História Night fury tales - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Fúria da Noite
Tags Ação, Aventura, Ficção, Luta, Morte
Visualizações 15
Palavras 289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Pequena assassina


3 dias após a guerra, todos foram surpreendidos, quando 2 ovos da Esmeralda racharam, dando origem a lindas menininhas, Pérola e Nevasca, que foram recebidas com muito carinho. Porém, Esmeralda estava preocupada, pois um de seus ovos ainda não havia rachado. Mas, quando ninguém esperava, o último ovo rachou sob a luz de uma lua cheia.
Todos ficaram maravilhados ao ver a pequenina, de escamas escuras e olhos azuis brilhantes, igual a seu pai. Esmeralda ficou encantada com a aparência de sua filha mais nova, e nomeou ela de "Safira".
Safira, apesar de mais nova, parecia ser mais esperta e mais ágil do que suas irmãs mais velhas. Dias vão, dias vem, as pequenas dragoazinhas já haviam crescido um pouco, e o Clã do Trovão se recuperou ainda mais da batalha, agora eles já eram mais de 100 dragões.
Pérola e Nevasca sairam para brincar juntas, enquanto isso, Safira estava entediada, deitada em uma clareira. Quando Safira avista um pequeno ratinho roendo uma semente, fofinho, de pelos marrons... Ela se aproxima do pequeno ratinho e pisa em cima de sua cauda. O ratinho solta um ganido e tenta fugir, mas não conseguia pois estava com sua cauda presa. Safira dá uma risada e o segura de cabeça pra baixo com suas garras e NHACC! Morde seu frágil corpo e o sacode rapidamente de um lado para o outro, o matando.
Safira então joga o cadáver dele no chão, e sorri. Ela não entendia por que aquilo era tão divertido... Ela simplesmente gostava de machucar pequenos animais. Não era a primeira vez que ela fez isso, ela adorava jogar peixes fora da água para ve-los se debatendo sem conseguir respirar... Ela não matava para comer, ela matava pra se divertir...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...