História O amor mora ao lado. - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello
Personagens Personagens Originais
Tags Ariana, Camila, Camren, Lauren
Visualizações 131
Palavras 1.767
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei

Capítulo 18 - Renascer.


Camila: e então doutor? Ela está viva?

Médico: sinto muito...ela não resistiu.

Sabe quando vc recebe uma notícia ruim e tudo ao seu redor fica em camêra lenta? Seu coração bate lentamente e cada batida faz a dor aumentar. Vc não sabe o que fazer, vc só quer morrer e ficar junto da pessoa.

Camila se sentia assim agora. Ela olhou pra sua mãe e para todos que estavam na recepção, toda aquela alegria por saber que havia encontrado Lauren sumiu.

Ela caiu de joelhos no chão chorando, ela olhou para cima e gritou toda a sua dor. Sinu foi até ela se ajoelhado e abraçando a filha que se encolheu em seus braços.

Clara abraçou os filhos chorando os três juntos e alejandro se juntou a eles. A dor de todos era grande mas não tanto quanto a de Camila.

Na sua mente veio os momentos que ela passou junto com Lauren, não foram o suficiente. Queria ter mais e mais momentos com Lauren, queria morrer junto com ela depois de terem vivido o máximo que podiam juntos.

Por um momento Camila se sentiu culpada pela morte dela. Se não tivesse escolhido ficar com ariana poderia estar com Lauren agora.

Sinu: vamos pra casa filha, é o melhor a se fazer.

Camila foi até clara se ajoelhando nos pés dela.

Camila: me perdoa, é culpa minha. Ela morreu por minha culpa - olha pra ela soluçando enquanto limpava as lágrimas.

Clara: não é sua culpa querida. Deus quis assim, a gente não podia fazer mais nada por ela.

Alejandro: vamos pra casa.

Clara e os filhos foram pra casa desolados. Camila quando chegou em casa se jogou no sofá e chorou colocando toda a sua dor pra fora.

Sinu ficou abraçando a filha e dizendo que não era culpa dela. Finalmente Camila dormiu e se acalmou aos poucos.

Sinu foi para o quarto com alejandro. Em meio a esse caos Sofi levou luna para passar uns dias em sua casa de praia. Ela não fazia ideia do que sua mãe estava passando.

Sonho on

Camila estava em um lugar estranho, ela não sabia definir onde era e porque estava ali. Tudo ao seu redor era branco.

Camila: onde eu estou? - olhando a sua volta - tem alguém ai? - começa a andar.

Aparece uma luz forte e Camila coloca a mão na frente do rosto fechando os olhos. Quando os abriu viu Lauren usando um vestido branco e uma coroa de flores violetas.

Camila: para - suplica - eu preciso acordar - se belisca - é tortura demais saber que vc morreu e ainda ficar sonhando com vc.

Lauren: eu sou real - segura seu queixo e sorri - isso não é um sonho qualquer, eu não morri camz.

Camila: vc é só uma imagem da minha cabeça, vc é só uma imagem da minha cabeça - repete pra si mesma fechando os olhos e negando com a cabeça.

Lauren coloca as mãos no rosto de Camila e a faz abrir os olhos.

Lauren: isso não é coisa da sua cabeça, eu não morri camz. Vc precisa impedir que me enterrem.

Camila: eu só posso estar maluca. Devo ter bebido demais ou batido a cabeça.

Lauren: estamos ficando sem tempo - diz séria - vc precisa impedir que me enterrem. Vá logo, o tempo é curto - deu um selinho nela e depois foi se afastando até desaparecer completamente.

Camila: Lauren, Lauren - a chamando.

Camila acordou ofegante e viu que estava no sofá da sua casa, sua mãe estava em pé na sua frente, Dinah e Mani estavam em pé perto do outro sofá.

Sinu: vc está bem filha? - toca no seu rosto - está suada.

Camila: cadê a Lauren?

Sinu: clara disse que ela  ainda está no hospital, os médicos vão desligar os aparelhos e preparar tudo para quando for enterra - lá.

Camila: eles não podem fazer isso - grita se levantando - ela está viva.

Sinu: eu sei que vc amava muito ela - coloca a mão no seu ombro - e é difícil aceitar que ela morreu mas vc precisa aceitar filha.

Camila: eu não estou maluca - olha para todos naquela sala que a olhavam com pena - ela está viva, vcs precisam acreditar em mim - diz nervosa.

Dinah: Mila acho melhor vc não ir pro enterro. Vc está muito abalada e ir só vai piorar as coisas.

Mani: Dinah está certa, vá pra cama e descanse um pouco.

Camila: vcs acham que eu estou maluca né? - olha para todos que estavam calados - não importa, eu sei que ela está viva e vou provar - saí da casa em disparada.

Camila chegou no hospital ofegante e foi até a recepcionista.

Camila: eu preciso ver a paciente Lauren jauregui. É de extrema urgência.

Xx: o doutor está prestes a desligar os apa....- Camila saiu correndo em disparada até a sala dela - ei volta aqui vc não pode...- já era tarde.

Camila entrou na sala e viu o médico prestes a desligar os aparelhos.

Camila: pare - gritou o fazendo se assustar - não ouse desligar os aparelhos.

Doutor: eu preciso fazer isso, ela morreu e precisa ser enterrada.

Camila foi até o doutor e deu um soco na cara dele. Verificou se os aparelhos estavam ligados e tocou no rosto de Lauren sorrindo.

Camila: eu acredito em vc, sei que vc está viva, meu coração diz isso. Por favor acorda e diz que eu não estou louca.

Entrou dois enfermeiros na sala e agarraram Camila tentando tirar ela da sala.

Camila: vcs não podem fazer isso - diz se debatendo enquanto é retirada da sala.

Casa dos cabello.

Sinu: temos que ir atrás dela.

Dinah: concordo. Ela com certeza foi pro hospital.

Sinu avisou para clara que também se encaminhou para o hospital junto com os filhos. Quando chegaram lá viram Camila se debatendo e dois enfermeiros segurando ela.

Alejandro: soltem a minha filha - foi até eles puxando a filha e a abraçando.

Camila: eu preciso salvar ela - tenta sair dos braços do pai que a segura.

Sinu: ela morreu filha.

Dinah: não se magoe mais Mila. Ela não vai voltar.

O doutor apareceu com um pouco de sangue no canto da boca e parecia assustado.

Doutor: ela...eu Neim sei como dizer isso, é uma coisa inexplicável, um milagre de Deus. Ela está viva. Ela acordou.

Camila saiu correndo em direção ao quarto seguida pelos seus pais e os pais de Lauren.

Entrou no quarto e Lauren estava com os olhos abertos, seus olhares se cruzaram e Camila sorriu de alegria indo até ela. Agarrou seu corpo e a beijou com todo o amor que sentia por ela.

Camila: eu te amo - cola suas testas - nunca mais vou deixar que te tirem de perto de mim - segura o rosto dela.

Ela fecha e abre os olhos, Camila vê que ela está cansada e a deita com cuidado de volta na cama.

Clara: filha - se aproxima da cama - como isso é possível? Pensei que vc estava morta.

Doutor: não fiquem muito encima dela - entra na sala - ela acabou de acordar e está confusa, vai precisar ficar um tempo no hospital e fazer alguns exames.

Chris: estava enganado sobre vc Camila. Vc fez muito bem a minha irmã e a trouxe de volta a vida. Obrigado - a abraça.

Lauren no início teve uma considerável perca de memória, levou um tempo até ela recupera - lá e para sair do hospital.

Saída do hospital

Lauren: eu tô bem camz, posso andar - tenta convencer Camila a colocar ela no chão.

Camila: nada disso, vc acabou de sair do hospital e eu não quero vc se esforçando - diz a carregando no colo até o carro.

Muita coisa mudou durante esse tempo. Camila comprou um carro, comprou também uma casa no mesmo bairro que a casa da mãe de Lauren.

Michael e ariana continuam foragidos mas Camila e Lauren Neim se importam muito, só querem ser felizes.

Camila abriu a porta do carro e Lauren entrou, ela fechou a porta e fez a volta no carro entrando nele e o ligando com a chave.

Camila: finalmente vamos pra casa.

Lauren: estou louca pra conhecer a nossa casa.

Camila: pode ir fechando os olhos. É surpresa.

Chegaram na casa e Camila ajudou Lauren a sair do carro.

Camila: já pode abrir os olhos amor.

Lauren abriu os olhos e colocou as mãos na boca feliz.

Lauren: é linda camz. Eu te amo - beija ela.

Camila: eu amo mais - a abraça - agora vamos ver como é a casa por dentro - a guia até a entrada.

A sala era enorme, tinha vários quartos também, uma cozinha super organizada com uma bancada e armários de parede.

Camila chegou em um quarto que havia a sigla c e j juntas.

Camila: esse quarto é muito especial amor. Em breve vai ter alguém dormindo nele.

Camila abriu a porta e Lauren sorriu abobalhada. Havia dois berços no quarto, um rosa e outro azul. Prateleiras com bichinhos de pelúcia e uma cómoda com roupas.

Camila: gostou amor?

Lauren: gostei? Eu amei camz - a abraça e enche seu rosto de beijos.

Camila: eu quero muito ter filhos com vc - a segura pela cintura e toca no seu rosto.

Lauren: então vamos encomendar um agora - sorri maliciosa.

Camila a leva até o quarto das duas. Tinha uma jacuzzi e um espelho no teto.

Camila: nosso ninho de amor. Só nosso esmeralda.

Camila abriu o vestido de Lauren atrás e o deixou deslizar pelo corpo dela até o chão. Beijou seu ombro e depois o pescoço dela a fazendo sentir arrepios.

Camila: eu realmente pensei que tivesse te perdido. Agora eu só quero aproveitar cada segundo com vc.

Camila mordeu o ombro dela e a levou até a cama ficando por cima dela. Chupou seu pescoço e abriu o sutiã dela, apertava o seio esquerdo e chupava o pescoço dela, depois fez o mesmo com o outro.

Retirou a calcinha dela e começou a acariciar o clitóris dela. Lauren tinha as pernas abertas e Camila beijando ela enquanto ela gemia loucamente.

Lauren: num tortura bb. Me dá seu leitinho gostoso.

Camila retirou as próprias roupas e se masturbou um pouco. Depois penetrou em Lauren que se agarrou a ela.

Camila: que bct gostosa ahhhh que saudade.

Lauren: cuidado camz. Tô sensível.

Camila estocava devagar e depois meteu com força. Fizeram de quatro, na jacuzzi também e se olhando no espelho. Sem camisinha....

(Contínua) 


Notas Finais


Bay


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...