História Me Deixe Curar Sua Dor - YoonMin - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Vkookhope, Yoonmin
Visualizações 93
Palavras 2.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioioioioioioi
Tudo bom? Eu to bem mal.
Leiam o capítulo e saberão 💔
Escutem músicas extremamente bad.
Capítulo gigante por 6
Fui
~Boa leitura~

Capítulo 26 - A Verdade Escondida pt2


Fanfic / Fanfiction Me Deixe Curar Sua Dor - YoonMin - Capítulo 26 - A Verdade Escondida pt2

Jimin Pov

- Depois que encontrei Jin no banheiro, eu tentei ajuda-lo. Desamarrei seu pescoço e o detei em meu colo. Eu ainda tinha esperanças de que ele estaria vivo mas ele não estava.




- Jin, por favor acorda! Eu preciso de você, não me deixe, não nos deixe. Abre os olhos por favor, por favor. Quem fez isso com você?




- Eu tentei de todas as formas o acordar, tentei respiração boca a boca massagem cardíaca mas nada adiantava. Eu entrei em desespero. Seu coração não batia mais. Eu sabia que ele estava morto. Ele me ensinava várias coisas sobre medicina e vocês sabem que era o que ele estudava, então eu chamei a polícia e a ambulância.

- Por que você chamou a polícia se foi suicídio Jimin?

- Porque eu não acreditava que ele poderia fazer algo como aquilo com ele. Eu não queria acreditar Hope.





A polícia e a ambulância já haviam chegado na minha casa e eles faziam a vistoria na casa e o Jin já havia sido levado para a ambulância enquanto conversava com o policial. Ele me fazia várias perguntas, me pedindo para repassar todos os horários e onde estive o dia inteiro. Me perguntando o que Jin fazia da vida e o que eu era pra ele, ou sobre como era sua personalidade e se ele já sofreu bullying na escola. Eu respondi que ele sempre foi muito alegre e amoroso, sempre amou o que fazia e principalmente tinhas planos para o futuro. Ele anotou tudo em um papel e me avisou em qual hospital ele estava para fazer a autópsia e declarar o estado de óbito.

De fato, eu não conseguia mais segurar minhas lágrimas, e mal conseguia andar. Mas mesmo assim dirigi até hospital e assinei a declaração de óbito. Liguei pro casal e expliquei o ocorrido bem por cima, apenas falando que Jin morreu, eles vieram rápido ao meu encontro e assim que os vi meus olhos se encheram novamente e corri para abraça-los.

Eles me faziam muitas perguntas, mas eu não conseguia responder. Eu não queria responder, não queria que eles sentissem essa dor que estou sentindo agora.

Eu pedi para eles contarem pro Jungkook que eu contaria pro Namjoon já que morávamos juntos. Nós fomos juntos ver o corpo pela última vez, mas só podíamos ver seu rosto. O casal apenas beijou a testa do agora falecido e choraram. Eu dei um beijo em seu rosto enquanto fazia carinho no mesmo, enquanto susurrava um "eu te amo". Deixei um beijo em sua testa e cobri seu rosto novamente com o plástico escuro. Encarei os dois que se abraçavam atrás de mim. Hope chorava e Tae me encarava profundamente. Sorri de leve e os chamei para ir-mos embora. Eles acenaram com a cabeça e saímos do hospital depois de marcar a data para o enterro que seria no sábado. Três dias depois.

Hope me perguntou se eu estava bem o suficiente para dirigir e se queriam que eles fossem comigo pra casa e ficassem lá. Mas eu disse que preferia ficar sozinho e me preparar pra contar a Namjoon que com certeza surtarua. Eles apenas concordaram e sussurram um "entendo" e entraram em seu carro. Entrei no carro novamente, vendo os partir na minha frente e eu ir ao encontro de minha casa.

Quando entrei na mesma, as lembranças invadiram minha mente me fazendo cair ao chão e chorar. Era a única coisa que eu podia fazer.

Quando era umas 17:00 um policial me ligou falando estar confirmado o suicídio do Jin e dizendo que a causa foi por bullying apenas por ser homossexual. Eu gritei com ele, falando que ele estava louco, e que ele nunca havia me contado algo assim. Ele disse que sorrir era normal em alguém que tem depressão e não quer magoar as pessoas que ama.

Eu chorei mais ainda, e toda vez que via suas fotos nas paredes a saudade aumentava cada vez mais e dor se aprofundava mais, chegando ao ponto de sentir o mesmo ser rasgado ao meio. Eu amava ele, era a minha família, a minha "mãe". E eu era o culpado pela morte dele, porque eu fui um péssimo "filho" quando não percebi o que ele passava. Ele sempre sabia como me sentia, e eu pensava que o conhecia.





- Quando Namjoon chegou ele viu eu chorando, então perguntou o que havia acontecido, mas eu não conseguia falar então só chamei por Jin. Ele entrou em desespero e começou a procurar por ele pela casa, mas ele não o encontrou. Eu pedi para que ele se acalmasse mas ele começou a gritar comigo e eu me senti realmente pressionado.




- O que aconteceu com o Jin? Cadê ele? - Sua expressão era de desespero e ele olhava em cada canto da casa procurando pelo seu amado. - cadê o Jin, Jimin? Ele não está aqui? CADÊ ELE?

-  Mon, por favor! Você tem que se acalmar! Eu nem sequer contei o que aconteceu ainda! - exclamei.

-  ENTÃO, ME FALA LOGO, POR FAVOR! O QUE ACONTECEU COM O JIN? CADÊ ELE? POR FAVOR, ME FALA ONDE ESTÁ ELE!

-  MON, O JIN ESTÁ MORTO, TÁ LEGAL? ELE ESTÁ MORTO! Ele está morto, Namjoon... -  eu me amaldiçoada por nunca ter tanta paciência e sempre falar tudo de uma vez quando me sentia pressionado. Isso era uma coisa que não devia ter acontecido agora. Eu pensava que abaixar o tom de minha voz iria ajudar mas não o ajudou.

-  Como assim ele está morto, Jimin? Ele não está morto, não pode ser verdade. FALA PRA MIM QUE É MENTIRA, JIMIN; ISSO NÃO PODE SER VERDADE!

-  PARA DE GRITAR NAMJOON! Isso não está ajudando...  eu queria que fosse mentira mas não é. Ele está morto, Namjoon... ele está morto. - eu repetia essa mesma frase pra tentar me convencer desse fato, pois eu não conseguia acreditar. Só voltei a mim mesmo quando percebi e mais velho em minha frente perder a consciência e cair no chão. Eu entrei em desespero, não aguentaria se algo acontecesse com ele também - NAMJOON! NAMJOON VOCÊ ESTÁ BEM? NAMJOON??!!

Eu liguei pra ambulância mais uma vez naquela noite, pois eu sabia que se o levasse acabaria sofrendo um acidente. Quando chegamos perto do hospital, Namjoon teve uma parada cardíaca, os médicos da ambulância conseguiram o reagir, mas depois disso ele teve mais duas paradas e eu pensei que iria o perder.




- Quando ele teve as paradas cardíacas, eu chamei vocês para irem ao hospital, e lá eu contei como o mesmo reagiu à notícia e contei pra vocês quando me perguntaram, que Jin havia se suicidado. Depois de alguns dia o Namjoon conseguiu alta do hospital e voltou pra casa, mas ele não se sentia bem la, então eu conversei com ele. Ele nem sequer olhava na minha cara de direito, mas mesmo assim eu disse que se as lembranças não o fazia bem, eu pagava um outro apartamento para ele e eu cuidaria daquela casa assim como Jin sempre cuidou. Ele recusou e disse que não precisava da minha ajuda, que não era mendigo e que ci seguiria um apartamento com o próprio dinheiro. Eu apenas concordei e pedi desculpas. No outro dia ele já havia se mudado. Eu mandava mensagens constantemente pra ele para saber se estava bem e para pedir que ele se encontrasse com vocês. Mas ele nunca me respondia. Mas eu ficava aliviado quando ele saia com vocês, mesmo que pouco.  Mas depois de dois meses ele se afastou completamente de nós, e acho que vocês também perceberam isso. Ele até saiu da faculdade.

- Sim.

- Eu fiquei com medo, então mandava mensagens todos os dias perguntando como ele estava mesmo tendo vergonha de falar com ele depois do que aconteceu. Mas novamente ele nunca me respondia. Até que teve um dia que era tarde da noite, e eu não estava conseguindo dormir. Então eu recebi aquela mensagem que vocês viram. Eu tive uma sensação péssima, e sabia que eu algo iria acontecer. Então comecei a mandar mensagens e a ligar pra ele, mas não adiantava.

- Para! Eu não quero mais ouvir. - Jungkook falava pondo as mãos em seus ouvidos. Vê-lo assim me parte o coração, pois ele é o que eu mais tinha carinho. Foi o primeiro a me apegar quando entrei pro grupo de amizades.

- Me desculpe Kook, mas eu preciso falar. - limpei as lágrimas mais uma vez e os encarei. Tudo o que conseguia pensar era "me desculpa por mata-los, por fazer essa dor em vocês" mas eu tinha que contar. - Eu queria correr até onde ele estava mas eu não sabia. Então me ligaram novamente, e era a polícia. Ele me disse que esse era o último número nos resgistro do celular e que havia acontecido um incêndio em um quarto de hotel. Ele me chamou ao local para reconhecer o corpo. Eu fui até lá. Era um local um pouco distante e havia muitas viaturas e duas ambulâncias. Dentro dela havia o corpo do Namjoon, totalmente queimado e nem dava pra reconhecer se não fosse sua tatuagem em seu braço eu não saberia que era ele. Eu perdi as forças no meu corpo e não conseguia mais fazer nada a não ser responder as perguntas do policial. Depois disso a ambulância o levou para o hospital mas eu não o acompanhei. Eu voltei para casa e depois vocês chegaram. Acho que o policial não ligou para vocês, já que quando chegaram não sabiam o que havia acontecido. Isso foi tudo o que aconteceu.

- Por que não foi no hospital?

- Eu sabia que a família dele não iria querer me ver Tae.

- Mas você nem passou o endereço pra gente. Sabe como nos sentimos?

- Me desculpa.

- E porque não foi nos enterros Jimin? Nos dois enterros?

- Eu estava lá, Tae.

- Não você não estava. Eu procurei você por todos os lugares, e você não estava lá. Eu queria o seu apoio. Você era o meu melhor amigo. Eu me senti tão magoado, me senti tão triste, porque era você que sempre me confortava, eu precisava tanto de você lá. Mas eu tentei entender o seu lado por que você era sempre o mais sensível de todos nós, mas eu só queria que você estivesse lá.

- Mas eu estava. Eu só não tive coragem de encarar vocês. Eu senti tanta culpa. Eu não queria ver aquilo, pois eles estavam sendo enterrados por minha culpa!!! Mas eu sempre estive lá, eu só não tinha coragem para ver vocês, para tentar amenizar uma dor que eu cauzei!! Entenda o meu lado!

- Como você quer que acreditamos em você depois de tudo Jimin?! Você não devia ter esperado tanto tempo pra nos contar Jimin. Eu não sei se entendo o seu lado mas eu perdi a minha confiança em você. Eu não sei o que irá acontecer depois disso, mas, eu não sei se quero mais mentiras na minha vida.

- Me desculpa Hope, me desculpa. Eu sei que eu errei mas por favor me desculpa.

- Não me chame de Hope. Vamos embora Tae. Já ouvimos tudo.

- Claro. Kook você virá com a gente? Ainda temos que conversar.

- Sim.

- Por favor me perdoem.

Eu não conseguia fazer nada. Apenas implorar por perdão enquanto nem tinha coragem de levantar a minha cabeça. Eu sabia que os quatro choravam assim como eu.

O baque da porta foi ouvido com força, e só depois de ouvir o barulho do destravamesnto do carro e o ronco do mesmo, pude cair no chão chorar novamente. Chorar até não ter mais lágrimas em meu organismo.

Foi quando senti braços quentes ao meu redor o que me surpreendeu um pouco. Eu nem lembrava que Yoongi estava lá. Ele me abraçou forte e chorou junto comigo. Seus braços eram tão quentes. Eu não mereceria senti-los. Então eu o afastei.

- Por favor não faça isso. Eu não mereço nada disso!

- Não diga isso Jimin. Por favor me deixa fazer isso.

Então ele me beijou. Eu não conseguia formular exatamente nada em minha cabeça, muito menos o que fazia naquela hora. Só me deixei levar sentindo o gosto salgado em minha boca.


Notas Finais


Não se iludam.
Não me matem
Amo vcs❤
Até segunda
Comentem.
Espero que tenha tirado dúvidas na cabeça de vcs. Eu acho que esse capítulo não atingiu onde deveria atingir, mas não consegui fazer melhor.
Se preparem pois a tendência é piorar
Mas vai melhorar prometo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...