História Miss You - [Seulrene] - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Seulgi
Tags Oneshot, Seulrene, Songfic
Visualizações 100
Palavras 2.219
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Yuri
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIIIN ^^
Essa é minha primeira oneshot Seulrene nessa conta e eu tava muito com pé atrás pra mandar ela ou não, mas dps de pensar melhor e formular ela na minha cabeça, eu finalmente tô postando kkkkkkkk

Pra escrever essa oneshot eu me inspirei na música "Miss You" do Foster The People e eu aconselharia a todos ouvirem-na pelo menos até o refrão (o que o grave, já que é o ponto principal da oneshot) para ter uma ideia prévia do que eu quis transmitir aqui...
Espero que gostem e desculpem por qualquer erro, caso houver algum, irei editar aos poucos ^^

Capítulo 1 - Capítulo Único


As lágrimas de Seulgi caíam sobre as teclas do piano, o qual soava uma melodia que a mesma conhecia muito bem... A melodia de uma música que ela poderia tocar perfeitamente mesmo com os olhos vendados... A melodia que começou tudo e que representava exatamente como ela estava se sentindo no momento... 

Seulgi levanta a vista, com seus olhos ainda inchados e vermelhos, e se mantém parada por alguns minutos para apreciar a grande sala de música da sua casa, aonde a garota se encontrava agora, sentada de frente ao grande instrumento, sozinha... Forçando mais a visão para encarar um retrato que estava grudado na parede branca em uma moldura de detalhes perolados, viu algo que fez seu coração se apertar ainda mais de dor.

A foto de 8 anos atrás mostra duas garotas sorridentes, ambas com a mão na cintura de cada, em um campo florido. A mais alta, Seulgi, com seus cabelos castanhos e pequenas mechas laranjas nas pontas. Ao seu lado, estava ela, com seus cabelos totalmente pretos e pele mais branca que a neve...

Irene.

Esse nome ecoava na mente de Seulgi cada vez que a mesma observava mais a imagem na parede, apenas deixando-se ser inundada pelas lembranças...

"- Omo! Sua casa é tão bonita, Seulgi... - Dizia a menor, olhando todo o espaço com curiosidade e um brilho intenso nos olhos.

- Você gostou mesmo, Joohyun? - Perguntava a mais alta.

- Já disse que pode me chamar de Irene... E sim, gostei muito! - Repreendeu, mas com um sorriso no rosto - Eu até que gostei de mudar de vizinhança, aqui parece um bom lugar.

- E é, moro aqui desde que nasci e nunca tive nenhum problema - Seulgi dizia sorrindo enquanto iam caminhando pelos corredores da casa - E o melhor de tudo, somos vizinhas! Podemos nos tornar mais amigas! - Seulgi se virou subitamente enquanto falava a última frase.

- Quem sabe melhores amigas?? - Irene se aproximou puxando o braço de Seulgi ao seu encontro e ambas riram.

Depois de alguns segundos de silêncio, Seulgi puxou Irene pelo braço enquanto cruzavam diversas salas.

- Ah! Tem um lugar que eu preciso te mostrar! - Ia dizendo a garota com as mechas laranjas até adentrarem a tal sala aos poucos.

A sala com as paredes todas brancas, repleta de bonitos quadros, era completada com estantes de livros, um lindo tapete de veludo no chão e sobre ele um grande piano de calda. Irene olhava para tudo de uma maneira maravilhada.

- É-é uma s-sala de música!? - Dizia enquanto observava tudo ao seu redor.

- Com certeza é! - Seulgi respondia feliz e orgulhosa, com um grande sorriso - Eu posso tocar pra você sempre que quiser agora...

Irene observava o piano com certa admiração.

- Eu adoraria, Seulgi... - Se virou para a maior, também sorrindo.

- JOOHYUN! - Uma voz grave foi ouvida vindo de fora da casa.

Irene se apressou.

- Ahn! É o meu pai! Deve ser para arrumar as coisas da casa - Ela já foi caminhando rapidamente para a porta da sala e se virando para Seulgi se preparando para se despedir - Se precisar de mim para qualquer coisa, me encontre na casa ao lado... - Disse por fim, sorrindo e balançando as mãos, deixando Seulgi sozinha naquela grande sala..."

Mais lágrimas rolavam de sua bochecha até o chão enquanto relembrava esse momento que para ela era tão especial... Após alguns minutos, levantando-se do pequeno banquinho do piano com o intuito de observar mais daquelas diversas fotos que haviam grudadas na parede, não sabia se queria sofrer mais ou apenas matar a saudade imensa que sentia.

Ela observava outra foto agora. Uma foto do ano anterior... As menininhas que estavam presentes na imagem de 8 anos atrás agora já estavam se tornando verdadeiras mulheres. Eram duas fotos das garotas tiradas pelas mesmas em um café próximo, a primeira com Irene e Seulgi sorrindo para a câmera e a segunda com Irene dando um singelo beijo nas bochechas de seu ursinho...

Seulgi fechava os olhos novamente e tentava focalizar o toque de Irene... Seus carinhos... Seus beijos...

"Ah, Seulgi! - Irene se afastava sorrindo de Seulgi, enquanto estavam sentadas nas cadeiras lado a lado do café que sempre costumavam ir, embora Joohyun realmente não gostasse tanto de café.

- O que foi?? - Seulgi perguntou rindo enquanto puxava Irene novamente ao seu encontro.

- Eu ainda não me sinto segura sobre nos beijarmos publicamente... - Respondeu em um fio de voz com a cabeça baixa por causa de sua timidez.

- Hey, olha aqui. - Seulgi se ajeitava na cadeira enquanto pousava sua mão sobre o queixo de Irene e aproximava seus rostos devagar - Não tem praticamente ninguém nesse café e além disso... - Seulgi sorriu -  quando estou com você é como se só houvesse nós duas no mundo, como se todas as pessoas não existissem mais... Você é a única pessoa que eu quero ouvir, Joohyun, a única pessoa que eu quero me importar. Então se eu te beijar em público é para que todos saibam que a garota maravilhosa que está ao meu lado é a minha namorada...

O espaço que tinha entre elas foi fechado assim quando seus lábios se encontraram em um beijo doce e suave, não tão demorado, mas que transmitia paixão, transmitia amor.

- Aish... Você está tão melosa ultimamente... - Irene sussurrou enquanto sua testa ainda estava contra a da Seulgi, e seus lábios próximo aos da mesma. 

A mais alta foi deixando uma trilha de beijos no rosto da menor até chegar perto da sua orelha.

- E toda essa melosidade está funcionando mesmo, hm? - Disse também em um sussurro.

Irene a afastou rindo baixo.

- Está sim, babo! - Riu mais um pouco.

Seulgi sacou o celular e abriu na câmera frontal rapidamente.

- Devíamos fotografar esse momento lindo entre um casal perfeito? - Disse a mesma já preparando um largo sorriso para a foto.

- Siiim! - Irene disse entre risos."

E com o 'click' de confirmação da foto, Seulgi acordava novamente de seus pensamentos, mas por mais que ela quisesse deixar eles de lado era como se parte dela necessitasse relembrar todos de uma vez, era como se ela passasse por tudo aquilo de novo, aos poucos, apenas para experimentar o amor, pela última vez...

" - Esse é o nosso último ano na escola... - Irene dizia calmamente fitando o céu. Uma tarde ensolarada enquanto se encontrava deitada com sua namorada sobre o tecido fino de pano do qual usaram para realizar um piquenique no campo mais cedo. 

- Sim... Tudo passou tão rápido, certo? - Seulgi entrelaçava suas mãos com as de Irene e as levantou devagar para que essa imagem ficasse na vista das duas. - Você já está bem decidida do que quer ser, não é mesmo, doutora Kang Joohyun? - Brincou Seulgi.

- Kang Joohyun! - Repetiu a menor não aguentando segurar a risada.

- Ah, ficou até bonitinho, fala a verdade! - Seulgi resmungou com um biquinho.

- Eu gostei! - Irene se virou ficando de lado e apoiando o queixo no ombro da Kang - Quando eu vou finalmente poder mudar isso? 

O biquinho da Seulgi se desfez, dando lugar para um sorriso cheio de alegria.

- Que tal depois que começarmos a morar juntas? - Ela virou o rosto na mesma direção que o de Irene - Oh! Oh! Um pouco antes de nos casarmos!!!

Irene soltou uma risada baixa ao ver a empolgação da maior.

- Isso seria antes das crianças, hm? - Sorriu. 

- Claro! Quero todos os nossos filhinhos batizados como Kang já! - Seulgi falava com certo orgulho.

- Sua egoísta!!! - Irene deu um soco fraco no ombro de Seulgi e finjiu uma cara de raiva.

A maior virou o seu corpo todo de encontro com o da menor e a puxou para mais perto segurando a sua cintura e selando um beijo.

- Não se preocupe, Baechu... Vão ser vários filhinhos! - Seulgi disse após morder o lábio inferior de Irene de uma maneira mais fraca.

Irene passou as mãos pelo pescoço de Seulgi, os arranhando em uma forma carinhosa.

- Vão ser muitos, muitos, muitos, mesmo? - Dizia Joohyun enquanto arfava de maneira baixa devido ao contato que tinha com Seulgi, que agora acariciava suas coxas por debaixo de sua saia.

- Muitos, mais muitos, muitos, muitos mesmo! - Repetiu Seulgi que agora já estava se encontrando sobre Irene, mordiscando seu pescoço e fazendo a menor arfar enquanto prendia fortemente as mãos pelos cabelos da Kang..."

- Por que você se foi? - Seulgi sussurrava enquanto caminhava com passos pesados pela sala, já não aguentando mais segurar todos sentimentos que sentia de uma vez. 

- Você era tudo pra mim... Tudo..  

"- Eu te amo mais do que tudo, Bear..." A voz de Irene ecoava em sua cabeça.

- Você era o meu motivo de viver, Baechu...

"- Seulgi, você é a minha vida..." 

Lágrimas voltaram a cair, e agora Seulgi tinha vontade de gritar, de xingar mil palavrões, de sentar em um canto isolado e apenas ficar sentindo aquela dor que a consumia, que no fundo saberia que seria uma dor duradoura... Uma dor que causava raiva.

- EU TE AMO! EU TE AMO! EU TE AMO! - Seulgi disparava, gritando diversas vezes enquanto esmurrava as paredes com os olhos cheios de água - EU TE AMO JOOHYUN!

"- ... Me chame de Irene..."

- Você sempre será minha Joohyun... - Sussurrou 

"- E você sempre será minha Kang..."

- NÃO! - Ela grita dando um último soco forte na parede - Eu não quero sua voz ecoando na minha cabeça, eu não quero me lembrar, mas eu sinto tanto a sua falta... Eu sinto tanta a sua falta, Joohyun... 

Seulgi soluçava fortemente, não conseguindo terminar sua frase, mas apenas falando para ninguém, reconfortando a si mesma...

- Eu preciso de você agora, Irene...

"- Se precisar de mim para qualquer coisa, me encontre na casa ao lado." 

Era o que Irene sempre dizia para Seulgi quando se despediam. 

Mas Seulgi sabia.

Seulgi sabia que Irene não estaria na casa ao lado.

Sabia que Irene nunca mais estaria na casa ao lado. 

" - Você não vai demorar, né? - Seulgi perguntava à Irene enquanto as duas se despediam na porta da casa da menor. 

- Não, amor, é uma viagem de um dia só. Não tem o que se preocupar... Depois de resolver as coisas da casa dos meus pais com eles a gente volta... - Joohyun sorriu colocando as luvas brancas com desenhos de coração que Seulgi comprou para ela no inverno passado.

- O clima está frio... Não está esquecendo de nada para se cobrir durante a viagem? - Seulgi perguntou enquanto pegava a bolsa média da namorada e arrumava no carro.

- Não, não... Está tudo arrumado! - Irene disse rindo e revirando os olhos devido a preocupação da Kang.

Os pais de Joohyun saíram da casa com suas pequenas malas em mãos, deram um abraço em Seulgi e puseram a arruma-las no carro pequeno.

Os olhos de Irene se encontraram os de Seulgi."

- Eu deveria ter previsto isso...

"- Então... Acho que isso é um adeus? - Joohyun perguntou.

- Claro que não! É um até logo! - Seulgi respondeu sorrindo."

Mas era um adeus.

"- Voltaremos no início da noite... 

A Kang passou os braços pela cintura de Irene e puxando para um beijo carregado de sentimento.

- Eu já estou com saudades... - Sussurrou Seulgi.

- Eu também já estou com saudades... - Respondeu Irene também em um sussurro."

- Eu deveria ter insistido pra você ter ficado e ter passado a tarde tomando aquele chocolate quente que você tanto gosta, assistindo aquele filme que você já viu um milhão de vezes... Eu deveria ter...

A voz de Seulgi falha e ela se vira de costas para a parede agora, deslizando vagarosamente até encontrar-se sentada no chão, com as mãos enterradas na cabeça, sem saber o que fazer...

"Eu deveria ter te dito uma última vez que eu te amo mais do que tudo nesse mundo..." - pensa, enquanto a imagem de Joohyun mandando beijinhos pela janela do carro se forma em sua mente... 

Seulgi esfrega o rosto fortemente com as mãos e apoia a cabeça na parede, encarando o teto branco, daquela sala branca, que talvez para outras pessoas parecia tão sem graça, mas para ela parecia o completo arco-íris... 

Porque aquela era a sala favorita de Joohyun... A sala onde ela estaria sempre presente mesmo sem estar ali...

A Kang se permite fechar os olhos novamente, mas não para relembrar momentos que já se passaram, mas sim, com sua voz rouca, conseguir completar todo o vazio do silêncio daquela sala com uma melodia fraca, mas que se tornava forte a medida com que as lágrimas caíam.

- I really miss you, miss you, I said...  Smile at the chance just to see you again... I really miss you, miss you, miss you....

[ Eu realmente sinto sua falta, sinto sua falta, eu disse... Sorrio para a possibilidade de vê-la de novo... Eu realmente sinto sua falta, sinto sua falta, sinto sua falta.... ] 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e obrigada por terem lido 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...