História My Angel - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~idksuckers

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Cher Lloyd, Cody Simpson, Dylan O'Brien, Francisco Lachowski, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Drama, Escola, Família, Festa, Luta, Novela, Romance, Shoujo Romântico, Violencia
Visualizações 2.468
Palavras 1.022
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Why?


Fanfic / Fanfiction My Angel - Capítulo 2 - Why?

 

Acordei com a porra do despertador, pra que  existe esta porra? Ah tabom, para pessoas como eu não adormecerem toda a vez que têm coisas pra fazer. Logo acordei jéssica e fui tomar meu banho, fui me vestir enquanto jéssica tomava seu banho. Descemos e tomamos nosso pequeno almoço. Me despedi de meus pais que ainda estavam em casa, MILAGRE, mas prestes a sair. Fomos caminhando para a escola.

—Preparada?—perguntou jéssica me olhando.

—Não, mas tem que ser.—disse com uma voz que saiu quase num sussuro.

—Calma, isso não tarda acaba, tamos quase no ultímo dia de aula.—disse ela tentando me reconfortar.

—Eai? E depois tudo melhora? Não. Vem mais um ano, mas nesse eu não vou ser a mesma, eu vou tratar de mim e fazer todos engolirem palavra por palavra, e ficarem perguntando a si mesmos que o que me disseram já não é mais verdade.—disse já com um sorriso vitorioso pensando que iria mudar um pouco, pois porque  pior não podia (pensava eu).

Jéssica me olhou e soltou um riso por causa da minha revolta o que me fez rir também. Hoje teriamos ginastica, BOA mais um  motivo pra ser zoada por causa de meu corpo.

Logo entramos no pavilhão e começamos a correr. Eu e Jéssica íamos lado a lado até que vieram, me empurraram e caí no chão feito um pino de boliche — que porra de exemplo. Me levantei tentando ignorar, mas meus olhos diziam o contrário. Prendi minhas lágrimas para não demonstrar o quanto doía, mas não foi a queda que me magoou. Comecei a me levantar.

— Olha ai, alguém ajuda ai a idiota, porque ela nem se levantar consegue.—disse a grande pessoa por detrás de tudo isto, aquela que com uma palavra poderia mesmo me derrubar, me magoar muito, me fazer desistir de tudo e de todos.

Ethan.

Ele e seus amigos cairam na gargalhada e a unica coisa que consegui fazer foi correr para os banheiros, eu não estava bem, mas não poderia dar esse gostinho pra eles, simplesmente não podia.

Me sentei e deixei tudo, comecei a chorar. Porque ele me odeia tanto? Mesmo gostando dele eu nem pra ele falava. Eu amo aquele rapaz e o que ele sabe fazer? Como se ama alguém assim? Eu devo estar confundindo tudo. Me machucar, me deitar no chão quando todo  mundo sabe que eu já estou a bater bem lá no fundo era sua primeira opção. Porque ele faz isso comigo? Eu  nunca fiz mal pra ele, o que mais irritava é que ele quando estava só falando comigo até conseguia ser legal.

Amanhã será o ultimo dia de escola e ai vai começar a minha transformação, provar pra todos principalmente para ele que eu não sou mais a nerd idiota, que eu não sou mais a otária, que eu não vou amá-lo mais e talvez ele perceba que eu não sou uma simples rapariga, eu também posso ser especial.

E para os outros? Eles que se preparem porque uma nova emma vai nascer, vou me libertar, libertar a emma que vivia em mim em criança, antes de tudo isto, de todos os xingamentos, de todas as risadas, de todos os encontrões, DE TUDO. Estou cansada, nunca mais irei sofrer como sofro. NUNCA. E tomem nota apartir de hoje aquele idiota não será mais tema das minhas conversas, mais personagens nos meus sonhos, mais suspiros no meu pensamento, NUNCA MAIS.

-Emma, voce está bem?— entrou jéssica e se sentou ao meu lado afagando os cabelos, visto que eu estava com os braços agarrados as pernas e afogando minha cabeça nas pernas.

—Não está não jéssica, mas é mais um dia pra tudo isso acabar, voce vai ver.—disse limpando minhas lágrimas e a olhando.

—Voce gosta mesmo dele né?—peguntou jessica me olhando no fundo dos olhos.

—Gosto.— suspirei.— Mas não vou  mais, NUNCA mais, eles não me vão magoar mais.— disse vendo um sorriso brotar na cara de jéssica.

—Você consegue ser tão forte, por nunca mostra isso pra eles? Voce é forte, voce é linda, voce não é o que mostra ser. MOSTRE PRO MUNDO QUEM VOCE É REALMENTE, MOSTRE QUE É FORTE , MOSTRE QUE QUANDO TE FIZEREM MAL VOCÊ TAMBÉM SE PODE DEFENDER, mostra quem voce é, se mostre.— disse jéssica berrando e rindo ao mesmo tempo, mas me mostrando o que eu realmente teria de fazer.

—Obrigada.—disse e nos abraçamos, logo entraram as nojentas no balneário e começaram se vestindo, fizemos o mesmo.

Sai e fui ter com ethan, eu ia lhe falar umas coisinhas.

—Olha quem é ela, a ner...—ele ia falar mas eu cheguei bem perto dele e apontei meu dedo bem na sua frente.

— Olha bem aqui, eu não sou mais a idiota, não sou mais o seu brinquedo, não sirvo mais para piadas não, não vou gostar mais de você. Quer saber? Ai você vai perceber o que perdeu, vai saber que nem sempre o exterior conta, e que quando você entender que errou eu vou estar me pouco fodendo pra o que tu pensa ou pra o que sente ou deixa de sentir ou até se você se arrepende.— ia saindo de lá deixando ele com cara de tacho mas me lembrei duma coisinha que eu queria dizer pra ele já a muito tempo.— AH já me ia esquecendo. Nunca brinque com uma mulher, hoje você brincou, amanhã é o brinquedo.— disse com um sorriso vingativo e sai deixando ele ali me olhando espantado, tal como todos os que estavam á volta.

—PORRA, mandou bem.—disse jessica rindo.

—É, tinha que ser. Só estava esperando o momento certo. E ele decidiu chegar.— disse sorrindo e logo saimos dali.

O resto do dia foi bem rápido, sempre os xingamentos do costume, mas quer saber FODA-SE.

Fui para casa jantei, tomei meu banho e logo me fui deitar, estava tentando dormir mas as palavras dele não  saiam da cabeça. Mas não ia mais deixar isso acontecer.

FLASHBACK ON:

“-Olhem alguém ajuda ai a idiota, porque ela nem se levantar consegue.”

FLASHBACK OFF.

Logo cai no sono com meus pensamentos.

 

 


Notas Finais


Espero que gostem gente :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...