História Minha Garota - Camren - Capítulo 93


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Ally Brooke, Austin Marrone, Bruno Mars, Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Dinah Jane, Lucy Vives, Normani Kordei, Norminah, Veronica Iglesias
Visualizações 108
Palavras 1.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


nem tudo é tão perfeitinho ... começar a transtornar as coisas, quem sera que vai sofrer dessa vez? hahahha

Capítulo 93 - Conheci um rapaz .


 

C A M I L A

— Babe , estar acordada? — Lauren estava me cutucando, abraça no meu corpo meio que se esfregando em mim. — Camz...

— Lauren Nico estar aqui. Não vou fazer nada com nosso filho do nosso lado. — falei e me virei ficando de barriga pra cima. — O que você tem? Tem horas me cutucando.

— Estou assim... — ela levantou o lençol e estava completamente ereta.— me ajuda vai.

— Lauren isso é vontade de mijar. —falei brincando, mais a careta que recebi foi punk. — O que foi?

— eu acabei de ir ao banheiro sua nojenta, realmente estou com vontade de transar com você. Mas já sei, levanta com a desculpa que estar atrasada. Aff eu te odeio.

—  você é maluca só pode. — gritei.

Ela nem me olhou levantou pegou sua toalha e correu para o banheiro com a cara inchada de raiva. Aproveitei para acordar Nicolas. O levei até seu quarto onde o preparei para tomarmos café. Quando cheguei na cozinha fiquei na duvida se Lauren ainda estaria em casa, agora é assim ela se ocupa demais com o cargo de não fazer nada onde trabalho o tempo todo. Também não fiz muita questão, ela estar descontrolada de fato.

— Vou querer torradas. — Anunciou minha amiga, vindo em minha direção e me deixou um abraço caloroso. — Bom dia, meu amor.

— Bom dia Mani. Cadê DJ ?

— Ela foi para o escritório. Hoje graças a deus chegara durante a tarde, e vamos sair, programinha de casais com alguns amigos meus.

— Ah entendi.

– E Lauren, não estar em casa? — perguntou enquanto babava meu menino, que tentava com bravura de livrar dela.

— Deve estar no banho, acordou vadia! — ela rio do meu comentário. Eu não pude deixar de gargalhar também, até Nico, sem saber pelo o que estávamos rindo, embarcou.

— E ele, quando começa a para creche?

– em breve. Estou mesmo querendo com você amiga. Preciso da sua ajuda, pensei em coloca-lo onde você trabalha, mas Dinah me indicou uma escolinha de tempo integral ótima, e conversando com mama, ela disse que seria ótimo, para ele também.

–Sim, também estou de acordo, Dinah falou comigo.

— Mas e vocês como estão?— perguntei, já que o relacionamento das duas não estar lá em uma fase tão legal e amorosa.

—Bom, estou de acordo com ela. Quando quer me convida para dormir em sua casa, eu aceito, dai ficamos e depois vou para minha casa, namoramos via Skype e assim ta sendo. Estar até bem mais amigável. Estou gostando.

— entendo.

— Veronica que não sai do pé. — falou dando de ombros. — Mais quer saber, como falei para ela, tenho minha vida e minhas responsabilidades, meu trabalho. Não vou ficar me estressando atoa, estou super cansada disso. Estou apenas seguindo a musica.

— Sei.

—Bom dia! — Lauren entrou na cozinha com a cara fechada, beijou nosso menino, encheu sua xicara encheu de café e ficou do lado de dentro do balcão nos observando, quis perguntar o que ela tanto olhava, mas fiquei quieta. Ela e Normani, ainda estão tensas, se falam , mas sem muita vontade, percebo isso da minha amiga. — vou trabalhar em casa hoje, Camila.

— Ok. — respondi. — Bom que conversamos sobre a escolinha para Nicolas.

—Ta bom! É , Normani. Dinah , estar no escritório ou em casa.

– Trabalho!

— Hum, valeu. Bom dia para vocês. — ela saiu levando sua xicara cheia de café e algumas torradas de Normani, que a olhou incrédula. Eu me contive para não rir da provocação. Elas se gostam.

***

 

L A U R E N

 Ally, estar viajando atrás de patrocínio e investido em diversos negócios. Empreendendo , enquanto isso eu continuo sempre com a parte chata, a parte burocrática, acredite a pior parte. Esses dias me sobrecarreguei, ficando sem tempo, até mesmo para minha mulher. Essa que não perde tempo e as vezes acredito que certas atitudes ela tem para me provocar. Depois da nossa noite comemorando seu aniversario, Nico ficou meio adoentado e a quem ela pede ajuda? Bruno Mars, esse que eu pensava que já estava liberto de sua vida, mas ao contrario continua sempre presente, aquele escroto do caralho.

Passei toda manha revisando alguns contratos de comidas bebidas, e diversas outras coisas.

Peguei meu celular e mandei uma mensagem para minha garota. Ela demorou um pouco a responder o que eu tinha perguntando.

“ é ela, já foi. Lhe deixou um beijo. “
“ Quer conversar? “
“Lauren, estou ocupada ajudando Mer fazer a comida. Minha mãe estar vindo almoçar conosco, pelo menos ela trate com educação. “       
“Ok, camz. “

Quando devolvi meu celular a mesa onde me debrucei morrendo de dor de cabeça meu pai liga e ao mesmo instante ouço o a campainha tocar. Acreditei que fosse Sinue, mas ouvi uma voz bastante conhecida.

— Oi pai. — falei assim que atendi, do outro lado da linha estava um barulho terrível, assim como o que se ouvia vindo da sala.

preciso de você! Tenho uma amiga que estar chegando de viajem hoje. E infelizmente sua mãe não poderá hospeda-la lá em casa, preciso que faça isso.

Pai, existem hotéis, ela não poderia ficar em um?

Na verdade ela, uma garota de 22 anos, não quero que ela fique em hotel. Ela é filha de uma velha amiga. – O barulho se ficava cada vez mais alto , era impossível entende-lo. — preciso da sua resposta.

Pai preciso falar com Camila, saber se ela estar de acordo.

— Lauren , pelo amor. Só me diga que cuidara disso, e te envio as coordenadas via zap.

Vou ligar para mamãe, então te mando um ok, no zap, tudo bem?

Meu deus, você estar abstraídas por essas mulheres, cuidado! — Fui tudo o que ele falou desligando a chamada. Que velho escroto!

Sai do meu escritório e fui ver quem havia chegado. E vim Selena e Camila conversando. É estranho, já fiquei com Sel, e ela ainda me assusta me faz lembrar de Austin. Mais sei que ela não teve envolvimento nenhum com ele. Ela não teria coragem.

—Lauren! — falou ficando em pé ao lado de Camz, que apenas observava tudo. — Como vai?

— Vou bem, Selena. O que faz Aqui?

— Sou Amiga de Camila agora, não lembra? Estou de férias. Vim visitar vocês.

– E pelo o que sei, você se apaixonou por ela também. Devo me preocupar ?— fui direta, a conheço a muito tempo, e sei que ela não se ofenderia com aquilo.

— Lo. Para de chatice porra!— pediu Camila, revirando os olhos. – eu vou para a cozinha,  Sel, se entende ai, e fique a vontade.

— Espera, pretende ficar aqui em casa?

— Não né Lauren, para de ser careta, vei. Eu tenho minha casa, por que ficaria aqui? — perguntou e camz deu uma risadinha. Sentei ao lado de Nicolas , que estava com um boneco enorme na boca. — como você estar horrorosa?

— Bem. Camz, espera. — levantei na mesma hora indo até ela. — meu pai me ligou pedindo um favor.

— Qual? — perguntou arqueando uma sobrancelha.

— Não entendi muito bem, ele quer que hospedamos uma menina filha de uma amiga dele. — ela ficou confusa, então prossegui. — Não dei nenhum resposta ainda, vou falar com minha mãe.

— Existe hotel, ele deveria pagar uma para ela, já que quer tanto hospeda-la.

— Isso, mais ele disse que prefere que ela fique aqui com a gente. Agora por que não sei, o que entendi é que Clara não quer que ela fique lá.

— Isso estar estranho, você conhece a garota?

— Não babe, não sei quem é! — enfiei as mãos no bolso do meu blusão. Ela suspirou revirou os olhos novamente.

— Ok, fale com sua mãe e se essa garota for de boa, ela pode ficar aqui, se não, não fica de jeito nenhum.

— Beleza, mas e ela?— apontei para Selena, que gargalhou.

— Temos algo em comum, Lauren. Não suporto BRUNO. — Olhei para ela com total desprezo.

— Isso é fato, temos o mesmo motivo para odia-lo, somos louquinhas pela mesma mulher.

— só que você sai, em vantagem ela ama você, sua otaria! — Selena disse me mostrando o dedo do meio.  

— Toma abestalha! — Camz, socou meu braço me dando um beijo , molhado e senti que estamos bem, apesar do meu estresse. A campainha tocou novamente e Selena foi abrir, eu não acreditei por tamanha liberdade. — É minha mãe, e Lo, relaxa, selena é nossa amiga se você começar com qualquer palhaçada eu vou dar na sua cara. E vou te deixar sozinha. Fica de olho em Nico.

Lhe deixei um tapa na bunda. Sinue já entrou toda toda, com o sorriso ancorando canto a canto da boca. Até Sel, estava estranhando a cena.

— E essa felicidade toda mulher?— perguntei sentando do lado meu filho. Verifiquei sua temperatura, estava normal. Ela se sentou em frente  a nós. E selena foi Para a cozinha. RESPIREI FUNDO!

— Conheci um rapaz ele é bem legal!  Vem me conhecer essa noite, preciso da sua ajuda, norinha!

— Ai que falsidade Sinu, não me chama assim!— caímos na gargalhada. 


Notas Finais


E essa volta da selena em ? Sinue, conhecendo alguém, gostando do Mike? Eita e quem será essa garota tão querida por Clara?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...