História No Peace [EM REVISÃO] - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 1.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Se preparam por que esse capítulo promete...

Boa leitura ❤️

Capítulo 18 - Jason - o fim?


Eu estava muito puto, só me lembro de ter bebido muito e caído na cama sem nem saber meu próprio nome.

Quando acordei com uma dor de cabeça horrível, torci para que tudo não passasse de um pesadelo.

Mas como nem tudo é como queremos, os flashes da noite passada vieram na minha mente e eu sentia não só minha cabeça mas como o meu corpo todo querer explodir. A raiva de horas atrás não tinha passado e eu precisava por para fora.

Por sorte, hoje começava minhas férias no trabalho e na faculdade eu poderia faltar. Não saberia lidar com toda essa confusão.

Mandei uma mensagem para Charlie dizendo que precisava falar urgentemente com ela.

Levantei da cama já procurando o remédio para acabar com essa dor terrível, consequência do álcool ingerido sem controle.

Era tudo como um grande quebra-cabeça, no qual com algumas peças, eu deveria montar para achar o resultado. Quando eu achei, foi devastador, meu coração doía a cada batida.

Eu estava certo sobre o Zack, ele realmente não uma pessoa boa, Charlie estava metida nisso -o que explica todos os episódios estranhos que tinham acontecido- e Brad poderia ser inocente.

Ao lembrar do meu cliente, uma dúvida enorme surgiu: Eu entregaria minha namorada para cumprir o meu dever ou deixaria o sentimento falar mais alto?

Essa era uma questão a ser resolvida quando eu estivesse sóbrio e com a cabeça no lugar para não ter piores consequências.

Charlie mandou mensagem dizendo que já estava subindo e as coisas ao meu redor pareciam girar pois eu estava nervoso.

Rapidamente fui lavar o rosto no banheiro e percebi que eu estava horrível. Coloquei uma blusa qualquer que achei pelo quarto e logo a porta principal fez barulho mostrando que a minha -não- visita tinha chegado.

Reuni todas as minhas forças que já estavam esgotadas e fui para a sala resolver de uma vez por todas essa história.

-Jason! -a loira falou contente e passou os braços em volta de mim, sem ânimo algum, tirei suas mãos delicadamente e me afastei lentamente.- O que aconteceu?

-Tem certeza que você não sabe? -perguntei irônico.-

-Vou saber se você me disser. -ela se sentou.-

-Por quando tempo você iria esconder toda essa merda de mim? -falei já bravo.- Qual o seu problema?

-Eu não tô entende...

-Posso refrescar sua memória então. -a interrompi antes de ouvir mais mentiras da garota que eu amava.- Zack, Ryan, Brad, tráfico de drogas, festas... Você tem noção da gravidade disso tudo? Você pode ser presa Charlie! -gritei.-

-Como...?

-Eu já desconfiava desde quando você saiu com aquele otário metido a bandido. Você achou realmente que eu ia acreditar naquela história de coincidência quando topei com o Zack no corredor? Todas as suas sumidas sem satisfação, você machucada. -ri de deboche.- Como você pôde fazer isso comigo? Por que Charlie? -ela continuava calada com cara de surpresa.- Fala! -gritei a assustando e sentindo minha cabeça latejar, coloquei a mão na mesma e me escorei um pouco.-

-Jason eu posso explicar... -ela tentou me ajudar ao perceber que algo estava errado comigo.-

-Não encosta em mim. -a empurrei para longe.- Você mentiu para mim, acabou de jogar anos de namoro fora, jogou planos, momentos e sentimentos, tudo isso foi pro lixo. -cuspi as palavras sem dó.- Você fez com que tudo acabasse, desgastou até o último fio de nós. -tirei a aliança do dedo e a joguei no chão. Seus olhos azuis estavam cheios de lágrimas que escorriam por sua face.- Eu fiquei que nem trouxa tentando salvar nosso relacionamento disso, achando que a culpa era minha... O problema é que só eu tentei, e quando o esforço é só de um dos lados... o resultado é sempre esse. -engoli seco segurando minhas lágrimas.-

Eu estava dilacerado por dentro, minha dor de cabeça não era nada comparada a dor da minha alma ao ver a garota que eu amava chorando, infelizmente não podia fazer nada a respeito, ela mesmo nos afundou e agora estava arcando com as próprias consequência de não ter me escutado. Apesar disso, eu não queria que fosse assim, não queria terminar, eu não estava preparado para dispersar nossos anos de história juntos. 

-Jason... por favor. -ela disse baixo enquanto tentava sem sucesso segurar o choro, se aproximou novamente de mim e eu fechei forte os olhos para não encará-la.- Não queria esconder de você, eu...

-Viu Charlie? -abri os olhos enquanto mirava o teto para que minhas lágrimas não despencassem.- Você não tem nem o que explicar, não tem como se defender porque é tudo verdade. Eu te vi na balada ontem com aquele cara, e eu queria subir lá para tirar você a força dali, e sabe o que me disseram? -abaixei meu olhar para ela.- Aquela área VIP que você desfrutava tranquilamente é só pra gente grande, gente que mexe com coisa ilegal. -neguei com a cabeça.- Depois disso tudo fez sentido, Brad citou o nome de um Zack no depoimento, citou também uma tal de Charlie que era idêntica a você de acordo com as descrições dele, estranho não? Era só juntar um mais um e descobrir que minha namorada fazia parte do esquema de tráfico do país.

-Não era isso... -ela tentou argumentar.-

-Então vai em frente... me diz o que era. -cruzei os braços enquanto a encarava e travei o maxilar em uma tentativa de segurar as lágrimas que ainda queria escapar dos meus olhos.-

-Eu só queria me divertir, não fiz nada nada ilegal eu juro. -Charlie disse com a voz falha.-

-Me poupe Charlie. -revirei os olhos e andei para de afastar dela.- Você é uma mimada, não faz porra nenhuma da vida e seu pai fica pagando as coisas para você, pode se divertir onde quiser e escolhe logo essa porra de vida suja? -elevei minha voz demonstrando toda minha raiva enquanto dizia coisas que provavelmente eu me arrependeria- Eu sou um futuro advogado, eu tenho contatos em vários lugares, sou conhecido por muitas pessoas, o que você acha que iriam pensar quando descobrissem que minha namorada é ajudante de um traficante de quinta?

-Você está preocupado com a merda do seu status de advogado como se ligasse pra isso. -ela gritou comigo.- É um boneco comandado pelo pai porque não tem a coragem de enfrentá-lo, porque no fundo... você é igual a mim, mimado. -ela jogou nossa aliança no chão também e saiu pelo mesmo lugar que chegou.-

Então, naquele momento eu desabei. Eu a vi sair pela porta e soube que era o fim, não estava doendo porque era minha culpa, talvez eu estivesse uma parcela aqui e ali. Mas doeu saber que talvez o nosso namoro não fosse tão importante como sempre achei que fosse. 

Meu orgulho também estava ferido, eu era um advogado e não me toquei que de baixo do meu nariz havia uma coisa ilegal acontecendo o tempo todo.

Então eu senti raiva, mais do que antes, senti raiva misturado porque eu queria ir atrás dela para dizer o que quanto eu a amava e que iríamos esquecer tudo para voltar a ser feliz como sempre fomos e iríamos ser. Senti raiva por não conseguir concertar isso, segurei as alianças fortes e apertei com força lembrando de como a Charlie tinha ficado feliz no dia que presenteei-a com esse pequeno círculo de prata especial para nós. Eu estava certo de que a teria para o resto dá minha vida, formaríamos uma família e tudo seguiria como planejamos. 

Mas como o destino era filho da puta, cuidou logo de derrubar os nossos sonhos, que agora pareciam mais meus do que dela.

Não tinha mais Charlie e Jason.

Acabou.

Fechei os olhos e quando abri, joguei as alianças longe. Eu só precisava descontar o meu ódio em alguma coisa.

No fim, minha sala estava destruída e no canto dela estava eu, com uma foto nossa na mão e lágrimas nos olhos.

Acabou. 


Notas Finais


E aí o que acharam? Era esse o fim que vocês imaginaram?

Até a próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...