História Memories After All - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Ed Sheeran, Hailee Steinfeld, Shawn Mendes
Visualizações 183
Palavras 3.461
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaa! Gente, mil desculpas por não ter postado ontem. É que esses últimos três dias foram bem loucos para mim, não tive tempo para nada e ainda precisava terminar de escrever o capítulo.
Boa leitura!!!!

Capítulo 37 - Somos muito jovens


Sofia olhava para o seu reflexo no grande espelho de seu closet. Vestia um longo vestido, de alça, azul marinho, com flores médias no tom rosa pastel. Havia uma grande fenda deixando a mostra uma parte de sua perna esquerda e um decote discreto em seu colo. Nos pés calçava uma sandália de salto, bege, de tiras finas e seus cabelos estavam meio-presos, repleto de cachos nas pontas. Seus dedos estavam repletos de anéis pratas delicados. Sua maquiagem, em tons de nude, completava o sutil visual.

Era 07h17min, Shawn e Sofia iriam ao casamento de Tristan e Sandy, amigos de Shawn. Tristan trabalhou com o garoto em toda a sua turnê. O casamento seria em San Diego, a três horas de Los Angeles.

Shawn entrou no closet, vestindo o seu terno, com a gravata em mãos. Ficou parado na porta, observando a garota atenta ao próprio reflexo. Ela olhou para baixo e suspirou.

- No que está pensando? – Perguntou Shawn. Sofia, que não percebera a presença dele, assustara-se ao ouvir sua voz. Shawn sorriu.

- Nada demais. – Falou e caminhou até a penteadeira.

Pegou um de seus perfumes e espirrou em seu corpo. Primeiro atrás das orelhas, segundo nos ombros e por último nos dois pulsos. Shawn aproximou-se e, cuidadosamente, a abraçou por trás. Beijou o ombro dela e encostou seu nariz no pescoço da garota sentindo a leve fragrância da pele perfumada da garota.

- Você está linda. – Falou, quase sussurrando. Sofia fechou os olhos e sorriu.

- Me deixe colocar sua gravata. – Falou virando-se para ele.

Shawn sorriu e a soltou. Entregou a gravata azul marinho à garota e ela colocou ao redor do pescoço dele, dando um perfeito nó. Em todo o processo, Shawn apenas conseguia olhar para ela.

- Aconteceu algo? – Perguntou. Sofia negou com a cabeça.

- Apenas estou com sono. – Disse e sorriu leve. – Já volto.

Sofia saiu do cômodo e foi ao seu banheiro. Sentou na tampa fechada do vaso sanitário e, com as mãos no rosto, suspirou. Sentia-se tonta e sem ar. Estava sufocada e não sabia o motivo. Fechou os olhos e respirou fundo. Uma vez. Duas vezes. Três vezes. O sentimento não passava. As paredes do banheiro pareciam se mover e sufoca-la ainda mais. Queria sair de lá, mas se Shawn a visse ele saberia que ela não estava bem. E ela não conseguiria explicar a ele. Nem mesmo ela entendia o que estava sentindo.

- Sofi? – Chamou Shawn. Sofia levantou-se quase que imediatamente. – Está tudo bem?

- Estou saindo. – Respondeu.

Olhou-se no espelho e viu que estava nítido que ela não estava bem. A turnê pelo América do Norte iniciaria no dia seguinte e ela estava preocupada e ansiosa. Mas sentia que não era apenas aquilo que a afligia.

Ela queria fugir, ficar sozinha. Mas sabia que não poderia fazer isso. Suas responsabilidades e sua consciência não deixariam.

E elas sempre falavam mais alto que suas vontades..

Abriu a porta e encontrou Shawn sentado na cama. Viu o semblante preocupado do garoto, mas ele não falou nada.

Ele sabia que ela não estava bem, mas acreditava que Sofia o procuraria para conversar sobre suas angústias. E se não o procurou é porque não estava confortável em falar. E ele não insistiria nisso. A verdade é que seu orgulho não permitia que ele insistisse. Bem no fundo, ele não gostava do fato de ela evitar conta-lo. Sentia que era seu dever tentar ajudá-la, mas nada poderia fazer se ela não permitisse.

- Vou levar o Gohan à D. Mercedes, já volto. – Disse Sofia e não esperou por resposta. Pegou o cachorrinho e, junto a bolsa com as coisas dele, saiu em direção a sua vizinha.

Ao fechar a porta Sofia parou por uns instantes. Olhou para o cachorrinho em seu colo e sorriu.

- Eu sei que sou pouco carinhosa, mas você é muito precioso para mim, meu Gohan. – Disse quase sussurrando, na esperança que o cachorrinho a entendesse. – Você está cada dia mais lindo. E pesado. Tá crescendo demais, rapaz. – Falou e sorriu. Acariciou a cabeça dele. – Você é uma das melhores coisas que me aconteceu e eu te amo muito. Apenas quero que você saiba disso. E eu sei que você está entendendo cada palavra que eu digo. – Disse. Gohan esticou-se e lambeu o rosto dela e a garota compreendeu esse gesto como um sinal de que sim, ele entendia.

Sofia pensou em continuar a falar, mas decidiu não levar mais tempo. Eles ainda precisariam pegar a estrada e ela não queria os atrasar. Deu um beijo no topo da cabeça do cachorro e caminhou até a porta vizinha. Em poucos segundos após Sofia apertar a campainha, D. Mercedes apareceu sorridente à porta.

- Olá meus queridos. – Falou estendendo o braço para pegar Gohan. – Não se preocupe com nada, você sabe que eu amo a companhia desse mocinho. – Disse ela acariciando a cabeça do cachorro e o colocando no chão. Logo depois estendeu a mão para pegar a bolsa das mãos e Sofia.

- Mais uma vez obrigada, a senhora é incrível! – Agradeceu Sofia.

- Pare de me agradecer. – Falou D. Mercedes em um tom divertido. – Você está muito linda, minha querida. – Disse gentilmente.

- Obrigada. – Falou Sofia, porém não conseguiu esconder o seu jeito tristonho.

- Aproveite que vai a esse casamento e se divirta por lá. Deixe para pensar no que quer que esteja te afligindo depois. – Disse em um tom quase que autoritário.

- Vou tentar, prometo. – Falou Sofia sem se preocupar em tentar esconder que não estava bem. – E preciso ir, mas quando voltar venho aqui para jogarmos conversa fora. – Disse sorrindo.

- Venha mesmo, adoro suas visitas. Estou sempre tão sozinha...

- Prometo que venho mais vezes. – Disse Sofia. – Qualquer coisa me ligue.

- Dirija com cuidado e vá despreocupada. – Disse Mercedes e sorriu para a garota. Sofia sorriu de volta e voltou ao seu apartamento.

Foi em direção a sua bolsa que estava em cima do balcão e a pegou, junto as chaves do carro.

- Tudo bem se você dirigir? Quero cochilar um pouco. – Disse. Shawn assentiu com a cabeça, mas a olhou preocupado. – Eu só estou preocupada com o show de amanhã, cansada e naqueles dias. Só isso. Vou ficar bem. – Falou tentando alivia-lo.

- Tem certeza? – Perguntou.

- Acho que sim. – Falou Sofia e antes de ser repreendida por Shawn, reafirmou: – Vou ficar bem. Vamos! Ainda precisamos encontrar um lugar para tomar café da manhã.

                                        ***

- Eles estão tão felizes. – Comentou Shawn olhando os amigos recém-casados posando para fotos.

Os dois estavam sentados à mesa, esperando os amigos de Shawn, que também são membros de sua equipe, que foram servir-se com o almoço.

- A cerimônia foi linda. – Falou Sofia, também os observando.

- Você estava quase dormindo. – Falou Shawn sorrindo.

- Não estava! – Defendeu-se. – Tomei três copos de café antes de vir e ainda cochilei no carro.

- Ainda não entendi como você consegue cochilar após tomar três copos de café? – Questionou Shawn, brincando. – Você parece criança, basta entrar em um carro que cochila.

- Melhor lugar para tirar um cochilo é na estrada. – Falou.

- Se tivesse outra cerimônia você assistiria?

- Calma, tudo tem limites. – Falou Sofia erguendo os braços. – Uma vez é mais que suficiente. – Falou. Shawn apenas sorriu e olhou para baixo, pensativo.

- Você não gosta dessas cerimônias, não é?

- Não é que eu não goste... Apenas não é pra mim, sabe? – Falou. – Eu me imagino dividindo uma casa com alguém que eu esteja me relacionando, mas não casada.

- Alguém? – Perguntou Shawn e mexeu-se desconfortável na cadeira.

- Estou falando de uma maneira geral. – Disse Sofia. – Não sabia que o assunto havia se tornado específico.

- Não se tornou. – Falou Shawn.

- Ok. – Falou. – Somos muito jovens para pensar nisso.

- Claro, você tem razão. – Falou Shawn. – Somos muito jovens.

                                              ***

- Eu nunca vi o Tris tão bêbado. – Falou Shawn rindo, enquanto ele e Sofia entravam no apartamento da garota. – Ele me abraçava direto para falar o quanto estava feliz.

- Melhor parte foi vocês dançando valsa. – Falou Sofia rindo com a lembrança.

- Ele pisou no meu pé três vezes. – Falou rindo. – E você quatro.

- Eu avisei que não era uma boa dançarina, você que quis arriscar. – Defendeu-se Sofia.

- Vou lembrar disso para a próxima vez.

- Ouça o que eu digo, estou te preservando de futuras dores e decepções. – Falou brincando. – Vou tomar banho para ir a consulta com o médico. De lá vou direto para a reunião...

- Droga, esqueci da sua reunião. – Disse Shawn, batendo na própria testa ao perceber seu esquecimento.

- O que foi? – Perguntou Sofia sem entender.

- Camila está na cidade e nos convidou para jantar com ela. Esqueci completamente da sua reunião e disse que nós iríamos. – Falou. – Ela pega um voo ainda hoje, então não daria para mudar o horário. Vou falar com ela e marcamos para outro dia.

- Você pode ir. – Falou Sofia. – A reunião será rápida, apenas preciso aprovar os vídeos do início da turnê e repassar alguns detalhes sobre as filmagens das gravações do álbum. – Falou enquanto retirava as sandálias. – Assim que sair de lá encontro vocês. – Disse.

- Vai ser rápida mesmo?

- Vai. São apenas alguns detalhes a acertar e preciso assinar uns contratos, mas estes eu vou ler com calma em casa. – Falou. – Vou tomar banho e aviso Camila.

                                          ***

Sofia estava em casa, sentada à bancada, lendo os papéis de contrato. Além do YouTube, ela receberia o apoio de outras empresas, portanto estava lendo cuidadosamente para garantir que concordava com todos os termos exigidos. A reunião demorara, pois além de eles terem levantado pautas que seriam discutidas apenas depois, o editor dos vídeos acabou se atrasando e, como ele era detentor de todos os vídeos e sua presença era essencial, eles precisaram espera-lo. Após terminar, imediatamente ligou para Shawn, mas ele havia acabado de se despedir de Camila. Agora Sofia o esperava, em meio a vários papéis, enquanto o garoto trazia o jantar dela.

Gohan ficou em pé, encostado as pernas de Sofia. A garota abaixou-se e pegou o cachorro, colocando-o em seu colo.

- Ei, rapaz. – Falou. – Está com fome? – Perguntou. O cachorrinho a olhou e pendeu a cabeça para o lado. – Acho que está com fome sim. Vem, vamos comer!

Levantou-se com o cachorro no colo e caminhou até o armário da cozinha onde estava a ração. Colocou Gohan no chão e pegou o pacote de ração. Gohan começou a pular nas pernas de Sofia e a abanar o rabinho.

- Calma, já vou colocar sua comida. – Falou enquanto se abaixava para colocar a ração na tigela, ao mesmo tempo em que tentava afastar Gohan, que estava ansioso para degustar sua comida. – Você é muito faminto, mas não julgo, deve ter puxado a mim.

Sentou-se no chão, ao lado de Gohan e encostou a cabeça na parede. Olhou para os papéis dos contratos em cima da bancada e para os papéis dos exames que ela recebera mais cedo. Fechou os olhos e sentiu uma lágrima descendo de seu olho, enxugou-a rapidamente e sorriu para Gohan. Acariciou o pelo dele, lentamente, enquanto o cachorro, focado em sua comida, não a dava atenção. Ouviu o som da porta sendo aberta e logo viu Shawn com as sacolas em mãos.

- Meu salvador! – Brincou Sofia. Levantou-se e foi ao encontro dele. Deu-lhe um breve beijo e pegou as sacolas, colocando-as em cima da mesa. – Você trouxe chocolate e sorvete! Definitivamente meu salvador. – Falou enquanto levava o sorvete para o congelador.

- Trouxe uma salada também. E limonada. – Falou. – Fiquei com a consciência pesada.

- Eu vou comer o hambúrguer e as batatas do Hard Rock Cafe, acho que a salada não vai adiantar muito. – Falou brincando. – Mas eu amo a salada do Hard Rock. E estou mesmo pensando em cortar o refrigerante da minha vida, então você pensou certinho.

- Você vai mesmo comer tudo isso?

- Claro que vou. – Falou retirando o hambúrguer do saco e sentando na cadeira. – Mas se quiser eu divido a salada. – Brincou.

- Não, obrigado, já comi bastante. A salada é toda sua.

- Como foi com a Camila?

- Ótimo. Ela sempre tem bastante assunto. – Comentou. – Ela me mostrou a música que vocês escreveram juntas.

- O que achou? – Perguntou animada.

Camila havia mostrado a versão final de estúdio da música para ela em uma vídeochamada há alguns dias atrás. Sofia amou o resultado, por isso estava ansiosa para ver o que o Shawn achara.

- Está incrível! Ela me contou sobre as mudanças que você propôs e, de fato, encaixaram melhor na música. E achei a letra divertida. Diferente do que você faz.

- Foi o mais divertido de tudo, escrever algo que não seja relacionado a minha vida. Não seja baseada em ninguém que eu conheço. Apenas escrevemos juntas em cima de uma ideia que ela teve. Foi incrível. E a Camila é incrível. – Falou e deu uma mordida em seu hambúrguer.

- Nem toda música precisa ter uma história por trás. – Comentou Shawn. Sofia apenas concordou com a cabeça, por estar ocupada comendo o hambúrguer. – Como foi sua consulta? – Perguntou. Sofia fez um sinal com a mão, indicando que ele esperasse, enquanto ela terminava de mastigar.

- Está tudo bem. – Respondeu e voltou a comer.

Shawn assentiu sorrindo e pegou Gohan, que estava deitado próximo a Sofia. Os dois foram para a sala, enquanto Sofia terminava de comer para voltar a ler os contratos. Shawn deitou no sofá, com Gohan em seu peito e o celular em mãos, pronto para passar o tempo olhando a timeline de suas redes sociais.

 - Amém! – Falou Sofia com as mãos erguidas para o céu após finalizar seus deveres.

- Terminou? – Perguntou Shawn. Sofia virou-se para ele e viu que o mesmo olhava para o celular com uma expressão preocupada.

- Sim. Já li tudo e enviei minhas anotações a Stephan. – Disse organizando os papéis para guarda-los. – O que aconteceu?

- Uns paparazzis tiraram algumas fotos de Camila e eu no restaurante. – Falou. – Os veículos de informação estão amando.

- Deixe-me adivinhar: vocês claramente estão me traindo. – Falou Sofia desligando o notebook.

- Foi a primeira suposição, agora eles conseguiram juntar provas e chegaram a uma nova conclusão. – Falou Shawn sentando no sofá.

- Espera! – Falou Sofia antes que ele continuasse a falar. – Vocês estão juntos desde quando nós dois terminamos quando estávamos no Brasil e você foi fotografado, abatido, voltando para casa. – Disse Sofia.

- Quase. – Disse. Sofia resmungou por ter errado. – O motivo do nosso término foi justamente por eu nunca ter deixado de amar a Camila. Agora que você e eu não estamos mais juntos, desde que estávamos ao Brasil, Camila e eu não precisamos mais esconder o que sentimos.

- Awn... Vocês tiveram um final feliz.

- E segundo fontes próximas você está destruída com o nosso término e já está compondo para o novo álbum.

- Vou expor todos! – Falou Sofia animada. – Primeira faixa se chama Fake Friend, totalmente dedicada a Camila, por ela ter fingido ser minha amiga apenas para se reaproximar de você.

- Já tem o nome do álbum? – Perguntou Shawn prendendo o riso.

- Mas é claro! – Falou Sofia. – Exposed Party. Em breve em todas as lojas e nas plataformas digitais. – Falou e os dois gargalharam com a brincadeira. – Por que está preocupado? Eles sempre fazem isso – Perguntou.

- Uma é minha amiga e a outra minha namorada. Não quero ninguém atacando vocês por algo que não existe. – Falou.

- Depois dos acontecimentos de hoje acho bom você especificar qual é a amiga e qual é a namorada. – Brincou Sofia. – E nós já somos atacadas todos os dias, não há como controlar isso. Vamos apenas nos certificar que as pessoas certas saibam que é mentira e está tudo bem.

- Como iremos fazer isso? – Perguntou Shawn. Sofia pensou por uns instantes até que conseguiu algo.

Pegou o celular e escolher uma das fotos que eles tiraram mais cedo. Era uma selfie na qual Sofia estava com os olhos arregalados, com uma mão tampando a boca, enquanto a outra segurava o celular e Shawn mordia próximo ao queixo dela. Publicou a imagem com a legenda “We don’t care what them people say”, trecho da música Life Of The Party, de Shawn. Ela mostrou a foto e a legenda a ele, que sorriu aprovando. Sofia viu que Camila a marcara em uma publicação no Twitter e clicou imediatamente.

- Olha esse tweet da Camila. – Falou, rindo, entregando o celular a Shawn.

“@Camila_Cabello: Eu nunca mais serei a mesma depois que vocês ouvirem a música que eu e a @SofiMesquita escrevemos! A proposito sinto sua falta, Sofi.”

Era uma referência a música que elas escreveram juntas: I’ll Never Be The Same. Desde quando escreveram a música as duas se aproximaram bastante, embora conversassem apenas pelo celular, devido a extensa agenda de compromissos de ambas.

- Ela já deve ter visto. – Disse Shawn, rindo, entregando o celular à Sofia.

Sofia digitou uma resposta e logo enviou.

“@SofiMesquita: Stop playing it safe, girl! P.s: Nos veremos em breve, prometo. Sinto sua falta.”

Era um trecho da música que Sofia achou seguro compartilhar. Bloqueou a tela do celular e olhou para Shawn.

- Vou subir para tentar compor algo. – Disse. – Já estão me cobrando material novo.

- Tudo bem vou ficar aqui assistindo.

- Ah, Stephan marcou uma sessão no estúdio para amanha de manhã para gravarmos Little Do You Know.

- Amanhã está ótimo. – Disse Shawn.

- Tem certeza que está tudo bem eu usar a música no álbum?

- Claro que está! – Falou Shawn.

- Cuidado quando for se encontrar com David. – Falou se referindo ao presidente da gravadora. – Ele quase me beija de felicidade quando eu revelei a nossa música. – Falou e Shawn riu.

- Pode deixar que terei cuidado.

Sofia assentiu e foi até a geladeira para pegar o pote de sorvete. Pegou uma colher da gaveta logo ao lado e subiu as escadas até o seu quarto de instrumentos. Chegando nele, pegou um caderno de capa dura que estava em cima da mesa e pôs sob o piano. Colocou o pote de sorvete em cima do caderno, para não molhar o piano e voltou à mesa para pegar todo o material para escrever. Com tudo em mãos voltou ao piano e tentou se concentrar para pensar em algo para compor.

Escreveu, apagou e riscou várias palavras, porém não conseguia ficar satisfeita com nenhum trecho. Tentou pensar na melodia, mas o mesmo acontecia. Abriu o pote de sorvete e antes de pegar uma generosa quantidade do conteúdo ouviu seu celular tocar. O visor indicava que era Will que a ligava.

- Oi, Will. – Atendeu Sofia.

- Oi, Sofi. – Falou. Sua voz estava mais baixa que o normal. – Desculpa te ligar a esse horário, mas preciso de sua ajuda.

- Pode falar. – Falou Sofia cruzando as pernas  a espera. Will nunca a ligou, então ela sabia que era importante.

- Vou ser direto porque não sei como falar isso de outra forma: vou pedir o Jake em casamento. – Falou. Sofia, com uma expressão surpresa no rosto, descruzou as pernas e inclinou o copo para frente do piano.

- Como assim? – Perguntou ainda surpresa.

- Acha que é uma péssima ideia? – Perguntou inseguro.

- É uma ótima ideia! – Falou Sofia quase que imediato. – Ele tem aquele jeito estranho dele, mas, ah, ele é louco por ti e já me falou algumas vezes que queria casar. É uma ótima ideia, Will.

- Então é ai que entra a sua ajuda. – Falou e Sofia sorriu. Estava tentando conter a sua emoção por essa revelação. – Eu estive pensando em pedi-lo em casamento no palco.

- Por que no palco? – Perguntou Sofia surpresa.

- Ele ama o trabalho dele e... Bom... Nós não temos que nos esconder mais. Acho que seria interessante, sabe, no meio de todas aquelas pessoas. Independente do que elas pensem, nós nos amamos e queremos ficar para sempre juntos. – Disse rapidamente, com poucas pausas para respirar. Ele estava nervoso. – E eu sei que também receberemos muito apoio deles. É sempre bom, né?

- É uma ótima justificativa. – Falou Sofia animada. – Faça isso, Will, você tem meu total apoio e ajuda. – Disse. – Eu estou tão feliz por vocês! – Disse animada, quase gritando.

- Então, o que iremos fazer? – Perguntou Will e começou a rir. – É tão bom poder compartilhar isso com alguém eu estava surtando tendo que guardar essa ideia. Imagine quando estiver tudo decidido.

- Você sempre pode contar comigo, Will. E acho que já sei exatamente o que iremos fazer. – Falou e olhou para as teclas do piano. – Mas só posso te contar amanhã. Preciso resolver umas coisinhas antes.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Comentem o que estão achando é muito importante para mim. Estão ansiosos para o show? Eu só consigo pensar nisso kkkkk Apesar de eu ter ficado bem triste com o tumulto de ontem, já estou no sofá aguardando o show dele kkkk (rindo para não chorar). Sei que o show vai ser incrível, pois nosso menino é muito talentoso e ama o que faz (além de ter uma equipe incrível) e a plateia brasileira é sempre a melhor. Aproveitem bastante o show hoje, do jeito de vocês, e até sexta (juro juradinho). Beijinhooos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...