História Meu Querido Cupido - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), DAY6
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Fantasia, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Sope, Suga, Taehyung, Taeseok, Vhope, Yoongi, Yoonkook, Yoonseok
Visualizações 140
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


👇👇👇👇👇👇👇👇👇👇
LEIAM AS NOTAS FINAIS
👆👆👆👆👆👆👆👆👆👆

Capítulo 7 - Não é ele?!


[Pov Taehyung]

Hoje é o dia de tirar a prova. Hoje eu vou descobrir se Hoseok está mesmo apaixonado por Yoongi. Cada vez que eu penso nessa possibilidade meu coração se aperta mais, como se fosse explodir a qualquer momento.

Pela milésima vez: eu odeio ser um cupido.

Eu queria voltar no tempo, voltar pra Coréia, eu queria nunca ter me tornado um cupido, queria nunca ter me apaixonado por Hoseok, eu queria nunca ter conhecido Hoseok, eu queria explodir o mundo todo e o céu também.

Por que tanto sofrimento?

Hoseok: Taehyung, já tá pronto?

Fiquei tanto tempo perdido refletindo comigo mesmo que esqueci que tinha que sair de casa.

Eu: sim, estou.

Ele reparou meu olhar meio perdido, mas não fez nenhuma pergunta. Melhor assim.

Hoseok: então vamos. Você é quem sabe o endereço.

Assenti e saí em silêncio, sendo seguido por Hoseok.

Eu: é aqui perto, dá pra ir apé.

Começamos a caminhar lado a lado, em silêncio. Eu não estava no clima para conversa. Porém, para meu azar, Hoseok decidiu quebrar o tão precioso silêncio.

Hoseok: Taehyung, tá tudo bem?

Não, não está nada bem. Nada, nem uma coisinha sequer. Minha cabeça está uma bagunça, meus pensamentos todos revirados, meu coração dolorido e minha felicidade indo embora. 

Mas eu não podia dizer isso.

Eu: tá sim, não se preocupa.

Ele apenas me olhou como quem não acreditou no que acabou de ouvir.

Hoseok: eu sei que você não tá bem. Dá pra ver nos seus olhos, que estão com o brilho tão ofuscado. Seus sorrisos que aqueciam tudo, agora perderam o calor. Alguma coisa aconteceu e você não quer me falar. Por quê?

Meus olhos se encheram de lágrimas, mas eu não queria que ele visse. Abaixei a cabeça, respirei fundo e continuei caminhando.

Eu: você não entenderia.

Hoseok: pelo menos me deixa tentar entender.

Eu: não adianta. Por favor, eu estou bem, não vamos mais falar disso.

Hoseok: não me convenceu, mas tudo bem, não vamos mais falar sobre isso.

Depois de mais alguns minutos caminhando em silêncio, chegamos à pizzaria que tínhamos combinado.

Ao entrar no local, avistamos Jungkook, Yoongi, Wonpil, YoungK, Dowoon, Sungjin e um outro que eu nunca tinha visto.

Fomos até eles, os cumprimentamos e nos sentamos. Eu fiquei entre Hoseok e o menino desconhecido.

Jungkook: oi Tae, Hoseok. Caso vocês não conheçam, esse é o Jae — apontou para o garoto loiro de óculos.

Eu: Olá, muito prazer, Jae. Eu sou o Taehyung, e esse é o Hoseok.

Jae: oi, o prazer é meu. 

Jungkook: a gente pode começar?

Yoongi: sim, já tá todo mundo aqui. Vamos só repassar algumas regras. Vai ser uma rodada de verdades, uma rodada de perguntas pra maiores de 18 e uma rodada de desafios. Lembrando que quem se recusar a responder ou não cumprir o desafio vai ganhar um castigo pior. E por último: o que acontece aqui, fica aqui.

Todos concordamos o jogo se iniciou. Rodada de verdades.

Jungkook girou a garrafa e parou em Dowoon e eu. Ele pergunta e eu respondo.

Dowoon: na escola correm boatos de que você e o Hoseok se pegam. É verdade?

É sério isso? O povo inventa tanta coisa... Fiquei certamente corado, mas ignorei.

Eu: não.

Todos gritaram um "ah, fala sério!" e eu apenas dei de ombros.

Girei a garrafa e caiu em Wonpil e Jungkook.

Wonpil: verdade que você tem vibradores em casa?

Jungkook: claro que não! E a rodada de perguntas "mais 18" é só depois!

Wonpil: duvido que não tenha!

Jungkook: ah, cala a boca!

[...]

Rodada de desafios.

Hora do desafio de Yoongi. Eu deveria mesmo fazer isso? Por mais que eu não queira, é preciso.

Respirei fundo.

Eu: te desafio a beijar o Hoseok. De língua.

Jungkook: caralho, Taehyung! Mascarou legal agora.

Eu: se não cumprir tem castigo! Duvido que seja tão ruim assim beijar a boca do Hoseok — dei de ombros.

Deve ser a melhor coisa do mundo. Mas isso eu nunca vou saber.

Yoongi: calma, gente, eu vou! — se sentou do lado de Hoseok — Menos de cinco segundos, pode ser?

Assenti com a cabeça. Todo o meu ser queria negar, dizer "não, não o beije, ele é meu amor!" Mas não havia nenhuma possibilidade de dizer isso. É impossível, é errado. Eu devia esquecê-lo o mais rápido possível. 

Por que isso era tão difícil?

Então Yoongi aproximou seu rosto do rosto de Hoseok, que fechou os olhos. O espaço entre os dois acabou, assim como o fiozinho inútil de esperança que eu tinha. 

Os dois moveram os lábios e as línguas se fizeram presentes. Mais apertado que os espaço entre os dois, só o meu coração. Desviei meu olhar. Por mais que eu tentasse disfarçar e olhar, eu não conseguia. E eu sabia que se continuasse olhando, eu iria chorar.

Depois de uns cinco segundos, eles se separaram. Ambos com a expressão neutra. Eu achava que Hoseok iria sair gritando e fazendo a dança da vitória sem se importar com quem estava ali vendo. Mas ele apenas manteve a expressão neutra. 

Eu perdi totalmente a concentração depois disso, e acabei me descuidando e a garrafa parou em Jungkook e eu.

Jungkook: vingança...

Sua expressão era a de um completo psicopata. Sinto que vai dar merda.

Eu: socorro.

Jungkook: te desafio a passar o resto do jogo sem camisa, sentado no colo do Hoseok.

Eu não podia negar, senão levaria um castigo pior. Mas aí eu me lembrei das cicatrizes. Quanto a elas, o que eu faço?

Fui até Hoseok e me sentei em seu colo.

Jungkook: a camisa.

Hoseok: Taehyung, tudo bem. Se você ficar bem encostado em mim ninguém vai conseguir enxergar as cicatrizes. Vai, desabotoa que eu te ajudo a tirar sem que eles vejam suas costas — disse em meu ouvido. Ouvir suas palavras tão próximas e num tom baixo e rouco realmente mexeu comigo. Um arrepio percorreu todo o meu corpo. 

Tentei ignorar e comecei a abrir a camisa. Percebi que o tal do Jae não tirava os olhos de mim. Ele não pode ver minhas cicatrizes.

Assim que abri todos os botões, Hoseok a puxou para baixo com tanta rapidez, que quando percebi minhas costas despidas já estavam coladas em sei peitoral coberto pela camiseta.

Hoseok: sente dor? — sussurrou mais uma vez em meu ouvido.

Eu sentia apenas um incômodo, mas não queria preocupa-lo.

Eu: não, não se preocupe.

A rodada de desafios acabou, e depois veio a pior rodada de todas. A "rodada mais 18".

Era a vez de Dowoon perguntar pra mim.

Dowoon: com quantas pessoas você já transou?

Essa me pegou de surpresa. O que responder pra não parecer constrangedor? Ah, se o que acontece aqui fica aqui, não há problema em dizer a verdade.

Eu: nenhuma.

Era a verdade. Eu já beijei várias pessoas, isso é real. Mas nunca amei e confiei em alguém a ponto de entregar meu corpo.

Jungkook: uau, você ainda é virgem.

Jae: você tá se guardando?

Eu: não é bem isso... Eu só nunca confiei em alguém a ponto disso.

Girei a garrafa. Yoongi e Hoseok.

Yoongi: Qual a transa mais louca que você já teve?

Não sei se estou preparado pra ouvir as aventuras sexuais de Hoseok Jung.

Hoseok: uma vez eu tava bêbado e levei o Jimin pra cama. Nota: ele também tava bêbado.

Uau, que soco no estômago. Não sabia que o Hoseok era tão fácil assim.

E outra, o Jimin? Por que eu estou sentindo raiva dele?


[...]

Depois daquele jogo idiota, voltamos pra casa. 

Eu: então?

Eu estava curioso e apreensivo. Curioso para saber se Hoseok amava Yoongi e apreensivo, com medo dele realmente amar Yoongi.

Hoseok: não é ele.

Não sei se comemoro ou se choro.

Hoseok: é você.

O quê?





Notas Finais


entaum, galero, aqui vai uma pergunta:

vcs preferem nessa fanfic:
a) yoonkook
b) yoonkookmin

RESPONDAMMMMMM (só se quiserem, né fjwijdoehfib)

vou explicar meu sumiço: bloqueio criativo, uma tarde no hospital, dois braços doendo por conta de agulhadas e ensaios pra uma missa

espero que entendam, vou tentar atualizar AMDL o mais rápido possível

saranghae!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...