História O assassino (Imagine-Jungkook) - Capítulo 42


Escrita por: ~ e ~JujubaComPeixe

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Assassinato, Bts, Jungkook
Visualizações 53
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Réslou minhas jujubas maravilhousers. Sim a tia aqui voltou, e agora é pra ficar :)

Gente, tava com mó saudade de vocês, sério ksksks

Bom, eu queria agradecer a ~marih13000 , ela me deu uma idéia maravilhosa, alias, a partir da idéia dela eu tive varias outras, isso me ajudou muito. Obrigada sua leitora maravilhosa, te lovuuu <3

Véy, preparem os corações pra esses próximos capítulos viu, por que meu Deus...

Chega de enrolação, boa leitura, aproveitem o cap e gomem pelos meus erros!

Capítulo 42 - Cap 42


~1 Mês depois~

As coisas estavam andando normalmente, Jin, Namjoon e Yoongi já aviam voltado da viajem, Tae e Hoseok decidiram ficar mais alguns dias no Japão, e o melhor, o casamento do Jimin e da Yang seria daqui a duas semanas, e claro, estávamos super empolgados.

____: Venham! Vai começar –Logo eles vem correndo com dois potes de pipoca.

Jungkook: Qual é o nome do filme amor? –Pergunta de boca cheia.

____: Aigoo Kook,é feio falar de boca cheia –Sorrio– O nome do filme é It, agora silêncio.

 

Taehyung on:

Eu e Hoseok dissemos aos nossos amigos que ficaríamos mais alguns dias aqui, mais era tudo mentira, queríamos fazer uma surpresa a eles.

Hoseok: Vem Tae! –Puxa meu braço até o local em que se compram as passagens.

Taehyung: Hope. Eu já volto, vou ao banheiro, juro que é rápido –Começo a andar na direção do banheiro, mas no meio do caminho alguém puxa meu braço. –Poxa Ho... –Arregalo os olhos –Você???

Desconhecido: Sim, eu –A menina sorri maldosa– Agora cala a boca e vem comigo –Ela me puxa para fora do aeroporto.

Taehyung: O que você quer comigo? –Pergunto, talvez um pouco desesperado.

Desconhecido: Eu mandei você calar a droga da boca, mais que merda! –Sinto uma pancada forte em minha cabeça. Apago.

 

[QUEBRA-DE-TEMPO]

 

Acordo em uma sala cinza. Eu estava deitado em uma maca e meus braços estavam presos por correntes em suas laterais. Escuto passos ecoarem pelo local, e os mesmos iam aumentando cada vez mais, até que alguém abre a porta e por impulso eu finjo ainda estar desacordado.

Desconhecido: Acorda logo – Sinto um frio imenso e em seguida percebo que a dona dos tais passos avia jogado água gelada por todo o meu corpo, inclusive no rosto.

Essa nojenta. Ela não vai sossegar até ter o Kook de volta não é mesmo? Mais se depender de mim ela não vai conseguir, o Kook é feliz com a ____ e não com essa oferecida aí.

Taehyung: Nojenta –Sussurro e recebo um tapa na cara.

Hanna: Você quer morrer? –Pergunta ironicamente.

(Autora: Gente, Hanna é o nome da ex do Kook, por que eu não lembro se ela já tinha nome ou não, ai vai ficar como Hanna mesmo)

 

Taehyung: E quem vai me matar? –Solto uma gargalhada alta.

Hanna: É. Pelo visto você não tem medo da morte não é Kim Taehyung? –Ela acaricia meu rosto– Mais pensando bem, eu irei fazer algo bem pior –A menina foi até a mesa que se encontrava ao lado da maca e pegou uma pequena maquina de choque.

Taehyung: Es-espera, o que você vai fazer? –Arregalo os olhos. Será que ela seria tão louca a ponto de fazer isso?

Hanna: Prometo que não vai doer nadinha –Ela sorriu, e o esse sorriso fez com que um calafrio enorme corresse por todo o meu corpo –Devia ter pensado um pouco entes de ter me chamado de nojenta. Durma bem criança –Num gesto rápido a menor colocou a maquina em minha cabeça e a ligou. Mais ela tinha razão, não doeu nada, eu apenas apaguei novamente.

Hoseok on:

Já aviam se passado mais ou menos uns dez minutos, eu já tinha comprado as duas passagens, mais nada do Taehyung voltar do banheiro, então decidi ir atrás.

Hoseok: Tae! –Grito ao entrar nele –Você esta aí? –Não obtive resposta algum. –Tae!! –Grito um pouco mais alto e começo a olhar de cabine em cabine, mais nada –Onde esse moleque se enfiou? –Pergunto para mim mesmo e passo as mãos no cabelo.

Desconhecido: Ei – Um homem loiro, e muito bonito por sinal chama a minha atenção –

Hoseok: O que? –Olho para o maior–[

Desconhecido: Eu sei aonde esse tal garoto esta! –Ele sorriu, mais um sorriso nada agradável–

Hoseok: Aonde? Poderia me contar por favor?? –Me aproximo–

Desconhecido: Eu te levo lá –

Hoseok: Okay, mais qual seu nome? –Ele fica pensando por alguns instantes, mais logo me responde.

Desconhecido: O meu nome é Ha Dong-Jae, mais pode me chamar apenas de Jae –

 

[QUEBRA-DE-TEMPO]

 

Hoseok: Já estamos quase chegando? –Pergunto apreensivo-

Dong-Jae: Já chegamos –Ele para com o carro no meio do nada.

Hoseok: Mais e o Tae? –Arregalo os olhos –

Dong-Jae: Ah, o Tae? –Da uma pausa e passa a língua entre os lábios– Ele deve estar sendo torturado até morte agora.

Hoseok: O-o que? –Meus olhos se enchem de lagrima, mais não só por tristeza, e também por ódio. –Seu babaca– Pulo em cima dele e começo a distribuir socos por toda sua face.

Dong-Jae: Aish, seu... –Ele me joga para o lado e se levanta rapidamente do chão. –Desgraçado –Dá um chute em meu estomago e no mesmo instante jorram algumas gotas de sangue da minha boca.

Hoseok: Bate mais –Olho nos olhos dele, porém eu ainda me encontrava deitado no chão. –Anda, pode bater!

Dong-Jae: Se eu fosse você eu... –Corto ele.

Hoseok: Você o que em? –Indago e solto uma breve gargalhada.

Dong-Jae: Cala a boca seu merdinha! –Ele me da mais dois chutes no estomago e eu fecho os olhos, mais eu não avia desmaiado e nem nada do tipo. –Adeus –Escuto um barulho de carro sendo ligado. Isso mesmo, agora eu estava ali, sozinho.

 

____ on:

 

Terminei o filme agarrada com Jungkook, é, acho que se algum dia eu me encontrar com um palhaço eu... Não quero nem pensar no que eu faria.

 

Jimin: Aigoo ___ você é a pessoa mais medrosa que eu conheço –Jimin diz rindo–

___: Me-medrosa, eu? –Aponto para mim mesma. –Da onde, você bebeu foi?

Yang: Ai ai –Solta uma gargalhada–

Jungkook: Já pode parar de me apertar. –Ele sorri e eu o aperto mais ainda. –Aaaah, vou morrer esmagado –Riu-

____: Nem é pra tanto Kookie –Dou um selinho nele–

Jimin: Eu to com um pressentimento meio ruim. –No momento em que ele disse isso eu senti a mesma coisa.

Eu também –Dissemos em coro.

Jungkook: O que será que aconteceu? –Olha pra nos três meio preocupado.

____: Não sei –Começo  roer as unhas.

Yang: As vezes não é nada, apenas uma coisa da nossa  cabeça –Abraça o Jimin.

Jimin: Verdade, apenas uma coisa de nossa cabeça.

 

Será mesmo que é apena uma coisa da nossa cabeça?


Notas Finais


E aí diricias, o que acharam em?
Comentem aí, please <3
Espero que tenham gostado, beijos, e até o próximo cap
~chu~ <3 <3 <3

(Agora eu vo dormi, por que ontem eu fui dormi 5:50 e tive que acordar 8:00, ou seja, eu to morta de sono)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...