História O Dia Em Que Tudo Mudou - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Apocalipse Zumbi, Gore
Visualizações 10
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Soldado


-Cavaleiros do Apocalipse? - perguntou Takeshi, incrédulo com o que o Reinehr acabou de dizer, quer dizer que existia pessoas matando umas as outras no apocalipse? 


-Você deu esse nome pra esse grupo de assassinos ou o quê?- perguntou Alexandre, como se estivesse zombando de Reinehr. 


-Olhe bem pra mim, me diz, eu pareço o Cisco? - perguntou o assassino, o ar gélido de fora entrava no porão de um jeito incrível. 


-Cisco?- perguntou Trish, ela não tinha nenhuma idéia do que significa a palavra.


-The Flash, se me lembro bem o Cisco criava os apelidos do vilão, sem contar que ele é um dos melhores aliados do Barry- Respondeu Takeshi, aleluia alguém tinha entendido a referência do Reinehr. 


-Exato! Enfim, um pouco antes da sétima vez que eu vi um Night Demon, eu pude escutar a conversa deles. Os de máscara falaram que queriam paz, uma trégua entre comunidades, sugerida pelos 2 líderes deles. O que se passava era nada além de uma armadilha, um tiroteio se desenrolou e os Cavaleiros do Apocalipse conseguiram vencer, mas não cedo o suficiente, 1 demônio apareceu e quase levou todos os Cavaleiros. Antes do tiroteio acontecer, eles falaram os nomes das comunidades deles; Cavaleiros do Apocalipse e A Comunidade.


-Então você está dizendo que mais cedo ou mais tarde a gente vai ser puxado como um vórtice para essa guerra?- perguntou Alexandre, ele estava bastante atento a história do Reinehr, como se fosse uma criança que gostou da história de Ninar.


-Você entende rápido. Sim, mais cedo ou mais tarde seremos puxados pra essa guerra- respondeu Rin, ele continua sem nenhuma emoção na voz.


-Ei Takeshi, o que aconteceu com o Leo na volta do supermercado? - perguntou Christa, sussurrando apenas pro avermelhado escutar.


-Na saída do supermercado vimos algo aterrissar encima do carro, nós miramos pra criatura e revelou ser esse Night Demon que ele falou. Foi tudo rápido demais, a criatura avançou em cima do Leo, sem nem percebermos. E ela... quase o matou, se não fosse pelo Santana e Reinehr, o rosto dele teria sido abocanhado inteiro- sussurou Takeshi, respondendo a pergunta da jovem. "Que droga, eu nem consegui ajudar o Leo... só fiquei lá, tremendo de medo, eu devo ser um grande fardo pra eles"


Sem perceber, lágrimas caiam do rosto dele, era a segunda vez que ele se sentia inútil. 


-Não chore Takeshi, você não é inútil- dizia uma voz gentil e carinhosa- se não fosse por você a gente nem teria sobrevivido ao zumbi que quase entrou no meu carro.


-Alexandre- sussurrou Takeshi, se lembrando do acontecido, mesmo que ele não saiba o porquê, o tom gentil e carinhoso que o Ale usava sempre o acalmou, em quase todos os piores momentos. 


-Galera, o soldado acordou- gritou Leonardo, imediatamente o Reinehr abriu uma porta que dava ao quarto dele e do Eric e saiu andando, parecia esconder a vontade de querer correr, os sobreviventes o seguiram com a menor pressa, chegando na sala o soldado os cumprimentou calorosamente


-Vocês são dos Cavaleiros do Apocalipse? - Perguntou o soldado, rangendo os dentes- VOCÊS VIERAM TERMINAR O TRABALHO?- Gritou o soldado, o grito estridente foi o suficiente pra fazer zunir os ouvidos dos sobreviventes. 


-Se nós fossemos os tais Cavaleiros do Apocalipse, acha que nós salvariamos você e então te curariamos?- falou Luiza, com as mãos nos ouvidos. 


-Sem contar que não estamos usando vestes militares e máscaras de gás, e se fôssemos os cavaleiros a gente teria matado você a um tempão- Completou Reinehr, usando o dedo apontador direito como um cotonete improvisado. 


O soldado pensou um pouco e eles tinham razão, se fossem dos Cavaleiros já o teriam matado faz tempo.


-Me desculpem pelo levantar de voz- falou o soldado, abaixando a cabeça.


-Você precisa se desculpar mesmo- falou Leo, com os dedos apontadores nos ouvidos- pelo amor de Deus, isso é um atentado contra a humanidade. 


-Enfim, não se mexa muito, vai abrir os seus ferimentos- falou a Luiza, se aproximando do soldado.


-Qual é o seu nome? - perguntou Eric, olhando atentamente para o soldado. 


-Adrian Chase- respondeu, olhando o Eric atentamente. 


-Ou ele teve esse nome quando nasceu, ou mudou depois por causa do personagem da DC, ou se isso fosse uma fanfic, significa que o autor ou autora não tem nenhuma idéia de nome marcante- murmurou Takeshi.


-Quem são vocês? E porquê me salvaram?- perguntou o Adrian, olhando para todos os sobreviventes. 


-Por que temos várias perguntas para você responder- respondeu Reinehr, com um ar de seriedade que ele nunca demonstrou. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...