História My Player. (ABO Ziam) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Abo, Alfa, Bottom!zayn, Liam, Ômega, One Direction, Top!liam, Zayn, Ziam
Visualizações 134
Palavras 6.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAAAAAAAAA
eu sei, eu sei.
Desculpa a demora.
Como vocês estão?.
terminei o cap agora e vim correndo postar.
Voces já ouviram a nova musica do Liam? Eu amei. massss eu meio que esperava mais sabe? Tipo as musicas do 1D que eu escuto e fica na cabeça. Mas de qualquer forma o Daddy directioner fez um excelente trabalho. Ele até fez filtro da musica dele aqui em são paulo quando ele estava divulgando, acho que foi na praça da republica se não me engano. Sera que vai ter show aqui?
hum...
Bem (como sempre) esse é um cap grandeeeeee, então espero que tenha valido a demora.

Capítulo 3 - O que eu sou?.


Fanfic / Fanfiction My Player. (ABO Ziam) - Capítulo 3 - O que eu sou?.

A carta.

 

Zayn entrou no banheiro verificando se estava sozinho, quando teve certeza se virou para o espelho em frente a pia, observou seu reflexo fazendo uma careta quando sentiu outra pontada de dor no seu baixo ventre, inspirou fundo fechando os olhos tentando afastar a dor que sentia desde manhã. O moreno retirou um analgesico de sua mochila e o engoliu com um pouco d’ água. Deu uma ultima olhada em seu reflexo ajeitando seu topete, ouviu o sinal do almoço soando através da porta, inconscientemente levou sua mão até o bolso da calça sentindo o volume que o pedaço de papel fazia contra a palma de sua mão. Mordiscou o lábio sentindo o nervosismo correr pela sua espinha, o que Liam queria com ele? Mal se falavam… Por um momento, Zayn achou que aquilo fosse algum tipo de pegadinha de mal gosto...mas estava tão tentado e curioso… Até porque seria impossivel que alguem soubesse que Zayn…Argh, o'que ele estava fazendo? Mal conhecia aquele garoto…


 

Balançou a cabeça afastando os pensamentos e saiu do banheiro com um olhar preocupado e ansioso, os corredores pareciam terem ficado mudos, sem sinal de ninguém Zayn subiu a escada para o segundo andar e seguiu até uma porta vermelha, seu corpo congelou em frente a porta, sentia seu coração acelerado, pensou em dar meia volta e se esconder no banheiro até o final das aulas, mas seu corpo não o obedecia, se passaram cinco minutos desde o sinal, ignorou outra pontada de dor, sentia se como um ímã sendo atraído para dentro. Sua cabeça ficou em branco quando finalmente colocou a mão na maçaneta da porta a abrindo.


 

A luz da sala de astronomia era um tanto fraca quando comparada às demais, mas era o suficiente iluminado para Zayn pousar seus olhos no vulto corpulento sentado na mesa do professor.



 

-  Ei! Pensei que você não vinha...como você ‘tá? - Liam ficara muito feliz por Zayn ter aparecido e sentiu um arrepio percorrer seu corpo quando examinou o menor por completo.

 

Tão lindo… Pensou Liam acompanhando com o olhar o menor se aproximar atravessando a sala em passos curtos.


 

Liam, reparou Zayn dando uma breve olhada no maior, não vestia sua jaqueta do time, somente um short jeans junto de seus all star e uma camisa cinza com uma estampa de um urso rugindo e logo em baixo com letras pretas bem visíveis  ‘’Os Ursos de WHS’’. Porém, o'que mais chamava a atenção de Zayn, era a parte da gola da camiseta de Liam que era um pouco larga, deixando alguns de seus pelos do peito amostra.

 

- Oi...desculpe a demora - Zayn desviou o olhar alguns centímetros quando chegou o mais perto que conseguia do maior e reparou que o mesmo o olhava sorridente.

- Senta aqui. - Liam deu uma palmadinha na mesa a alguns centímetros de sua coxa.

O menor concordou com a cabeça colocando sua mochila de lado.

- Por que me chamou aqui? Quer dizer...a gente podia ter conversado no corredor e…

- Eu quero te agradecer - Liam cortou o menor inesperadamente com o rosto tranquilo examinando a sala de aula. - Não tive tempo, sabe… no Big Boy.

- Me agradecer? Pelo que?.

- Por ter ido ao jogo, você não parece o tipo de cara que curte futebol americano. - Zayn olhou de canto e observou Liam umedecer os lábios com a ponta da língua.

- Ah...hum, meus amigos pediram para que eu fosse - mentiu.

 

Payne se virou pousando seus olhos castanhos em Zayn, o menor pensou em desviar o olhar novamente, mas algo não o deixou, não queria parar de olhar para aqueles olhos cor de amêndoa…

 

- Você parecia estar prestando muita atenção no jogo, por ter me parabenizado. - Liam levantou uma sobrancelha.

- Eu prestei, você foi incrível… o jogo foi. - “O que você pensa que está falando idiota!”.

 

Liam deu uma risada gostosa virando o rosto um pouco de lado, aquela cena certamente derreteria qualquer um.

 

- Então você foi porque estava interessado no jogo e não porque seus amigos pediram.

- É…- Quando outra pontada de dor surgiu, Zayn sem perceber, apertou sua coxa com a mão numa forma de aliviar a dor. - Mas não precisa agradecer, foi mesmo um belo jogo.


 

Liam começou a sentir pequenos traços daquele cheiro tão agradável, o cheiro que suplicava para sentir... daria qualquer coisa para poder sentir aquela sensação de êxtase percorrendo cada centímetro de seu corpo outra vez

 

O silêncio tomou conta do local, mas Liam não se importava, queria apenas se concentrar em sentir aquele delicioso cheiro adocicado.

 

O menor expirou fundo fazendo Payne abrir os olhos devagar como se tivesse acabado de acordar de um gostoso sonho, porém não se virou para o menor.

 

- Por que…- Zayn expirou fundo o ar de seus pulmões novamente - eu ainda não entendi o porque de você querer ficar aqui, comigo...invés de com seus amigos. - A voz do pequeno saiu como um sussurro, não que fizesse alguma diferença para a audição apurada do Alfa.


 

Liam olhou para cima onde havia vários mini planetas pendurados por cordas no teto azul escuro da sala, começou a admirá-los enquanto balançando os pés no ar indo e vindo... E como se fosse a coisa mais importante do mundo (E para o maior, realmente era) ele disse calmo:

 

- Porque eu te acho fofo.

 

Tudo ficou em silêncio outra vez, mas não um silêncio comum, era como se todo o mundo tivesse se calado para poder ouvir o'que Payne dissera.

 

Zayn olhou com a boca entreaberta para Liam, tentou pronunciar palavras que ficaram presas em sua garganta, mas Liam não ousava encarar o menor com medo do que pudesse vir.

 

O menor virou o rosto para frente em direção a porta quando perceberá que nenhuma palavra viria.

 

Porque Liam dissera aquilo?! O maior mal o conhecia… Zayn não se achava nem um pouco super lindo então por que alguém como Liam acharia? O quarterback do time...que metade daquela escola faria de tudo para namorar, beijar sua boca, aquela boca rosada com lábios não muito carnudos, mas que com certeza faziam milagres.  Zayn mordeu o lábio inferior e depois se repreendeu pelo ato se xingando mentalmente. Okay, estava levando as coisas muito a sério, Liam só dissera que o achava fofo, não que queria casar e ter filhos com o menor, muito menos estava se declarando...Ainda assim...ouvir aquilo do maior o deixou tão sem chão... ‘’- eu gosto dele..’’ Mas porrra! Como Zayn poderia se sentir dessa forma perto de um cara que mal conhecia...E se Liam fosse igual aos outros caras que só gostavam de umas noites sem compromisso? O’que faria? Olhou para Liam, que estava com a cabeça meio inclinada para cima deixando a mostra toda a extensão de seu pescoço, foi ai que o pequeno começou a prestar atenção nos pequenos detalhes do Alfa, a mancha que ele tinha no pescoço perto de seu pomo-de-adão, a pinta em sua bochecha esquerda em meio a sua barba rala.

 

‘’Por Deuses, que isso não seja uma brincadeira idiota’’

 

Zayn respirou fundo e olhou em direção a Liam juntando toda a coragem que conseguia.

 

- Você devia ir na próxima festa do Mike. - Disse convicto, tentando deixar o’que quer que fosse aquilo o menos idiota possível.

 

O alfa riu gostoso balançando a cabeça.

- Isso é um convite?- Perguntou olhando para os lábios vermelhos do menor sem perceber.

- Hum… a casa não é minha, mas é, sim, seria legal se você fosse.


 

‘’Fofo…’’


 

Os dois garotos ouviram o sinal tocar e Liam amaldiçoou quem é que fosse o responsável por inventar aquela merda.

 

- Acho melhor a gente ir andando…

- A gente podia cabular a aula de matemática- arriscou Liam.

- Não sei se é uma boa ideia…- Por mais que Zayn quisesse passar mais tempo sozinho com Liam, o menor havia prometido para a mãe que tentaria se empenhar melhor na escola nova. - Eu odeio matemática mas pelo menos estamos na mesma turma, mesmo que a gente não possa conversar por causa do fodido do professor, vamos estar na mesma aula. E eu não quero que a gente acabe com problemas... - Falou não querendo que Liam pensasse que ele não gostaria de passar mais tempo com o maior.

- Ah, tudo bem, foi uma ideia idiota - Liam escorregou da mesa para o chão- Pelo menos vamos nos ver no ginásio.- falou feliz dando uma piscadinha para Zayn.

- Como você…- Zayn não se moveu de onde estava

- Você tem teste de condicionamento físico depois da próxima aula com os alunos do primeiro ano, todos os alunos novos precisam fazer. E esse horário eu vou estar treinando com o time - Disse como se citasse uma regra. - Eu não sou um stalker que fica vendo seus horários pode relaxar - riu pegando sua mochila.- Vamos?.



 

Liam escolherá um bom lugar para se encontrar com Zayn. Já que os armários ficavam no primeiro andar, os alunos ainda estavam saindo do refeitório para irem pegar seus cadernos para a próxima aula e levariam um tempo para começarem a irem para as salas.  quando os meninos saíram da sala o corredor estava completamente vazio, não que Zayn achasse que precisassem esconder algo, mas não estava com saco para passar o resto do ano ouvindo boatos ao seu respeito e de Liam.

 

Quando os dois meninos desceram as escadas e as primeiras pessoas começaram a aparecer, olhando de vez em quando para Liam, como se ele fosse algum tipo de astro (E talvez fosse mesmo) Zayn parou num canto do corredor fazendo Liam para junto.

 

- Eu preciso ir no banheiro antes da aula…

- Ah...Quer que eu vá com você?

Zayn levantou uma sobrancelha.

- Não! Não foi isso que pensou - O maior balançou as mãos negativamente tomando ciência do que dissera - Foi no sentido de se você está passando mal ou algo assim…Hum - Passou a mão na nuca olhando para os lados sem saber o’que dizer-...a gente se vê na sala então, até. - Sorriu meio envergonhado

 - Até - Zayn sorriu se despedindo do maior o vendo se afastar, mas logo esse sorriso se transformou em uma careta quando o menor sentiu novamente a dor o consumindo. Correu para dentro do banheiro que só estava ocupado por um menino do primeiro ano que saiu meio apressado logo que Zayn entrou. O garoto de olhos escuros foi até a pia molhando um pouco o rosto e respirando fundo sentindo o cheiro de maconha entrando pelas suas narinas, ignorou o cheiro que tomava conta do local e abriu sua mochila. Não sabia o’que estava acontecendo, nunca sentirá nada igual, talvez estivesse com alguma doença? E logo quando precisava fazer a porra do teste físico idiota. Soltou alguns palavrões pegando outro analgesico o tomando.

 

O que eu sou?.


 

Zayn entrou na sala se sentindo aliviado pelo professor ainda não ter chegado. avistou Niall sentado no lugar de costume, que já o olhava de cara amarrada, ignorou esse fato quando passou pela carteira de Liam, o maior sorriu de canto, Zayn devolveu o sorriso ignorando a dor que sentia, agora, queria mais do que nunca ir para o seu teste apenas para poder ver Liam. Quando chegou no fundo da sala, escolheu uma carteira a frente de Niall e sentou-se olhando para o amigo.

 

- Oi.

- Oi?! Onde você ‘tava?! Louis e eu ficamos te esperando o almoço inteiro! Pensamos que tinha morrido.

 

Zayn não disse nada. Virou seu rosto na direção de Liam, o maior tinha seus olhos pousados em Zayn enquanto mordiscava uma caneta e parecia meio ‘’na lua’’e quando percebeu que agora Zayn e seu amigo loiro o olhavam, Liam virou seu rosto para a frente tentando disfarçar o embaraço.

 

O menor de cabelos escuros sorriu bobo pela cena que acabará de ver. Niall o encarava de olhos arregalados.

 

- Mentira! Sério?! Era isso que você estava fazendo na hora do almoço?!.

- Isso o’que?.

- Eu não disse que ele tinha uma queda por você?! Mas eu não sabia que você era desse tipo...principalmente na escola!!!.

- Do que você ‘ta falando???

- Não se faça de santinho Sr. Zayn Malik, vocês dois, sozinhos, na hora do almoço...pobres almas que vão ter que estudar onde vocês…- Zayn observou o amigo fazer gestos obscenos com as mãos.

- DEUSES. - Zayn arregalou os olhos. - Seu idiota! óbvio que nós dois não fizemos nada sexual. - revirou os olhos, Zayn quase socando o amigo.

- Você não sabe mesmo aproveitar uma oportunidade. - Disse o loiro entediado. - Então o’que vocês fizeram?.

- Conversamos. - Zayn viu o amigo revirar os olhos.- Okay…você quer os detalhes importantes...hum…- Zayn sentiu suas bochechas corarem- ele me chamou de fofo.

Zayn teve que tapar a boca de Niall que quase gritou no meio da sala, mas que foi logo afastado pelas mãos do loiro.

 

- E VOCÊ???.

- Fala baixo!. - o moreno repreendeu o amigo. - Eu fiquei sem graça óbvio, mas seila...eu não disse que achava ele fofo, mesmo achando, sabe quando você fica meio sem reação?...mas eu falei algo que talvez tenha deixado uma impressão boa, não sei.

- E ai? - O loiro o apressou.

- Eu convidei ele para a próxima festa do Mike e disse que seria legal ter ele como companhia.

 

Niall bufou se jogando na cadeira.

- Malik, você realmente não sabe o’que é um flerte.

Zayn cruzou os braços indignado.

- O que você esperava que eu fizesse? Eu mal o conheço. E...ele não estava flertando comigo- O moreno olhou rápido de canto para o Alfa que conversava com um de seus amigos parecendo bem entediado. - Minhas amigas da minha escola antiga sempre me chamavam de fofo.

 

Niall fez uma careta.

- Porque é diferente quando um HOMEM chama outro HOMEM de fofo Zayn!.

Zayn e Niall pararam de discutir quando ouviram a porta da sala se fechando atrás do professor.

Antes da aula começar, uma aluna se levantou indo tirar dúvidas com o professor.

- ‘Cê tem algum comprimido pra dor seila? - Zayn aproveitou enquanto o professor estava ocupado para falar com o amigo.- A porra dos que eu comprei não estão funcionando.

- Desculpa cara, não tenho, o que aconteceu? - Perguntou o loiro olhando de canto para a mesa do professor.

- Eu ‘tô sentindo uma dor perto da minha barriga desde cedo.

- Não é vontade de ir no banheiro?.

Zayn revirou os olhos.

- Não, não comi nada hoje.

- Quer que eu peça pro professor deixar você ir ver a enfermeira da escola?. - sugeriu o amigo meio preocupado.

- Não posso, tenho teste depois da aula, esqueceu?...O Liam vai no mesmo horário…Eu aguento.

- Jesus! O’que a pessoa não faz pra ver o macho. - Niall revirou os olhos ainda de olho na mesa do professor. - Eu vou junto com você então...tenho que terminar uma redação.

Zayn concordou com a cabeça.

- Mas depois nós vamos pra enfermaria!.

- Okay…

 

Os meninos ouviram o professor se levantar e a garota voltar para o seu lugar. Zayn se virou para frente ouvindo o amigo bufando várias vezes quando o professor começou a falar.

 

No final da aula, Zayn guardou seus livros e Niall pegou seu caderno de história e os dois amigos seguiram para o vestiário para o moreno se trocar.

- Ainda acho que você deveria ir ver a enfermeira…- Disse o amigo quando viu Zayn fazer uma careta e passar a mão perto da barriga.

- Depois do teste…

Niall suspirou de desagrado, mas o que podia fazer? levar Zayn a força?.

- Tá...eu vou estar nas arquibancadas…

 

Zayn saiu do vestiário totalmente envergonhado. o moreno usava um short de tecido fino ridiculamente curto junto de uma regata cinza, que não deixou de atrair alguns olhares...principalmente de Liam, que estava um pouco afastado da quadra com os outros garotos do time fazendo exercícios.

Diferente do campo de futebol da escola, o ginásio era coberto, todo pintado de branco e cinza e com quatro grandes janelas por onde o luz do dia entrava, havia uma pequena arquibancada em uma das paredes laterais onde Niall estava sentado tentando se concentrar em sua redação e no outro lado do local, havia alguns aparelhos de exercício que o time usava, como pesos etc.

O treinador apitou e Zayn se reuniu ao grupo dos alunos novos, que pareciam bem mais nervosos que ele. O treinador começou a explicar o’que o grupo iria fazer, depois os alunos começaram a se alongar imitando o treinador.

Não muito longe, Liam não media esforços para mostrar o quanto era forte e como conseguia levantar vários pesos. A turma começou a dar voltas pelo ginásio e Liam fez questão de dobrar as mangas de sua camiseta deixando uma parte da sua tatuagem no ombro esquerdo amostra quando Zayn passou correndo.

- Você não vai conseguir comer esse daí só mostrando teus músculos - Harry debochou do amigo.

Liam olhou feio para Harry.

- E o que você sabe sobre ele? - Falou num tom sarcástico.

- Louis me conto - O cacheado se certificou de falar o mais baixo que pode, o’que nem fazia diferença, com o treinador gritando com os novatos e os grunhidos que os caras faziam quando levantavam algum peso.

- Contou é? Agora você não precisa mais fingir estar bêbado pra foder com aquele Ômega?.

- Não comece a ser um babaca  - Harry disse amargo para o amigo. - Você é o único cara do time pra quem eu tive coragem de contar…

- Eu só não entendo o porque…!- O Alfa foi cortado por um grito agudo e o barulho de um corpo batendo contra o chão.

 

Zayn sentia que seu baixo ventre estava em chamas, cada centímetro de seu corpo gritando de dor, seus braços cruzados em volta de sua barriga. Sentia a dor crescendo.

 

Todos olhavam espantados para Zayn que gritava de dor no meio do ginásio. O menor abriu os olhos assustado quando ouviu passos se aproximando, alguns caras juntos de Doge e o treinador vinham em sua direção com as pupilas dilatadas e as narinas que inspirava forte parecendo animais…

Zayn gritou assustado quando sentiu braços fortes o envolvendo o tirando do chão e começando a correr.

- O que você ‘tá fazendo seu idiota?!.

Aquela voz fez o corpo de Zayn tremer, sem pensar afundou sua cabeça na curva do pescoço conhecido, a ponta de seu nariz tocando de leve o pescoço do maior, tentou ignorar a dor quando sentiu algo estranho entrar pelas suas narinas...algo novo, como o gosto de um doce que você prova pela primeira vez e se derrete de amor. Esse doce era o cheiro de Liam, tomando conta de cada centímetro do corpo de Zayn o aquecendo, que junto ao toque do maior deixava a dor dentro do garoto suportável. O menor sentiu um desconforto quando Liam bateu contra uma porta a abrindo e entrando no que Zayn percebeu ser um banheiro. O maior soltou Zayn de seus braços recuando para trás, se afastando o máximo que podia até suas costas baterem contra uma parede fria.

 

- L..Liam o...que ‘ta acontecen...do? - involuntariamente as palavras de Zayn saíram arrastadas.

- Vai...embora. - O Alfa arfava com os olhos contraídos.

Não iria fazer nenhum mal a Zayn, faria de tudo, até se machucaria se precisasse..

Zayn sentiu a dor voltando mais forte, algo dentro de si pedindo por Liam, para que ele ficasse mais perto, o tocasse…

O garoto deu um passo tímido tentando se aproximar de Liam, o’que só fez o maior grunhir ainda mais.

- VAI. - Liam rangia os dente tentando manter seu Alfa interior enjaulado, aquele cheiro cada vez mais forte, Liam balançava a cabeça tentando afastar o cheiro, seus instintos lutavam para se libertarem e…

O menino de cabelos escuros sentiu lágrimas salgadas vacilarem pelo seu rosto enquanto via Liam naquele estado apoiado contra a parede agarrando com força o mármore da pia com uma das mãos...de alguma forma, Zayn o estava machucando. Mas não conseguia se mexer, estava apavorado, chorando, a dor queimando seu baixo ventre.

 

A porta se escancarou, Zayn olhou assustado para a figura que arfava em frente a porta.

Niall olhava de Zayn para Liam sem entender absolutamente nada.

- Eu vi vocês dois saírem correndo!...o que…

- Tira ele daqui!!!. - O castanho claro dos olhos de Liam fora tomado por iris totalmente negras.

 

Niall não pensou duas vezes, ignorando o medo que sentiu pela cena que presenciava de Liam, agarrou Zayn fazendo um esforço gigante para colocar o amigo que ainda chorava assustado em seu colo. O loiro chutou a porta novamente e saiu em direção ao corredor, correu até avistar a porta principal que tava para o estacionamento.

- Niall?! O que...Zayn?! - Louis passou pela porta principal correndo atrás de Niall.

- O Zayn não tá bem! Eu precisa levar ele ‘pro hospital!. - O loiro se virou continuando a correr até seu carro, mas Louis o segurou. Zayn tremeu nos braços de Niall o abraçando mais forte.

- Ele…- Louis expressava preocupação e um tipo de surpresa estranha. -...Você precisa o levar pra mãe dele!.

- Que?! Ta louco?!.

- Niall leva ele pra casa!

- Porra! Abre o carro! - O loiro deu as chaves com a mão livre para Louis.

 

>>>


 

- Senhora Malik! Ele desmaiou no carro! Ele...ele…- Niall andava de um lado para o outro olhando para o amigo deitado no sofá da sala.

- Você precisa se acalmar menino - disse a mãe de Zayn enquanto colocava um pano com água fria na testa do filho. - Vai ficar tudo bem.

De alguma maneira Niall sentia um tom de preocupação na voz da senhora.

- Agora me conte como aconteceu...


 

Depois de algumas horas, Zayn acordou em sua cama, piscou algumas vezes, correu os olhos pelo quarto, feixes de luz laranja entravam por as cortinas, o sol já ia se pondo, foi focalizando as coisas...dois vultos sentados ao lado de sua cama agora se transformavam em seus pais, tentou se levantar, mas então sentiu todo seu corpo dolorido, fez uma careta e voltou a encostar a cabeça no travesseiro.

 

- Querido fique deitado - Trisha colocou a mão no ombro do filho.

- O que...aconteceu? - Zayn sentia a cabeça latejar.

- Você desmaiou.

 

Sua mãe parecia muito estranha, algo como pena repousava em seus olhos enquanto olhava para o moreno, seu rosto estava inchado e Zayn notara alguns tons vermelhos claros em seus olhos.

- Mas por que?! Do nada na escola…

- Seu amigo Niall nos contou tudo - Seu pai, que até então observava tudo calado, se pronunciou. - Você estava sentido dores, não estava? Mal estar..? Por que não nos avisou? Ligou? Qualquer coisa. Você não tem ideia do que podia ter acontecido com você!.

- ...Como posso ter ideia de algo se nem sei o’que aconteceu comigo?.

Yasser suspirou fechando os olhos e os abrindo logo depois.

Zayn sabia que o pai fazia isso sempre que estava muito preocupado ou muito nervoso.

- Zayn, o que aconteceu com você na escola..

- Ele ainda não está pronto para saber!. - Trisha parecia que iria voltar a chorar a qualquer momento.

- Ele precisa! Chegou a hora, você e eu sabíamos que esse dia chegaria...sua mãe estava certa…

Trisha tornou a abrir a boca mas Zayn a interrompeu.

- Vocês podem parar de agir como se eu não estivesse aqui?! Eu não sou mais uma criança. Eu quero saber a verdade!.

Seus pais se olharam por um tempo, a mãe de Zayn abaixou de leve a cabeça, como se entendesse que seria ela a revelar algo que por muito tempo tentou ser esquecido.

- Z…-sua voz vacilou por uns segundos - Nós pedimos tanto para que não fosse verdade...Zayn, hoje você teve o seu primeiro cio…- O garoto arregou os olhos e abriu a boca para protestar não acreditando no que ouvira, porém seu pai o lançou um olhar de censura para que deixasse sua mãe continuar. - Você é um Ômega filho...mas um diferente dos outros...por isso que só depois de anos que seu cio…- Zayn viu algumas lágrimas rolarem pelo rosto de sua mãe, mas rapidamente ela as limpou e continuou. - Sua vó também era especial e...quando você nasceu, ela disse que tinha certeza que você seria um também...seu pai e eu queríamos acreditar que ela estava errada. Então ela começou a ficar muito doente por causa da idade e antes dela morrer…- Yaser, preocupado com a esposa com a esposa, segurou sua mão. - ela me entregou isso. - Num gesto que parecia ter sido ensaiado a anos, Trisha colocou a mão no bolso do casaco retirando de la um objeto embrulhado sobre um pano o entregando ao filho. - Querido...nós sentimos muito...mas estamos aqui por você sempre, eu, seu pai e suas irmãs

- Não queríamos de maneira alguma que você tivesse que passar por isso…Depois de anos...achamos que você fosse no final das contas um Beta...mas...Desculpe, se tivéssemos te contado dessa incerteza antes...você não teria passado por isso na escola...- disse seu pai.

- Vocês não tinham ideia se isso viria a acontecer...não se desculpe.- O menino desembrulhou o objeto, seus olhos piscaram várias vezes não conseguindo acreditar no que repousava em suas mãos. O colar de sua amada avó. Um pouco menor do que parecia se lembrar, continuava tão belo e azul como sempre se lembrava em suas memórias. Provavelmente o objeto mais precioso e de maior afeição de sua vó. O moreno sentiu vontade de chorar, mas fazendo o maior esforço possível engoliu o choro, não queria preocupar ainda mais seus pais…

- Querido, você nunca se perguntou o porquê de sua vó sempre o usar? O tempo todo. - Sua mão acariciou seu ombro de leve.

 

Zayn fazia um tremendo esforço tentando digerir tudo ‘’aquilo’’, seus dedos alisavam a pedra do colar em suas mãos. - Uma vez, nas férias, eu perguntei...ela me respondeu que o colar a protegia de pessoas ruins, mas até hoje não entendo…

- Minha mãe em partes estava certa, como você sua teve o primeiro cio anos depois dos Ômegas normais, a família toda ficou assustada, então uma velha amiga de meu avô examinou minha mãe e disse que já tinha visto um caso assim, e a entregou o colar dizendo que a protegeria, pois o cheiro dos Ômegas “especiais” é extremamente forte e provocante para os Alfas. Então o colar foi feito apartir de ervas e outras substâncias que amenizam o cheiro, não completamente...mas torna quem o usa “suportável”.

Zayn fez menção de colocar o colar desesperadamente, como se fosse um tipo de portador de alguma doença contagiosa, mas seu pai o segurou pelo braço.

- Não se preocupe, somos família, está tudo bem...pense um pouco sobre tudo.

O moreno permaneceu calado, Yaser sabia que o filho queria espaço e o entendia. Fez um gesto para a esposa e os se levantaram seguindo até a porta. Antes de sair Yaser olhou por alguns instantes pro filho que tinha a cabeça baixa.

- Aquele seu amigo loiro nos contou sobre Liam, o’que ele fez por você. Ficar colado com você naquele estado sem deixar seu Alfa interior o dominar para te proteger dos outros garotos, foi preciso uma força de vontade quase impossível. Um bom rapaz... - Yaser deu uma última olhada para o filho antes de fechar a porta.

 

Liam…

 

Zayn apertou sua coxa ao ouvir esse nome, começou a pensar em tudo, em como fora um completo estúpido...fechou os olhos marejadas e viu Liam, grunhindo de dor, tentando fugir daquele cheiro, o maldito cheiro de Zayn, começou a soluçar, as lágrimas rolaram de seu rosto pingando em suas mãos que seguravam o colar...queria gritar. Toda sua vida achando ser algo que não era, nem seus pais tinham certeza do que ele realmente era...um Ômega, todo esse tempo...nunca imaginaria que poderia ter filhotes...e todos esses cheiros novos o irritando... Como a vida inteira de alguém poderia mudar de uma hora! Tudo estava indo tão bem...Liam talvez estivesse começando a gostar dele...mas a porra de sua vida simplesmente tinha que foder tudo! O’que faria agora? Chegaria do nada em Liam dizendo “oi”? Depois do que tinha feito com o maior...o machucado...Liam provavelmente nunca mais olharia em seus olhos de novo.  - Porra! Quem caralhos eu sou?! - se perguntou em meio aos soluços.

A lua começava a tomar conta do céu, a gélida brisa da noite entrando pela sua janela. Zayn acordou depois de um tempo com sua mãe batendo na porta dizendo que o jantar estava pronto… Já estava mais calmo, porém recusou dizendo que estava sem fome, não queria ter que falar com ninguém...Sua mãe perguntou se poderia entrar, Zayn esfregou o rosto com medo de ainda estivesse molhado pelas lágrimas e disse que sim. Trisha entrou no quarto meio apreensiva com um copo d'água e um comprimido, os levou até o filho que os pegou duvidoso.

- Vai ajudar com a dor, são meus, mas amanhã vou sair para comprar os apropriados para você.

- Obrigado. - Falou bebendo um pouco d’água junto com o remédio.

- Você não está mesmo com fome? Você não tomou café.

- Está tudo bem mãe…

 

Trisha passou a mão na cabeça do filho e saiu fechando a porta.

 

Fazendo um certo esforço o garoto se levantou e começou a tirar aquela roupa de ginástica ridícula do corpo, sentia o canto dos lábios salgados pelas lágrimas, jogou com força a peça de roupa o mais longe possível, vestiu com cuidado um moletom e uma calça do mesmo tecido, olhara de relance para o colar em cima de seu criado mudo. Tentou não pensar no assunto, pois não queria voltar a chorar, afastou os pensamentos o quanto pode. Então se lembrou de seu celular, onde o tinha deixado? Na escola? E se alguém o tivesse roubado? Começou a procurar pela cama atirando os lençóis para o lado, ainda sentia seu corpo tão dolorido...mas queria tanto o objeto, revirou a gaveta de seu criado mudo, pero da Tv que ficava em frente a cama… ”merda…” disse se jogando na cama achando que realmente o havia perdido, então ouviu o barulho de algo vibrando contra o chão do quarto. Com cuidado o moreno se agachou embaixo de sua cama agarrando seu celular. “Como que ele foi parar lá embaixo?” Se perguntou. Ah...tinha desmaiado no banco do carro de Niall...talvez o amigo tinha o pegado e  colocado em sua cama...e o aparelho caiu quando ele se deitou na cama. Mas...como Zayn tinha chegado em seu quarto? Seus pais já não tinham mais condições de o carregar no colo...e Niall não era forte o suficiente para subir as escadas com ele no colo…

Seu rosto foi iluminado pela tela do celular quando Zayn a desbloqueou, rolou os olhos por algumas mensagens sem importância até ver as várias mensagens do amigo loiro.  

 

~Loiro (fake): Como você está?

~Loiro (fake): Acordou?.

~Loiro (fake): Me responde.

~Eu: ‘’Digitando…’’

~Eu: Desculpe. Você pode vir aqui? Tipo, agora.

 

Zayn suspirou e olhou pela janela, a luz da lua iluminando seu rosto.

Pensou em Liam, na verdade era a unica coisa no que pensava durante aquelas horas em seu quarto, e no fato de ser um Ômega…

Sentiu seu celular vibrar em sua mão.

 

~Loiro (fake): Estou a caminho :).

~Eu: Tudo bem se você entrar pela janela? Não quero ter que dar explicações para os meus pais...e...você pode trazer algo para comer?.

~Loiro (fake): Claro.

 

Alguns minutos depois ouviu o som de uma carro estacionando em frente a casa do vizinho, ascendeu as luzes de seu quarto e foi até a janela acenando para Niall. Dois minutos depois, o loiro estava sentado meio ofegante no parapeito da janela trazendo uma mochila consigo.

Zayn puxou o amigo para dentro do quarto o fazendo se sentar na cama.

- OI - Niall tentou dar um sorriso, mesmo sabendo que não iria ajudar, notou que o amigo tinha os olhos meio avermelhados e a cara um pouco amassada.

Para a surpresa do Loiro, Zayn soltou um riso fraco sem acreditar que Niall realmente tinha escalado sua casa, se sentou na cama ao lado do amigo ficando meio sério.

- Niall eu…- Zayn apoiou as mãos no joelho olhando fixo para o chão.

- Eu sei, está tudo bem…- Zayn levantou o rosto vendo seu amigo sorrir. - Louis me contou, ele sentiu seu cheiro naquela hora... não que eu já não tivesse sacado, ainda bem que eu não te levei para o hospital...teria sido uma puta de uma confusão.

- Eu já fui uma confusão suficiente para todo mundo.

- Deixe disso.- Niall tirou a mochila, que agora Zayn pareceu ser sua, das costas e a entregou. - Você está tomando os remédios? -. Perguntou o loiro olhando para o copo de água no criado mudo ao lado de uma cartela de remédios.

- Sim…- Respondeu colocando a mochila no chão perto de seus pés. - Niall...você ainda não entendeu tudo...Você ‘’descobriu’’ que eu sou um…- O moreno parou por um segundo...-Ômega, mas eu não sou um Ômega normal...

Zayn contou tudo ao amigo, sobre sua vó, o colar, deixando de lado o'que pensava sobre Liam.

Niall escutou tudo atentamente sem cortar o moreno.

- Você está com medo?.

- Sim...É tão estranho...tudo, os cheiros...sensações...o cio…

- Você vai se acostumar, eu vou estar aqui pra o’que você precisar. - Niall colocou sua mão no ombro de Zayn o apertando de leve. Ficaram calados ali por um tempo, Niall achou que deveria dizer algo...- E...você tem que usar aquele colar o tempo todo perto dos Alfas? Até do Liam?.

Pronto, Niall falara de Liam…Agora, aquele nome parecia mais como uma bala atravessando seu peito.

- Não sei se eu e ele vamos voltar a se falar...na verdade acho que ele não vai nem mais olhar para mim…- Zayn confessou triste.

- Que?! Por que Zayn???.- O amigo agora encarava Zayn.

- Niall…- Zayn murmurou apertando os joelhos com as mãos, algo que sempre fazia quando escutava o nome do maior. - Eu o machuquei tanto...naquela hora no banheiro, antes de você chegar...toda vez que fecho meus olhos o vejo...sofrendo, apoiado contra a parede por minha causa, o meu cheiro...e o meu corpo pedindo para que ele…- Algumas lágrimas salpicaram do canto dos olhos do moreno. - Enquanto ele sofria meu corpo pedia por ele dentro de…!!! - Zayn gritou se levantando da cama num salto olhando para Niall. E quando se deu conta do que fizera, olhou para porta com medo de seus pais terem escutado, nessa hora Niall se levantou e segurou o amigo pelos ombros.

- Zayn, me escuta, aquilo não foi sua culpa. Nada daquilo foi!. Você não tinha noção, você não sabia!. Não se culpe por isso. - Niall o olhava muito sério, Zayn nunca achou que veria o amigo daquela forma algum dia.

- Mas…

- Escuta, o Payne ‘ta bem, olha...ele ficou muito preocupado com você. Pediu para o Louis o passar meu número, ele me mandou mensagem quase tendo um infarto, eu disse que estaria tudo bem se ele viesse para sua casa pois você estava dormindo e sua mãe disse que seu cheiro estava suportável. Ele subiu as escadas com você no colo sem medo de ‘’se machucar’’ de novo e te deitou na cama, ele não exitou em ficar perto de você por um segundo para ter certeza que você estava bem. E antes de você acordar nós fomos embora, Liam me entregou suas coisas que estavam no vestiário junto de sua mochila - Zayn olhou para a mochila no pé de sua cama - e disse que tinha esperado a gente sair de sua casa para me entregar pois assim eu teria um motivo para vir te ver e o contar como você estava, eu iria vir aqui de qualquer forma, então. - Zayn sorriu fraco secando as lágrimas com as mãos e abraçou o amigo que ficou meio sem reação, mas logo retribuiu o gesto. - Erh...ele também pediu seu número, mas depois mudou de ideia dizendo que queria pedir ele mesmo. - Você não acha esses homens estranhos? Porque eu acho. - Brincou Niall ainda sem jeito por causa do abraço repentino.

- Obrigado…- falou baixinho.

- Ah? - Niall voltou a se sentar na cama puxando o amigo.

- Obrigado...por ser meu amigo, você nem me conhece direito…

- Não precisa agradecer, a amizade não é medida no tempo e sim no apego que temos uns pelos outros. Eu gosto muito de você Zayn.

- Eu também gosto de você. - sorriu o moreno vendo Niall inclinar seu corpo para frente pegando a mochila de Zayn do chão.

- Tem um salgadinho e algumas bolachas. - Disse entregando a mesma para o moreno.

Zayn abriu a mochila e se lembrou de algo. Estava confuso, uma parte de Zayn sorria por saber todas as coisas que Liam fez por ele, e que o maior se importava com ele, mas outra parte ainda se sentia culpada pelo que fez ao maior, não sabia o’que pensar, mas se sentia tão feliz por saber que Liam não era igual os outros caras...Era o’que importava no momento.

- Eu posso te falar uma coisa?. - Perguntou o moreno comendo uma das bolachas.

- Claro.

- Eu...senti o cheiro de Liam…- O menino de cabelos escuros olhava para o chão, pois sentia suas bochechas ficando vermelhas.

- E quem não sentiria? Ele estava malhando. - O loiro colocou a mão tapando o nariz e rindo.

Zayn revirou os olhos.

- Seu imbecil, eu tô falando do cheiro

Niall quase caiu da cama.

- Mentira!. Sério?! Como era???. Você é oficialmente um Ômega!

- Me acalmou.

- Aaaaaa. Meu santo OTP. - Niall sorria.

-...

- Ei! Você sabe o’que isso significa? Ele foi o dono do primeiro cheiro que você sentiu. Só pode ser o destino!.

-...

Zayn agora olhava para a lua prateada no céu, não sabia onde aquilo iria acabar, o’que esse tal destino planeja para ele, mas sabia que se fosse para tudo dar errado, queria que fosse com as pessoas que o amavam.

‘’ - Você está me olhando aí de cima vó? Você acredita no destino?.’’

 


Notas Finais


O que acharam?
Quem não ia querer um amigo igual o Niall? ahushusa
ou um boy igual o Liam ashuashua.
comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...