História Minha morte bate na porta - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags História
Visualizações 2
Palavras 937
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


<3
Fica difícil se a escritora não escrever né!?
Prometo de dedo mindinho escrever a cada dois dias....

Capítulo 4 - Não vou esperar a morte... Eu mesma irei me matar!


Fanfic / Fanfiction Minha morte bate na porta - Capítulo 4 - Não vou esperar a morte... Eu mesma irei me matar!

Depois de pensar muito decidi me matar no dia primeiro de outubro! Tinha exatamente um mês para me tornar uma pessoa perfeita (Por que disso? Eu queria antes de morrer deixar uma imagem de que era uma boa pessoa e amava muito meus familiares).... O dia tinha sido escolhido... Mas e a maneira? Nunca fui uma pessoa corajosa sabem... Muito pelo contrário! Evitava fazer algumas coisas para não me machucar.... Já que não tinha ninguém a recorrer fui para meu amado Google(ele me livrava do tédio) escolhi um horário que ninguém estava em casa e comecei a pesquisar sobre formas de morrer... Algumas eram realmente desnecessárias... Depois de dias vendo vídeos e lendo textos cheguei a conclusão de me enforcar! (Segundo as fontes se eu acertasse bem os ângulos e se o laço da corda estivesse certo eu morreria de forma instantânea e se errasse iria ficar agonizando até faltar oxigênio coisa de 2 minutos). Declaro que fiquei com muito medo de errar os cálculos e ficar agonizando em uma árvore até me faltar oxigênio e morrer mas queria deixar para trás todas as minhas responsabilidades e descansar em paz (apesar de não ir para o céu poderia tentar o purgatório)... 

Após a decisão o tempo passou de forma calma... Meus dias eram monótonos até chegar uma semana antes da data escolhida... Faltava eu escolher um local... Minha morte seria em um domingo então... Queria uma bela árvore para poder relaxar eternamente, então comecei a procurar árvores que me ajudassem a criar coragem.

A única árvore que encontrei triste o bastante para ser o palco do meu suicídio era a árvore das histórias de terror do bosque... Ironicamente era no local que eu não queria ser morta(mas cada louco tem sua loucura)

O dia chegou... Meu namorado tinha passado o sábado comigo (eu tinha decidido que se ele falasse para eu não subir no ponto de ônibus com ele no domingo ou que ele me abraçasse forte e falasse que eu era capaz de passar pelos meus problemas eu não me mataria, eu continuaria agarrada a essa vida maluca!) O domingo chegou ele queria que eu fosse com ele ahahaha ironia do destino? Não... Nem o destino me queria viva, então vamos fazer a peça principal desse meu drama... Antes de subir me olho no espelho estava bem bonita usando um vestido estilo princesinha azul céu e pego minha mochila (tinha uma carta de despedida, bombons, uma corda com o laço pronto, caneta, folha, meu celular e uma adaga)... Me despeço da minha mãe, abraço o meu irmão caçula que pergunta se eu estava indo(calmamente respondi que estava indo levar o meu namorado no ponto) depois de responder eu subo.... Chegando no ponto meu namorado me dá um beijo na testa e declara: "Eu te amo, sei que nossa relação está desgastada pelo tempo mas eu nunca irei te abandonar" depois disso meus olhos se enchem de lágrimas e uma dúvida cruel vem em minha mente (não serei egoísta se morrer e fazer quem me ama sofrer? Só por algo que eu nem sei se é verdade ou não?)... Ele me abraça mas logo o ônibus chega e ele sobe.... Mesmo com a dúvida decido entrar no bosque... De alguma forma sabia que após entrar lá, naquele dia.... Significaria no mínimo que algo mudaria drasticamente (se eu soubesse o quanto talvez eu não teria colocado o primeiro pé).... 

Após ver o ônibus partir comecei a atravessar a rua para ir no bosque, enquanto caminhava fazia mentalmente meus passos até a árvore. Imaginei pelo menos 300 vezes o que eu tinha que fazer(mas eu sabia que quanto mais eu quisesse e pensasse para fazer certo algo sairia errado)... Completamente perdida em meus pensamentos coloco o primeiro pé dentro do bosque e reparei que ele estava mais quieto e sombrio que o normal... Era por volta de 17h esperaria até dar 18h, o horário que eles fecham os portões. Sentei no quiosque e comecei a os bombons (chocolate é um bom relaxante)... Deu o horário, provavelmente só tinha eu no bosque comecei a amarrar a corda... Voltei para o quiosque peguei minha mochila e subi na árvore... Comecei a ouvir músicas aleatórias do meu celular até que ouvi um barulho... Congelei, desliguei a música e fiquei extremamente quieta... Mais para frente avistei um casal mas logo eles foram embora (estavam lá provavelmente atrás de drogas)... Depois de ser interrompida por eles voltei a fazer o que estava fazendo... Coloquei a corda no meu pescoço e me apressei para mandar áudios de despedida, pensei em fazer uma live mas achei estranho querer divulgar um momento íntimo meu... As despedidas estavam prontas tinha que guardar meu celular em um lugar seguro (coloquei ele preso no sutiã). Tudo pronto chegou a hora! A hora da liberação... Fechei meus olhos por um segundo e me impulsionei para frente, senti meu corpo caindo da árvore e senti algo apertando minha garganta (eu tinha errado o laço, iria sufocar)... Abri meus olhos com lágrimas escorrendo... Eles falam que antes da morte passa por sua mente o filme da sua vida apesar de não me arrepender... Meu filme era meu irmão caçula correndo pela casa e falando o quão linda eu era e que ele ia crescer logo para estudar na mesma escola que eu, lembrei da minha irmã amolando pedindo para eu pintar os lápis dela e pedia desculpas mentalmente para minha mãe e meu pai, lembrei da minha tia e do meu namorado... Depois de tantas lembranças eu apaguei.... E agora estou possívelmente morta!

Ou ao menos estaria se duas pessoas não tivessem interferido (quem serão eles?)


Notas Finais


Eu queria matar a protagonista Loren para encerrar a Fic mas não consegui... Essa história veio para mim em forma de sonhos (os pesadelos de Loren são os meus pesadelos :c) mas resolvi dar uma fugida do contexto e transformar essa tragédia em algo mais natural.... Obrigada por me acompanhar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...