ruas e te vi aqui sentado com...ele. - Sorriu ao iniciar a palavra e se emburrou em seguida se referindo a Jimin com desgosto.


Lucy não tinha uma boa relação com Park, e vice versa. O loiro percebia a visível - até demais - quedinha’ que a garota tinha por seu amigo.


Quedinha era um termo fraco para aquilo que a jovem fazia.


Jimin odiava o jeito totalmente entregado da outra, uma vez deixou acidentalmente’ o chocolate quente de Jeon cair em cima da mesma quando a loira visitou a casa dos Jeon’s para um ‘trabalho escolar’



- Não foi isso que ele perguntou, perguntou o que você quer. - Indagou Minnie sem paciência.


- Sabe que eu odeio você não é? - A jovem perguntou colocando uma mão na cintura enquanto a outra mão apontava para o rosto de Jimin.


- É recíproco fofa. - Sorriu olhando a mulher de cima a baixo.


- Lucy, como te disse mais cedo estou passando a tarde com Jimin, me deixe em paz por favor. - Pediu Jeon em um tom pacífico.


- Certo, espero que tenha uma boa tarde. - Resmungou com nojo na voz.


Virou-se de costas e saiu rebolando como uma barbiezinha idiota.


- Aquela garota é nojenta. - Comentou Jimin voltando a atenção para seu sorvete.


- Sei disso. - Suspirou.


- Mas mudando de assunto, vai escurecer em breve, não quer fazer algo divertido antes de ir para casa? - O loiro.


- Claro. - Sorriu balançando a cabeça em afirmação.


- Vem então. - Segurou na mão do moreno caminhando com o mesmo que segurava sua câmera olhando para a mão do menor na sua.


Park era tão precioso para si e isso ele não podia negar.


[...]


A noite chegava devagar enquanto ambos caminhavam para casa calmamente, Jeon continuava a segurar sua câmera enquanto mantinha seu corpo cansado de pé.


Jeongguk parecia cabisbaixo, talvez pela dor que sentia em suas costas exaustas.


Os amigos tinham seus corpos queimando por dores de cansaço, após corridas divertidas e passeios em parques de Busan.


A única coisa que os deixaria animados novamente no momento era uma boa noite de sono.


- Porque não me deixa gravar também? - Jimin questionou olhando para JungKook que gravava o rosto claro do outro.


Chim nunca havia gravado na câmera de Jeon, o menino era muito possessivo com sua amiga - também conhecida por Kimmy.


- Porque a câmera é minha. - Riu da expressão de raiva que o outro fez.


- Só um pouco, por favor. - Implorou olhando o moreno.


- Um pouco apenas. - Entregou na mão do loiro que sorriu animado mirando a câmera no rosto de Jeongguk.


- Fale algo para a minha primeira gravação! - Exclamou vendo o sorrisinho no rosto do mais novo.


- Saranghaeyo, Jimin. - Fez um pequeno coração para a lente da câmera fazendo ambos rirem.


- Bobo. - Continuou gravando dando zoom nos dentes de coelho de Jeon.


- Ei, Jiminnie. - Chamou a atenção do outro que tirou o foco dos dentes de JungKook para o resto de seu rosto.


- Sim? - Sorriu enquanto continuava filmando.


- Pode me ajudar, Hyung? - O olhou com o olhar mais sincero que tinha.


- Claro, o que? - Encarou-o vendo a seriedade na voz do amorenado com cheiro de baunilha.


- Eu, não sei que faculdade deveria fazer. - Suspirou triste.


- Bom, deve achar algo que goste mesmo fazer. - Parou de caminhar para dar as instruções’ para Jeongguk.


- Que eu goste mesmo de fazer? - Colocou a mão no queixo fingindo uma cara pensativa. - Dormir conta? - Brincou.


- Claro que não idiota. - Bateu no ombro do maior com a mão livre.


- Sendo assim, acho que irei fazer aula de dança com você. - Olhou para frente sorrindo.


- Do que está falando? A academia de dança sequer é uma faculdade. - Caminhou até o outro que se encontrava poucos passos à sua frente.


- Disse que eu deveria fazer algo que eu realmente gostasse, e eu amo ver você dançar. - Olhou para o amigo atrás de si. - Além disso poderei dançar também.


- Gosta de me ver dançar? - Perguntou tentando processar tal informação.


- Er... Vamos para casa, sim? - Disfarçou voltando a andar.


- Espera como assim gosta de me ver dançar? - Correu atrás do mesmo que ria fraco.


Ah Jimin, não era apenas de te ver dançar que ele gostava.


- Eu gosto de você seu tapado. - Riu sem parar de caminhar.


Por mais que Jeon estivesse rindo, estava suando frio por dentro, ele tinha acabado de dizer algo que não esperava dizer.


Park ficou estático no lugar que estava, congelado tentando entender tudo que tinha escutado, aquilo tinha sido uma confissão, não tinha?


A fiel câmera continuava a gravar a declaração mais retardada que qualquer uma câmera poderia ter gravado.



- Ei, idiota, eu também gosto de você.



Jeon não se importaria de ouvir aquilo em sua câmera quantas vezes pudesse.




Notas Finais


AAAAAAAAA
Tava_Com_Vergonha_De_Postar.Mp3
Se flopar eu apago e finjo que nada aconteceu rs

Para quem não sabe -
"Nunca é um adeus"
É uma frase típica do filme "Velozes e Furiosos"

Saranghaeyo significa "Eu te amo".

NÃO DEIXA ESSA BB FLOPAR
COMENTE!

Leia também;
https://spiritfanfics.com/historia/meunosso-bebe-10056747


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...