História Night Glow - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alec, Alice Cullen, Angela Weber, Aro Volturi, Bella Swan, Carlisle Cullen, Carmen Denali, Charlie Swan, Demetri Volturi, Edward Cullen, Eleazar Denali, Emmett Cullen, Eric Yorkie, Esme Cullen, Felix, Garrett, Irina Denali, J Jenks, Jacob Black, James, Jane, Jared Cameron, Jasper Hale, Jessica Stanley, Kate Denali, Laurent, Maria, Mike Newton, Personagens Originais, Peter, Renée Dwyer, Rosalie Hale, Seth Clearwater, Tânya Denali, Victoria
Tags Amor, Bella Swan, Deusa Da Lua, Deusa Do Amor, Edward Cullen, Pedidos, Saga Crepúsculo
Visualizações 11
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo 3 - 3 anos depois


Fanfic / Fanfiction Night Glow - Capítulo 4 - Capítulo 3 - 3 anos depois

3 anos se passaram e estava me mudando com a minha família para Forks, uma pequena cidade esquecida pelo mundo. Forks era chuvosa e verde. Cercada por uma floresta. Nick estava com Emmett, como sempre as vezes esses dois não tem juízo. Isabelly estava cada dia mais linda, se tornou uma mulher tão linda quanto sua mãe, na verdade ela é a cópia perfeita, só que mais bonita. Michael estava viajando com Vanessa sua esposa, de todos ele foi o primeiro á achar sua companheira.

— Chegamos!!! – gritaram Rosalie, Alice e Isabelly. Essas três juntas são a perdição de qualquer homem.Junte as três compras = taxas altas da conta.

A casa era linda, três andares, cada quarto com suíte e varanda. Meu quarto era com vista para a imensidão da floresta. A tempos atrás viemos aqui, descobrimos a existência de lobisomens, Carlisle já falou com eles e explicou tudo o que era necessário.

— Papai?

— Sim querida?

— Você está bem?

— Estou sim meu anjo, por que?

— Nada só pra ter certeza. – Ela sorriu lindamente, como sua mãe fazia.

— Vou caçar. - Falei para ninguém em específico já que todos iam ouvir.

[ Isabelly Cullen ]

Já era noite e papai saiu pra caçar. Desde a morte da mamãe papai anda pelos cantos sem rumo. Sinto pena dele, ele não merecia ser sozinho. Não mais. Ele é a melhor pessoa/vampiro de todo o mundo. Espero que ele fique bem.

Estava olhando pela janela quando uma estrela cadente atravessou o céu. Bom não custa tentar.

[ 3° pessoa ]

— Eu desejo que meu pai tenha alguém, não importa quem seja, o que importa é que o faça feliz e que o ame na mesma intensidade que ele amava a mamãe. Quero que ele seja feliz. Traga alguém para ele por favor!

Nesse mesmo momento a Deusa do Amor ouviu suas preces, e disse:

— Que lindo! Uma prece tão linda vindo de um ser tão belo e de bom coração. Mas... Um pedido tão perfeito para alguém que não é merecedor de tal realização. Hihihi... Que tal lançarmos um feitiço de só por diversão? Seria perfeito! E já sei até quem será meu alvo. – falou olhando para o "alvo".

Não muito longe dali uma garota de cabelos negros como a noite, e olhos cinza tempestades estava olhando para a lua, e lhe fez um pedido parecido.

— Sei que não sou merecedora de fazer tal pedido, mas peço alguém que me ame e me faça feliz, eu já cansei de sofrer e chorar, de perder as pessoas que amei. Quero alguém que me complete é que me ame como eu sou. Mesmo que eu seja um maldito monstro!

A Deusa da Lua sorriu, e naquela noite disse junto a Deusa do Amor:

— Do mal para o bem, do melhor para o pior. Entre o auge da noite e o amanhecer do Sol, traga de volta o que se perdeu e leve embora o desnecessário. Assim dito, assim será!

Naquela noite Edward e Isabella se sentiram diferentes, mais diferentes do que nunca, alguma coisa estava vindo e seria arrebatador.

[ Isabella Swan ]

Dormi com a sensação de conforto, me lembro de ter ouvido uma voz suave dizendo:

" Durma meu bem, amanhã será um novo dia. "

Deve ter sido coisa da minha cabeça já que eu estava com sono, mas parecia tão real. Acordei me sentindo  renovada, e feliz, estranhamente feliz. Hmm... Hoje é sábado. Acho que vou dá uma volta pela cidade, e talvez falar com a mamis e o daddy.

A cidade estava como sempre, o sol estava escondido nas nuvens e o clima frio de sempre. Forks nunca foi uma cidade encantadora, mas nem de longe era ruim. Já se passaram 3 anos desde que terminei com Tristan. 3 anos que perdi o meu bebê. E 3 anos desde que voltei ao meu eu verdadeiro.

Eu possuo um anel lindo de lua e estrela que representa quem eu sou.

Nele eu posso controlar meu monstro interior. Eu sou a vida e a morte, o começo e o fim. Eu sou uma filha da lua, mas também uma filha da noite. Complicado? Bom depois eu explico. Até por que acabei de esbarrar em alguém.

— Que droga!

— Eu sinto muito não estava olhando por onde andava, na verdade estava perdido em pensamentos.

— O mesmo pra mim.

— Sou Edward Cullen, prazer. - falou estendendo a mão que aceitei de bom agrado. Ele tinha cabelos cor de cobre, eu acho, olhos dourados e corpo forte, ele tinha 2m no máximo. Quando fiquei em pé quase não batia no seu queixo.

— Isabella, mas pode me chamar de Bella. Obrigada. Bom eu tenho que ir, até.

— Até. – ouvi ele dizer mesmo que baixo por já estar longe.

[ Edward Cullen ]

Sai para dar uma volta pela cidade, Forks não tinha muitos atrativos, mas era boa. Isabelly, Nikolaus, Emmett e Alice foram ao cinema. Como sempre esses quatro não tinham mais o que fazer. O clima era feio, não que eu me incomode afinal tanto faz o clima eu não sinto mesmo. Era verde e cercada pela floresta.

Estava tão perdido em pensamentos que nem vi quando esbarrei na bela dama, não que eu tenha sentido algo, mas acho que ela sentiu já que caiu para trás.

— Que droga! – reclamou.

— Eu sinto muito não estava olhando por onde andava, na verdade estava perdido em pensamentos. – falei a verdade, ela me deu um olhar compreensivo.

— O mesmo pra mim. – falou e percebi que era verdade, tanto suas ações, seu coração e seus olhos diziam a verdade.

— Sou Edward Cullen, prazer. - falei estendendo a mão que foi aceita. Ela tinha cabelos negros como a noite e olhos cinza tempestade, seu corpo era robusto, cheio de curvas da perdição, seus seios eram fartos assim como a sua bunda. Apesar de pequena ela era linda e perfeita, ela tinha no máximo 1,54m. Quando ela se levantou ela não bateu nem no meu queixo.

— Isabella, mas pode me chamar de Bella. Obrigada. Bom eu tenho que ir, até. – saiu apressada, quando ela passou por mim seu cheiro se fez mais acentuado, era doce, deliciosamente doce.

— Até. – disse a ela mesmo que baixo por já estar longe, mas ela ouviu, seu coração a entregou.

Que Bella moça. Ela não caiu de amores pela minha beleza sobrenatural. Nem ligou para mim, mas o mais importante eu não consegui ler a mente dela. Seu cheiro era parecido com lírios e morango.

Acho que morango é agora a minha fruta preferida.

[ Bem longe dali... ]

Hihihi... Que interessante, ele se encantou por ela, e olha que eu nem fiz nada ainda.

Hmm... Vamos ver. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...