História My Cold Prince - Gruvia - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Romeo Conbolt, Wendy Marvell, Zeref
Tags Gruvia
Visualizações 44
Palavras 1.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fanfic inspirada no anime: Kaichou Wa Maid-Sama.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Quem é você?


Fanfic / Fanfiction My Cold Prince - Gruvia - Capítulo 1 - Quem é você?

       Juvia ON

Estarei me apresentando! Meu nome é Juvia Lockser,mas todos preferem me chamar de Juvi,tenho 18 anos e tenho um trabalho de meio-período em um café de empregadas,ou Maid Café como preferir..sim Eu trabalho vestida de empregada,mas felizmente não tenho relações com os clientes,fiquem tranquilas(os) não sou atirada. 

Aliás,eu estava dormindo,mas acordei totalmente assustada,Natsu pulou em cima de mim enquanto dormia,é pra matar um do coração mesmo!

- Bom Dia Juvi!!! - Ele me olhava com aquele sorriso inocente,oque me irrita às vezes o quanto ele é lento e desligado.

O empurrei ficando por cima dele.

- Bom dia foguinho! - Fiquei deitada nele enquanto ria debochando de sua cara boba. - Como vai?.

Aliás,eu e Natsu não temos nenhuma relação romântica,somos melhores amigos, nada além disto.

Ele basicamente ''mora'' comigo,não,ele não é um sem-teto,a casa dele só é um buraco negro,e eu posso jurar que vi um mendigo morando ali em meio às tralhas.

- Vou bem Juvi,e você?! - se aconchegava feito um gato em minha cama em busca de um cochilo.

- Vou bem,ei! Se eu não posso você também não! - dei um soco na cabeça do mesmo que começou a choramingar feito um bebê. - Oras Natsu,você não vai dar uma de bebezão agora né? - Ele começou a fazer gestos de abraço.

Um bebê.

Eu tinha que abraça-lo,ou ele continuaria chorando e chegaríamos atrasados novamente.

- Você sabe que eu sou um nenê. - Ele disse ainda se agarrando na minha cintura.  

Eu estou perdendo o ar,porra! 

- Natsu,eu não consigo respirar. - dei tapinhas nas costas dele. 

Ele me soltou ainda rindo,esse foguinho está querendo me matar?

- Natsu! Vamos nos atrasar! Onde estão minhas roupas! - Ele começou a rir.

Do que ele está rindo?

- Já troquei suas roupas enquanto dormia! Bobinha. - Eu vou mata-lo.

Natsu saiu correndo com medo pela casa ele diz que quando estou com raiva uma aura negra aparece em meu corpo,acho que tenho uma aura assassina.

-Pervertido! - Gritei.

Eu não tenho tempo para isso,peguei minha mochila e meu cachorrinho (Natsu) e fui para a escola,como sempre de pé.

Como é minha vida na escola? Bom,80% dos alunos são garotos,e para minha falta de sorte eu odeio a maioria dos garotos,são completamente pervertidos,mas eu sei que no final do túnel aparecerá um que valha a pena,para a sorte das meninas eu e Erza comandamos lá,já que somos presidentes do Conselho estudantil,como conseguimos? 

Fazendo amizades com os professores e com o diretor. 

Ótimas notas.

Ótimo comportamento.

Basicamente garotas perfeitas,ou talvez não..

Ao chegar na escola Erza me puxa diretamente para a sala do Conselho estudantil,só deu tempo de me despedir de Natsu.

- Oque houve Erza? - Ela estava com uma cara feliz.

Que anormal.

- Bom dia Pessoal! - Cumprimentei Wendy,Romeo e Levy que estava tão felizes quanto a tomatinho.

- Bom,como já devem saber teremos um festival na escola,e teremos chances de recrutar mais garotas na escola.

Lembram quando eu disse que no fim do túnel poderia haver uma luz? Romeo faz parte disso.

Ele é um amor de pessoa,se fôssemos da mesma idade me casaria com ele,pena que esse fofo é mais novo.

- Sim! - Os olhos de Erza brilhavam. 

- Então temos que dar nosso melhor nisso! - Estou ficando animada com essa possibilidade.

Após a aula.

Agora tenho meu trabalho de meio-período,no Maid Café,vesti minha roupa de ''empregada'' e entrei no café.

- Boa Tarde Juvi-chan! - Fui recebida com um abraço de Lucy.

 - Boa tarde Luce! - Ri.

Sempre falo o nome de Lucy errado de propósito,ela não liga muito,mas se irrita um pouco.

De volta ao trabalho! Fui atender um grupo de clientes,vestiam roupas estranhas,cosplayers? 

- Oque deseja,mestre? - Sim,chamamos os clientes de Mestre.

Olharam o Menu um pouco e pediram quatro cappuccinos. 

O pedido foi feito e logo fui atender outros clientes,mas aquelas roupas esquisitas não saiam da minha mente.

- Oque deseja,Mestre? - Me curvei diante da mesa,a chefe disse que tenho que manter os garotos confortáveis e me achando ''sensual''. 

Encarando o Menu abriram um sorriso malicioso.

Lá vem alguma cantada idiota.

- Hoje tudo oque queremos é você. - Lambiam seus lábios e faziam gestos obscenos.

Suspirei e tentei manter a calma e disse:

- Não estou no cardápio,mestre. - Eles me olharam com indiferença.

- Então por que a cara de vadia?! - Agora me irritaram de verdade.

- É que hoje eu resolvi imitar a sua mãe. - Ri de lado como deboche.

Novamente a mesma aura assassina surge os deixando intimidados,saíram correndo de lá.

Os cappuccinos estavam prontos entreguei aos clientes,agradeci a escolha e sai rapidamente constrangida.

Em casa

Droga! Eu realmente me constragi por conta daqueles idiotas! Oque está havendo comigo? Caralho! Estou nervosa por nada!

Se repente minha campainha toca,Natsu?! A essa hora? 

Abri a porta e me deparei com um garoto,atraente.. espere.. é o mesmo rapaz do café?! 

Ele entrou rapidamente na minha casa e se sentou em meu sofá.

- Quem é você? E oque faz na minha casa?! - Gritei.

Ele apenas riu de lado.

- Não tenho interesse em você,Juvia Lockser. - como ele sabe meu nome? 

- Responda a minha pergunta seu idiota! 

Juvia OFF

Gray ON

Que garota irritante,eu só não mando mata-la porque temos que morar juntos para esse maldito experimento!

De que experimento eu estou falando?

Tenho que passar boa parte da minha preciosa juventude junto com essa doida,mas não posso me apaixonar por ela,oque vai ser fácil,já que ela não me parece ser muito atraent...

Fui interrompido,Juvia agora estava sentada ao meu lado me encarando.

- Me responda agora, senão eu vou... - coloquei meu dedo sobre seus lábios e sorri,a deixando irritada,Que tipo de garota fica irritada quando alguém bonito ri pra ela?  

Estranha.

- Eu já entendi,você é mais um daqueles pervertidos não é mesmo? - Franziu a testa. - Se pensa que vai conseguir fazer algo comigo vá tirando o cavalinho da chuva. 

- Cale a boca! Seus pais me permitiram morar com você, então basicamente moramos juntos,sem reclamações. - Ela ficou em choque. 

A maioria das garotas ficariam felizes ao saber que morriam comigo,mas essa daí,não bate muito bem da cabeça não.. 

Recobrou a consciência e ficou pensativa,ela vai me punir? Ou algo do tipo?

- Bom,se você irá morar comigo.. - fez uma posição sensual no sofá,finalmente! Já estava começando a achar que ela era louca!.

- Sim.. - Disse quase lambendo os lábios.

- Terá de ir a escola todos os dias, e vai aguentar o Natsu. - Se levantou do sofá me olhando de cima a baixo. - E vamos dar uma melhorada nesse seu visual.

Ela é louca.

E quem é esse tal de Natsu? 

Alguém invadiu a casa fazendo o maior barulho.

- Natsu! Eu disse para não entrar assim! - Juvia gritou.

- Juvi, você sabe que já  é de noite! Tem que estar de pijama! Deixa que eu te ajudo a se trocar! - Ele tirou a roupa dela a deixando a deixando semi-nua.

Ela é bem ''gostosa'' pra falar a verdade.

- Para com isso foguinho,temos outras pessoas aqui além de nós. - Ela não demonstrou reação alguma,é algo normal um cara entrar e tirar as roupas dela assim do nada?

- É seu namorado Juvi? - Namorado? Eles não namoram? Então oque são? 

- Não,na verdade não faço a menor ideia de quem seja,mas ele mora comigo. - Ela suspirou,ainda não notou que está quase nua.

- Cuidado Juvi,ele pode ser um pervertido! - Eu? Pervertido? Perto dele eu sou um santo.

- Parem de me chamar assim,eu sou Gray Fullbuster. - Juvia terminou de retirar o resto de peças que ainda cobria seu corpo ali mesmo,ficando nua.

- Juvi! Pare de mostrar seu corpo assim! - o carinha levou ela para o quarto e voltou. - Eu sou Natsu,prazer. 

Meu Deus! Eu estou lidando com loucos!


Gray OFF 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...