História O amor é um jogo - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 18
Palavras 350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheeeeegueiiii meus amores.❤
Mais um capitulo pra vocês.

Desculpe qualquer erro. E vamos ao capitulo.

Capítulo 14 - Bem que gostaria


Fanfic / Fanfiction O amor é um jogo - Capítulo 14 - Bem que gostaria

Apartir dai as coisas só pioraram.

Eu sinto vergonha de dizer que tanto Rose quanto eu estamos quase nos rebaixando a sabotagem profissional. Nunca fizemos nada ilegal, na verdade. Mas estamos bem proximos disso.

Teve um dia que cheguei e todos os cabos do meu computador tinham sumido. Não teve nem um dano permanete, nas tive que esperar uma hora até o cara do TI vir colocar novos. 

No dia seguinte Rose chegou de descobriu que "alguem" havia mudado todas as etiquetas de seus discos de arquivo. Para a sua informação nada foi apagado. Mas ela teve que conferir quase todos para achar os documentos que precisava.

Alguns dias depois eu "acidentalmente" derrubei um copo de água em algumas informações que Rose tinha conseguido para o meu pai. As quais ela tinha levado umas cinco horas para conseguir.

- Opa. Desculpe. ~ eu digo com um sorriso malicioso no rosto, mostrando que não estou nem um pouco arrependido.

Sem problemas senhor Jung~ ela fala ao meu pai limpando a sujeira~ Tenho outra copia em meu escritorio.

Uma boa escoteira ela não acha?

Mais tarde, quase na metade da mesma reunião, adivinha o que ela faz?

Ela me deu a porra de um chute! Na canela, por baixo da mesa.

-Hum ~ eu resmungo, e minhas mãos se fecham na mesma hora.

- Esta tudo bem Hoseok? ~ meu pai me pergunta.

Eu aceno e falo:

- Algo em minha garganta.~ enceno uma tosse.

O que? Não vou chorar pro meu pai também. Mas, Deus do céu, isso doeu. Já levou alguma vez um chute na canela de um salto de dez centímetros? Para um homem, só há outro lugar que doi mais que esse quando se leva um chute.

Lugar ao qual eu não me atrevo a dizer o nome. 

Após a dor em minha perna diminuir um pouco, escondo a mão atras de alguns papeis enquanto meu pai fala. Então mostro o dedo do meio para Rose. Eu sei, foi imaturo mas parece que agora ambos estamos agindo feito crianças então, acho que não tem problema nenhum em fazer isso.

Rose debocha. Depois sussura:

- Bem que você gostaria.

É~ ela me pegou, agora, não é?


Notas Finais


Talvez mais tarde tenha mais um.

Beijinhos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...