História Mrs. Potato Head - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Xiumin
Tags Angst, Drabble, Melanie Martinez, Songfic, Xiuhan
Visualizações 67
Palavras 666
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É tão deprimente se ver como um nada e, mesmo assim, não conseguir chorar pela própria lástima.
Nada melhor do que Melanie pra me afundar ainda mais rs

Boa leitura.

Capítulo 1 - Oh, Mr. Potato Head, tell me.


Sabe, Minseok, eu nunca me achei bonito. Você sabia disso, mas sempre me dizia o contrário.


“Você é lindo, Lu Han!” e, em uma contradição que nunca notei, sempre complementada sua frase com mas, poréns e entretantos.


Porque, de fato, eu era lindo, mas poderia ficar melhor, não? Era só emagrecer mais um pouco, cuidar melhor de minha pele, comprar roupas novas.


Tudo sempre melhorava assim.


Se eu não nasci com a beleza, você me ensinou que poderia comprá-la com maquiagens e cremes. E, de fato, eu me sentia tão belo…


Mas logo passava, junto com a água e os demaquilantes.


Logo me tornava feio novamente. Era entediante.

Será que um par de enfeites novos poderiam aplacar a falta daquilo que não herdei por nascença? Sim, mas durava tão pouco…


E eu queria mais. Você me dizia que eu poderia ter mais.


Cada vez mais…


Ha, Ha.


Assim, finalmente, poderíamos ser felizes, não?


Eu, com beleza e seu amor, conquistaria o mundo.


Você sempre me dizia.


E eu acreditava.


Você me dizia que eu poderia ser sexy. Eu queria me sentir sexy.


“Você sempre pode contratar um profissional”. Eu o fiz. E eles enfiam alfinetes em mim como se fosse um vegetal.


Ha, ha.


Por um momento, eu senti saudades da infância.


A pele macia e suave, que com o passar dos anos se tornava couro grosso e áspero, os cabelos bonitos e macios que, com químicas e produtos, se tornavam secos e quebradiço.


Queria voltar a ser uma criança.


Eternamente criança. Extremamente belo.


Eu queria ser amado por você, mas sabia; ninguém me amaria se não fosse atraente.


Talvez só quisesse um pouco mais de confiança. Nada que uma cintura mais fina não resolvesse.


Batatas sempre ficam mais gostosas quando viram batatas fritas. Sim, isso é senso comum.


E por você eu me jogaria no óleo quente sem pensar duas vezes, Minseok.


É uma perda de tempo quando garotinhas crescem com a cara de suas mães, sabendo que no futuro, ficarão daquela forma.


Deplorável.


Pobres garotinhas, sempre aprendendo apenas a copiar e colar. só sabem fazer biquinho até se sufocar.

Mas eu não sou uma menininha. É por isso que você me escolheu, não foi? Eu era diferente, estrias e celulites não iriam me afetar.


Você me queria como seu e eu apenas desejava lhe pertencer.


Perfeito, não? Beirávamos a perfeição, mas nunca a alcançávamos.


Sempre faltava algo, mas você me disse ter a solução para tudo.


E eu confiei em você, Kim.


Era só uma plástica, não havia o porquê ser dramático.


Demarcando pedaços de mim, colocando o que não havia aqui, arrancando o que eu tinha ali.


Eu estava assustado, mas você sempre sorria, dizendo que o resultado valeria a pena.


Meu rosto doía, o sorriso não surgia, contaminado pelo inchar de meus lábios, mas você sempre dizia o quão lindo eu ficaria.


Dessa vez, permanentemente.


Mas eu esqueci de ler o aviso antes de começar aquela brincadeira.


Ha, ha. Acho que meu brinquedo quebrou.


Oras, criança! Não seja dramática, é apenas uma plástica!


Vamos brincar de montar?


Ah, não! Estão faltando peças em você… Brinquedos quebrados devem ser descartados.


Oh, Senhora Cabeça de Batata, me diga! Como é viver em pedaços?


É verdade que dor é beleza? Devo estar tão bonito…


Por que não me deixa ver meu próprio rosto, meu amor? Quero ver o que me tornei.


Me deixe ver o quão belo você me deixou, querido.

Oh, Senhor Cabeça de Batata, me diga! Como você pagou a cirurgia dela? Mentiras não valem nada.


Você promete que vai ficar para sempre? Mesmo que o rosto dela não fique inteiro?


Eternamente em pedaços… Acho que perdi mais uma peça.


Alguém viu meu coração? Oh não, ele deve ter quebrado.


Brinquedos quebrados são descartados.


E você continuará ao lado dela? Fique para sempre, fique para sempre. Mesmo que o rosto dela não fique inteiro. Nunca a abandone, você a prometeu a eternidade.


Pois meu dono já arranjou um novo brinquedo.


A plástica que fizera, de plástico me tornara.


Ha, ha.


Acho que gostaria de um reembolso. 


Notas Finais


Pobre Lu Han, mal sabia que o amor próprio é gratuito...

Comentários são como gotas de sorrisos em meu mar de melancolia ♥
Xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...