História O meu melhor caminho - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Molly Weasley, Ronald Weasley
Tags Romione
Visualizações 64
Palavras 1.406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente prepara que esses capítulos agora são leves, tá vindo coisas surpreendentes por aí

Capítulo 7 - 07- Olhares perturbadores


-Bom dia-  Peter disse assim que o patrão se sentou a mesa

Ronald apenas o olhou e nada
respondeu

-Peter, preciso que chame a Marise agora, quero dar instruções a ela sobre o jantar de hoje.

-Sim, senhor- disse Peter saindo apressadamente.

Não demorou mais que 10 segundos até que Marise já estava parada do lado da mesa numa postura que mais parecia de um soldado diante do seu comandante. Ela não tinha tanto receio  assim do chefe como Peter, mas diante do último jantar desastroso que preparara para os executivos ela estava... digamos que um pouco mais séria.

-Bom dia senhor- Disse a cozinheira

Ronald apenas olhou a de cima em baixo e lhe lançou um  olhar de deboche e não respondeu ao seu cumprimento.

-Marise, quero que capriche no jantar, ok? Não quero que faça comida mexicana para italianos como você fez da última vez, os executivos são Franceses... Franceses - Frisou Ronald -Quero tudo que tem caviar e do mais caro possível.

Ronald apontava o dedo como sempre e tinha um tom autoritário na voz.

 -Sim senhor, pode deixar - Disse a cozinheira.

Peter que estava do lado apenas assentia  tudo que o chefe dizia com a cabeça.

-O que tem de bonito, tem que arrogante - Marise cochichou  no ouvido de Peter

-O que disse Marise?- Ronald perguntou depois que deu uma golada de seu café

-Nada senhor e que eu acho que esses negócios aí... caviar né? Então acho que o que tem de bom tem de caro- Disse a mulher tentando desviar o assunto, estava bastante corada.

-Não importa, eu estou pagando, você não tem que questionar nada entendeu? Ora...onde já se viu!- Disse o rapaz levando um grande pedaço de torrada a boca.

-Claro, Senhor- afirmou a cozinheira quando  olhou de relance para escada.

Hemione estava descendo bem devagar a escada, havia notado a presença do ruivo e queria evitar uma indigestão até mesmo antes de comer alguma coisa.

- Er.. Bom dia!- Disse a garota a todos quando alcançou o último degrau

-Bom dia! Disse Peter  e Marise ao mesmo tempo olhando um para o outro segurando uma risada.

Ronald apenas olhou para os dois e lançou seu famoso olhar mortal.
Peter achava que a qualquer dia ele poderia dar um de Superman e lançar um visão de calor que mataria a todos.

-Bom já estou indo, e.. Peter a mamãe disse que ia ligar, se perguntar por mim diz que viajei para a Suíça ou sei lá, diz que só volto daqui 1 mês, entendeu? - Ordenou o rapaz

-Sim senhor!- afirmou o mordomo

Hermione que até então estava parada na sala observando mais uma sessão de "delicadeza do ruivo" o olhou fixamente sem ao menos saber o por que daquela ação repentina

Ele fez o mesmo, e se lembrou da noite passada que havia ido em seu quarto, se repreendia por isso amargamente, não sabia por que tinha feito aquilo.

Ficaram se olhando, parecia mais um olhar de curiosidade do que os olhares de raiva que trocavam constantemente
quando se viam.

Peter e Marise estavam observando a cena curiosos, Marise tinha um sorriso de canto, para ela seria ótimo se a menina conseguisse colocar pelo menos um pouco de sensibilidade e educação no coração do rapaz.

Peter podia se dizer que estava um pouco assustado, a coragem de Hermione  as vezes o surpreendia, não conseguia olhar o chefe nem por 2 segundos seguidos imagina aquele tempo que eles eatavam parados ali na sala, para ele era considerado os 365 dias do ano.
 
Rony deu a volta pela parte de trás da cadeira e vestiu seu terno que estava dobrado em um de seus braços, já se encaminhava para sair quando se virou para a garota.

- Ahh. . E tenha um péssimo dia Hermione - Disse sorrindo ironicamente

Ela ergueu a sobrancelha e olhou respirando  fundo quase bufando, não iria ceder a suas provocações e então resolveu responder a altura.

- Creio que terei um ótimo dia, ainda mas com você não estando aqui- Disse a menina cruzando os braços e sorrindo de lado.

Peter e Marise iriam começar rir, mas ambos fingiram um torse para tentar segurar a risada.

Ronald nada disse, apenas lançou um olhar mortal, mais um para sua cota do dia e saiu apressado batendo a porta da casa, não fazia aquilo por que estava com raiva, na verdade sempre batia  a porta para todo, era apenas mais um de seus gestos de "educação "

Hermione se virou para os empregados da casa e começou a gargalhar com ambos.

-Hermione, você sabe como deixa lo sem fala- Disse Peter 

- Que nada, ele age tão errado que qualquer coisa que a gente diga é o suficiente para deixá lo com aquela cara de louco.-Disse Hermione pegando um a fruta da mesa de café.

-Menina, tenho que confessar que tô começando a ser sua fã - disse a cozinheira se aproximando e bebendo o resto do café da xícara do patrão.

-Cuidado!!! Marise deve ter veneno ainda - Disse Peter dando um grito que fez com que as duas olhassem espantadas para ele e sorrindo em seguida.

-Vixe!!! Será que vou  ficar azeda agora?  -perguntou a cozinheira  levando as mãos a boca.

Hermione apenas ria dos dois, em pouco tempo já tinham ganhado muita intimidade, principalmente para as brincadeiras.

-Quero ver vocês fazerem isso perto dele, deixa ele só saber que estão  debochando  pelas costas- Disse a menina em falso tom de reprovação  -Coitado, logo ele tão.... inocente!- Completou voltando a sorrir.

- Capaz dele lançar um olhar para a gente tipo um visão de fogo- Peter falava gesticulando com as mãos em seus olhos fingindo estar saindo algo dali.

- Aí...Peter você anda vendo muitos filmes  -Disse a cozinheira abocanhando um torrada inteira.

- Mas até que não duvido de nada Marise, os cabelos já são vermelhos- Disse Hermione observando a enorme apetite da cozinheira  enquanto Peter abraçava Hermione pelos ombros .

- É por isso que essa menina é um anjo-
Brincou o mordomo 

-Peter, levando em conta que o chefe de vocês é  "encantador"- Hermione gesticulou as aspas com os dedos -Qualquer um é anjo meu bem! -Completou  a menina apertando as bochechas do criado.

-  Mais vamos combina, não somos cegas né Mione - Posso te chamar assim?- Perguntou a cozinheira

- Lógico que sim Marise- Disse a menina simpaticamente.

 então. ..

-Por mais que ele tenha uma pedra no lugar do coração, ele é bonito de doer, minha nossa!!! Aqueles cabelos, aqueles olhos, e os braços, minha Nossa!!!- A cozinheira suspirava a cada elogio a qual se referia ao ruivo.

- Por favor né Marise me poupe de suas fantasias - Brincou Peter

- Fantasia não,verdade! - Frisou a mulher

- Não é míone? Míone..... mi -Marise  estalava os dedos freneticamente para acordar a menina.

- Aí... er...desculpa ... A sim concordo! - Disse ela

- Concorda é? hum......-  A cozinheira  provocou

- Espera aí.... do que vocês estavam falando?  - Perguntou a moça em um tom leve de indignação.

- Ai Míone agora já era,você concordou, sua chance de defesa foi em vão.... sinto muito mas agora preciso ir preparar o jantar alá caviar.... Merci!!- A cozinheira  se levantou da mesa fazendo referências as dois

 Hermione apenas observou a cozinheira com um olhar de reprovação mais ao mesmo tempo se segurando
para não rir.Quando já havia virado o corredor que dava para  a cozinha se virou para o mordomo

- O que ela disse Peter? Anda diz logo- A menina disse empurrando o mordomo que levantou as mãos em sinal de redenção

-Tá bom,tá bom , ela elogio o... aff. .. O senhor  Ronald é.... chamou ele de bonito - Disse revirando os olhos  e saindo da sala apressadamente.

Hermione  ficou ali parada refletindo sobre o comentário de Marise, na verdade tinha escutado o que ela havia falado, só estava absurda em seus pensamentos  justamente sobre ele, era estranho o jeito que ele a olhou a minutos atrás, parecia diferente e não podia negar que havia o achado mais bonito naquela manhã e o comentário de Marise definitivamente não era tolo.
Ronald era intenso, e o ódio que ele parecia ter por todos era desnecessário e justamente em um nível  intensificado demais , ficou se a imaginar se fosse uma pessoa amorosa , será que seria tão intenso assim também caso o sentimento fosse para o bem?


Notas Finais


Beijocaas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...