História New Girl In Riverdale - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cole Sprouse, Riverdale, Selena Gomez
Personagens Alice Cooper: Mãe de Betty, Ally Brooke, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Dua Lipa, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe "Jughead" Jones III, Forsythe Jones II, Frederick "Fred" Andrews, Hal Cooper, Kevin Keller, Lauren Jauregui, Mary Andrews, Melody Valentine, Polly Cooper, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica Lodge
Tags Riverdale, Selena Gomez
Visualizações 34
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Luta, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quero deixar claro que vai ter coisas da primeira e segunda temporada juntos. Mas a maioria das coisas será inventada e não copiada dos episódios.


Ignorem os erros e boa leitura❤

Capítulo 2 - Hi, Jughead


Fanfic / Fanfiction New Girl In Riverdale - Capítulo 2 - Hi, Jughead

Já se passaram das sete da noite. Hannah terminava de arrumar suas últimas caixas de mudança para seu novo quarto. Ela encontra uma caixa com umas fotos dela e seus antigos amigos. Ela sorria vendo as fotos até que ela passa por uma foto com sua ex namorada. 


— Eu sinto sua falta, Becca. Mas suas atitudes foram o que fuderam tudo. – Hannah fala enquanto estava passando o dedo indicador no rosto de Becca na foto. 


 Hannah respira fundo e guarda a foto na cômoda ao lado da cama. Ela termina de arrumar os toques finais em seu novo quarto e desce para dar uma volta. Hannah sempre gostou de sair a noite. Ela coloca seu gorro cinza, para combinar com a blusa. Põe seu celular no bolso de trás da calça e desce. 


Hannah encontra seus pais dormindo no sofá da sala. Devagar ela pega as chaves do carro  e um pouco de dinheiro da carteira de seu pai e sai de casa tranquilamente. 
Assim que entra no  Lexus RX (carro) , liga o rádio digital e coloca a música back in black- AC/DC. Hannah dá a partida no carro e sai a passear pela cidade de Riverdale. Ela abre o vidro da frente, e fica curtindo aquele leve vento.  


Após alguns minutos dirigindo,  Hannah vê uma lanchonete com o nome Pop's e decide ir comer alguma coisa. 
Estaciona o carro e ao sair passa por uns garotos de colegial. Provavelmente ali era um ponto de encontro para alguns estudantes. Os garotos ficam cuidando e Hannah vira a cara. 
Ao entrar na lanchonete, se desanima ao ver todas as mesas ocupadas. Mas ela já estava ali, e não iria dar meia volta e procurar  outro lugar para lanchar, ou pegar algo para comer e voltar para casa. Ela precisava arejar um pouco sua mente e se distrair. 
 Hannah caminha para ver onde iria se sentar, e talvez ali mesmo, quem sabe, fazer uma nova amizade. Ela fica olhando as pessoas distraídas, e seu olhar acaba passando por um garoto de gorro cinza mexendo em um laptop. 


Bom, é o único lugar vago. As outras pessoas estão com acompanhantes. Apenas esse garoto está sozinho. Ele não vai nem me notar. 


Hannah vai em direção a mesa do garoto e antes de se sentar, pega um cardápio de outra mesa ao passar por ela. O casal  que antes estava com o cardápio ficam olhando Hannah boquiabertos.
Hannah se senta na mesa sem olhar para o garoto e abre o cardápio. Ela percebe que o barulho de alguém digitando para, porém não dá atenção. Ela apenas se concentra no cardápio. Hannah olha, olha e olha mais um pouco as opções e decide que vai comer um hambúrguer de bacon e um milk shake de chocolate. 


Ao abaixar o cardápio, Hannah  vê o garoto branco, de cabelo castanho, de gorro  cinza, e estilo  meio bad boy com nerd,  a olhando com as sombrancelhas entre arqueadas. Hannah fica o encarando. 

— Oi? – O garoto fala tipo " Quem é você?" 

— E aí. – Hannah deixa o cardápio sobre a mesa. 

— Esse lugar está ocupado. – Ele falou tranquilo. 

— É, eu sei. Por você e agora por mim. – Hannah sorri rapidamente sem mostrar os dentes e logo fecha a cara novamente. 

— E quem é você? – O garoto olha fixo nos olhos de Hannah. 

— Hannah. – Hannah fala rapidamente e seca. 

— Hannah, eu não quero ser um cara chato. Mas é que eu tô escrevendo algo importante e eu não conheço você e isso está me incomodando. – Ele come uma batata frita. — Então, se você pudesse por favor..... – ele é interrompido

— Você está escrevendo "algo importante" em uma lanchonete e eu que estou te incomodando. Sério? – Hannah arqueia as sombrancelhas. — Você deve conhecer todas essas pessoas só para eu estar te incomodando. – Debochou. 


— Respeito e educação passaram longe. – Retrucou irônico. 

— Os incomodados que se retirem. – Hannah dá ombros. 

— É sério isso ? – Ele arqueia as sombrancelhas. 

— Muito. Ou você vai tentar me tirar daqui?  – Hannah escora seu braço na mesa. 

O garoto não fala nada. Apenas solta uma leve risadinha de ironia. 

— Eu não vou sair. Porque é isso que você quer que eu faça. – Ele arqueia as sombrancelhas e volta a escrever em seu laptop e  começa a ignorar Hannah. 





Depois que Hannah já havia feito seu pedido e estava comendo, ela olhava para a janela e apreciava a noite estrelada. O garoto de gorro até havia perdido a fome, e as vezes olhava Hannah para ver se ela sairia dali. Mas não... 


Hannah comia tranquila, e olha aquele garoto gato sentando em sua frente. Ela curtiu o estilo dele, mas não iria felicitar as coisas só porque ele era gato. 

Talvez, eu tenha pegado um pouco pesado. 

— Aí, o garoto bem receptivo. – Hannah chama atenção do garoto que para de escrever e olha para ela com uma cara fechada. 

— Eu não sou bem receptivo ou é um você que falta um pouco de educação? – Ele a encara com as sombrancelhas arqueadas. — E meu nome é Jughead. 

— Tá bom então garot... Jughead. Que seja. – Hannah terminava de tomar seu milk e limpa sua boca com guardanapo. — Sobre o que você escreve? – Ela apoia os cotovelos sobre a mesa. 

— Desde quando isso passou a te interessar ? – perguntou irônico

— Desde quando eu também gosto de escrever e agora estou tentando ser legal. – Hannah rebate. 

— Uma história sobre o ocorrido com Jason Blossom. – Jughead volta a se concentrar no seu computador. 

— Ocorrido ? – Hannah enrruga a testa. — Que ocorrido? 

Jughead franze a testa — Você não mora em Riverdale?

— Bom, a partir de hoje, infelizmente moro. 

— Tá explicado os bons modos com os veteranos daqui. – Falou irônico. — Bem, um garoto foi assassinado e estou escrevendo sobre isso. 

— Interessante. – Hannah fala por fim. 

Hannah sente seu celular vibrar e quando vê as notificações era Jensen ligando para ela. A mesma encerra a ligação. 

— De onde você veio ? – Jughead põe seu laptop na bolsa. 

— Me criei no Texas, me mudei para Cleveland há três anos. Mas nasci na Austrália. 

— Bem, eu vou indo. – Jughead se levanta. — Bem-vinda a Riverdale. 

— Por que isso soou irônico ? – Hannah também se levanta. 

Jughead sorri fraco. — Nada. De qualquer forma, bem-vinda. – Jughead se vira e sai andando. 

Hannah deixa  alguns dólares em cima da mesa e sai andando. 

— Obrigada escritor. A propósito, gorro legal. – Hannah fala ao passar pela porta deixando Jughead para trás. 

— Valeu. O seu também.  – Jughead sobe em uma moto, e acena para Hannah, a mesma acena de volta. 

— Poxa, não ganhei nem o telefone desde gatinho. – Resmungou sozinha indo em direção ao carro. 

Ela entra no carro e acompanha pelo retrovisor Jughead ir embora de moto. 

Espero ver você de novo. 

.


Mais tarde em seu quarto, Hannah pesquisou sobre o assassinato de Jason Blossom. Anotou detalhes sobre o que a polícia disse sobre o crime. Então surgiu uma idéia. 

Acho que vai ser divertido investigar sobre isso. 

Se tem algo que Hannah gostava era de aventura e mistério. 

Alguém bate na porta de seu quarto e logo entra. Hannah fecha seu notebook depressa. 

— Filha ? – Charlotte para ali na porta mesmo. 

— Mãe. – Hannah fala seca. 

— Eu mandei seus dados pela internet para Riverdale High School. E agora a pouco eles me mandaram um e-mail que você foi aceita. – Charlotte sorri fraco. — Segunda- feira você já começa. 

— Legal. – Hannah suspira. 

— Amanhã seu pai vai ter que voltar a Cleveland.  Esqueceu alguns pertences no sótão da nossa casa antiga. Se você quiser ir com ele....

— Com certeza. – Hannah sorri de canto. — Agora boa noite mãe. – Hannah se ajeita na cama. — Quando sair fecha a porta. 

—  Boa noite. – Charlotte sai do quarto de Hannah. 


Hannah rapidamente manda uma mensagem para Lauren. 

Amanhã vamos dar o nosso último Tchau. Meu pai esqueceu umas bugigangas na casa antiga e vamos ter que voltar. 

De pronto Lauren responde. 

Não brinca! Vamos nos ver sim. Me avisa quando estiver voltando que vou acampar na sua porta para te esperar. 

Hannah ri com essa mensagem. Ela adorava o grude de Lauren Jauregui. E agradece muito a ela por ser a única pessoa realmente fiel a Hannah. 

Nos vemos amanhã baby. 


Notas Finais


Spoiler do próximo capítulo:
— Eu nunca te contei nada por medo. Isso poderia ter estragado tudo.
— Isso poderia ter nos aproximado mais. Agora é tarde.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...