História Missão de 100 anos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Personagens Originais
Tags Aquarius, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 124
Palavras 2.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá a todos! Meu nome é LuS2filia! Sou novata no site e esta é minha primeira Fanfic! Ela irá abordar a continuação de Fairy Tail a partir do último capítulo! Espero que gostem! Desculpem pelos erros gramaticais, ou de qualquer natureza!

AVISO: - Contém Spoilers!
- Censura para maiores de 18 anos!

Boa leitura!

Capítulo 1 - Uma nova aventura começa!


Fanfic / Fanfiction Missão de 100 anos - Capítulo 1 - Uma nova aventura começa!

-----------------------------------------LUCY POV´s-----------------------------------------------

Muitas coisas aconteceram desde então e graças ao esforço de todos, conseguimos trazer a paz ao continente de Fiore e seguir as nossas vidas. Diante do empenho em batalha o mestre nomeou alguns magos como classe SS, e dentre estes, solicitou a mim, Natsu, Erza, Gray, Wendy para realizarmos um pedido especial, a tão sonhada missão classe SS, ou “missão de 100 anos” que tem como recompensa 1.000.000.000 de jewels! Na hora que ouvi o valor nem quis saber dos riscos – Só de pensar meus olhos se tornaram dois cifrões... Eba!! Vou ficar rica, rica!! – Agora com um pouco mais de lucidez, acredito que esse “100 anos” seja só um sinônimo de “complexo” – reflito com uma gota na cabeça – Imagina só?! Não poder usufruir do dinheiro e voltar pra casa?! Deixando os pensamentos ruins BEM afastados... Estamos a caminho de Crocus para obter mais detalhes, ao chegarmos na capital, a rainha Hisui, nos dará mais informações sobre a “missão eterna”, já que foi um pedido especial de um governante distante. O meu desespero todo por dinheiro, é que não faço missões a um bom tempo, pois nos últimos meses, me empenhei em escrever meu livro, que apesar de arrecadar bem pouco com as vendas, me fez realizar o grande sonho de receber o prêmio de escritora amadora, enfim, estou muito feliz! Antes de ser rudemente carregada até onde estava o pessoal, me veio uma breve nostalgia de toda a trajetória com Natsu e Happy... Quantas situações já passamos... Naquele momento, a boba aqui estava achando que Natsu iria me beijar e fui feita de trouxa por ele! Sorte que o lerdo não percebeu que eu estava entregue a ele naquele momento, ele quebrou o clima e me deixou frustada! – Corei ao lembrar!

Natsu: Porque está vermelha Luce, está passando mal? Fala caminhando com as mãos atrás da nuca – Não gênio! É só por sua causa!

Happy: Luxy sua estranha, está parecendo um peixe-lua! Fu-fu-fu! Não é mesmo Charuru? – Voa ao redor dela e a olha com olhos de coração...

Charles: Humf, só pensa em comer peixe. – Esnoba, e vira a cara para o lado.

Wendy: Charles, não seja tão dura com o Happy-san – Gatinha mais chata não sei Happy ainda gosta dela! - Não acho que a Lucy-san esteja passando mal... o que houve? – Ela estreita os olhos em minha direção - ah não, ela notou que é vergonha, e agora?!  

Gray: Ela está assim avoada desde que veio arrastada igual um saco de batatas por você cabeça de fósforo! – Começou - penso com uma gota na cabeça.

Natsu: Quem você tá chamando de cabeça de fósforo, seu cueca gelada? – Começam a segurar a gola da camisa um do outro.

Gray- Você vai encarar? – Começaram a se encarar testa com testa.

Erza: JÁ CHEGA SEUS CRETINOS! – Exalta Erza, chutando os dois ao mesmo tempo e os rumando longe – DEIXEM DE PALHAÇADA E MARCHEM!

Natsu e Gray: Sim capitã... quer dizer Erza-sama! – Se abraçam tremendo e dançando can-can ao mesmo tempo...

- Vocês não mudam! – ri internamente.

Agora, estamos caminhando no meio da floresta ao fim de tarde... Esta situação desconfortável é devido alguns motivos: não temos dinheiro suficiente para comprar passagens de trem e Wendy que continua enjoando em meios de transportes... Ela e Gajeel só pioraram, já Natsu por estranho que pareça curou seu enjoo... Agora temos que aturar apenas sua idiotice, a única coisa que talvez não tenha cura! Enfim, como não sou tola aproveitarei para vasculhar mais áreas, quanto mais andar, mais eu tenho a chance de encontrar a chave da Aquarius! – Tento conter o sorrisinho sacana com a mão...

Happy: Natsu, Luxy está fazendo aquela cara estranha de novo. – Fala cinicamente enquanto voa.

Natsu: Luce você comeu alguma coisa estragada antes de sair? – Coloca a mão no meu pescoço pra testar a temperatura e eu coro imediatamente...

- Porque que vocês implicam tanto com a minha cara? – Falo indignada tirando a mão dele. Do nada, abre-se um buraco no meio das minhas pernas e de lá sai uma cabeça e olha pra cima...

Virgo: Tudo isso é porque o Natsu-san não correspondeu aos seus sentimentos Hime? – Tomo um susto e coloco a mão por debaixo da saia pra tampar minha calcinha e todos ficam alarmados com a notícia, Gray começa a gargalhar...

Gray: Ra, Ra, Ra, Ra, Ra! É um babaca mesmo! Até quando vai permanecer no time dos virgens, oh trouxa! – Gray pirraça, rindo e desdenhando. Mas... que... história... é... essa? Penso indignada com a fala de Gray!

Natsu: O que é cubo de gelo? É claro que não! Já você talvez seja desse time virgem! – Ficamos todos em estado de choque com o nível da discussão, eu achava que Natsu era inocente, o “O” em minha boca estava formado.

Gray: Claro que não seu imbecil! Estou namorando a Juvia e é normal não ser mais virgem quando se namora! – Eu e Wendy ficamos mais vermelhas do que um pimentão com fumaça saindo enquanto surge uma veia na testa de Erza.

Erza: Calem a maldita boca os dois! – se exalta, depois faz cara de surpresa bem sacana – Quem diria em Gray? – depois olha repreensiva pra Natsu – Natsu! Preste mais atenção nas coisas que fala! – O repreende e o mesmo desvia o olhar e fica pensativo. Eu volto ao normal do meu estado embasbacada e me manifesto....

- Parem de falar de mim! E você! – aponto para Virgo que até então encarava neutra tudo debaixo das minhas pernas - Volte para seu mundo! – fecho o portão de Virgo abruptamente e saio marchando irritada sem olhar pra trás. Eu não acredito! Achava que Natsu era inocente, estou desapontada...

 

----------------------------------------NATSU POV´S----------------------------------------------

MAS QUE DROGA! Aquele maldito do Gray está se achando depois que ele se juntou com a Juvia, da pra saber por que o cheiro dela está impregnado nele, devem dormido na mesma cama como eu, Lucy e Happy. Por algum motivo, a Juvia ficou em Magnólia e não pode vir nesta missão. Eu nunca vou admitir pra ele, mas eu não sei o que significa “time virgem”, eu entrei na discussão porque odeio sair perdendo ou sair de desentendido, bom... pelo nome... será que tem haver com a Virgo praticar algum esporte celestial? Vou perguntar ao Happy depois, talvez ele saiba... Mudando de assunto... O que deu na Luce? Ela anda muito estranha ultimamente... Vejo ela saindo na frente bem irritada. Será que a Luce ta nervosa por eu ter brigado com o Gray, ou foi por alguma coisa mais cedo? Naquela hora, quando ainda estávamos no seu apartamento, eu tive que arrasta-la pra nossa primeira e tão desejada missão classe SS assim que ela acordasse... Como Luce me deu trabalho essa noite, ela ficou bêbada na festa e eu tive que carregá-la como um cavalinho até sua casa. E além disso, não me deixou ir embora...

LEMBRANÇAS ON................................................................................................

LUCY: Natxsuuu.... – falou enrolando a voz igual um gato no final. Estávamos na festa, Lucy se divertiu pra caramba, mas chegou ao ponto de beber tanto que desabou. Eu tentei levantá-la, mas não sabia que ela ia ficar de manha desse jeito...  

LUCY: Natxsuuu... Me leva igual a um cavalinho? – MAS O QUÊ??

- Como é Luce? – Ela está muito bêbada, pois caso contrário não me pediria isso. Não sabe ela, que quando ela monta em mim e encosta os seios nas minhas costas começa uma maldita queimação, que eu como mago do fogo deveria controlar ou explicar, mas não sei...

LUCY: Quero... hic!... montar em você! hic! – Ou ela está louca, ou vai me deixar louco...

- E eu lá tenho cara de cavalo? – Falo grosso pra ver se ela entende, mas ela faz bico de choro...

LUCY: Por favooor!! – Fez manha de novo, odeio quando ela pede assim eu sempre cedo...

HAPPY: Deixa que eu levo o troféu! Vai logo Natsu, leva ela antes que os convidados percebam a quão bêbada ela está! – Eu me agacho...

- Sobe aí Luce. – E como eu disse ela subiu e ficou pulando, me fazendo de touro maluco, ela quicava o caminho todo nas minhas costas pressionando os seus benditos e enormes seios e eu é claro, tentando me controlar e controlá-la, com uma gota na cabeça até chegar ao seu apartamento.

...............................................................................................................................

- Pronto Luce tá entregue, já vou... – Estanquei quando ela começou a tirar o vestido, ficando só de calcinha e se jogando na cama.

LUCY: Por favor me troque! – Eu e Happy ficamos a encarando embasbacados - Sério? Ela não tá nem aí por estar pelada? Resposta: Lucy e álcool não dão certo.

- Acho que não é uma boa ideia – falava suando enquanto encarava seus seios saltitantes...

LUCY: Por favooor!! – Droga! A queimação está piorando!! Eu achava que era imune ao fogo, mas parece que quando Lucy age assim eu perco a imunidade! - Suspirei.

- Ok! Happy pega uma roupa lá e me ajuda! – É muito simples! É só não olhar!

HAPPY: Aye sir! – Happy me trouxe a roupa e tentei não encará-la, mas não deu certo, pois ela ficava me olhava corada por estar bêbada e com a boca levemente aberta como se estivesse hipnotizada. Desviei meu olhar pra baixo, e os seus seios enormes, que nem cabiam em minhas mãos, pediam para mais uma vez serem tocados. Que ótimo! Desviei o olhar pra o lado, e Happy estava ali... me controlei, engolindo seco.

- Happy tem como vestir a Lucy, enquanto busco água para ela? – Ótima ideia!

HAPPY: - Aye sir! – Falou batendo continência e eu fui buscar a água, mais precisamente jogar água na cara. Quando retornei Lucy estava vestida com uma regata branca.

- Prontinho Luce, agora estamos indo! – Falei deixando o copo na escrivaninha - Preciso sair não tá dando certo! Estou com medo de não me controlar e acabar destruindo o apartamento dela com estas malditas chamas internas!

LUCY: Ficarei com o Happy! – O agarrou como se fosse um ursinho de pelúcia.

HAPPY: Natsu socorro! – Happy me implorou, então eu tentei...

- Solta ele Lucy! – Implorei também.

LUCY: - Fica comigo também Natsu – Me abraçou junto, prendi a respiração... Ela tombou com a gente na cama... Que eu faço?!... SOS... agora, não dá mais...

- Luce me solta! Por favor! Eu preciso ir! – Tentei ser mais duro, mas ela me olha com aqueles olhinhos brilhando, mudei de ideia rápido... – Tá bom, eu fico! – não resisti.

LUCY: EBAA!! – E nos esmagou ainda mais contra seu abraço nos asfixiando... – Tá calor demais! – Senta e tira a camisa igual um ninja... Não acredito!

- Não, você não vai dormir pelada! – Sento e a encaro meio irritado... poxa Luce entenda!

LUCY: Eu vou sim, está um inferno aqui dentro! – Fala irritada se abanando. É claro eu estou em ebulição aqui! Depois ela nos agarra bem apertado e nos cobre com o cobertor – Boa noite! Eu Happy ficamos com cara de “tacho” suando! Quando olhei para lado, ela já estava dormindo serena, igual a um anjinho. Ufa! Desvencilhei-me dos seus braços e sussurrei pra Happy...

- Happy me ajuda... não consigo dormir com ela assim! – Happy abriu um sorriso enorme que até me deu calafrios.

HAPPY: - Vocês se goxxxtam – Enrolou a língua sussurrando, e eu coloquei um dedo em frente ao seu bico pedindo silêncio, porque né!? Deu trabalho!!

Depois que a vestimos novamente, fui tomar uma ducha gelada pra amenizar esses sintomas, e funcionou! YOSHI! Estranho... pode ser algum efeito colateral da técnica do rei dragão de fogo, só sei que a presença de Lucy está fazendo piorar este problema a cada dia e ao mesmo tempo, não consigo ficar longe dela, é como se precisasse protegê-la a todo instante... Igneel não me explicou nada sobre isso! Talvez a vovó bruxa saiba de alguma coisa, por ser a Grandine de Edolas, depois pergunto a ela...

Ao chegar no quarto de deparei com a cena de Happy e Lucy dormindo agarrados, ri internamente, fui me aproximando e resolvi dormir com eles na cama, por ser mais aconchegante que o sofá, me deitei ao seu lado e nos cobri com o edredom. Demorei a dormir, pois passei a noite refletindo sobre este efeito que Lucy está causando sobre mim, ao mesmo tempo em que estava ansioso pela missão. Lucy não sabia da missão, pois estava “fora de si” quando todos nós combinamos. Só consegui pegar no sono após horas admirando a sua expressão ao dormir, ela transmitia paz e serenidade, que me contagiou, me fez pregar os olhos e me entregar ao sono...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

De manhã, eu Happy acordamos mais cedo fomos arrumar nossas coisas em casa, voltamos ao apartamento de Lucy, demos aquela velha e boa “limpa” na dispensa, guardamos alguns lanches na sacola e o restante, devoramos. Logo em seguida, fomos arrumar as coisas dela, pois estava em cima do horário combinado com Erza. Ao mexer na gaveta de calcinhas de Lucy, coro imediatamente e Happy olha pra mim e fica rindo abafado...

- Fu-fu-fu! Como será que Lucy fica com isso? – Não, Happy não me faz imaginar! Mudo o pensamento pra Erza querer me matar por chegar atrasado e continuo...

- Happy, vamos andar rápido com isso! – Arrumamos a mala dela. Ela acordou e depois tudo aquilo aconteceu...

 

FLASHBACK OFF--------------------------------------------------------------------------------  

Já sei! Ela deve ter ficado irritada por mexer nas calcinhas dela, ela tem umas peças na gaveta que são só o fio, parece a fita que amarra o seu cabelo! Após essa longa análise da situação, volto a prestar atenção na situação...

WENDY: Éramos para estarmos chegando no vilarejo, mas está dando sinais que já vai anoitecer...

ERZA: É melhor acamparmos por aqui, tem um riacho perto. Vamos montar uma fogueira. Happy! – Fala a mandona...

HAPPY: Aye Sir! – Bate continência com a pata e serra os dentes.

ERZA: Vá com Charles e Gray achar galhos secos e colher frutas, tragam o que der! Natsu e Lucy! – Eu bato continência com medo da fera, enquanto Luce olha pra mim e rapidamente, cora e desvia o olhar... Luce tá muito estranha... – Vão pescar algo pra comermos no lago aqui perto, enquanto eu e Wendy montamos as barracas!

NATSU: YOSHI, vamos Luce! – Beleza! É a chance perfeita para eu perguntar a ela o que eu fiz!


Notas Finais


Obrigada por lerem até aqui! Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...