História O Mistério de um Amor - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi☺
Tive uns problemas pra escrever
Mas to aqui
Antes tarde do que nunca

Capítulo 29 - Laura..


Fanfic / Fanfiction O Mistério de um Amor - Capítulo 29 - Laura..

Nos vestimos e arrumamos a casa.


Laura pediu que eu guardasse todos os papéis que espalhei pela casa pra ela levar de lembrança quando fosse pra casa.


Por mim tudo bem, e fico feliz que ela tenha gostado tanto.


Ficamos no sofá esperando minha mãe voltar pra que ela pudesse ir pra casa.
Embora eu não queira que ela vá, por mim ela podia ficar aqui sempre.
Escutamos o barulho do carro.


Laura-Acho que são elas.


Fernando-É..


Estela-Voltamos.-já chega gritando na sala -como foi a noite de vocês?-pergunta com aquela cara de malícia.


Fernando-Não te interessa. Cade a minha mãe?


Estela-Já ta vindo. Ficou pegando as coisas.


Depois que minha mãe entra, tive que dar um mini relátorio dizendo que não corremos nenhum perigo, e que estamos bem. Ela convidou a Laura pro almoço mas ela disse que não podia e que tinha que ir pra casa.


Saímos de casa logo e vamos indo apé até a casa dela pra aproveitarmos mais o tempo juntos.


Quando estamos chegando reparamos que..a casa dela está cheia de carros da polícia?


Fernando-O que aconteceu?


Laura-Não sei. Mas já vou descobrir.


Ela vai indo até os carros da polícia e eu a sigo.


Laura-O que aconteceu?-pergunta a un dos policiais.


???-Estamos dando busca. Quem é você?


Laura-Laura, eu moro aqui.


???-Então é você que estamos procurando. Fique de costas-diz pegando as algemas.-vo cê está presa


Fernando-Como assim? Vai prender ela porque?


???-E você quem é?


Fernando-Fernando, sou namorado dela.


???-Ela foi acusada de vandalismo a um shopping, e outras infrações.


Laura-Quem fez a denúncia?


???-Não se identificaram -coloca as algemas nela -agora entre no carro. Vamos te levar a delegacia.


Fernando-Eu também posso ir?


???-Lamento garoto. Se quiser ve-la vá a até a delegacia.-a coloca no carro.


Laura-Deixa Fernando. Vai pra casa, não quero te envolver nisso.


Ele fecha a porta.


Fernando-Eu vou te tirar de lá! Não vou deixar você!-digo pela janela do carro.


Laura-Eu amo você. 


O carro sai.


Fernando-Laura...


Minha mente parou por alguns segundos, até que eu tomei consciência e entrei na casa.
Começo a procurar aquela filho da  mãe do Jackson.
O acho num escritório, tomando café como se nada tivesse acontecido.


Fernando-Porque você fez isso?-entro gritando colocando as mãos na mesa.


Jackson-O que eu tinha que fazer.


Fernando-Como pode?-saio de perto da mesa-porque?


Jackson-Eu avisei a Laura que ela sofreria as consequências se não fizesse o que eu disse.


Fernando-Mas porque? Porque não nos deixa em paz? Ela não quer você? Será que não ve?-me irrito mais.


Jackson-A Laura é minha. E a pior escolha que ela fez foi ter me rejeitado. Mas eu fui paciente, fui gentil com ela, ajudei ela. E como ela me recompensou? Disse que "não gostava de mim assim"-ele começa a falar mais alto-então comecei a cercar mais ela, pra que ela visse que era minha, que me devia por gostar tanto dela e a ajudar. E daí ela começou a sair com você. -ele levanta e vem até mim  -Sabe como é ver a garota que você ama com outro? E ela nem ligar pra como você se sente? E falar na sua cara que ama outro?-ele começa a gritar-Quando sabe o quanto você gosta dela?


Fernando-Se gosta tanto dela, porque a denunciou? Porque a deixou sem liberdade? A Laura não tem culpa de não amar você, não quis te magoar. Você que machucou ela, a deixou triste. Como espera que ela ame você?


Jackson-A denunciei porque ela tem que ver que não pode brincar comigo. E ela devia me amar, eu sou tudo o que qualquer garota pode querer. Tenho absolutamente todas as qualidades, tudo. Não sei como ela pode querer você.


Fernando-A Laura não é qualquer garota, não quer nada do que você tem, só quer ser livre, ser ouvida e amada. E você não deu isso a ela. Também não sei porque ela me quis, sei quis. Sei que não vou deixa-la. E te garanto-chego perto dele-Ela não vai ser sua.


Saio da sala.


Desco as escadas e procuro aquela empregada que me ajudou aquela vez.

 Fernando-Marisa?-pergunto andando pela casa-Marisa?


Marisa-Fernando?-está com uma expressão triste. Provavelmente já sabe sobre a Laura.


Fernando-Marisa, onde está o avô da Laura?


Marisa-Ele está trabalhando, ele quase não fica aqui. Porque?

Fernando-Você viu que levaram a Laura?


Marisa-Vi, não achei que o Jackson fosse chegar a fazer isso.


Fernando-Tenho que falar com o avô dela, tenho que pedur ajuda. A Laura não vai ficar em nenhum reformatório, cadeia, seja lá pra onde queiram levar ela. Quando o avô dela volta?


Marisa-Hoje, lá pelas oito.


Fernando-Então eu volto as oito. Obrigado!-saio correndo até a porta.


Saio de lá.


Volto até em casa correndo.


Elisa-Fernando o que foi?


Fernando-Mãe..-digo sentindo que vou chorar.

Elisa-Calma meu bem-ela me abraça-me diga, o que foi?


Explico a ela.
Eu vou falar com o avô dela, vou sim.
Ela vai voltar pra mim.


Ruan on


Ela foi mesmo.
Ainda não acredito. Parece uma mentira.
Uma mentira horrível.
Porque?
Eu não fui o bastante? Eu achei que tivesse sido.
E agora estou nesse maldito bar, sem beber apenas olhando, porque não qhero ir pra casa.
E se eu beber, não vou parar. É tão tolo e clichê "bebi pela falta dela", mas nunca me pareceu tão certo, nesse momento parece que todas as decisões são erradas.

Então pra que querer fazer as certas?


Continuo olhando as pessoas entrarem e saírem.

Não sei nem porque estou aqui.


Vejo Damiane entrar. Ela me ve e vem vindo até mim, me levanto pra sair do bar.


Damiane-Ei, onde você vai?


Ruan-Sair Damiane.


Damiane-Então porque não vamos juntos?


Ruan-Você não acabou de entrar?


Damiane-Não importa. Posso te acompanhar?


Ruan-E aquele seu namorado?


Damiane-A gente acabou tudo. E vendo você, vejo que não estamos diferente nisso.-não respondo-estou certa?


Ruan-Está.


Vou indo até a saída e ela me acompanha.


Ruan-Vai mesmo vir comigo?


Damiane-Estamos aqui, estamos sozinhos. Porque não?


Ruan-Porque não temos mais nada? E você me despensou sem nem ligar pra mim?


Damiane-Eu estava errada. Achei que o Eduardo fosse melhor, eu não devia ter te deixado daquele jeito. E feito o que fiz..


Ruan-Me trair? No nosso aniversário de namoro?-estamos na rua já.


Damiane-Eu sinto muito. Eu não devia ter feito isso.


Ruan-Agora já passou. E eu aprendi a viver sem você, e a te esquecer. -e é o mesmo que vou ter que fazer com a Stefani.


Damiane-Não sente falta de nós?-vem até meu ouvido-do que tinhamos?


Me afasto.


Ruan-Não mais.


Damiane-Esse seu orgulho todo é por causa daquela menina é? A Stefani?


Ruan-Não estamos falando dela.


Damiane-Porque ela te deixou? Ela não é diferente de mim.


Ruan-Ela é sim! Ela não é como você!- me exalto.


Damiane-Então cadê ela? Porque está sizinho hoje? -não tenho resposta- qual foi a desculpa dela?


Ruan-O que você quer de mim afinal?


Damiane-O que sempre quis, o que nós já quisemos. Fucarmos juntos.


Ruan-Agora? Depois de tudo? Quem você pensa que eu sou?


Damiane-Um garoto lindo, maravilhoso, que está sozinho porque duas garotas não o trataram bem.


Ruan-E porque isso me obriga a ficar com você?


Damiane-Duas garotas te decepcionaram. Mas só uma está aqui.


Me calo e continuo andando.


Damiane-Só eu voltei. Então só eu me importo-ela me para e cola nossos rostos. Ela estava certa. As duas me deixaram mas só ela voltou.


Damiane-Você não pode me dar outra chance?


Ruan-Não sei..


Damiane-Isso é melhor que nada. Vamos fazer assim, vamos a sua casa conversar. E se acontecer algo mais.. aconteceu. Tudo bem pra você?


Ruan-Tá..


Talves isso seja um erro.


Mas com a Stefani eu tentei fazer os acertos, e se de qualquer maneira eu vou sempre estar errado. Vou deixar acontecer. E cometer meus erros sem culpa.
Chegamos a minha casa, não tinha ninguém. Quase nunca tem, meus pais vivem viajando.
Sentamos no sofá e começamos a conversar.
Depois disso começamos a ficar mais próximos.
Ela me puxa e me beija de surpresa.
Eu me afasto.


Damiane-O que foi?


Ruan-Não quero me precipitar.


Damiane-Esse não é o Ruan que eu conheço, que queria rapidez-ela me puxa pela camisa e me beija puxando meu pescoço.


Ela me prende a ela, e começa a tirar minha camisa.


Por alguns momentos pensei em continuar. Mas algo em mim não deixou, a boca dela.. só conseguia lembrar do gosto da Stefani. Ela tenta desabotoar minha calça.
Empurro ela.


Damiane-Qual o seu problema? Eu vim aqui e sou legal e você me trata assim?


Ruan-Desculpe.. eu não posso..


Damiane-Quer saber? Eu vou embora. Divirta-se sozinho se lamentando.


Ela sai e bate a porta.
Me sento no chão.


O que eu fiz de errado?

Porque não fiquei com ela?

Porque a Stefani virou a minha vida?


Rejeitado duas vezes.


Eu devo ser um tolo mesmo.


Ruan off


Fernando on


20:30
Entro na casa da Laura.
Subo e procuro a Marisa.


Fernando-Marisa?


Marisa-Oi, ele já chegou. Está no escritório.
Fernando-Obrigado.


Entro na sala. Tem um senhor olhando um papéis. Achei que o avô dela fosse mais velho.


Fernando-Oi, o senhor é o avô da Laura certo?


???-Sim. Sou Rodrigo. Você é o tal Fernando?


Fernando-Sou. E quero que o senhor me ajude a tirar a Laura da cadeia.


Rodrigo-Como assim?


Fernando-Ela foi presa. Não soube?


Rodrigo-Sim. Mas não tenho a intenção de libertar ela.


Fernando-Que? Como assim? Ta louco?


Rodrigo-Ela foi culpada, o Jackson tentou ajudar, mas pelo que vejo ela não jeito.


Fernando-O que? Você acredita nele?


Rodrigo-Jackson? Claro, sempre gostou muito da Laura, sei que faria o melhor pra ela.


Fernando-Desculpe, mas vocês são cegos.

Rodrigo-Como?


Fernando-É cegos! Pelo amor de Deus! Será que não enxergam que ele não vale nada? Não veem tudo o que ele fez pra Laura?


Rodrigo-O que? Tentar protege-la dela mesma?


Fernando-Não! Jesus, ela não deixava ela sair, ameaçava ela, tentou me drogar, já drogou ela! E se você  falar com ela garanto que tem mais!


Rodrigo-Você está louco, ela deve ter virado a sha cabeça. Mas garanto que Jackson não fez mau a ela. Os pais dela até incentivam ela a ter um relacionamento com ele..


Fernando-Ou,ou,ou calma. Eu quero falar com os pais dela.


Rodrigo-Quer?


Fernando-Sim, me diga como posso falar com eles. Eu garanto, a Laura não vai ficar presa, ninguém que eu tenha ir até a Itália andando buscar eles pra tirar ela de lá.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Já estamos nos capítulos finais☺
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...