História O nascer do ódio e do amor - Capítulo 64


Escrita por: ~ e ~jessfernandees

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 204
Palavras 4.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente voltei com o ultimo cap da noite
Espero que vcs gostem

Capítulo 64 - Meu primeiro amor


Fanfic / Fanfiction O nascer do ódio e do amor - Capítulo 64 - Meu primeiro amor

 

Nunca nem beijei, para ser sincera até hoje eu nunca nem tive vontade, nunca ninguém me chamou atenção desta maneira, mas quando eu apareci na sala da Regina eu fiquei assustada não só pela forma que eu apareci mais por olhar para aquela mulher e sentir que eu a conhecia, meu coração disparou, quando elas me disseram quem eu era, quem ela era, eu não acreditei claro que não afinal quem é louco de acreditar em tudo isso? Mais aí a louca da ruiva usou magia, o pânico me tomou mais quando meus olhos se encontrou com a da Regina o pânico sumiu pois mesmo sem a conhecer eu a conhecia, mesmo sem nunca ter a visto aquele olhar era conhecido, eu sabia que ela não me faria mal, sabia que mesmo em meio a toda aquela loucura eu podia confiar nela, então foi oque fiz ignorei toda a loucura e foquei nos olhos dela

 

Mas quando eu vi sua versão mais jovem eu não sei oque deu em mim meu coração batia a cada olhar nosso, quando saímos da delegacia minha cabeça estava um caos pois eu vi a forma que o cara loiro e a mulher de cabelos curtos me olharam e olharam para minha versão pequena, eu vi a forma que eles olharam para a Emma, eu simplesmente sabia que eles eram! Não sei como mas eu sabia, a mágoa de ter sido rejeitada me tomou eu queria chorar gritar com eles mas nada fiz fiquei calada enquanto por dentro eu enlouquecia, fui para o carro sem nem perceber quando eu já estava para explodir sentir meu dedo encostar na outra garota ao meu lado, um arrepiar passou por todo meu corpo, aquele simples contato me acalmou, meu coração batia parecendo que queria sair de dentro de mim e pular nela como se ela fosse a dona dele, o seu cheiro de maçã! Jesus como alguém cheira a maçã? Eu sempre odiei maçã mais aquele cheiro vindo ela era o melhor e mais gostoso cheiro do mundo! Ela é tão linda, tão perfeita, ela parecia uma princesa com aquele vestido, e os cabelos longos e negros, mais a boca está era o mais lindo de todo, eu poderia me perder naqueles olhos, poderia não! Eu me perdia neles todo vez que nossos olhares se encontrava, elas me fazia sentir tudo, eu olhava para a minha versão mais velha via o quanto eu estava feliz eu tinha uma família!! Uma família que eu amava e que me amava, sei que eu deveria odiar a Regina mas eu não consigo odiar ela me causaria dor, há mágoa seria como se eu estive me magoando eu posso nunca ter amado na vida mas sei que sinto pela Regina se isto não é amor eu não sei oque o amor seria, olhei para a baixinha não entendo como pode ser possível ela se parecer tanto comigo e com a Regina por mais que eu sei que ela é nossa filha mais duas mulheres não podem fazer filhos da forma convencional elas podem adotar ou fazer inseminação deve ser isto elas devem ter feito inseminação e arrumaram um doador parecido com uma delas

 

Olhei para a Ruby eu não iria jamais falar oque estava sentindo então me limitei a ficar calada eu só não esperava ver o olhar de tristeza da garota ao meu lado. Será que ela queria que eu respondesse? Será que ela também me acha bonita?

 

__ Tudo bem patinha seu olhar já diz tudo não precisa responder -  Ruby falou pegando a ruivinha no colo e sentando perto da ruiva louca, o mais estranho é que não é só eu que namoro ou vou me casar com uma mulher a mãe da Regina também é casada com uma mulher, e a irmã também tem um renascimento cOm uma será que é algo genético? E eu? Eu nunca pensei na minha sexualidade nunca me senti atraída antes e pelo que Emma disse eu me relacionei com homem afinal tive um filho que foi adotado pela Regina, outro coisa que não me entra na cabeça como posso ter dado meu próprio filho para adoção? Como eu pude o abandonar? Emma não me falou nada sobre o pai do garoto disse que não queria corre o risco de mudar nada o'que é ridículo já que ela não se lembra de nada, olhei para a minha mãe que descia segurando a minha mão ou a da outra eu ai que coisa mais louca vou parar de pensar para não enlouquecer!!!

 

Meus pais parecem legais tive a oportunidade de conversar com eles, minha mãe é do tipo alegre e otimista de um jeito irritante meu pai já é mais calado mais aquele calado legal sabe não quero pensar muito em que tudo isso significa vou deixar as coisas rolaram se isso for um sonho maluco ou algum universo paralelo onde eu morri e fui parar ou algum coma vou aproveitar, pois aqui eu literalmente tenho tudo que nunca tive me sentei perto da garota novamente não sei porque imaginar ela longe de mim me deixa triste então que se dane que ela me ache estranha ela pegou uma almofada e colocou em seu colo achei estranho tal ato mas quando vi a mão dela escondida pela almofada tomei coragem sei lá da onde e levei minha mão para o lado e a desci encostando na dela ela não me olhou mais virou a mão para cima e nosso dedos se entrelaçou soltei o ar pela corrente elétrica que passou por todo meu corpo

 

A olhei de banda a vi estremecer e soltar o ar também, será que ela sentiu a mesma coisa que eu? Comecei a passar meu dedo por sua mão e depois fiz menção em retirar minha mão para ver qual seria sua reação e não consegui esconder o pequeno sorriso que surgiu em mim quando ela apertou nossas mãos detendo a minha de se retirar apertei a minha mão de volta ela deu um pequeno sorriso de canto que foi adorável acabei me perdendo nos teus lábios, sentir minha boca secar e uma vontade louca de beijá la, será como deve ser o gosto do beijo dela? Será que ela já beijou alguém? Claro que já afinal ela é tão linda deve ter um monte de príncipe de onde ela veio atrás dela! Olhei para nossas versões mais velhas, isso quer dizer que tenho chances certo? Afinal elas somos nós ou melhor nós somos elas! Mais elas só ficaram juntas depois de velhas então deve ser diferente certo? Fui tirada dos meus pensamentos quando a sentir aperta minha mão a olhei sem entender ela me olhou mais nada disse apertou minha mão novamente olhando para mim querendo dizer algo eu não entendi quando ia perguntar ela se levanta desfazendo nosso contato

 

__ Onde é o banheiro -  Ela perguntou, Emma a respondeu ela seguiu para a escada mais antes me olhou e depois olhou a escada e depois subiu, o'que ela queria? Será que ela quer que eu a siga? Fiquei pensando oque ela queria, depois de uns minutos me levantei também acabei ficando vermelha porque todos me olharam

 

__ Hã eu...preciso...i...ir....aoao...banh.... - Não conseguir falar sem gaguejar

 

Emma apenas balançou a cabeça apontando para a escada sorrindo eu não olhei para ninguém subia rapidamente quando cheguei ao corredor esqueci qual era a porta que falaram que era o banheiro, fiquei perdida olhando as portas até que fui puxada para dentro de uma

 

__ Por que demorou? Céus que lerdeza Swan -  A garota disparou andando de um lado para o outro nervosa -  Isso é estranho certo? Digo para você? Pois para mim é surreal! Porque você segurou minha mão? - Ela parou de andar me olhando

 

__ Por que você aceitou?  E por que quando eu fui tirar você não deixou? - Eu não sabia oque falar então devolvido a pergunta, ela me olhou sem nada dizer, seu olhar ia dos meus olhos para minha boca, eu queria a beijar, queria sentir se seria tão macios quanto parece, então ela avançou ficando próximo,o espaço entre nós era nulo, eu não conseguia olhar para outra cousa senão seus lábios ela aproximou o rosto do meu nossos narizes se tocando então eu encostei meus lábios nos dela ela não recuou apenas moveu os lábios buscando mais contato eu agir por instinto sei lá

 

Coloquei minhas mãos em sua cintura a trazendo mais para mim aos poucos fomos movendo os lábios até finalmente meu primeiro beijo, seus lábios eram gostosos com um gostinho de maçã, seu hálito mentolado meu coração que já batia rápido se tornou pior queria sair do meu peito só pode

 

Pov Emma

 

Estava brincando com os dedos da Regina quando o ar me faltou levei as mãos na cabeça quando sentir

 

__ Emma -  Regina me chamou em pânico, a olhei jesus eu.eu.eu

 

__ Eu me lembro, você era você sempre foi você Regina você é -  Eu chorava segurando seu rosto, como fui me esquecer sempre foi ela, eu a amei no momento em que vi seus olhos eu a amei sempre foi ela me lembro dela pequena! Do nosso primeiro beijo da nossa pri-

 

__ Emma -  Regina me chamou novamente

 

__ Eu me lembro amo! Me lembro de tudo! De como sempre foi você! Seus olhos era isto que me fez me apaixonar pelo Neal, os olhos deles me lembrava você mesmo sem eu me lembra sempre foi você -  Eu falava chorando -  Você foi meu primeiro amor, e sempre será como eu me esqueci? Regina você é a ma... - Não é se eu falar e mudar as coisas? Não não posso corre o risco

 

__ Emma o'que foi? Como você se lembra e eu não me fala? Emma me conta? - Ela me olhou jesus como eu amo esses olhos como eu amo tudo nela

 

__ Eu te amo sempre te amei e sempre vou te amar meu amor você me deu tudo mesmo sem saber -  A puxei para mim a enchendo de beijos, a mulher que eu amo a mãe dos meus filhos, ELA É A MÃE DOS MEUS FILHOS - Eu amo você eu te amo jesus como eu te amo, você é meu tudo Regina -  Eu chorava sorria, agradeço a tudo por me lembrar obrigada, obrigada

 

__ Estranho isso!  Quero dizer o'que quebraria seja lá o'que fez vocês esquecerem? - Ruby falou tentando entender

 

__ Uma beijo de amor verdadeiro faria isso, quero dizer ele quebra praticamente qualquer coisa -  Zelena comentou pensativa -  Ei as duas não estão demorando muito não é? - Zelena falou olhando para a escada Minha mãe e Cora se levantaram

 

__ Não! Vocês não podem subir -  Falei em desespero fazendo todos me olhar DROGA!

 

__ Emma o'que elas estão fazendo??? - Cora perguntou eu não posso falar mas também não posso deixar elas subirem

 

__ Emma fale logo! Quer saber eu vou lá, o fato de vocês estarem juntas podem dar ideias erradas a elas! - Minha mãe disse andando para a escada

 

__ Não você não pode!  Elas estão se beijando! Regina você foi meu primeiro beijo e eu fui o seu! Mãe você não pode ir lá! Isto colocaria em risco tudo -  Falei em desespero

 

__ Agora sim que devemos ir lá! E cora não acho que seja uma boa ideia elas dormirem na mesma casa, ela vai comigo - O'Que não pode! Isto não pode acontecer

 

__ Não ela tem que ficar aqui -  Eu falei em pânico -  Vejam tudo pode mudar se não acontece como eu me lembro e eu me lembro de ter ficado aqui! E fora que God disse que elas precisam acharem a resposta e claramente esta resposta está aqui e não em outro lugar, e elas não estão fazendo nada de errado estão apenas conversando afinal elas estão na mesma situação que apenas elas entendem -  Falei mais calma, tentando os convencer e para meu alívio Cora e minha mãe voltaram a se sentar -  Preciso falar com você a sós -  Falei para Zelena baixo quando Regina estava distraída com nossa filha mostrando um desenho que fazia com as meninas

 

__ Emma quero tirar uma dúvida com você sobre um relatório que você me mandou além de mostrar alguns gasto que não entendi também está cheio de erros ortográficos! - Revirei os olhos ela tinha que falar que eu escrevi errado não tinha outra desculpa?

 

__ Acho que minha escrita está certa! Acredito que seja você que não sabe ler! Vamos que vou te provar que você além de óculos precisa de aulas... Amor já volto -  Dei um selinho na Regina me levantei seguindo Zelena para o escritório

 

__ O'Que ouve Emma? - ela fechou a porta já me olhando

 

__ Zelena eu me lembrei de tudo é preciso de você mais antes me prometa fazer uma coisa e não questionar e depois não surta na frente de ninguém -  Ela me olhou desconfiada mas concordou fui até a mesa pegando uma caixa que eu tinha deixado ali a dois dias atrás -  Zelena me diz quando se faz um feitiço de proteção com sangues qualquer pessoa que tenha o mesmo sangue pode quebrar? - Perguntei com a caixa na mão

 

__ Sim qualquer membro da família pode quebrar -  Ela respondeu sem entender onde eu queria chegar


 

__ Faça um com seu sangue aqui -  Entreguei a caixa para ela, que ia me perguntar algo -  Lembra sem pergunta depois se eu estive certa conversamos prometo apenas faça por favor! - Ela nada disse apenas começou a fazer

 

Pov Henry

 

Quando tia Ruby me contou sobre as novas visitas eu não acreditei caramba isso é muito legal, primeiro minha irmã do futuro agora minhas mães do passado

 

Quando minha mãe Emma deu um pequeno surto eu não entendi nada então ouvi ela dizendo que precisava falar com minha tia e as duas saíram e fui atrás corri para um canto que eu sabia que tinha o duto de ventilação e que dava para ouvir tudo que falava dentro do escritório e dava para ver pela janela tudo lá dentro, não entendi oque minha mãe queria assim como eu minha tia também!!! Vi ela fazendo o feitiço depois elas saíram do escritório esperei um pouco para ninguém desconfiar quando voltei minha mãe estava com a caixa de madeira na mão

 

__ Henry achei alguns jogos na minha casa para você... Mulan acho e me entregou -  Ela me entregou a caixa, eu fiquei com raiva afinal eu tinha visto a tia Zelena fazer o feitiço eu sabia que eu não abriria ela, fiquei com ódio por minha mãe fazer aquilo! Sério que ela quer esfregar na minha cara que minha mãe não é minha mãe biológica? Eu queria chorar! Será que ela não poderia testa a coisa tinha que pedir para mim? Como ela pode fazer isso comigo?

 

Segurei meu choro iria falar com ela depois, falar o como ela me machucou com aquilo, a olhei com raiva quando fui abrir a caixa ela não podia ter feito isso, minhas mãos tremiam sabendo que eu não iria abrir a caixa sei que minha mãe é minha mãe mas saber que ela não é biológica que eu era adotado doía pois ela tinha uma ligação com a Emy que nunca teria comigo

 

Olhei para a caixa e peguei e fui abrir a tampa engulo seco querendo chorar por saber que não abriria mais então a tampa abriu, olhei incrédulo sem entender será que a tia tirou o feitiço? Mais eu vi elas saindo não tinha, olhei para minha tia que estava com uma expressão de choque no rosto, minha mãe estava com os olhos brilhando e emocionada, mais como? Se parece que minha tia não tirou o feitiço? Olhei sem entender do porque eu conseguir abrir a caixa, olhei para minhas duas mães adolescentes que estavam sentadas no mesmo lugar de antes com uma almofada no colo como eu estava no chão conseguia ver debaixo da almofada que estava um pouco elevada por conta das mãos delas!

 

As mãos delas? Elas estão de mãos dadas! Será quê? Olhei para minha mãe que vinha da cozinha com uma taça de salada de frutas com algo estranho em cima, minha mãe! Espera? Minha mãe? Eu não conseguir segurar as lágrimas mais corri até ela a agarrando e chorando

 

__ Mamãe a senhora e minha mãe! Minha mãe de verdade! Minha mãe,mãe...mãe -  Eu falava entre o choro, minha mãe me olhou sem entender nada me abraçando de volta olhando em pânico para minha mãe Emma -  Tia diz que é verdade que não estou ficando louco? Por favor? Eu ouvir a senhora e minha mãe eu vi! Diz que é real que minha mãe e minha mãe -  Eu agarrei minha mãe ainda mais chorando e pedindo para ser real que não fosse um sonho ou loucura

 

__ Henry eu não acredito que você estava ouvindo atrás da porta! Você sabe o quanto isso é errado? - Minha mãe Emma falou com a voz embargada

 

__ Eu não ouvir atrás da porta sei que é errado ouvir atrás da PORTA! Eu ouvir pelo duto de ventilação e vi pela janela e isto ninguém disse que era errado -  Pontuei para ela entre meu choro minha mãe olhava para nós sem entender, eu a apertava mais ainda nos meus braços -  Tia diz que a senhora não tirou o feitiço? Diz que é real -  Eu pedi agarrado mais. Minha mãe sentindo seu cheirinho de maçã que tanto amo

 

__ Zelena o'que Henry está dizendo pela amor de deus alguém me explicar alguma coisa...filho meu amor não chora príncipe -  Minha mãe pediu chorando mesmo sem saber


 

__ Sis tome faça um feitiço de sangue e você irá entender -  Minha tia veio com a caixa para minha mãe que a pegou sem entender

 

__ Mas.... - Minha mãe ia contesta

 

__ Faça logo Regina -  Minha tia falou sem paciência

 

__ Faça amor -  Minha mãe a incentivou a larguei ela se sentou com a caixa na mão, minha tia entregou um alfinete para ela fure o dedo e eu vi a magia envolvendo a caixa, minha mãe pegou a caixa me entregando, respirei fundo e a abrir chorando, minha mãe me olhou em choque quando a tampa se abriu eu não sabia se sorria ou chorava, não que eu não gostava do meu pai pois para mim ele sempre será isso meu pai, mas mesmo minha mãe me amando da mesma forma da minha irmã eu não me perdoava lá no fundo eu achava que por não ser filho biológico ela me amava um pouco menos afinal eu a fiz sofre muito, então ser filho biológico dela é a melhor maneira de dizer a ela que eu a amo mais que tudo, ela é minha mãe sempre foi e sempre será não importa se tenho o sangue dela ou não mais saber que eu carrego não só o amor dela mas também o DNA dela me faz a pessoa mais feliz do mundo, eu tenho duas mães guerreiras e valentes e saber que além do sangue Swan eu também tenho o sangue Mills meu orgulho não tem comparação

 

__ Eu amo vocês mães e tenho orgulho de ser um Swan Mills não só de coração e alma mas também de sangue eu amo meu pai ele sempre será meu pai, mas eu estou feliz muito feliz mamãe eu sou seu filho com todos os defeitos e qualidades eu sou seu filho mãe e tenho orgulha de gritar pra todo mundo que eu TENHO AS MÃES MAIS MARAVILHOSAS, PERFEITAS DO MUNDO EU SOU FILHO DA SALVADO COM A RAINHA - Terminei falando alto e correndo me jogando nelas

 

__ Eu te amo garoto, você é e sempre será perfeito e agora tá explicando esse seu gênio difícil e marrento -  Minha mãe Emma falou me enchendo de beijos e levando tapas da minha mãe Regina nos fazendo sorrir


 

__ Ainda não sei como é possível, sei que Emma tem muito para me explicar, mais filho olha para mim -  Olhei para ela com meus olhos cheios de lágrimas -  Eu nunca te amei menos por ser adotado se eu para para pensar acredito que é o inverso, pois veja eu te escolhi para ser meu filho, assim como você me escolheu como mãe os nossos laços foram criados por escolhas e decisões, diferente de biologia que quando descobrimos que tem um serzinho crescendo dentro de nós os amamos pois é da nossa biologia os amar, quando se adotar o amor vem de nossas escolhas escolhemos amar assim como o outro escolhe a gente para amar e isso filho é sublime -  Sorri entre as lágrimas por suas palavras

 

Pov Regina

 

Eu não entendi a reação do Henry, então Zelena me mandou eu fazer o feitiço no primeiro momento eu cogitei se eu havia errado algo, mais não errei Henry e meu filho não apenas adotivo mais biológico, ele é um pedacinho meu e da Emma, ele sorria e chorava agarrado a nós, Emma me vendo minha confusão sussurrou que não podia falar agora para não corre o risco de mudar algo, olhei para as duas adolescentes entendendo, o restante nos olhava sem entender assim como eu, não que eles não tivesse entendido o ponto principal do assunto, pois percebi tanto minha mãe quando os pais da Emma olhar as duas adolescentes que nos olhava como se fossemos loucos, eles nada questionaram pois entendia que não era o momento

 

__ Porque vocês e as crianças não vão para o jardim? Está uma linda noite -  Falei as olhando, elas não questionam parecia ficar feliz em sair, conhecendo Emma e eu acredito que se elas realmente já perceberam o'que estão sentindo ficar sozinha é exatamente o'que elas querem, principalmente a minha versão já que eu gosto e sempre gostei de analisar tudo, as crianças saíram correndo no mesmo instante em que falei até imagina a bagunça que será e a sujeira que vão ficar

 

__ Expliquem -  Minha mãe falou assim que ficamos só nós, olhei para Emma afinal ela é quem tem as memórias e não eu! Me pergunto do porque eu não me lembrar?

 

__ Eu me lembrei de tudo, eu vou conhecer o Neal no momento em que eu voltar para meu tempo ou no caso no tempo dela, mesmo sem me lembrar daqui eu vou me lembrar do fusca e é assim que vou conhecer o Neal, quando eu o vi os olhos dele me chamaram atenção, eles eram castanhos como o seus, quando Neal me abandonou e eu fui presa eu descobrir que estava grávida, lembro do médico dizendo no dia que Henry nasce que ele era um garotão que nem parecia ser prematuro já que ele nasceu de oito meses, entendam Eu só fui descobrir sobre a gravidez quando minha barriga já estava mostrando é pelas minhas contas Henry só poderia ter nascido de oito meses já que este era o tempo que eu conheci o Neal e eu não imaginativa que eu tive outra pessoa por razões óbvias -  Emma me olhou sorrindo -  Amor se eu contar o tempo em que eu te conheci e que ficamos dará praticamente nove meses exatos, mais era só uma desconfiança minha então pedir para Zelena fazer o feitiço para ver se eu está certa ou não, eu não queria dizer nada pois não quero corre o risco de algo mudar - Eu entendi afinal se mudar algo o nascimento do Henry corre risco -  Mais nosso filho ouviu tudo e acabou dando nisso aqui..Regina ele é seu filho biológico e não do Neal, você foi meu primeiro amor, meu primeiro beijo, você foi minha primeira em tudo é será minha última também -  Ela falou sorrindo me beijando
 

__ Porque eu não me lembro? Porque só você? - Eu não entendo como eu não me lembro
 

__ Eu não sei meu amor, eu me lembre apenas não sei porque! - Ela está me escondendo algo mas não vou perguntar o'que ela deve ter seus motivos -  Por isso não quero que vocês se envolvam entre eu e a Regina digo nos mais novas, não quero corre o risco de perder meu filho por vocês não concordarem com nosso comportamento -  Emma falou séria principalmente para Snow
 

__ Emma eu só...quer saber eu só fiquei preocupada afinal elas são vocês e todos sabemos como vocês não se resiste eu não ache que fosse desta forma, mas eu estou muito feliz em descobrir que vocês se amaram muito antes, você são almas gêmeas filha e posso ver como as pequenas se reconheceram, vocês se pertence é claro para qualquer um que o destino seus é ao lado uma da outra - Snow falou com lágrimas nos olhos, Snow sempre romantica, fui até ela a agradecendo e a abraçando - Cora se não se importa gostaria de ajudar você é Ingrid com o jantar -  Snow completou, mamãe apenas sorriu concordando e saíram para a cozinha, Henry não desagradou de mim ficou mais confortável se encostando um pouco deitado, adora um cafuné
 

__ Não sei como não vi que Henry era seu filho biológico ele puxou sua marrentice inteira e também sua manha - Emma falou brincando me olhou eu fiz fiz um bico que prontamente ela fez questão de morder arrancando um protesto meu pela mordida

 


Notas Finais


Eita que é so falar bomba que vcs logo vão para o lado negativo
Gente esta boma foi aquela de chocolate deliciosa sabem?

Entao oque acharam? Gostaram? Nao gostaram?

Sabe eu tenho uma teoria muito boa e quero a introduzir na conversa entre nossas musas

" Eu sempre me perguntei como vc podia amar o nosso filho, pois no livro dizia que vc seria encapas de amar depois que lançasse a maldição, mais ai depois desta descoberta faz sentindo!!! Vc quer saber o porque?"

Se querem comentem kkkkkkkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...