História Novas bruxas - 2 TEMPORADA - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Amigas, Amizade, Bias, Bissexual, Bissexualidade, Blackpink, Brotp, Bruxaria, Bruxas, Coven, Fanfic, Feitiços, Heterossexuais, Hot, Jennie, Jisa, Jisoo, Jovens Bruxas, Kidol, Kpop, Lesbicas, Lisa, Lisoo, Magia, Mistério, Novela, Orange, Otp, Poções, Poderes, Romance, Rose, Sexo, Shipp, Sobrenatural, Yuri
Visualizações 55
Palavras 2.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores, desculpa a demora, sei que demorei bastante dessa vez, mas prometo que não vai mais acontecer.

Boa leitura <3

Capítulo 31 - 2 Temporada; Capitulo II


 

Lisa andava de um lado para o outro, seus braços estavam cruzados. A demora de Tony a deixava mais impaciente.
     — Pronto — Tony se aproximou de Lisa e deu um pequeno sorriso — Nós temos apenas dez minutos, acho que é o suficiente para hoje
     Lisa engoliu em seco e respirou fundo.
     — Podemos deixar para outro dia se você quiser, Lisa, você não precisa de todas as respostas agora
     — Sim, eu preciso — Ela respondeu séria.
     Tony segurou a mão de Lisa e a puxou devagar.

— Não falem alto e nem ofereçam comida para nenhum dos pacientes, evitem contato visual, eles podem achar que vocês são uma ameaça e atacá-los — A enfermeira falava com calma.
     Ela era uma mulher velha e parecia cansada, sua voz era baixa e Lisa não conseguia ouvir quase nada do que a mulher falava, mas o que realmente chamava a atenção dela era a tatuagem que ela tinha na nuca. Seu cabelo branco estava enrolado em um coque, assim deixando a sua nuca visível.
     Lisa não conseguia dizer exatamente o que era aquela tatuagem, mas ela sabia que já tinha visto aquele símbolo em algum lugar.
     — Nós não temos o tipo muito ameaçador — Tony falou brincando.
     — Meu querido, você está em um hospício, aqui todos vêem pessoas de fora como uma ameaça
     A enfermeira abriu a porta do refeitório e deu espaço para os dois entrarem.
     — Lembrem-se, apenas dez minutos
     Lisa passou os seus olhos pela sala, haviam algumas pessoas sentadas em cadeiras e no chão, algumas sozinhas e outras falando sozinhas enquanto andavam pela sala. Então ela viu uma mulher sentada sozinha em um sofá, ela encarava a parede, seus olhos não piscavam e seu olhar era fixo.
     — Vamos?
     Lisa negou com a cabeça.
     — Lisa, está tudo bem
     Lisa negou mais uma vez com a cabeça.
     — FOGO! ELES VÃO QUEIMÁ-LAS! 
     A mulher começou a gritar enquanto corria pela sala desesperada. Alguns enfermeiros passaram correndo pela porta.
     Tony puxou Lisa para perto dele e colocou seu braço na cintura dela.
     — BRUXAS! BRUXAS!
    Os enfermeiros a seguraram com força enquanto ela se debatia.
    Lisa se apoiou em sua bengala e andou o mais rápido que conseguia para longe dali.
    — Lisa, espere — Tony falava — Lisa, por favor
     Mas lisa usou a transmutação, pela primeira vez depois de anos, para fugir daquele lugar. Lisa não conseguiu pensar em nenhum lugar, ela só queria estar em um lugar que ela realmente se sentisse bem.
     Lisa não se surpreendeu quando abriu os olhos e se viu parada no quarto de Jisoo, ela demorou um pouco para conseguir colocar os seus pensamentos em ordem, mas quando conseguiu caiu no chão e começou a chorar, ela sentia o seu peito doer, mas ela não conseguia parar de chorar.

    Ela se acalmou e respirou fundo, ela olhou a sua volta e sorriu ao ver, escondido atrás de alguns livros uma foto dela com a Jisoo. Lisa se levantou com dificuldade e caminhou até a estante, na foto as duas estavam abraçadas e Lisa tinha um lindo sorriso no rosto.

    Ela queria que as coisas fossem mais fáceis igual antes. Ela se sentou na cadeira perto da mesa onde ficava o computador de Jisoo e ligou ele, Lisa ainda sabia todas as senhas de Jisoo e também sabia que ela era, ás vezes, preguiçosa demais para trocar.

    Ela abriu algumas pastas, a intenção de Lisa era apenas olhar algumas fotos antigas, mas foi surpreendida quando abriu uma das pastas e encontro alguns email’s a maioria eram de três anos atrás, mas haviam alguns recentes.

  

  “Você não pode fugir do que fez, nenhuma de vocês podem”

 

    “Primeiro Brad, depois eu e então Travis, quem mais será vitima de vocês?”

   

    “Fugir nunca vai adiantar...”

 

 

    Lisa afastou a cadeira da mesa e encarou a tela do computador por um longo tempo. Ela não sabia o que fazer ou o que pensar, e então a caixa de mensagens de Jisoo apitou, o que fez Lisa se assustar.

 

 

    “22:00 no mesmo lugar. Eu achei o ele”

 

 

    Lisa desligou o computador rapidamente e usou novamente a transmutação, mas dessa vez para ir para a sua casa.

 

 

   — Sim, eu ainda estou fazendo a terapia, fique tranqüila Rachel, eu estou bem — Lisa escutou a sua mãe falando — Lisa também está bem. Bom, ela está sendo forte, admiro muito ela por isso

    Lisa tentou fazer o mínimo de barulho possível, assim sua mãe não notaria a sua presença ali.

    — A fisioterapeuta falou que provavelmente daqui alguns meses Lisa vai poder voltar a fazer alguns passos simples, — Ela sorriu — E daqui alguns anos Lisa vai poder voltar para a academia de dança, eu realmente estou bem otimista

    Assim que ela se virou viu Lisa parada na porta da sala, ela ficou sem jeito e tentou sorrir.

    — Eu te ligo mais tarde — Ela falou séria e desligou o telefone.

    — Quem era?

    — Rachel — Ela saiu da sala e foi até a cozinha — Ela insistiu para que eu passasse aquela receita que seu pai adorava...

    — Por que você mentiu? — Lisa foi atrás dela — Por que você falou aquilo?

    — Eu não sei do que você está falando

    — Eu não estou tendo melhora, eu não estou progredindo — Lisa falou nervosa — As chances de eu voltar a dançar são mínimas

    — Não... Não, Lisa, você pode voltar a dançar e...

    — E o que? Papai vai entrar por aquela porta e nos levar para jantar depois da minha apresentação de dança

    — Não fale assim, é diferente

    — Não, não é

    — Seu pai está morto — Ela falou alto.

    — E eu também, mãe — Lisa gritou — Eu também, pelo menos parte de mim está

    — Minha querida...

    Ela abriu os braços e foi até Lisa, mas Lisa apenas se afastou e subiu até o seu quarto.

 

>*<

 

— Lisa, — Tony falou ao telefone — Eu já deixei milhares de mensagens na sua caixa postal, por favor, me ligue assim que ouvir as minhas mensagens, eu estou aqui para o que precisar

    Tony desligou o celular e entrou na cafeteria próxima a sua casa.

    Depois de pedir o seu café, ele olhou para os fundos e então viu alguém conhecida sentada sozinha enquanto lia um livro.

    — Um dos seus favoritos — Ele falou ao se aproximar de Rosé.

    Ela sorriu para ele e fechou o seu livro.

    — Posso? — Ele apontou para a cadeira ao lado dela.

    — Claro

    Ele se sentou e apoiou o seu copo na mesa.

    — E então, como vai a vida de professora?

    Os dois sorriram.

    — Você me fez pensar que era mais fácil

    — Hey, eu nunca disse que era fácil

    — Não, você usou a palavra divertido e satisfatório

    Os dois riram.

    — Como é a Austrália?

    — Linda, não vejo a hora de voltar para lá

    Tony abaixou a cabeça e entrelaçou os dedos.

    — Achei que você ficaria por mais tempo

    Rosé ficou em silencio e pensou um pouco.

    — Eu gosto de Rogers, mas aqui não é mais o meu lar, nada mais me prende aqui

    Os dois trocaram olhares por um longo tempo e então Rosé se levantou.

    — Ainda nos veremos mais vezes antes de eu voltar para casa

    — Uma pizza antes de você ir embora?

    — Combinado — Ela sorriu — Mas dessa vez eu pago

    Rosé se despediu com um pequeno aceno e se dirigiu até a saída da cafeteria.

    Tony respirou fundo e passou a mão pelo seu cabelo.

 

>*<

 

    Lisa aproveitou que estava sozinha em casa e saiu com o carro, as ordens do médico eram claras, ela não podia dirigir, já que os movimentos necessários poderiam piorar suas dores. Ela não se importava com aquilo, pelo menos não naquele momento.

    Lisa sabia que Jisoo escondia algo, e que isso poderia estar influenciando na maneira como ela estava agindo, e por isso Lisa estava disposta a entender o que estava acontecendo.

    Ela passou um bom tempo escondida em uma rua próxima a casa de Jisoo, a noite estava mais escura que o normal e por isso ela acreditou que seria mais fácil se esconder. Foi quando ela viu Jisoo sair de casa com um lindo vestido preto, seu cabelo estava solto e o roxo dos seus fios brilhavam com a luz da noite. Lisa suspirou baixo.

    Ela seguiu o carro de Jisoo tentando manter uma distancia entre elas. Lisa sentia um aperto no peito, como se ela não devesse fazer aquilo, mas ela não podia voltar atrás, havia alguém que sabia o que havia acontecido com Brad, com Travis e ainda havia falado que elas fizeram algo para ele. A questão era, ele quem?

    Talvez Jisoo precisasse de ajuda, Lisa sentia que poderia ajudar ela se algo nesse encontro desse errado, ela não sabia com quem Jisoo iria se encontrar, mas sentia que não era um encontro seguro.

    Ela parou o seu carro longe do carro de Jisoo, ela se abaixou um pouco no banco e colocou o capuz da blusa na cabeça, parte do seu cabelo longo e de cor alaranjada ficava para fora do capuz, mas ela não se importou. Jisoo entrou em um restaurante e sentou perto da janela, ela estava sozinha e olhava atentamente o cardápio, Lisa começou a achar que talvez o encontro não fosse tanto do jeito que ela estava imaginando que seria.

    Lisa sentiu o seu celular vibrar, mas rejeitou a chamada de Rosé sem hesitar. Quando ela voltou a olhar para a mesa em que Jisoo estava sentada ela pode ver uma mulher sentada ao lado dela, Lisa reconheceu aquele cabelo volumoso e cheio de cachos.

    Já havia alguns anos que as quatro fizeram uma promessa de não usarem mais seus poderes, pelo menos não enquanto Jisoo ainda não tinha recuperado os seus, mesmo estando afastadas, todas cumpriam fielmente suas promessas. Lisa havia quebrado ela pela primeira vez naquele dia, quando usou a transmutação para fugir do hospício, e se preparou para quebrar a promessa mais uma vez.

    Ela passou as pontas dos dedos em volta de suas orelhas e começou a prestar atenção em cada palavra que Jisoo e Mia falavam.

 

    — Você tem certeza de que era ele? — Jisoo falou.

    — Não tem como ser outra pessoa

    Jisoo ficou um tempo em silêncio.

    — Tudo faz sentido agora, Mia, se ele realmente estiver vivo e Rick tiver encobertado isso, então eu estou realmente encrencada, e não sou a única

    — Você acha que foi por isso que roubaram a poção do amor?

    — Eu não sei — Jisoo bufou — Mas ela foi de grande utilidade

 

    Lisa segurou o volante com as duas mãos e ficou com o seu olhar perdido por um longo tempo, ela já não prestava mais atenção nas palavras de Jisoo e Mia, seus pensamentos haviam tomado conta dela. O celular tocou mais uma vez, e mais uma vez Lisa ignorou a chamada de Rosé.

    Ela pulou do banco do carro quando ouviu alguém bater com força no vidro do seu carro, ela engoliu em seco e abaixou o vidro devagar.

    — O que você está fazendo aqui? — Jisoo perguntou séria.

    — Eu... Bom, eu... É que... — Lisa não sabia o que falar.

    Jisoo abriu a porta do carro e encarou Lisa.

    — Pula para o banco do passageiro eu dirijo

    — Não, o que você acha que vai fazer?

    — A Rosé precisa da gente

    Lisa jogou a sua bengala no banco de trás do carro e com dificuldade se ajeitou no banco do passageiro.

    — O que está acontecendo com a Rosé? Por que você estava com a Mia?

    Jisoo apenas ficou em silêncio e continuou a dirigir.

  

   Lisa e Jisoo chegaram na casa de Jennie e subiram direto para o quarto dela.

    — Rosé

    Lisa correu até a cama de Jennie e se aproximou de Rosé que estava com a cabeça baixa. Havia uma blusa de frio vermelha e com as mangas branca em seu colo.

    — O que aconteceu? — Jisoo perguntou assim que entrou no quarto.

    Jennie a recebeu com um tapa na cara.

    — Você sabia, não sabia?

    Jisoo ficou em silêncio. Jennie deu outro tapa em sua cara.

    — Eu te fiz uma pergunta

    — Jennie... — Rosé falou baixo.

    — Responde!

    — Do que você está falando, Jennie? — Lisa perguntou.

    — Jisoo — Jennie encarou Lisa — A Jisoo sabia que o Ben estava vivo, ela contou para a Mia sobre o Brad e sempre soube que ela era um dos With’s, ela sabia que eles nos queriam

    Lisa se aproximou de Jisoo e olhou para ela. Jisoo apenas encarava a parede.

    — Ela nunca perdeu os poderes dela

    Lisa foi em direção de Jisoo, a raiva dominava o seu corpo, ela foi em direção a Jisoo, mas Jennie a segurou.

    — Ela não vale a pena — Jennie sussurrou.

    — Vocês entenderam errado. Quem falou isso para vocês mentiu.

    — Não ache que somos idiotas, Jisoo

    — Não é nada disso

    — Pare de mentir

    — Eles queriam a Jennie — Ela falou alto.

    Todas pararam e ficaram encarando Jisoo.

    — Eles queriam apenas a Jennie — Ela falou um pouco mais baixo — Quando você me falou sobre a Mia — Ela olhou para a Lisa — Eu já sabia

    Ela ficou um breve tempo em silêncio.

    — Eu só não sabia que a Mia era igual a eles, e na verdade — Ela pensou um pouco — Ela não é

    Lisa riu com ironia.

    — Eu pedi para tirarem todos os meus poderes e deixarem vocês em paz, mas ele queria você Jennie, eu fingi que ele havia pegado tudo que eu tinha, assim achei que ele não iria atrás de você, mas vocês foram atrás de mim

    — Então nós somos culpada? — Jennie falou com indignação.

    — Não, vocês são a melhor coisa que eu tenho, por isso fiz isso

    — Sua história não faz sentido, você está mentindo — Rosé falou — Ela sabe sobre o Brad, ela falou na carta que sabe sobre ele

    — Carta?

    Rosé entregou alguns papeis para Jisoo, havia muitas coisas escritas. Jisoo conseguiu ler algumas coisas por cima, falava sobre tudo que Jisoo tinha feito, mas de um jeito diferente, como se a pessoa quisesse colocar toda a culpa nela.

    — A Mia não escreveu isso

    — Foi assinado por ela, e veio de Londres — Jennie falou — Era em Londres que ela estava se escondendo do pai dela, não era?

    — Mia voltou de Londres já faz dois meses, não tinha como ela ter enviado essa carta

    Jisoo devolveu a carta para Rosé.

    — Mas eu recebi uma igual a essa, já faz alguns meses — Jisoo suspirou — Eu também recebi emails sobre coisas que vocês fizeram

    — Você quer dizer que tem alguém querendo separar nós quatro? — Lisa perguntou.

    — Se tem alguém querendo fazer isso então ele chegou tarde, porque nós já nos separamos faz tempo — Jennie respondeu.

    — São as nossas mentiras e segredos que nos afastam, certo? Então acho que chegou a hora de contarmos tudo que escondemos uma da outra por anos

    — Por que eu faria isso? — Jennie perguntou.

    — Porque pelo visto vamos ter que unir o nosso circulo novamente

    Todas trocaram olhares.


Notas Finais


Desculpa por ainda não ter respondido os comentarios do capitulo anterior, vou fazer isso durante a semana, ai respondo vocês com muito amor e carinho.
Sei que esse capitulo foi confuso, ainda mais a parte da Jisoo. O que será que ela sabia ou fez? Mas vamos falar sobre isso no próximo capitulo então não percam.
E me contem, vocês querem um yuri com lisoo ou chaennie no próximo capitulo, ou talvez um hot hetero?

Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...