História My Salvation - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Personagens Originais
Tags Campanha, Carta, Depressão, Jackson Wang, Salvação, Setembro Amarelo, Suícidio
Visualizações 21
Palavras 1.242
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Slash
Avisos: Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi oi, tudo bom?
hoje eu vim aqui trazer um OS com dois protagonistas, minha personagem original Sook, e o menino mais precioso desse mundo, Jackson Wang ><

já que estamos em setembro, por que não fazer uma fanfic relacionada a campanha do Setembro Amarelo? pois bem, é uma boa campanha por uma boa causa, que ajuda várias pessoas a não desistirem da vida <3

aproveitem a leitura :3

Capítulo 1 - Um pouco da importância que você tem na minha vida


Fanfic / Fanfiction My Salvation - Capítulo 1 - Um pouco da importância que você tem na minha vida

Olá Jackson Oppa.  

Me chamo Sook e eu queria dizer aqui um pouco da importância que você tem na minha vida, Oppa. 

Estamos em setembro, certo? (Espero que esteja vendo isso durante esse mês) Descobri recentemente sobre um movimento chamado "Setembro Amarelo". Caso não saiba do que se trata, é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio e suas formas de prevenção. Interessante, não? Bom, uma das causas para que as pessoas cheguem a tirar a própria vida muitas vezes é a depressão. Quando uma pessoa se sente tão afundada nesta doença, ela sente muita dor, tanta que a única forma que ela vê de acabar com essa dor é o suicídio. E eu já senti isso, mas graças a você, tudo já passou. Vou lhe contar.  

Aos meus 11 anos, mais ou menos, comecei a sofrer bullying por ser um pouco acima do peso. Na escola eu recebia vários apelidos ofensivos que sempre que eram usados por alguém, me fazia sentir-me triste e inferior à aquelas pessoas. Tanto as meninas quanto os meninos me menosprezavam e era difícil achar alguém que queria ser meu amigo de verdade. Praticamente todos os dias eu voltava para casa e chorava trancada em meu quarto. Isso fazia minha mãe se preocupar muito comigo, porque eu não me abria. Sempre que ela me perguntava o que estava acontecendo, eu arranjava uma desculpa e acabava não dizendo a verdade.  
E foi aí que vieram as suspeitas de eu estar com depressão. Mamãe passou a perceber que eu não brincava mais, passava a maior parte do tempo dentro do quarto, comia pouco, perdi peso e estava sempre para baixo. Um dia ela me levou ao psicólogo, onde foi comprovado que eu sofria a doença, e passei a tomar alguns medicamentos, que não ajudaram muito, por serem fracos e eu ainda ser pequena. Essa situação prevaleceu até os meus 15 anos, que foi quando comecei a tomar remédios mais fortes. Foi nessa época também que fiz automutilações. Eu estava no auge da minha crise. Não sentia vontade de acordar, levantar da cama, de comer, enfim, de fazer nada. No começo eu tentava disfarçar, para não preocupar ainda mais minha mãe e não dar mais trabalho ainda pra ela; eu vestia sempre camisas de mangas longas, forçava sorrisos e fingia estar bem, isso na frente das pessoas. Eu me sentia um peso nas costas de quem convivia comigo. Mas meu esforço não adiantou por muito tempo, já que minha mãe é esperta e logo descobriu o que estava se passando comigo. E então os tratamentos vieram, e como eu já esperava, também não resolveu muita coisa, eu apenas fui incentivada a parar de me cortar, mas a dor continuava ali.  

Quando eu estava prestes a fazer 16 anos, já não via mais motivos para continuar vivendo e sendo uma fonte de despesas para minha mãe. Eu ia tirar minha vida, estava decidida. Mas você, Oppa, não deixou que isso acontecesse.  
Um dia eu estava fazendo algumas pesquisas sobre música, era um trabalho escolar e minha mãe me fez prometer que pelo menos aquilo eu iria fazer naquele dia. Por acaso acabei encontrando um vídeo de algo chamado "GOT7", e pela primeira vez em um bom tempo eu me senti atraída e curiosa por algo. Abri o vídeo e assisti até o final, era uma música alegre e fofinha, Just Right, o que de alguma maneira me deixou com vontade de procurar a tradução da letra dessa música. Fui atrás e achei linda a mensagem que se passava, e depois disso fiquei horas e horas apenas vendo o vídeo e me contagiando com a música. Em todas as vezes que eu revia, sempre prestava mais atenção à um garoto loiro com uma faixa no cabelo e de um sorriso lindo, esse garoto era você Oppa.  
Fiquei tão encantada com o grupo, mais ainda por você, que resolvi procurar saber mais sobre vocês. No final do dia, eu já havia decorado os nomes dos sete garotos bonitinhos, e dentre esses nomes, Jackson Wang era o meu preferido. Quando mamãe chegou em casa, já de noite, estranhou ao me ver em frente ao computador com um pequeno sorrisinho nos lábios enquanto via algo que ela não fazia a mínima ideia do que era. Durante o jantar eu comi um pouco mais e conversei também, eu conseguia ver a felicidade nos olhos da minha mãe com aquilo.  

Durante os dias seguintes, eu passei a maior parte do meu tempo apenas pensando em GOT7, os meninos asiáticos como eu, mas que estão do outro lado do mundo. (Eu sou dos Estados Unidos, como o Mark Oppa!) Normalmente não tinha muito o que fazer quando voltava do colégio, então eu aproveitava disso para ver mais e mais vídeos, demorando um pouco mais em vídeos dos melhores momentos de Jackson Wang. Eram esses vídeos o motivo de meus primeiros sorrisos e risadas durante muitos meses.  
E bom, posso dizer que foi a partir daí que as coisas começaram a melhorar. Conforme as semanas iam passando, mais eu conhecia e mais me apaixonava por você Oppa, um amor que continha admiração, carinho e gratidão. Eu estava me tornando mais sociável, já conseguia conversar com algumas garotas da minha turma e sorria com mais frequência. Estava mais disposta, mais motivada e claramente mais alegre. Aos poucos fui parando de tomar os remédios e minha mãe cancelou os tratamentos. Passei a me vestir melhor, fazer novas amizades, passar mais tempo fora de casa, conversar e comer mais; eu me senti uma adolescente normal. Eu também podia sentir a maneira de como isso estava refletindo em minha mãe, ela também estava se sentindo bem melhor, eu fiquei feliz por isso.  

Alguns meses se passaram, todos os dias eu acordava cada vez mais revigorada e com vontade de viver, diferente do meu estado anterior. Todos os dias também, eu fazia questão de ver algo novo sobre Jackson. Para mim, isso era, e ainda é, minha fonte de energias, minha motivação matinal, e mais do que tudo, Jackson Wang é a minha salvação.   
Hoje em dia eu tenho 19 anos, em breve farei 20, minha relação com as pessoas melhorou muito, meu ciclo de amizades cresceu, aprendi o hangul e agora sou fluente na minha língua natal. Me sinto satisfeita com a vida que estou levando. E a razão para que hoje eu esteja assim é você, Jackson Oppa. Eu lhe agradeço por tudo. Por ter entrado na minha vida no momento certo, por ter o sorriso mais lindo que já vi, por ter a melhor personalidade que alguém poderia ter, por ser uma luz no fundo do túnel para mim.  

~Saranghaeyo!  

 

 

 

 

 

 

Jackson pousou o papel sobre a pequena mesa, logo levando as mãos até o rosto para limpar as lágrimas salgadas que lhe escorriam pelo rosto. O que havia acabado de ler o deixou emocionado. Ele foi mesmo capaz de salvar a vida de uma garota que está do outro lado do mundo? Não conseguia acreditar. Seu peito estava aquecido, o coração palpitava. Nunca pensou que apenas sendo ele mesmo, conseguiria fazer uma pessoa desistir de tirar a própria vida. 
Ele estava orgulhoso, feliz, satisfeito e tantas outras coisas que nem  o próprio conseguia descrever. Essa carta definitivamente foi uma das melhores coisas que já recebeu em toda sua vida.  

Jackson Wang se sentia uma pessoa melhor. 


Notas Finais


eu queria ter feito um final melhor, mas fui ficando com sono e queria postar isso o quanto antes, mas espero que tenham gostado ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...