História MUNDO DOS ETÉREOS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Fanfics, Stranger Things
Visualizações 9
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção Científica
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - MUNDO DOS ETÉREOS


Fanfic / Fanfiction MUNDO DOS ETÉREOS - Capítulo 1 - MUNDO DOS ETÉREOS

Capítulo 1: O outro lado

O sinal toca, a aula acabou, os alunos saem da sala, todos os alunos ficam juntos conversando, menos um pequeno grupo de cinco integrantes,nesse grupo estão: Erik, Jeff, Walt, Vitor e Martin, todos são nerds de carteirinha, todos são esquisitos e diferentes, porém todos são amigos.

- Cara- diz Walt- vocês viram aquela matéria que o senhor Wallace nos explicou?

- Sim- diz Erik- e que coisa legal.

- É cara- diz Vitor- a matéria dos buracos negros e brancos é incrível.

- Sim- diz Jeff- mas é só uma teoria,nem sabemos se dá para fazermos uma viagem pelo espaço usando um buraco negro.

- É- diz Martin- mas não seria legal se nós viajassemos pelo espaço ou por outras dimensões.

- Sim- diz Walt- caramba.

Todos olham entre si e dizem juntos.

- Como em D&D.

- Nossa isso seria foda pra caralho.

- É- diz Vitor- falando nisso,temos que terminar nossa campanha de D&D.

- Pode ser no sábado, agente pode se encontrar no grupo dos nerds- diz Walt.

- Por mim tudo bem- diz Martin.

- Então tá marcado- diz Jeff- sábado, não se atrasem.

Então lá vai eles, cada um para sua casa, todos vão a pé, todos moram perto uns dos outros, eles vão conversando e brincando, todos do nono ano mas todos muito brincalhões.

No sábado de manhã todos se encontram na frente de um bosque, batizado de bosque do saber, eles adentraram no bosque até chegarem em uma clareira que fica perto de um lago, nesta clareira há um trailer sem rodas e bem acabado, eles entram no trailer, o trailer tem luzes vermelhas,verdes e amarelas, também uma mesa um tanto velha, encima da mesa Jeff coloca um tabuleiro de D&D,eles se sentam e começam a jogar.

O jogo é muito impolgante e diverte a todos, cada um tem o seu personagem,Walt é o monge, Jeff é o paladino, Martin o Warlock, Vitor o duelista, Erik o slayer.

Derrepente, Martin põe a mão na testa e se lembra de algo.

- Droga- ele diz

- O que foi?- pergunta Walt.

- Temos trabalho de física para fazer- diz Martin.

- Puta merda- diz Erik.

- Calma- diz Jeff- amanhã agente faz.

- Cara- diz Vitor- o trabalho é para segunda.

- É- diz Walt- será que vai dar tempo?

- Eu acho que não- diz Martin.

- Droga- diz Erik- agente se ferrou.

- Não completam...

Derrepente Vitor nota algo de estranho, todos notam, as luzes apagaram, e derrepente, do lado de fora trailer, eles escutam unhas arranhando a lataria, a maçaneta começa a mexer, até que a porta se abre, os vidros das janelas estouram, e na porta surge uma gigantesca sombra.

- Merda- eles dizem juntos.

Eles são engolidos por esta sombra...

- Hã? Onde estou?- pergunta Walt- pessoal lavanta.

Ele acorda a todos, todos se levantam ainda zonzos mas levantam, eles olham ao redor, eles estão em um lugar escuro,cheio de raízes e casas, no lugar caem raios e trovões, este lugar é frio.

- Que merda de lugar é este?- pergunta Erik.

- Eu não sei- diz Jeff- mas me dá arrepios.

- Eu também não faço ideia- diz Walt.

- Pessoal- diz Vitor- onde estamos eu não sei, mas não parece segur...

Ele é interrompido por uma série de tapas leves no ombro, ele nota que é Martin, ele está apontando para algo, eles seguem o dedo de Martin até verem para onde ele aponta, aonde ele está apontando tem uma sombra, ela está parada de pé, até que começa a persegui-los.

- Merda, merda, merda- grita Jeff- corram.

Eles correm muito mas a sombra é mais rápida do que eles, derrepente Walt cai, e quando a sombra vai atacalo aparece um ser encapuzado, parece ser humano, mas aparentemente, neste lugar, eles não podem afirmar nada, da mão dessa "pessoa" surge uma luz vermelha que faz a sombra desaparecer.

- Vocês estão bem?- pergunta o ser.

- Estamos- diz Vitor- mas isso te interessa?

- Bom- ele diz- sim.

- Que lugar é este?- pergunta Walt- e quem é você?

- Este lugar- ele diz- bom,eu não sei, não sei exatamente o que é mas parece uma outra dimensão.

- Que divertido- diz Martin com ironia- como vamos embora dessa merda?

- Eu também não sei- diz o ser.

- Tá- diz Walt- mas você não respondeu, quem é você?

- Eu é quem devo perguntar Isso- diz o ser- mas, vou dizer, meu nome é Aidan Ross, pronto, felizes.

- Não- diz Jeff- nós não sabemos se você é confiável.

- Nossa- ele diz de forma disleichada- que crianças chatas, eu nessa idade era mais educado.

- Vai responder ou não?- diz Erik.

- Bom- diz Aidan- eu acabei de salvar vocês, então um pouco de gratidão seria bom.

- Nós estamos em outro mundo- diz Vitor- fomos quase mortos por uma criatura estranha, e você está se preocupando com gratidão.

- Dimensão- corrige Walt- e ele me, não, nos salvou desta merda de sombra estranha, então devemos agradecer a ele.

- Obrigado criança- diz Aidan- você ouviu ele, aé, acabei esquecendo de perguntar, vocês vão se juntar a mim?

- Mas você nem sabe se somos confiáveis- diz Erik.

- Se vocês me traírem- diz Aidan- eu faço vocês desaparecerem assim como aquela criatura, então, vocês topam se juntar a mim?

- Espera um segundo- diz Walt.

Todos se juntam e começam a discutir sobre o assunto, até chegarem em um consenso.

- Decidimos que iremos nos juntar a você- diz Jeff- mas só por falta de opção mesmo.

- Tá- diz Aidan- então sigam-me, eu não sei quando aquela coisa voltara.

Eles seguem Aidan até um certo local, um local muito "peculiar", eles chegam na biblioteca da cidade do Kansas, lá eles entram, e o lugar que antes era mágico para eles, agora se torna um local obscuro.

No local, há pouca luz, é como se alguém tivesse coberto a lâmpada, aquele lugar é de dar arrepios, eles caminham pelas estantes de livros, todos estão cobertos por coisas que parecem com sipós, assim como o resto do mundo, eles continuam caminhando até chegarem em uma sala, nesta sala eles encontram mais duas pessoas.

- Você não disse sobre mais alguém- diz Walt.

- É- diz Erik- explica isso.

- Ei,ei,ei- diz Aidan- calma, estas são pessoas como vocês, pessoas que se perderam nessa dimensão e procuram voltar para a dimensão de vocês.

- Eles são confiáveis?- pergunta Vitor.

- Nós é que perguntamos a vocês- dizem as outras duas pessoas.

- Sim eles são confiáveis- diz Aidan- e mesmo se não fossem, eles não possuem nenhuma diaforez.

- Não possuímos o que?- pergunta Jeff.

- Ele disse divergências no grego- diz uma das outras pessoas.

- Ata- diz Jeff- quem são vocês.

- Eu sou Jonathan Wolfem- explica ele- e esta é minha irmã Chara Wolfem, e vocês são?

- Eu sou Walt-diz ele- este é Vitor.

- Eae- diz Vitor.

- Este é Jeff e Erik- ele aponta para eles e eles só comprimentam batendo continência- e este é Martin,todos temos um prazer em conhecê-los.

- Nossa- diz Aidan- eu estou cansado, que tal nós irmos dormir.

- O que- diz Martin- nós acabamos de entrar nesse mundo.

- Dimensão- corrige Walt.

- Não interrompe- diz Erik- continua Martin.

- Então- diz Martin- acabamos de vir para essa dimensão, eu acho que informações são necessárias, você não acha?

- Dormir agora- diz Aidan- Respostas depois, agora vão, isso serve para vocês também, irmãos Wolfem.

- Aonde vamos dormir?- pergunta Jeff.

- E eu sei lá- diz Aidan- procurem por cadeiras ou poutronas, mas tomem cuidado, não fiquem perto de janelas ou portas, agora, boa noite...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...