História Minha vida sob ação - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Dizzy Reed, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Personagens Originais, Slash, Steven Adler
Tags Amor, Axl Rose, Duff, Slash
Visualizações 23
Palavras 1.379
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola! Espero que gostem

Capítulo 1 - Esperança


Acordei bem cedo numa manhã de segunda feira, havia se passado duas semanas em que não tinha nenhuma vaga de emprego. Levantei da cama e fui para o banheiro. Me olhei no espelho e a minha cara de tédio dominava o meu rosto. Ao tirar minha roupa me olhei novamente no espelho grande que havia na parede. Prestei atenção no meu corpo que amava cada curva ( e olhe lá que eu não faço academia e muito menos tenho aquelas bundas grande), meu cabelo  castanho claro necessitava de hidratação, minha unhas com sobras de esmaltes, e meus olhos castanhos ainda haviam o brilho da esperança. Abri o chuveiro e deixei que a água me renovar para essa semana.

 Eu sou Sarah Baynner , uma idosa de 20 anos, estudando  empreendedorismo, morando sozinha em um pequeno apartamento em Malibu nos Estados Unidos, descendente de Norte americano e uma brasileira e estou em busca em ser independente.
Acabei meu banho e fui vestir minha roupa. Depois de me arrumar e de pegar meus pertences saí atras de um emprego novamente.
Para onde eu irei? Bom uma boa pergunta. Antes de perder a esperança que restava em mim, fui tomar meu café. Cheguei no Starbucks, fiquei na fila durante uns cinco minutos, peguei meu café e biscoitos e sentei na mesa.
Definitivamente segunda feira é o pior dia da semana, eu olhava para cada pessoa nesse espaço quadrado e enxergava várias reações. Casais apaixonados, uma mulher com raiva, um homem  que não parava de olhar as mulheres e que agora me olhava. Estava distraída tomando meu café e ouvindo meu rock até que alguém me chama. Porra quem é que me atrapalha?
Tiro meu fone quase respondendo com um palavrão.
- Será que poderia me sentar aqui? Não tem espaço.
Disse uma mulher um pouco velha, talvez com os seus 50 anos nas costas para mais.
- Pode se sentar. __ Dei um sorriso.
- Então você gosta de rock. __ Disse ela olhando para a meu celular.
- Ah sim, eu gosto.
- Você escuta entao Queen, Guns N'Roses, Rolling Stones... __ Curiosa nem um pouco essa velha né?
- Ah, eu escuto, e amo cada banda, fora que tem mais outras como Ramones, Led Zeppelin e etc.
- Como se chama querida?
- Sarah Beynner. E você...?
- Beta. Prazer. __ Okay eu espero que ela seja um anjo me enviando um emprego.
- Prazer.
- Tem quantos anos? __ A velha me perguntou e a pequena esperança foi aumentando.
- Eu tenho 21 anos. __ Dei meu melhor sorriso.
Meu café tinha acabado, e quando ia tentar puxar assunto o telefone dela toca e a mesma atende, começei a prestar atenção na conversa, nao querendo ser curiosa ou talvez com grande curiosidade tentei ouvir a outra voz no celular e parecia ser de um homem. Ok mundo não me condene mas pode ser alguém importante e eu quero um emprego. E tlavez essa mulher não chegou aqui a toa.
Ligação de Beta.
- Sim querido?
- Eu estou procurando uma assistente, não se preocupe.
- Estou no Starbucks, não é preciso vim me buscar.
Nessa hora ela para e olha para mim.
- Me de um dia, e apresento minha assistente.
- Eu falei que não preciso de assistente mas já que você exige. Okay.
Ligação Off.
Bom, sabe aquele momento constrangedor que no silêncio a pessoa te olha e te observa. Isso estava acontecendo. Como eu precisava de trabalho e vi que eu me iludi resolvir levantar da mesa. Sabe aquela esperança que cresceu? Então, ela acabou de voltar como estava, quase acabando.
- Senhora Beta, preciso ir. Tenho vários currículos para entregar. Você parece ser uma boa pessoa e boa sorte no que você precisa.
Dei um sorriso e quando ia dar tchau ela simplesmente levanta também da mesa, me dar uma abraço e fala:
- Preciso de uma assistente, o salário é bom. E gostaria de te passar um dia com você agora. Mas é só você topar.
Ela é mesmo um anjo! Eu topei na mesma hora.
- Por onde começamos? __ Falei.
- Vamos para algumas regras e aulas.
- Mas isso tudo envolve o que?
- Uma casa e banda. Não é nada demais.
- Como? __ Gente onde me meti?
- Ganhará 10 mil dólares e caso você aceitar, terá que assinar um contrato.
Cara, 10 mil dólares me ajuda bastante, é o que necessito. Só preciso mostrar para meus pais que eu tenho condições de viver sozinha. Se essa mulher não for um anjo eu não sei o que ela é. 

Beta e eu saímos do starbucks e fomos de táxi para tal  prédio.
- Sarah, aqui eu irei te mostrar todos os detalhes.
- Trabalhamos aqui? __ Perguntei admirando o local. Era grande e tinha fotos de varias bandas  de rock que eu amo escutar.
- Não, viemos aqui para eu te contar sobre tudo. Na verdade você irá trabalhar em uma casa.__Caramba, sabe aquele medo e a vontade de desistir? Então, veio igual o flash sobre mim.
-  Beta, por acaso é algo assim perigoso? Eu posso ser presa? 

- Não se você quiser. __Ela começou a ri e negou balançando a cabeça. 

- Querida, é um seguinte: eu sou empresária do Guns N' Roses e cuido também do Axl Rose. E segundo ele, preciso de uma ajudante, assistente. Então, preciso que você trabalhe la na casa dele onde eu também fico as veses, para que você cuide de certas coisas, shows, entrevistas, me ajudando nessa parte. Ja que a senhorita é quase uma empresária.

Santo Hendrix! Se eu nao estivesse sentada nesse sofá acho que cairia para trás. Como assim Guns N' Roses!? Caraca eu queria um emprego e arranjei um sonho em realidade.
- Sarah, só te peço que acima de tudo tenha paciência e não desista de nada. __ Disse Beta me olhando no fundo dos olhos.
- ah po..pode deixar. E obrigada novamente.
- Agora venha comigo, preciso te ensinar algumas coisas.
    ☆☆☆☆☆ BETA ON☆☆☆☆☆
Axl Rose acordou hoje meio rabugento. Confesso que ele está bem melhor que antes, e eu o admiro e gosto de cuidar dele, me sinto a sua mãe. Mas eu sei a vontade que  ele tem de querer uma família. Então, ja que precisava de alguem pra me ajudar com tudo isso, a banda, casa, e o próprio Axl, fui atras de alguem que me ajude mas que possa ajudar ele também.
Quando entrei no Starbucks e peguei meu café reparei em uma moça, escutando música, prestando atenção nas pessoas em volta. Vi que em cima da mesa havia alguns papéis de currículo. Então ela estava procurando um emprego. Vi em seus olhos um brilho, talvez de esperança. E com certeza essa garota podia mudar muita coisa. Foi quando tive a ideia de sentar na mesa para conversar com ela. E isso foi um milagre logo cedo em plena segunda feira. Quase uma hora depois estou sentada na cadeira esperando a Sarah terminar um relatório que a pedi como um teste, após de ter explicado á ela como tudo funciona.
- Beta, acabei. __ Ela me entregou o relatório, observei e MAGNÍFICO.
- Sarah, está ótimo. Agora precisamos ir, temos que assinar o contrato. Antes ligarei para uma pessoa.
Beta Off
☆☆☆☆☆Sarah On
Beta saiu da sala toda empolgada. A cada informação que ela me deu eu prestei atenção nos mínimos detalhes. Aproveitei que ela estava na ligação e resolvi ligar para os meus pais.
10 minutos depois....
Após me darem PARABÉNS desliguei a ligação e segui Beta que ja estava me chamando para poder ir embora.

- Sarah, vou deixa-lá em sua casa. Vamos?

- Sim, vamos.

- Preciso do seu currículo. E os outros jogue fora, não precisará mais deles. __ Ela riu e piscou para mim.

Guiei o motorista até minha casa e quando ia saindo Beta me deixa nervosa e ansiosa.

- Fique prontas as 19 horas, vamos para um restaurante para que você assine o contrato. Não leve dinheiro. Beijos.

Sai do carro, e fui para meu pequeno apartamento. Sentei na cama e refleti sobre essa manhã. De fato estou nervosa, confesso. Mais nervosa porque nao sei o que vai rolar. Ainda mais por trabalhar com o cara mais bipolar deste mundo.




Notas Finais


:3
Vlw.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...