História My Favorite Number - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Jonathan Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Personagens Originais, Steve Harrington, Will Byers
Tags Dustin, Eleven, Escola, Hawkins, Jonathan, Lucas, Max, Mike, Mileven, Nancy, Romance, Steve, Stranger, Stranger Things, Things
Visualizações 83
Palavras 2.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá para você que clicou nesta fanfic! Primeiro, obrigado por ter feito isso. Eu espero que você aproveite o capítulo. Segundo, esta fanfic está sendo repostada. Quando eu postei ela pela primeira vez eu não consegui acompanhar o ritmo e acabei por abandoná-la. Isso não vai acontecer dessa vez! Já tenho bastantes capítulos escritos e vou postar um por semana. Espero que gostem! Boa leitura!

Capítulo 1 - Volta às Aulas


P. O. V Mike

- E então, depois de derrotarem dois gigantes de pedra vocês seguem adiante na masmorra, ainda escura. - passo os olhos por Will, Dustin e Lucas e continuo a falar. - Chegando no fundo dela vocês avistam dois baús, que parecem estar cheios. Vocês se aproximam. Podem abri-los, ou dar as costas e sair da masmorra. O que fazem? - olho para eles enquanto junto as mãos e bato meus dedos.

- Finalmente! A gente vai ser recompensado! - diz Will, olhando para cima e levantando as mãos fechadas.

- Anda logo, Will! Abre os baús! - diz Dustin, abrindo seu típico sorriso.

- O Dustin está certo! A gente se aproxima e abre os baús! - Will olha para mim. - Pode rolar os dados! - ele sorri e eu pego os dados e balanço as mãos.

- Espera! - grita Lucas com as mãos abertas e esticadas para frente. - Isso está muito fácil... Fácil demais! Como que é a gente pode se deparar com baús depois de só dois gigantes de pedra? - ele arqueia uma sobrancelha. - É muito suspeito, muito estranho.

Will, Lucas e Dustin se entreolham. Antes que eu possa falar alguma coisa, Dustin vai pra frente e arranca os dados da minha mão, dizendo:

- Eu corro o risco! - ele joga os dados no tabuleiro. - Vem pro papai, tesouro!

- Não! - grita Lucas. - Pode ser uma armadilha! - Os dados caem na mesa, seis em cada um. Eu abro um pequeno sorriso.

- Sir Dustin tenta abrir um dos baús, mas eles criam vida, se voltam contra ele e se revelam Mímicos! Os baús atacam o Dustin de surpresa e ele não pode se defender. Já era, morreu. - Dustin bate na mesa e solta um xingamento. - O Mago Will e o Ladino Lucas, que estavam atrás do Sir Dustin ficam atentos. O que eles fazem? - olho para os dois.

- Droga, Dustin. Eu sabia que era uma armadilha! - Lucas fuzila Dustin com o olhar - Rápido, Will. Você fica com um e eu com outro. Usa sua magia de fogo e vou atacar com a minha espada.

- Invocar magia de fogo - Will pega os dados da mesa, chacoalha e joga. Eles dão quatro.

- Vamos ver se o contra-ataque do Mímico é mais poderoso - rolo os dados. - Deu cinco. O Mímico escapa da sua magia e te ataca de volta, fazendo você cair no chão, desmaiado.

- Caramba, mas hoje não é nosso dia de sorte mesmo! - Will diz, dando uma risada de leve.

- Você também não tem sorte nunca, hein Will. - Dustin ri e empurra Will de leve.

- E você, Lucas? Enquanto o Will é derrubado, o que você faz? - pergunto ao Lucas, enquanto ele olha para o tabuleiro e pega os dados.

- Eu ataco diretamente o Mímico com a minha espada, enquanto o Will tenta conjurar a magia de fogo. - ele rola os dados, dá onze.

- Você ataca o Mímico e - dessa vez eu rolo os dados, e dá sete. - consegue acertar. - Lucas fecha o punho em comemoração. Will e Dustin estão atentos. Rolo os dados outra vez. Novamente, dão dois seis. - Porém, o outro Mímico te ataca por trás desferindo um golpe fatal na sua cabeça. Fim. Do. Jogo.

Lucas olha para o tabuleiro, se vira para mim, depois para Dustin e Will, sempre boquiaberto.

- Eu morri? Depois de matar um dos baús Mímicos eu morri? Mas como, por quê? - eu, Will e Dustin nos entreolhamos. Não aguentamos e caímos na gargalhada. - Do que vocês estão rindo, seus animais?

- Da sua cara. - eu disse, entre risos. - Lucas, isso é Dungeons and Dragons. Acontece dos personagens morrerem.

- É cara, leva na boa. - Will disse. - Até que foi engraçado quando Dustin roubou os dados do Mike.

- É. Talvez vocês tenham razão. - Apareceu um pequeno sorriso no canto da boca de Lucas. - E a cara dele quando os baús se revelaram Mímicos. - ele riu.

- Ei, qual é! Eu só queria pegar o tesouro! - nós rimos.

- Cara, dá pra imaginar que esse é a nossa última noite de RPG antes de voltarem as aulas? - pergunto. - Ainda bem que a gente se divertiu bastante hoje. Estamos jogando há um tempão. - rio.

- Verdade. Mas, sabia que ainda não enfrentamos todas as nossas lutas hoje? - Lucas diz, enquanto levanta e anda pelo porão. - Ainda falta mais uma. - ele agarra uma almofada e atira em mim. - Luta de travesseiros! - grita.

Agarro o travesseiro que Lucas jogou em mim e me levanto, juntamente com Dustin e Will que correm para pegar alguma almofada para eles. Vou seco na direção de Lucas, para minha vingança, ele percebe e corre para pegar outro travesseiro. Consigo alcançá-lo e bato nele, que me bate de volta enquanto Will e Dustin acertam um ao outro. Começamos a se misturar e a acertar alvos diferentes, em meio a risadas e gritos. Enquanto estamos lutando, ouvimos passos na escada. A sombra de uma mulher surge e diz:

- Crianças, eu não quero atrapalhar vocês, mas já está muito tarde. Eu sei que é o último dia de férias, mas vocês estão neste porão há muito tempo!

- Tudo bem, mãe, nós já acabamos de jogar mesmo. - me viro para os meninos, com o travesseiro ainda em mãos. – Bom, gente, foi bom ter vocês aqui hoje. a gente se vê amanhã na escola. - sorrio, minha mãe sobe as escadas de volta.

- Falou, Mike. Eu só precisava fazer uma última coisa. - diz Lucas, se virando para Dustin e acertando ele com uma almofada e fazendo-o cair no chão. - Isso é pelo Dungeons and Dragons! - e ele acerta em um Dustin gargalhando. - Pronto, agora sim. Levanta daí, Dustin. O que você está fazendo no chão? - ele ajuda Dustin a levantar.

- Gente, como essa foi nossa última noite de férias jogando RPG eu proponho um abraço coletivo. - diz Will, se aproximando de nós com os braços abertos. Coloco meus braços ao redor do Will e do Lucas, estou paralelo ao Dustin, puxando-os para um abraço.

- O Will tem razão. Amanhã é o primeiro dia de aula em uma nova série. A gente vai para o nono ano. Independente do que acontecer, vamos ficar juntos. - nos juntamos em um abraço.

- Cara, a gente está indo para o nono ano e não pra guerra - diz Dustin, começando a rir, após sairmos do abraço.

- Bom, então a gente se vê amanhã de manhã. Eu vou acompanhar vocês até a porta.

Subo as escadas, seguido pelos meninos. Passamos pela sala, onde minha mãe meu pai estão assistindo televisão e minha irmãzinha Holly está dormindo no sofá apoiada no colo do meu pai. Minha irmã mais velha Nancy deve estar em seu quarto, no segundo andar, estudando ou dormindo. Já está tarde, não tanto assim, mas como tem aula amanhã é melhor ir se preparando para dormir mesmo. Abro a porta para os meus amigos, eles saem e montam em suas bicicletas se despedindo de mim. Olho para eles por alguns segundos. Fecho a porta e volto para dentro de casa.

- Mãe, vou escovar os dentes e vou dormir no porão hoje.

- Tudo bem, filho. Boa noite, até amanhã. - vou para trás do sofá, beijo minha mãe na bochecha, cumprimento meu pai e beijo Holly na testa.

Subo as escadas, em direção ao banheiro. Passo pelo meu quarto, que está com a porta fechada. Particularmente, eu prefiro ficar e dormir pelo porão. A maioria dos meus jogos e coleções está por lá mesmo. Entro no banheiro e escovo meus dentes. Volto ao meu quarto só para pegar meu pijama, me troco lá mesmo. Desço ao porão, guardo o Dungeons and Dragons, arrumo o colchão que fica por lá e me deito. Fico pensando que amanhã é o primeiro dia de aula. Será que vai ter gente nova? Bom, espero que nada tire o tempo das nossas jogatinas de RPG. Adormeço perdido em meus pensamentos e expectativas.

Acordo, no dia seguinte, com o barulho que vem do andar de cima. Deve ser a minha mãe preparando o café. Quase me viro para o lado e volto a dormir, mas lembro do primeiro dia de aula. Pisco os olhos, sento no colchão e me espreguiço um pouco. Pego o walkie talkie que uso para me comunicar com Lucas, Dustin e Will.

- Ei, gente. Vocês estão aí? Câmbio.

- Eu já acordei há um tempinho, eu estou indo tomar café. Câmbio. - diz Will.

- E eu saí do banho. Câmbio. - diz Lucas.

- Dustin, e você - pergunto, mas sem resposta. - Dustin? Dustin, você está aí?! Câmbio.

- Ahn? O que? Quem está aí?

- Dustin, o walkie talkie.

- Ah, são vocês. Já é de manhã?

- Sim - falamos em uníssono.

- E o que a gente está fazendo acordado tão cedo? - pergunta.

- Cara, acorda, é o primeiro dia de aula daqui a pouco. - responde Lucas.

- Exatamente, eu ia falar pra gente se encontrar em uns quarenta minutos aqui em frente de casa pra gente ir junto. Tudo bem? Câmbio. - eles concordam. - Certo, até daqui a pouco. Câmbio e desligo.

Levanto da cama, e subo as escadas. Subo, novamente, as escadas para o segundo andar, passo pelo meu quarto para pegar roupa. Vou ao banheiro e faço minha higiene matinal. Quando termino, desço para a cozinha. Meus pais e minhas irmãs já estão lá.

- Bom dia. - digo me sentando no meu lugar, ao lado de Nancy, enquanto minha mãe põe meu prato de waffles e ovos com bacon na minha frente.

- Bom dia, querido. - minha mãe responde, seguido pelos outros. - E então crianças, animados com a volta às aulas? Holly no primeiro ano, Mike no nono e Nancy no último.

- Ah, vai ser igual ao ano passado. Só que desta vez é a última. - diz Nancy.

- Você sabe né, mãe. Eu espero que nada atrapalhe o D&D e que a matéria não seja tão difícil. - respondo.

- Eu quero brincar muito! – diz minha irmã, sorridente.

- Bom, Nancy e Mike, vocês têm que estudar bastante. E você, Holly, vai brincar, mas não tanto quanto da última vez.

Termino o café. Vou escovar os dente e pegar minha mochila, que eu já havia arrumado. Olho meu relógio, é bem o tempo que havia combinado com os meninos. Desço as escadas e saio de casa. Pego minha bicicleta e monto nela, Quando eu saio da calçada, vejo os três chegando. Will, Dustin e Lucas já estão com suas mochilas. Cumprimento eles e começamos a pedalar até chegar à escola.

A Hawkins Middle School não é tão longe de casa, então não demoramos a chegar. Deixamos nossas bicicletas presas no lugar apropriado e entramos. Dizemos olá para alguns conhecidos, não tantos já que praticamente só falamos uns com os outros. Vamos até a secretaria para pegar o horário da aula e as classes. Felizmente e, novamente, caímos na mesma sala. Então teremos as aulas juntos. A primeira aula é de história com a professora Joanne.

Como saímos de casa com pouca folga o tempo de irmos até nossos armários para pegar os livros que costumam ficar lá é o suficiente para o sinal tocar. Andamos em direção à nossa classe, chegando e nos sentando na fileira da parede da esquerda. Sento na segunda carteira, com Dustin atrás de mim, Lucas à direita de Dustin e Will à minha direita. O resto das carteiras é preenchido, exceto pela carteira à minha frente. Quem quer ser o primeiro da fila, não é mesmo? Passados alguns minutos, a professora entra na sala seguida por uma menina. A classe fica em silêncio e viramos para ela.

- Bom dia, turma! - ela diz.

- Bom dia. - respondemos.

- Espero que suas férias tenham sido prazerosas porque vamos voltar com força total. - ela se vira para a menina e eu olho para ela. Seu cabelo é curtinho, não chegando até o pescoço, com o final bem espetado, preso por uma tiara. Seu nariz e sua boca são pequenos, e seus olhos são fortes e marcados por suas sobrancelhas. Ela segura sua mochila por uma alça só. – Muito bem, classe, eu quero que vocês conheçam nossa nova aluna. Pode se apresentar, querida.

- Oi gente. - sua voz é suave e aguda. - Eu sou Ellen Jane, mas podem me chamar só de Ellen. Espero que eu me enturme rápido e que aqui seja legal. Eu me mudei para Hawkins recentemente e, por enquanto, eu estou gostando. - ela sorri.

- Obrigada, Ellen. Você pode se sentar... Ali, - a professora aponta para mim. - na frente do Mike tem um lugar vazio. Pode se sentar lá. - ela assente e vem em minha direção, se sentando na carteira da frente. Ela se senta, vira pra mim, dá um sorriso e vira pra frente. Bom, parece que temos uma aluna nova.


Notas Finais


Se você chegou até aqui, muito obrigado! Se você gostou ou tem alguma sugestão de como prosseguir a história, me diga sua opinião nos comentários. Mostra para os seus amigos que também assistem a série. A capa da fic foi feita pela lindíssima @NoGehenna, e está maravilhosa! Até semana que vem! Beijinhos no ar! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...