História O de um anjo e um demônio - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Hinata Hyuuga, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Borusara, Drama, Naruto, Romance
Visualizações 24
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii gente, não precisa falar eu sei que tá curto, desculpa.
Espero que vocês gostem e que eu consiga entreter vocês. Boa leitura

Capítulo 61 - Campo florido


Fanfic / Fanfiction O de um anjo e um demônio - Capítulo 61 - Campo florido

Sarada On

Eu me deito na cama, e Boruto vai tomar banho, fico imaginando como poderia ser a minha vida dali pra frente. Talvez algum dia tudo isso que eu passei faça um pouco de sentido, mas hoje não. Viro para o lado e acabo dormindo sem querer.

Boruto On

Saio do banheiro, e vejo que Sarada dormiu sem se cobrir, me aproximo dela e a cubro, faço um pouco de carinho em seu cabelo. Está tudo tão mudados dês da academia...

Me deito ao lado de Sarada e durmo cheirando sentindo o doce cheiro de cerejas que vinha de seus cabelos tão escuros quanto a noite.

Quando acordo, vejo que Sarada ainda está dormindo. Penso em trazer o café dela na cama, mas acho muito igual, mas tenho uma idéia.

Sarada On

Acordo, mas, onde eu estou? Derrepente estava em um campo de florido, com um vestido azul céu até os joelhos. Me levanto e vou andando reto, alguns fios de cabelo caem na frente do olho, mas eu ignoro. Logo consigo ver um pequeno coreto, feito da madeira, consigo ver que Boruto está lá sentado em uma cadeira, havia uma mesa repleta de comida.

Entro no coreto e me sento.

–Eu devo perguntar se foi você que fez isso?–pergunto sorrindo.

–Acho que você já sabe a resposta–respondeu ele.

–É... Eu sei–digo sorrindo.

Assim que terminarmos voltamos para casa. Ele me puxa pela cintura e me beija, coloco minha mão em sua nuca para que ele não saia. Me solto do beijo e jogo Boruto na cama, vou engatinhando até ele, assim que chego perto ele me puxa pela nuca, ele se vira ficando por cima de mim, ele me compreensa contra o colchão e arranca o meu vestido.

–Que saúde que eu estava disso–digo ofegante.

Tiro a camisa e calça dele em uma única jogada.

–Já estamos aqui?– pergunta ele em meu ouvido.

Ele rasga meu sutiã e avança em meus seios, não consigo me controlar e ao invés de gemer dei pequenos gritos abafados.

–B-Boruto–grito.

Serro meus punhos para evitar mais gritos. Ele sai de meus seios e avança para os meus lábios, os morde feroz mente sem dó e muito menos sem piedade, em seguida retirou minha calça e rasgou minha calcinha, insere dois dedos em minha intimidade e começa a fazer movimentos de vai e vem, segurava os gemidos o máximo que eu pude, então ele se dirige até meu ouvido.

–Geme pra mim Sarada–susurrou ele em meu ouvido– geme pro seu Borutinho– susurrou ele novamente, desta vez ele deu uma leve mordida.

–V-v-você está sendo m-mal comigo–digo entre gemidos.

–Estou é?–pergunta ele mal.

Ele acelera os movimentos e é possível sentir meu orgasmo chegando.

–B-B-Boruto, eu... Eu vou go-zar–digo ainda entre gemidos.

–Então goze Sarinha, goze nos meus dedos–disse ele mal.

–B-Boruto–gemo.

Ele retira os dedos e os lambe.

–Sarada, seu gosto é tão bom, é tão perfeito–diz ele.

Retiro sua cueca, fico de quatro deixando minha intimidade ao alcance da boca dele e abocanho seu membro. Consigo ouvir perfeitamente os gemidos de Boruto, mas logo ele abocanha minha intimidade e começa a suga-la, não demorou muito até que gozessemos na boca um do outro.

Não dá nem tempo de me mexer, Boruto logo se põe dentro de mim, ele não se importou se iria doer e eu também não, porque agora tudo que importa é ter ele dentro de mim.

–Esta gostando Sarinha?–pergunta ele susurrar no meu ouvido.

–Vou gostar ainda mais se você começar a se mexer–respondi em um tom calmo.

–Como?– pergunto ele de maldade–assim?– perguntou ele fazendo um movimento de vai e vem.

–Exatamente assim–respondo gemendo.

Então ele começa a repetir os movimentos. No começo ele vai um pouco devagar, mas logo ele começa a fazer os movimentos mais intensos. As estocadas estavam ficando mais fortes e mais rápidas, ele começa a destruir tapas em minha bunda.

–S-Sarada, eu vou gozar– disse ele gemendo.

–Eu também– digo ofegante e gemendo.

Após isso gozamos ao mesmo tempo, ele sai de dentro de mim e eu caio de barriga para baixo na cama. Em seguida Boruto dá uma leve mordida em minha bunda e desce para a minha cocha, a mordendo também.


Notas Finais


É isso gente, desculpa mais uma vez por demorar e por estar curto.
Espero que vocês tenham gostado e que eu tenha conseguido entreter vocês. Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...