História My best brother - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~AstronautFlowey

Postado
Categorias Originais
Tags Fantasia, Romance, Yaoi
Visualizações 18
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bem espero que gostem de qualquer forma ^^

Capítulo 1 - A noite.


O mais novo me olhava com desejo, suas mãos passeavam pelo próprio corpo

O deixo ajoelhado na cama e retiro suas roupas, deixando chupões por todo seu corpo

Eu com certeza marcaria toda sua pele branquinha, eu segurava os pulsos de Blue acima de sua cabeça, o beijando.

Prendo seus pulsos com uma gravata minha, desço até seu pescoço onde coloco uma coleira escrito "Eddy"

Continuo descendo até chegar em seus mamilos rosados, onde prendo em cada um prendedores de ferro. o que era doloroso e ao mesmo tempo prazeroso para o menor, uma hora ou outra eu os lambia, fazendo o mesmo ir á loucura

Me afasto um pouco e contemplo a visão linda a minha frente.

Blue completamente submisso a mim

Pego um chicote médio, e então o passeio por suas coxas

- Ah, você foi mal criado por ter se afastado de mim sabia Blue? Um menininho muito mal criado. Meninos maus merecem uma punição

Me afasto, e então bato com o chicote em sua coxa, deixando uma marca avermelhada, me fazendo sorrir com o resultado. Aumentando ainda mais meu sorriso ao ouvir o gemido manhoso do menor

Desferia mais chicotadas em seu corpo, tendo diferentes gemidos e reações em resposta. Seus pés, coxas, peito, braços, barriga, joelhos, pescoço e cintura

- Acho que deste aqui...já basta

Deixo o chicote no chão e pego algemas, quais eu uso para prender seus calcanhares

Sento na cama, deixo o menor com a barriga em minhas coxas, as mãos ainda presas a sua frente, suas nádegas branquinhas e redondinhas expostas. Passo minha mão por aquela área, agarrando sua carne com muita força, arrancando um gemido do menor

Vejo a marca de minha mão ali, e logo fico mais ansioso para o resto

- Eu bato, e quero que você conte baixinho comigo, okay?

- S-Sim, E-E-Eddy

- Bom menino.

Passo minha mão mais uma vez por sua nádega direita, dessa vez deixando um tapa ali. Que logo tomou uma cor mais avermelhada com o formato perfeito de meus dedos

- U-Um - Saia quase como um gemido 

Dessa vez passo para sua nádega esquerda, onde deixo outro tapa, forte e violento. Arrancando um gemido alto e manhoso de Blue

- D-Dois - Dizia com dificuldade

Dava outro tapa ali, depositando boa parte de minha força ali. Misturando as marcas dos meus dedos deixando apenas um vermelhão. O resultado me agradava, igualmente aos gemidos de meu Baby

-T-Três

[...]

- Vinte e d-dois

Vejo o resultado, sua bunda estava completamente vermelha, ardida e quente. Dou um beijo em suas costas e tiro o menor de cima de mim. Pego uma venda e a coloco nele

- Quero apenas que me sinta, sim?

O menor assente, ainda com os lábios entreabertos e ofegante. Sem pensar muito eu apenas o beijo, nossas línguas se divertiam em sincronia perfeita

On Blue:

Ele me beijava de uma forma perfeita, eu não sabia descrever o quão macio eram seus lábios, eu não sabia como tinha ido parar ali, ou como tinha chegado aquela situação, oque eu queria era que o maior continuasse fazendo aquilo.

Eu tentava me soltar para abraçar Eddy e intensificar o beijo, porém não tinha sucesso, meu irmão havia me prendido de uma forma que eu não ia me soltar nem com magia.

Nós dois namoravamos ah anos, e nunca tinhamos medo de esconder isso, nem reconhecer.

Eu estava sedento por mais, estava quase em meu ápice, só queria mais um pouquinho

Eddy percebeu que eu queria apenas o necessário para gozar, ele sabe que eu adoro masoquismo, mas estava ficando cansado.

Eddy me deitou de bruços na cama, calmamente se posicionando em cima de mim, ele era o homem mais carinhoso que eu conhecia.

- D-Daddy com calma - eu disse enquanto o maior beijava minha nuca, oque parecia ser um sádico sem controle virou um homem calmo, que dava beijos suaves. 

Ele sabia que eu estava quase lá, ja não era necessário tanta dor assim, afinal, ele ja tinha me dado bastante.

O mesmo me abraça e coloca seu membro sobre minhas nádegas, eu estava confortavel, porém nervoso, com medo de ele sair do controle dele.

Calmamente, o maior foi me penetrando, para os dois aproveitarem o momento, ele me abraçou mais forte, assim eu não ia me mover tanto e ficaria mais confortavel.

- Confia em mim? - o mesmo diz bem baixinho em minhas orelhas felinas

- S-Sim - senti Eddy sorrindo feliz, o mesmo começa a me dar leves estocadas, eram suaves porém dolorosas, prazerosas.

Eddy estava indo devagar, estranhei em um primeiro momento, mas fui tomado pelo prazer que aquilo me causava, eu ja tinha me acostumado com as dores e as ignorava, assim continuamos por um tempinho, era fofo como ele tentava me deixar confortável. Senti sua mão por cima da minha e nossos dedos se entrelaçando, era confortante.

Eddy começou a ir mais rápido, eu ouvia seus gemidos abafados pelas minhas costas, ele estava em seu ápice como eu, até que senti sua outra mão (a que não estava segurando a mão do Blue) começar a tocar meu membro logo começando a o masturbar.

O prazer era imenso, eu estava quase indo a loucura, quando me vi ja estava salivando com os olhos cheios de lágrimas e com o corpo todo molhado de suor, em pouco tempo eu....

....os dois ejacularam, eu sentia aquele líquido quente dentro de mim, aquilo me dava prazer, eu queria cada vez mais, mas sabia que ja era hora de acabar.

Eu e Eddy tinhamos 18 anos nesse dia...e éramos irmãos, sim, eu sei que parece ser errado, mas ninguém escolhe quem vai amar, nossos pais não poderiam se quer sonhar que estavamos tão próximos e nenhum habitante do castelo em que eu moro poderia descobrir.

Eddy tirou todos os brinquedinhos de mim e os guardou dentro de uma bela caixa vermelha, logo a guardando dentro do guarda-roupas, subimos nus pelas escadas do porão e andamos abraçados até o banheiro, rindo de algumas coisas bestas que o Eddy me contava

Chegamos juntos ao banheiro naquela noite estrelada, enchemos a banheira da casa com água quente e dentro dela ficamos até estarmos totalmente limpos, Eddy não se controlou algumas vezes e me deu alguns beijos de língua, mas ja estava tudo bem.

Terminamos nosso banho, esvaziamos a banheira cheia de bolhas e nos enrolamos em algumas toalhas.

Fomos para o porão novamente e nos deitamos em nossa cama, que ficava do lado de fora da casa do maior, escondida de todos daquele castelo, a irmã gêmea de Eddy tinha saído com sua namorada, então estávamos livres na casa dele. Não moravamos juntos, mas era o sonho dele termos uma casa e filhos. 

Nus mesmo, nos abraçamos e nos cobrimos com o edredom de rosas que Eddy tinha guardado para esse dia.

- Boa noite meu pequeno Bu - o mesmo disse enquanto me olhava com aqueles olhos laranja, que brilhavam mais que a luz da lua que entrava por uma janelinha no porão.

- B-Boa noite - eu disse enquanto escondia meu rosto no peitoral de Eddy.

Dormimos juntos, abraçados, e a noite foi tão maravilhosa como os dias felizes que passei com meu irmão. 




Notas Finais


Foi isso ^^ talvez tenha uma continuação, preciso conversar com o Flowey =P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...