História Mirrors ( Camila G!P ) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 1.510
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente!

Boa leitura :)

Capítulo 28 - Insegurança


Fanfic / Fanfiction Mirrors ( Camila G!P ) - Capítulo 28 - Insegurança

Música alta, bebidas variáveis com álcool e sem, pessoas se engolindo na pista de dança, tudo o que eu já imaginava. O que eu não esperava era que minha amiga fosse montar um pequeno palco também. E não era para karaoke, tinha uma garota com uma voz linda cantando vez ou outra já que, tinha sempre uma pausa de meia hora para a pegação rolar solta na pista de dança. 

Até que as coisas estavam calmas. 

Eu tinha minha atenção presa na minha pequena latina que ria das baboseiras que a Dinah falava pra ela. Mani assim como eu, não parava de babar pela namorada. Tenho que confessar, dói muito, é doloroso, corta minha alma ter que falar isso, mas.....até que era fofo, era de se admirar o carinho que a ogra, vulgo Dinah Jane, tinha com a MINHA Camz. 

Só é desconfortável pra mim porque as duas não param de sorrir uma pra outra, é chato sabe? 

- Walz....como você consegue ser tão fofa ein? - franzo o cenho e lanço um olhar questionador para a Mani, essa que só dá de ombros enquanto toma um gole da sua tequila. 

- Outro apelindinho? - pergunto vendo as duas pararem de rir. 

- Ué, você chama ela de princesa, Camz, amor, e eu não posso dar outro apelido pra minha Chan? - Dinah perguntou abraçando minha princesa pela cintura. Camz estava muito confortável no colo dela, ah, eu amo boates com sofás confortáveis.

- Camz gostou de Walz, Lolo. - revirei os olhos e encarei minha batida de limão sem álcool, só pra constar. - Faz aquela cala de novo, Chee. - Camz pediu e eu voltei minha atenção para as duas. Dinah empalideceu? coisa boa não é. 

- Que cara Di? eu também quero ver. - pergunto com um sorriso irônico. Essa eu quero ver. Até sentei de modo que eu ficasse de frente pra ela já que o sofá tinha um formato em forma de L. 

- Como assim? que cara Chan? você quer mais batida de morango? 

Tive que conter um riso, sério que ela acha que vai conseguir enrolar Camila? coitada. 

- Pimelo faz a cala qui a Mani faz cuando voxe colo....

- Essa música é linda, né? - Dinah colocou a mão sobre a boca de Camila impedindo que ela continuasse. 

Eu ri com o seu desespero, mas como eu também não sou nenhuma santa, resolvi deixar passar. Camz é literalmente um bebê, ela não consegue guardar segredo, ela não tem filtro e por esse motivo, eu não posso me descuidar dela.

- Vem cá princesa, deixa essas duas irem dançar um pouquinho. - peço e Camz saiu do colo da Dinah que suspirou aliviada. - Quer mais batida? - perguntei afastando algumas mechas de cabelo que cobriam o seu rosto, estava em coloração avermelhada, talvez pela crise de risos que ela acabara de ter com a Dinah. 

- Naum Lolo....- falou manhosa e sentou no meu colo. - Camz só tá quelendo ficar com voxe. - eu sorri com o seu jeitinho manhoso e abracei minha bebê, mas infelizmente estamos em uma boate lotada e a tendência é que não tenhamos muita privacidade. Um carinha que eu não faço idéia de quem seja, sentou do meu lado. 

- Oi olhos verdes. - falou todo sorridente e eu revirei os olhos. 

- Meu nome é Lauren. - falei impaciente. 

- Eu me chamo Luke, e o prazer é todo meu. - sorriu pra mim e olhou para Camz que se encolheu no meu colo. - E essa princesinha, como se chama? 

- Camila, e você pode nos dar licença? eu não estou afim de papo. - não me importei de ser grossa, eu só quero ficar em paz. 

- Calma aí, Lauren. - riu - Na verdade eu só estou fazendo um favorzinho pra minha amiga. - franzi o cenho e Camz quase me sufocou. 

- Tudo bem, meu amor. - falei baixinho e ela assentiu. Voltei minha atenção para o tal do Luke, ele tinha um olhar curioso. 

- É sua namorada? - perguntou apontando pra Camz. 

- Não, mas eu não estou afim de ficar com ninguém hoje. - fui direta e ele sorriu. Que saco! 

- Ok, na verdade....- ele olhou pra minha Camz. - Meu assunto é com ela. 

- Com Camz? - Camz se pronunciou com um olhar curioso. 

- Sim. - riu divertido. - Eu já estava pensando que você não falava. 

- Qual assunto você tem com ela? - cortei logo. 

- Bom, estão vendo aquela garota ali? - ele apontou discretamente para uma mesa mais à frente de onde nós estávamos. Era a mesma garota que estava cantando, ela tem uma voz linda. 

- Ela é bunita. 

- Camz. - repreendo ela que se encolhe. 

- Ela é muito linda, sim. - Luke continuou. - O nome dela é Alessia e ela está muito afim de você. 

- Sem chances. - falo apressadamente e os dois me encaram. 

- Por quê? - questionou Luke. 

Porque a Camz é um bebê e é minha? 

- Bom....é....porque não ué, Camz não está disponível. - me embolei um pouco e ele riu. 

- Não? eu achei que...

- Achou errado, agora se nos der licença, nós vamos no banheiro. Vem amor. - Camz sai do meu colo e eu trato de puxá-la pela cintura deixando claro que estávamos juntas. 

- É, tudo bem, foi mal. - falou sem graça e eu sai arrastando Camz até o banheiro. 

- O qui ele quelia com Camz? - suspirei tentando passar pelas pessoas que dançavam ao mesmo tempo que faziam um festival de línguas dançarem de forma até....nojenta. É, um bando de bêbados se comendo na pista de dança. - O cala lambeu a cala da galota, Lolo, qui nojo. 

ri da sua carinha de nojo, mas pense no meu desespero quando eu vi um casal se comendo em um dos sofás bem à nossa frente. Quando eu falo se comendo, eu estou falando que ela quicava no pau do cara de maneira discreta, só na cabeça deles. Porque literatura era um show de horror, falta de sincronia, provavelmente estavam bêbados ou drogados. 

- Camz....não olha, vem aqui. - puxei ela até o banheiro e fechei a porta, respirei aliviada e olhei pra minha pequena latina. - Camz....amor...olha pra mim. - segurei seu rosto entre minhas mãos e a fiz me olhar. - Princesa...fala alguma coisa...

Camz tinha o olhar fixo nos meus mas não falava nada. Pronto. 

Traumatizei minha bebê. 


                                                     Camz

Uau....ela estanho. Camz achou estanho. 

Camz uspelava a Lolo sair do banheilo pequeno, uma galota entou no banheilo e sorriu estanho pala Camz. 

- Oi coisinha linda. Você deve ser a garotinha que estava com a Lauren, né? 

- Camz naum fala com estanhos. - Camz falou e galota riu. 

- Eu não sou estranha, eu sou uma amiga da Lauren. 

- Ainda é estanha. - Camz falou e ela riu de novo. 

- Tudo bem. Eu só estou fazendo um favor para alguns amigos da Lauren. Eles querem saber quem é que está segurando a garota deles em casa. 

- Lolo é da Camz! - Camz falou bava. 

- Olha....que fofa, você parece um bebê. - ela riu gande. 

- Com quem você....- Lolo saiu do banheilo pequeno e Camz correu pala abaçar Lolo. - O que você quer Halsey? - Lolo falou bava. 

- Eu? nada. Eu já estou até de saída. - ela falou e saiu. 

- Tudo bem, princesa, ela te fez alguma coisa? 

Lolo peguntou e Camz cholou. 

- Lolo é da Camz, né? de mais ninguém né Lolo? 

- Claro que eu sou sua princesa. - Lolo abaçou Camz apetado e Camz se palou de cholar. - O que ela te falou, Camz? 

- Camz qué i embola Lolo. 

- Tudo bem, eu só vou avisar para a Alexa que não iremos esperar o pedido tá? 

- Tá. - Lolo sorriu e Camz beijou Lolo. Camz tava com saudade, é babado polém é bom. Lolo demolou pala beijar Camz aí....Camz sentiu uma coisa estanha entar na boca de Camz, ela quente é fazia coisas na boca de Camz. 

Ela a língua da Lolo! 

Camz sorriu e Lolo chupou a língua da Camz. 

- Doeu Lolo, chupa de vagar. - Lolo riu e beijou Camz. 

- Tudo bem meu amor, mas você precisa se acostumar tá? não é só a sua língua que eu pretendo chupar. 

Camz ficou bava e não deixou Lolo beijar Camz de novo. 

- Não gostou, princesa? 

- Camz vai embola!

Camz saiu correndo do banheilo. 

Lolo naum queler chupar só a língua da Camz. 

Doga!

Camz pecisa da Lolo. Camz palou de correr e vilou pala tas. Lolo tava cansada. 

- Diculpa Lolo, Camz elou em correr. - Camz pediu e Lolo sorriu respilando cansada. 

- Não faz mais isso princesa, eu fiquei desesperada. 

- Camz naum falá mais. 

- Tudo bem. - Camz sorriu e abaçou Lolo. - Eu te amo, princesa. Muito. 

- Camz também ama Lolo. E polisso....Camz queler fazer aquelas coisas ali ó...- Camz apontou pala o casal do sofá. - Selá qui é bom Lolo? 


                                         Lauren

Encarei o sorriso sapeca da garota à minha frente, eu estava imaginando coisas??!

Puta merda! 

Não é imaginação. Camz foi desvirtuada. 


Notas Finais


Até o próximo capítulo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...