História My Little Pony: Next Dimensions - Capítulo 127


Escrita por: ~

Postado
Categorias My Little Pony
Personagens Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 3.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente ^^
Mais um capítulo especialmente pra vocês:

Capítulo 127 - Além dos limites


Canterlot

 

Nos telhados de Canterlot, uma chuva de raios dourados explodiram sobre as casas enquanto Kakashi saltava de telhado em telhado desviando dos golpes de Polaris, e aproveitando quando sua oponente abria sua guarda para usar a própria magia de luz contra ela. Kakashi subiu numa das paredes envolvendo sua espada em magia luminosa e lançou uma lâmina de luz contra Polaris, que desviou sem problema, o homem então pulou desferindo um golpe de espada, mas a Cavaleira criou um escudo de luz que bloqueou o golpe de Kakashi, ele então se afastou ficando novamente em uma parede, ele já aparentava estar cansado.

- Não adianta, seu nível de poder nem se compara ao meu, além do mais eu estou me segurando para não ferir ninguém aqui. - Disse Polaris, dando uma risada. - Se fosse a Karen ela provavelmente já teria te matado sem ligar para onde estamos.

- Então acho que estou com sorte. - Kakashi guardou sua espada e segurou o braço esquerdo, após um tempo uma energia começou a sair dele e uma energia elétrica apareceu, logo o pirata segurava essa energia em sua mão. - Raikiri! - Kakashi avançou muito rápido contra Polaris, que criou uma esfera luminosa em sua mão e avançou e Kakashi, os dois então chocaram suas forças e disputavam poder frente a frente.

- Muito bem, vou fazer seu joguinho. - Disse Polaris, olhando nos olhos de seu oponente.

- Você entendeu errado. - Kakashi recuou seu outro braço e criou uma esfera luminosa também, Polaris ficou boquiaberta. - Eu faço os seus joguinhos. - Kakashi acertou a esfera em Polaris, que recuou e lhe deu a brecha para acertar o Raikiri na Cavaleira, que caiu pelos telhados.

- Gh… - Polaris sentiu uma pontada de dor em seu lado, que estava sangrando. - Ora ora, parece que ele tem uns truques. - Polaris se levantou, seu corpo estava rodeado por pura luz. - Mas chega! - Ela saltou começando a voar e investiu contra Kakashi, mas para a surpresa da mulher o homem também se envolveu em luz e investiu com sua espada, Polaris segurou a lâmina com uma das mãos enquanto tentava empurrar seu oponente. - É impossível… você não poderia saber executar essa técnica só me olhando!

- Bom, eu estou conseguindo. - Disse Kakashi, sentindo seus pés sendo arrastados para trás. - E pelo visto você ainda tem uma técnica em mente. - Disse Kakashi, Polaris se surpreendeu. - Cometa luminoso, certo?

- O que? - Polaris criou uma onda mágica que afastou o homem. - Saia já da minha cabeça!

- Tente me tirar dela. - Kakashi novamente segurou seu braço, criando novamente a técnica anterior. - E se tentar executar a técnica eu vou saber como fazer antes de você usá-la. - Kakashi avançou novamente, Polaris voou para escapar do golpe, ficando por cima.

- Droga, eu não posso vencer ele só usando técnicas fracas. - Polaris juntou as mãos em frente ao corpo, abrindo elas na direção do seu oponente. - Se eu tentar usar algo mais forte ele não conseguirá copiar, pois exige muita… o que?

- Eu avisei. - Ela viu Kakashi fazendo o mesmo movimento, mas mirando a mulher. - Essa parece ser mais perigosa.

- Maldito… - Polaris começou a carregar sua técnica, envolvendo suas mãos em luz. - Então vou usar bastante magia para dar um fim em você!

- Se pretende usar tanto vai acabar afetando essa cidade. - Disse o homem, Polaris ficou receosa. - E então? - Kakashi começou a carregar a técnica também, apesar de ter bem menos energia do que a da Cavaleira. - Como vai ser, Polaris?

- Seu… - Polaris ficou envolta por uma luz dourada. - Pagará por me desafiar!

- No fim das contas vocês são todos iguais. - Disse Kakashi, também se envolvendo por luz, mas no instante seguinte toda a luz dele se dissipou. - O que?!

- Polaris!! - A mulher olhou para o chão, lá estava Nova, que criou uma runa brilhante no ar e a apontava na direção de Kakashi. - Eu to anulando a magia dele! É a sua chance!

- Eu… - Ao olhar a garota no chão Polaris ficou horrorizada, se disparasse a magia daquela distância ela certamente iria acertar Nova, e a Cavaleira tinha a impressão que a garota sabia disso, mas se dispôs a dar o momento certo para o ataque, Polaris no entanto percebeu a gravidade do que estava fazendo e dissipou sua magia na hora. - Eu não posso!

- Polaris! - Nova gritou, desfazendo a runa, Kakashi aproveitou a brecha para fugir de novo, mas uma parede de concreto se ergueu a sua frente, logo mais três se fecharam ao seu redor, o prendendo.

- Foi mal colega. - Derek apareceu perto da caixa de concreto. - Mas daqui você não sai. - Então uma luz saiu pelas paredes de concreto e Derek achou estranho, ao abaixar uma das paredes ele não viu mais o homem. - Cadê ele?

- Harlock deve ter trazido ele de volta. - Polaris cerrou o punho, pousando no telhado.

- E quem era ele? E esse tal de Harlock? - Derek parecia confuso.

- É uma longa história. - Disse a mulher. Nova voou até o telhado e ficou ao lado de Derek.

- Por que não atacou? - Perguntou ela. - Era sua chance de acabar com ele.

- Me perdoe. - Disse ela. - Eu iria fazer algo horrível, mas você me ajudou. - Ela tocou no ombro de Nova. - Mas ainda tem outros dois inimigos aqui, tenho que procurar eles, lamento não poder explicar melhor por enquanto. - Polaris subiu, vendo uma explosão acontecendo em outra parte da cidade e voou em sua direção.

- Você sabia né? - Perguntou Derek. - Que ela ia desistir de usar aquela coisa quando visse o seu  teatrinho do tipo “Vá! Não se importe comigo!”

- É claro que sabia. - Disse a garota. - Eu senti que aquela técnica iria causar muita destruição então tentei fazer algo pra que ela desistisse, e pelo visto eu consegui, só é uma pena que aquele cara conseguiu escapar.

- Você realmente me assusta. - Comentou Derek, olhando para o horizonte e percebendo que mais alguém lutava. - Eu não faço ideia do que tá acontecendo por aqui, mas é melhor fazer alguma coisa.

- Concordo, e é melhor seguir aquela Cavaleira pra evitar que algo parecido aconteça. - Nova alçou vôo na direção onde Polaris foi e Derek a seguiu.

Em outra parte de Canterlot, Alicia corria por uma das ruas olhando para os lados como se esperasse por algo, então uma shuriken apareceu voando em sua direção, a garota se inclinou para trás, vendo a shuriken passar bem na frente de seus olhos, então a shuriken voou de volta para onde ela veio e Yuffie a agarrou.

- Você tem bons reflexos. - Disse a garota, sorrindo. - Já pensou em se tornar uma ninja?

- Acredite, não preciso me tornar uma ninja pra ter que lutar quase o tempo todo. - Disse Alícia, envolvendo suas mãos em magia. - Na verdade isso tem piorado de uns anos pra cá.

- Hm, gostei de você. - Declarou Yuffie, do nada.

- Hein… - Alícia ficou espantada e confusa, em seguida olhou ao seu redor, como lembrasse de algo. - Droga Denyel, cadê você?

- Hey! Eu disse que gostei de você, não que vou parar de atacar! - Yuffie jogou sua shuriken novamente, mas Alícia disparou uma rajada mágica que rebateu a arma, Yuffie saltou com um mortal no ar e agarrou sua shuriken, em seguida caindo perfeitamente no chão.

- Olha eu estou muito brava agora. - Disse Alícia, cerrando os punhos. - Além de vocês estragarem a preparação para o meu casamento o meu noivo simplesmente sumiu!

- Nossa, que triste. - Disse Yuffie, fazendo um biquinho. - Uma vez eu dei em cima de um amigo meu quando ainda não era da tripulação do Harlock, mas aquele patife loiro só tinha olhos pra vadia da Tifa!

- Olha, você não tá me entendendo. - Disse Alícia, cabisbaixa. - Eu já namoro o Denyel há quase seis anos, mas nem faço ideia de quando foi que comecei a gostar dele… acho que eu sempre gostei dele na verdade, e eu vou finalmente me casar com ele, é um dos meus maiores sonhos que está prestes a acontecer, mas aí vocês vem… - Alícia ficou rodeada por um poder mágico cintilante. - Vocês aparecem do nada, aquele cabeça oca desaparece três dias antes da cerimônia e eu tenho que cuidar de tudo sozinha!! - Alícia concentrou todo seu poder, deixando sua ira explodir. - Façam o favor e sumam de Equestria agora mesmo! Nebulosa arcana! - Alícia disparou uma corrente mágica cintilante, Yuffie ficou paralisada de tanto medo, mas Todoroki a tirou do caminho do golpe bem a tempo, por onde a magia passou foi deixado um rastro brilhante como milhares de estrelas pelo chão.

- Cuidado Yuffie. - Disse o rapaz, se virando para Alícia, a mulher tinha uma aura brilhante que amedrontava o Pirata. - Esses Equestres pode parecer fracos mas tem uma magia muito perigosa.

- Deu pra ver, por isso mesmo já gostei dessa dimensão. - Disse Yuffie, preparando sua shuriken. - Vamos logo roubar o Wissen daqui!

- Ainda não. - Disse Todoroki, segurando a arma de sua companheira. - Nós conseguimos o que precisávamos, o Kakashi já foi mandado de volta para a Arcádia, logo o capitão deve mandar todos nós também.

- Acho bom vocês irem embora mesmo! - Alícia disparou um raio mágico neles, mas Todoroki o bloqueou com uma parede de gelo. - Ou melhor… - Alícia carregou uma estrela mágica branca. - Vou acabar com vocês pra que não se intrometam no meu casamento! - Ela disparou a estrela que causou uma grande explosão, desintegrando a parede de gelo, mas quando a luz da explosão acabou, nenhum dos piratas estava lá. - Malditos… fugiram!! - Ela berrou, fazendo uma onda de magia se espalhar ao seu redor, em seguida ela caiu de joelhos, com a mão no peito. - Denyel… por favor, onde quer que você esteja, volte…

- Alícia cuidado! - Gritou uma voz, mas quando ela olhou para o lado uma esfera brilhante explodiu bem na sua frente. Alícia fechou os olhos esperando pelo impacto, mas quando os abriu de novo percebeu uma parede dourada ao seu redor.

- Foi por muito pouco. - Disse Polaris, apontando para a mulher.

- Hehehe, vocês Cavaleiros são mesmo intrometidos. - Disse Vile, com sua arma apontada para Alícia, mas uma rajada de chamas rubis o acertou, o fazendo recuar.

- Como ousa atacar minha amiga desse jeito?! - Disse Aurora, ficando rodeada por chamas rubis. - Eu vou derreter essa sua armadura!

- Vocês são mesmo divertidos. - Disse Vile rindo, ele sentiu algo vindo por trás e saltou, desviando de uma investida de Andrew, que passou reto pelo chão.

- Seus amigos já se foram. - Disse o Cavaleiro, olhando para Vile com raiva. - Por que não vai logo se proteger debaixo das asas sujas do seu capitão?

- Seu insolente, sou um Almirante, tenho muito mais privilégios do que os outros da tripulação. - Ele gargalhou enquanto flutuava. - Claro que conquistei esse cargo sendo um dos mais fortes tripulantes.

- Bom, ele nem lutou direito e já causou muito estrago. - Comentou Aurora, cerrando os punhos.

- Mas você está certo, ficar aqui seria comprometer a missão. - Vile deu de ombros. - Mas não se preocupem, da próxima vez que nos virmos não teremos piedade. - Ele apontou para Polaris e Andrew. - Logo vocês serão massacrados, junto com os outros dois Cavaleiros originais, mas não se preocupem pois nós, os quatro Almirantes daremos uma morte rápida a todos. - Ele deu uma risada maléfica e desapareceu numa onda de luz.

- Ele disse quatro Almirantes? - Perguntou Polaris.

- Eu não duvido nada que o maldito do Harlock tenha feito a própria versão dos Cavaleiros originais… - Andrew embainhou sua katana. - Mas ele estava blefando, ele sabia que tanto eu como você somos mais fortes que ele, provavelmente os outros estão no mesmo nível.

- O mestre Zeros não vai gostar nada disso… - Disse Polaris, suspirando. - E temos que tomar cuidado agora, pode ser que uma guerra entre nós e os Piratas aconteça.

- Nós não temos muita informação do número deles, mas sabemos um pouco da força. - Disse Andrew, preocupado.

- Acima de tudo, se o Harlock decidir lutar o único que pode pará-lo é o mestre. - Disse Polaris, olhando para Nova e Derek, que chegavam fazendo perguntas para Aurora e Alícia, mas elas estavam quase tão confusas quanto os recém chegados. - Temos que proteger essa dimensão. - Então todos ouviram outra explosão acontecendo fora da cidade. - O que?! Ainda tem mais deles?

Num dos montes próximos de Canterlot, uma nuvem de poeira se abaixou, Magus observava a cidade pensativo.

- Então eles já se foram depois de conseguir a informação que precisavam. É tolice, agora que os Cavaleiros nos descobriram as coisas ficarão difíceis… - Ele ouviu um gemido atrás de si. - Bom, se dependesse dos guerreiros daqui não seria nenhum problema. - Ele olhou para baixo e viu Thunder Rain, com ferimentos em todo o seu corpo enquanto Magus estava intacto, tirando por um corte em seu rosto.

- Ghh… eu ainda não acabei com você! - O pégaso se levantou, recuando e preparando um ataque, mas Magus disparou um raio de magia sombria no rapaz, que caiu novamente.

- Só está repetindo o ciclo, guerreiro desta dimensão. - Disse ele, Thunder Rain se levantou com dificuldade, olhando para Magus com um olhar mortal.

- Não se preocupa com isso, uma hora você cansa! - Ele abriu suas asas novamente, mas Magus ficou rodeado por uma luz.

- Parece que estou sendo chamado de volta. - Magus então disparou uma rajada mágica em Thunder Rain que o empurrou para dentro de um novo portal, o pégaso sentiu estar novamente em um turbilhão, mas se preparou e quando a sensação foi embora ele abriu suas asas e plainou, por sorte estava alguns metros acima do chão e conseguiu aterrissar sem problemas, tirando a dor que sentia pelos ferimentos da luta com Magus.

- Certo, estou em outro lugar. - Disse Thunder Rain, percebendo estar sobre uma grande planície de terra cinza, o céu parecia roxo e haviam poucas estrelas. - Mas onde?

- Não perca tempo. - Disse Magus, que apareceu por um portal. - Eu apenas nos tirei do alcance dos piratas. - Magus levantou sua foice. - Não tenho intenção de parar essa luta até vencer.

- Espera cara! - Disse Thunder Rain, levantando os braços. - Você quer dizer que nós não estamos em Equestria?

- Seu patético lar está há muitas dimensões de distância. - Disse Magus, preparando um golpe com sua arma. - Mas logo meu capitão irá me achar então vou acabar com isso log… - Magus se interrompeu quando tudo ao seu redor começou a tremer, o chão e até mesmo o ar, ao olhar na direção de Thunder Rain Magus sentiu uma aura mágica tão poderosa que ele instintivamente recuou um passo. - O que…

- Deixa eu te contar um segredo meu… - Disse o pégaso, encarando Magus com seus olhos âmbar brilhando. - A única coisa que me impede de usar todo meu poder pra proteger Equestria, é justamente ela! - Então uma onda mágica saiu do corpo do pégaso, Magus foi arrastado para trás. - Por que se eu usasse tudo certamente destruiria mais do que iria proteger. - Ele levantou a mão direita. - Mas agora que não estou em Equstria… acho que posso me soltar completamente.

- E acha que isso será suficiente?! - Magus ficou rodeado por uma aura mágica poderosa. - Essa luta já estava decidida antes de virmos para cá, e não será diferente agora! - Ele lançou um turbilhão mágico que Thunder Rain dissipou apenas abanando suas asas. - Impossível!

- Prospecto pônei! - Thunder Rain usou o poder de sua forma pônei, mas então flexionou os braços enquanto concentrava seu poder. - Duplo controle! - Então uma aura mágica de arco iris o rodeou, assim como relâmpagos que saíam do seu corpo.

- Ele está aumentando ainda mais seu poder? - Magus  não acreditava no que estava vendo. - O corpo dele não pode resistir a tamanha pressão.

- É o que vamos descobrir agora! - Então dos céus um relâmpago caiu bem onde Thunder Rain estava. - E espero que eu não seja feito em pedacinhos com isso, mas vamos lá! Explosão de Mil Relâmpagos!! - Então uma explosão luminosa tomou conta do local, Magus se cegou por um instante mas logo olhou estupefato na direção de Thunder Rain, que estava agachado mas se levantou logo em seguida, seus cabelos estavam  flutuando, suas asas emanavam pura energia elétrica e sua aura multicolorida se espalhava como tentáculos ao seu redor.

- O que é isso?! - Magua jamais vira algo igual.

- Parece que ainda estou inteiro. - Thunder Rain olhou para as próprias mãos. - Cara faz tempo que não me sinto assim, completamente livre.

- I-isso não muda as coisas! - Magus criou dezenas de esferas mágicas e as atirou na direção de Thunder Rain, que desviou delas facilmente, quando Magus iria desferir um novo ataque o pégaso simplesmente sumiu de onde estava e reapareceu a centímetros do rosto do ser, que não pôde fazer nada quando recebeu um soco certeiro do pégaso que lançou Magus quilômetros para trás, o pirata se levantou vendo uma luz no horizonte, então ele concentrou uma esfera mágica gigantesca e disparou no pégaso, que desapareceu novamente. - Não desta vez! - Magus fez uma onda sombria sair de seu corpo para todos os lados, mas então sentiu seu pescoço ser agarrado.

- Fez cócegas. - Disse o pégaso, desferindo um soco que lançou Magus para cima centenas de metros, em seguida ele apareceu bem onde Magus estava e desferiu um chute que o devolveu ao chão, em seguida mergulhou para um Nuclear Rainboom tão poderoso que fez uma cratera gigantesca, e rachaduras se espalharam por toda a planície. No chão, Magus se levantou, respirando com dificuldade, mas conseguiu ficar em pé.

- Você é durão mesmo. - Comentou Thunder Rain, que estava  a borda da cratera.

- Eu.. não vou errar desta vez. - Magus girou sua foice, concentrando sua magia, então toda a pressão no local subiu ainda mais. - Morra! - Magus lançou uma nova onda mágica, mas desta vez com um poder tão grande que desintegrou o próprio chão e tudo que estava lá, quando ele parou com o ataque, se viu flutuando num vale de pelo menos cinquenta quilômetros de raio. - Nem mesmo com uma velocidade tão alto você poderia.

- Eu ainda tô aqui. - Disse Thunder Rain, voando atrás de Magus.

- O que? - Ele se virou desferindo um corte em Thunder Rain, mas a foice o atravessou como se ele nem estivesse ali. - Uma imagem atrasada?!

- Essa é por você ameaçar Equestria! - Thunder Rain reapareceu atrás dele e desferiu um chute com todas as forças que tinha que arremessou Magus para a borda do vale, cinquenta quilômetros em um segundo.

- Maldito… - Magus se levantou, desta vez com muitos ferimentos em seu corpo. - Uma imagem atrasada… ele conseguiu chegar próximo a velocidade da luz?

- É o que parece. - Disse Thunder Rain, aparecendo próximo de Magus, que atacou com sua foice mas o pégaso agarrou a foice e a quebrou com a própria mão, em seguida ele reapareceu atrás de Magus desferindo um soco na base do pescoço do pirata, que sentiu tudo girar e caiu de joelhos.

- Ghhaaa… - Magus se recuperou após alguns segundos, ele ainda estava de joelhos e sentia algo estranho. - Eu… não consigo me mexer… - Ele então viu uma luz cessar ao seu lado, movendo levemente o rosto ele viu Thunder Rain, que havia voltado ao normal, mas estava exausto no chão, ele nem tinha suas asas. - Q-quanto tempo isso durou?

- Uns… - O pégaso tinha dificuldades até para falar. - Sei lá, dois ou três minutos… mas pareceu uma eternidade.

- Seu corpo não é resistente a essa quantidade de magia, você devia ter morrido com o estresse. - Disse Magus, impressionado. - O que… você fez comigo?

- Dei… um golpe… - Ele parava para respirar a cada palavra. - No topo da sua coluna, com a força do impacto e uma descarga eletromágica eu cortei a comunicação do seu cérebro com seu corpo.

- Entendo… - Magus fechou os olhos. - Em todo caso eu venci, você não tem mais forças, e não importa o quanto demore eu vou conseguir me recuperar e então será seu fim, guerreiro.

- Olha…  - Thunder Rain conseguiu ficar de joelhos e de frente para Magus, ele levantou sua mão e revelou estar segurando a lâmina quebrada da foice de Magus. - Como o cérebro é onde a magia se canaliza então seu corpo não tem mais aquela resistência de antes não é?

- O que? - Magus arregalou os olhos, surpreso.

- O que quer dizer que seu coração não passa de um coração comum. - Thunder Rain respirou fundo e recuou o braço, mirando no peito de Magus. - Adeus grandão, e obrigado pela oportunidade.

- Não, espera! - Magus ficou desesperado e berrou, mas Thunder Rain enfiou a lâmina com a força que restou bem no peito de Magus, que sentiu quando o aço o perfurou e logo em seguida tombou a cabeça, um filete de sangue escorreu por sua boca enquanto seus olhos perdiam a vida. Thunder Rain tombou para o lado sentindo tudo ao seu redor girar, ele achou que estava morrendo também mas logo percebeu que não estava mais na outra dimensão, ele estava em Equestria.

- Ali! - A última coisa que ele ouviu foi a voz de alguém que ele conhecia, mas ele não conseguiu identificar antes de enfim desmaiar.


Notas Finais


É isso ai gente! até mais ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...