História My Little Brother - Baixathentic - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames"
Personagens Cauê Bueno, Marco Tulio "AuthenticGames"
Tags Baixathentic, Incesto, Yaoi
Visualizações 56
Palavras 1.484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI SEUS LINDOS!
Demorei, mas voltei!
Vocês: FRAN, O QUE ACONTECEU?
Vocês: FRAN, VOCÊ MORREU? FOI SEQUESTRADA? FICOU SEM INTERNET?
Eu: Não, não e não. Vou explicar... Basicamente, eu estava votando no MPN. Sim, dediquei o tempo que sobrava, pra votar no Tetê. Infelizmente não ganhamos, mas ganhamos coisa melhor do que um prêmio. Amizades novas e uma união muito grande. Sem contar, que esse ano o Tetê ganhou prêmios incríveis ❤❤.
E também, a escola tem puxado muito o meu tempo ( e principalmente a minha paciência ). Essa semana eu tenho simulado. E eu preciso estudar. Sem contar também, que já estudou de recuperação final em uma matéria ( química ).
E sobre a fanfic. Com toda essa correria e falta de tempo, eu esqueci os planos que essa fanfic já tinha, então criei outros e vou seguir esses novos. Ok?
Eu havia colocado que a fanfic havia terminado, por que eu recebi uma notícia que me deixou muito triste em relação a baixathentic. Mas o tempo foi passando, e eu recebi um tiro bom pra caralho, e estou aqui, continuando a fanfic.
Essa semana, talvez, não sairá capítulo. O motivo é bem óbvio: A merda da minha escola.
Mas em fim, eu só estou postando pra avisar a vocês que a fanfic NÃO ACABOU, e a pedido do pessoal. E claro, eu estava morrendo de saudades ❤.

🌟 BAIXATHENTIC É REAL 🌟

Em fim, fiquem com esse capítulo ❤💙🔥

Capítulo 7 - Capítulo 7 - Currículos e mais currículos


POR FAVOR, LEIAM AS NOTAS INICIAIS!


POV AUTORA

Algumas semanas se passaram, e acabaram sendo repletas de coisas boas.

Cauê, após a alta, teve que passar por alguns exames, que acabaram por ser um sucesso. Cauê reagiu muito bem a todas elas.

Marco, havia sido promovido temporariamente para " gerente ", pois o Spok havia tirado férias, e ele era o segundo funcionário mais confiável - Malena não aceitou o novo cargo.

A empresa acabara de abrir vagas para novos funcionários e menores aprendizes. E havia ficado na responsabilidade do Marco, abrir os currículos e ler um por um, e dizer se estava ou não de acordo com as regras rígidas da empresa.

Cauê nos últimos dias, teve problemas de insônia, após um sonho com o seu pai. E isso, tem afetado seu desenvolvimento na empresa, e em sua própria casa.

Como irmão mais velho, Marco passou a fazer de tudo para arrancar um sorriso do menor.


POV MARCO


Estava eu, sentado na mesma cadeira dos últimos dias, conferindo mais e mais currículos.

- Nunca vi tanto currículo na minha vida...

Havia três caixas cheias de currículos separados, e mais quatro caixas de " menor aprendiz ".

- Abrir vagas foi um erro que o Augusto cometeu...

Suspirei, e deixei o último papel em cima da mesa.

Peguei o telefone, e disquei o número cinco - que indicava o setor do Cauê.

- Sim?

- Vem aqui, por favor.

- Pra...?

- Vem logo Cauê...

Desliguei, colocando o telefone no lugar.

Levantei e olhei as horas.

" 14:50 "

Dez minutos até o horário do café.

Caminhei até o janelão, e fechei as cortinas, deixando a sala mais escura.

Escutei a porta ser aberta, e passos adentrando, em seguida ser fechada.

- Oi?

Era o Cauê.

- Senti saudades...

O olhei, e caminhei até ele, o abraçando pela cintura.

O menor sorriu, segurando minha nuca e me puxando para um breve beijo.

Retribui, pegando o pequeno no colo e colocando sobre a mesa, o deitando lentamente.

- Hm... Amor, não prefere no sofá?

Olho pro lado, vendo o sofá de três lugares branco. Acabei sorrindo, percebendo as intenções do menor.

Ele me empurrou, me guiando até o sofá. Sentei, e o mesmo veio sobre meu colo, deixando uma perna de cada lado.

- Vamos ser silenciosos... Ainda não deu três horas.

Ele sorriu, me beijando novamente.

Desci minhas mãos até sua bunda, apertando fortemente, arrancando gemidos baixos do pequeno.

Assim que o ar nos faltou, nos deparamos. O encarei, em seguida olhei para o relógio.

" 14:58 "

Ok... Faltavam apenas dois minutos para eu foder o Cauê loucamente.

O menor se levantou e se ajoelhou na minha frente, desabotoando minha calça, enquanto me encarava.

- Cauê...

- Shiii...

Ele colocou seu dedo indicador em meus lábios. Lambi o mesmo, e ele riu de forma fofa, porém safada.

Levantei um pouco, para que ele tirasse minha calça, juntamente com a minha cueca box, e meu membro, não tão ereto, pulasse para fora.

- Wow...

Ele sorriu e lambeu a extensão do meu amiguinho, me fazendo arfar.

O olhei com certa expectativa, e ele sorriu.

- Você quer que... Eu te chupe?

Balancei a cabeça freneticamente.

Ele sorriu, abocanhando meu membro de uma vez, me fazendo gemer baixo.

- A-Ah Cauê...

Ele começou com movimentos lentos, masturbando com sua mãozinha, as partes que sua boca não alcançava.

- Chupa bem gostoso pro Daddy...

Segurei em seus cabelos macios, o ajudando a ir mais rápido.

Mordi meu lábio, assim que ele me olhou. Aquele olhar safado, que só o Cauê sabe fazer.

- Va-ai mais r-rápido, baby...

Ele obedeceu, indo mais rápido.

Puxei mais ainda seus cabelos, fazendo o menor engasgar novamente.

- C-Cauê... H-Hm... I-Isso...

Senti meus ápice chegando, e eu precisava gozar fundo.

Levantei e segurei com as duas mãos nos cabelos do Cauê, o estocando rápido e fundo, enquanto ele se engasgava cada vez mais.

Após algumas, gozei, gemendo um tanto quanto alto.

Olhei para o relógio, 15:10.

- Desculpa bebê... Eu precisava fazer isso...

Tiro meu membro de sua boca, e o menor engole, me encarando.

Ia subir minha cueca, porém fui impedido pelo menor.

- Quer um segundo round?

Ele balança a cabeça em sinal positivo, e se levanta, desabotoando sua calça, e abaixando lentamente.

Sorri, e o virei, deitando lentamente no sofá.

[ XX ]

Estava a caminho da sala do Augusto. Ele havia me convocado, assim que o Cauê saiu da sala mancando. Várias possibilidades passaram pela minha cabeça, como por exemplo, de ter uma câmera na sala, e ele ter visto tudo, e eu estar prestes a ser demitido.

Parei em frente a porta do meu novo pesadelo, e a encarei por alguns segundos antes de abrir.

Bati algumas vezes, até escutar um " entre ".

Abri a porta lentamente e entrei, fechando em seguida.

- Por que demorou para entrar?

Ele perguntou, me encarando com uma caneta em sua mão.

" Pronto... Vou ser demitido "

- Eu... Fiquei... Meio tonto...

- Ah sim... Sente-se.

Me sentei na cadeira, meio desconfortável.

- Precisamos conversar.

Engoli seco, sentindo minha visão ficar turva. Respirei fundo e olhei pro chão.

- Sobre o que?

- Os currículos.

Suspirei aliviado e olhei pro teto, desviando o olhar rapidamente.

- Quantos currículos você abriu?

- 705 durante essa semana.

- Quantos se encaixam?

- Apenas 219.

- 'Caralho... Vamos afundar desse jeito...

- Podemos pensar em algo que levará a empresa pro hall da fama...

Ele acabou rindo. Porém voltou com o seu olhar sério, e sua voz pesada.

- Ainda não... Bom, era só isso que eu precisava saber. Peça ao Cauê e o setor para se dividirem. Semana que vem, começaremos as entrevistas.

- Sim senhor. Deseja mais alguma coisa?

- Ah sim, tampe a boca do Cauê na próxima transa. Ele geme muito alto.

Corei violentamente - apesar de passar despercebido.

- C-Como...?

- Eu passei no corredor e ouvi. Não queria dizer isso, Marco, você é um dos meus melhores funcionários aqui. Mas eu espero que isso não se repita.

Engoli seco, totalmente. Pude sentir minha pele gelar, e o sangue parar de circular.

A única coisa que eu consegui fazer, foi balançar a cabeça.

- Agora sa...

Ele colocou a mão na boca, tendo uma crise de tosse.

Acordei do transe, e me levantei às pressas, indo até ele, dando leves tapas em suas costas.

- O senhor está bem?

- Sim, sim... Pegue um copo de água, por favor?

Levantei às pressas, e fui até a pequena máquina. Misturei as temperaturas da água, e coloquei no copo, o entregando.

- Obrigado...

Ele bebeu e respirou fundo, e colocou o copo sobre a mesa.

- Tem certeza de que está bem?

- Absoluta...

Sorri fraco e caminhei até a porta.

- Qualquer coisa, é só me chamar...

Ele apenas sorriu.

[ XX ]

Assim que cheguei em casa, cumprimentei minha mãe e a amiga dela que estava lá, junto com uma garota, que aparentava ter a mesma idade que o Cauê.

- Ah... Clara, esse é o Marco. Marco, essa é a Mariana, filha da Raquel.

- Prazer... Mariana.

Sorri e apertei a mão da jovem, que sorria de volta.

- Sinto muito não fazer parte da conversa. Mas eu preciso descansar... Boa noite.

Sorri e me retirei da cozinha.

Assim que cheguei a sala, encontrei uma outra moça olhando as fotos que haviam na estante. A mesma parecia concentrada, e tentando desvendar quem estava em cada foto.

- Eu sou lindo, né?

Disse assim que ela se aproximou de um retrato, em que havia eu e o Cauê juntos.

A mesma deu um pulo, e com a mão no coração me encarou.

- É-é... Olá.

Acabei rindo, e me aproximei.

- Prazer, meu nome é Marco.

- Prazer é só na cama.

A encarei confuso, até entender a piada.

- Desculpa, hihi. My name is Marta.

Acabei sorrindo.

- É irmã da Mariele?

- Mariana? Sim, eu sou.

Acabei rindo envergonhado, e olhei pra baixo.

- Você trabalha nessa empresa?

Ela apontou para um certificado que estava escrito meu nome, e um textinho que me parabenizava por ter sido promovido.

- Sim, sim. Eu e o Cauê trabalhamos.

- Eu e a Mary mandamos nossos currículos.

- Foram abertos hoje, eu acho.

- E aí?

- Suas entrevistas são semana que vem.

Ela comemorou de forma fofa, me fazendo rir.

Ouvi passos rápidos no andar de cima, e logo chutei ser o Cauê.

Olhei para a escada, até ver o pequeno andando até mim com os braços cruzados.

- Por que não veio dormir ainda?

- Estou conversando com as visitas. Cadê seus modos?

- Eu já falei com essa estranha hoje.

- Olha, o estranho aqui é você.

- Já se conhecem?

- E quem não conhece essa chata? Agora vem dormir.

Ele segurou em meu pulso e me puxou em direção a escada.

- Boa noite Marta.

- Boa noite. E boa transa pra vocês dois.

[ XX ]

- Como foi seu dia?

Perguntei, enquanto fazia cafuné em seus cabelos macios.

- Cansativo... E o seu?

- Também. Tive que abrir mais currículos hoje, e analisar cada um. Ah amor, Augusto pediu pra vocês marcarem as entrevistas.

- O pessoal já está fazendo isso...

Ele bocejou e fechou seus lindos olhinhos.

- Ele ouviu nosso... Momento amoroso.

- Sério?

- Sim. Pediu para não fazermos mais isso.

- Na próxima a gente faz no banheiro.

Acabei rindo, e depositando um beijo em sua testa.

- Eu te amo.

- Eu também te amo...

O observei, até perceber que seus movimentos pararam, e sua respiração ficou suave. Ele havia dormido.

- Boa noite, meu bebê mais precioso...

O abracei mais forte, e fechei meus olhos.


CONTINUA


LEIAM AS NOTAS FINAIS!


Notas Finais


Gostaram? Hihihi.
Eu achei ele bem confuso, pelo fato deu ter misturado tudinho, ksksksks.
( MOMENTO SPOILER )
Em fim, eu tenho uma notícia: O próximo capítulo, será o último da primeira temporada.
A segunda temporada, irei diferenciar um pouco. Irei fazer algo que eu nunca fiz na minha vida! Eu espero que vocês gostem ❤💙

Obrigada pelos 25 favoritos 😍😍❤❤🎉

Me segue aqui ↓↓
🐦: @love_of_bt
📷: @baixathentic_is_amazing

Obrigada por tudo meus lindos ❤

🌟 BAIXATHENTIC É REAL 🌟

Boa noite
Sonhem com os meninos, e duram com os anjinhos ❤

Até o próximo capítulo
FUI 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...