História My Motherfuck Princess - Capítulo 18


Escrita por: ~ e ~Castle_of_sugar

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Personagens Originais, Rob Bourdon
Tags Linkin Park
Visualizações 29
Palavras 626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Capítulo 18


       P.O.V Chester

- Oi, Chester! Que bom que veio. - Talinda vem em minha direção com os braços abertos.

- Não me toca! - Digo seco e grosso.

Talinda se assusta, e Brad ri.

- Tu-tudo bem…

- Sai da minha frente, Quero passar!- Empurro Talinda.

Ando até a sala de estar, e me deparo com garrafas de Whisky.

- Pelo menos ela serve pra alguma coisa…

Pego uma das doze ou treze, a maior de preferência, e a abro.

- Mas nem por cima do meu cadáver! - Fala Brad atrás de mim. - Me dá essa garrafa! - Pega a "Jack Daniel's" de minhas mãos.

- Ah não, Brad! Me dá! - Digo tentando pegar a garrafa dele.

- Você não percebe que isso te mata? - Ele pergunta sério.

- Por isso mesmo que eu quero! - Sussurro.

P.O.V Brad

Chester sai correndo para fora da casa.

- Meu Deus… - Suspiro.

- O que foi? - Mike pergunta atrás de mim. - Vi ele correr… O que aconteceu?

- Eu pensei que enbebedando ele seria melhor, mas… não é! - Digo. - Eu vi, Mike!

- O que você viu? - Me encara preocupado.

- Quando corremos atrás dele, pensei que dando o que ele queria, álcool, ele fosse sossegar e não procurar mais as drogas… mas só foi chegar em casa que… - sinto lágrimas escorrerem teimosas de meus olhos.

- Brad… O que vo-você viu?

- Vi o Chaz cercado de espíritos menos felizes! - Digo. - Posso ver e sentir a presença deles…

- Quantos? - Me pergunta.

- Muitos! São muitos, Mike… Eles falam e incentivam o Chaz a beber e a usar drogas!

- Você não consegue doutrinar eles?

- N-não… São desencarnados que vagam procurando se satisfazer com viciados! - tento conter minhas lágrimas. - O Chaz vai ficar louco! Ele vai… se matar!

P.O.V Chester

Eu quero…

Eu preciso…

Tenho que beber…

Tenho que fumar…

Corro o máximo que posso para fora daquela casa.

Apenas um cigarro, não vai ser nada demais…

Só uma garrafa…

Não vai acontecer nada…

P.O.V Brad

- Mike… Não podemos deixar…

- Pega o carro que eu vou atrás dele! - Mike diz desesperado.

- Não, eu vou! - Digo correndo até a porta.

- Brad, é perigoso!

- Se eu não voltar… cuide dele para mim! - Digo com lágrimas nos olhos.

- Brad…

- Eu te amo, Mike! Nunca se esqueça disso…

P.O.V Chester

- O que deseja? - Barman pergunta para mim.

- Aquela! Me dá aquela! Por favor… - Digo apontando para uma garrafa.

Ele se vira e pega a garrafa.

- Aqui está! - Despeja a bebida em um pequeno copo.

Pego, e levo até a boca bruscamente.

Aquilo queimava minha garganta, mas ao mesmo tempo… me saciava!

- Senhor está tudo bem? - Barman me olha preocupado.

- Queria tanto dizer que "sim"

- O que aconteceu? - Pergunta simpático.

O encaro por alguns minutos. - Me de mais uma garrafa!

Ele me entrega, pago e saio daquele barzinho.

P.O.V Mike

Não posso perde-lo - Digo a mim mesmo - Não posso perder mais uma pessoa em minha vida… - Deixo as lágrimas descerem desesperadas enquanto eu ligava o carro. - Não vou aguentar…

Onde ele deve estar?

Meu Deus… Nos ajude por favor…

- Mike! - Talinda corre até a janela do carro. - Onde você vai? Cadê o Brad e o Chester?

- Está tudo bem… - Mentira! Mais uma mentira Mike? - Apenas ocorreu um imprevisto!

- Que imprevisto, Mike?

- Não posso dizer… Fique tranquila! - Saio com o carro para aquelas ruas escuras e frias.

P.O.V Chester

- Me deixe em paz! - Digo cansado.

Essas vozes… Por que elas não param de me encher?

- Já estou bebendo… não era isso que vocês queriam?

- Para de gritar!

- Por favor… Já estou indo!

- Está doendo… mi-minha cabeça está doendo!

- Para de gritar! Estou do seu lado.

- Já estou indo, porra!

- Desculpa… desculpa… me perdoe…

- Estou indo…


Notas Finais


O Cap ficou pequeno ;-;
;-; Sorry ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...