História O Pôr do Sol. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Família, Fantasia, Magia, Mistério, Violencia
Visualizações 5
Palavras 815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello! =3 hahhahahaha! 9° episódio!!! Lesgal!! Espero que gostem <3.
Boa leitura '-'
🐽

Capítulo 9 - O Medo Nos Persegue


Fanfic / Fanfiction O Pôr do Sol. - Capítulo 9 - O Medo Nos Persegue

(Já passaram quase uma semana e ela ainda está desaparecida... o que eu faço? Eu já fiz o que era possível, mas fazer o impossível não dá... )

*Mente Vovó Daiza off*

Daiza estava deitada em sua cama, pensando o que poderia fazer para que sua neta voltasse, ela já tinha feito praticamente tudo.

- O que eu faço? A polícia veio aqui ontem e não acharam nada de suspeito... - Disse Daiza.

5:56 da manhã. O celular toca...

*Trim Trim*

-Hã? Quem está ligando a essa hora de madrugada? - Perguntou Daiza confusa.

- Alô? - Perguntou Daiza com medo.

- Alô? Aqui é uma pessoa que sabe que sua neta desapareceu... - Disse uma voz parecida com a de um homem estranho usando um aparelho para não identificar sua voz.

- Você está com ela? Por favor me devolva ela! Por favor!! Eu te imploro! Eu dou tudo que quiser! Mas por favor não machuque-a! - Disse Daiza desesperada.

- Não, calma, eu não estou com sua neta. Só quero ajudar você a achar ela. Sou um amigo dela... - Disse a voz.

- Amigo? Ela não me falou de nenhum amigo. - Disse Daiza desconfiada.

- Deve ser porque eu que pedi pra ela não contar... - Disse a voz.

- Hmm... como você conheceu minha neta? Quem é você? - Perguntou Daiza.

- Foi em um dia na escola, ela esbarrou em mim. - Disse a voz.

- Você estuda na mesma escola que ela? - Perguntou Daiza.

- Não, não sou estudante. - Disse a voz.

- Como assim? Quem é você então? - Perguntou Daiza confusa.

- Eu sou um homem, de... ehh... 32 anos... - Disse a voz.

- Que? Minha neta não me falou de nenhum homem. - Disse Daiza.

- Você não me conhece... Mas por favor, eu estou preocupado com a Sam, quero ajudar á acha-la. - Disse 

- Como você sabe o nome da minha neta? - Perguntou Daiza desesperada.

- Eu a conheço, eu já Disse. - Disse a voz. 

- Qual é o seu nome? - Perguntou Daiza.

- Ehh... "Anônimo". - Disse a voz.

- Ok... - Disse Daiza.

- A gente pode se encontrar? Hoje ás 22:30? - Perguntou a voz.

- Bom... Vou pensar... - Disse Daiza.

*Chamada encerrada*

( Será que eu vou? Não sei... ele quer ajudar... mas, não sei se está falando a verdade...)

 - Humm... - Disse Daiza.

- Minha neta está desaparecida a quase uma semana... A delegacia não esta dando conta de acha-la... Não tenho outra escolha... - Disse Daiza.

Depois de um tempo, Daiza adormeceu.


- Vó! Me ajuda! Socorro!! - Disse Sam.

- Estou indo Sam! Estou quase chegando!! - Exclamou Daiza.

- Não vai dá tempo!! Ela está chegando para me pegar! - Exclamou Sam.

- Não! Vai dá tempo sim!! Tem que dar... - Exclamou Daiza.

Uma mulher aparece e fica na frente de Sam impedindo que sua avó chegasse na mesma.

- Ops... chegou tarde demais... mas que pena... - Disse a mulher.

- Não! Por favor!! - Exclamou Daiza derramando lágrimas.

- Não adianta chorar... você chegou tarde demais... - Disse a mulher.

- Adeus... Vovó... - Disse Sam derramando lágrimas sobre o chão.

- Não! Não!!! - Exclamou Daiza.

*pesadelo off*

- Não!!! - Exclamou Daiza acordando de seu pesadelo.

- Haa... foi só um sonho... - Disse Daiza aliviada.

Daiza levanta de sua cama e olha seu relógio...

- Queeeee? São quase dez horas da noite!! - Exclamou Daiza.

Daiza levantou-se da cama e correu para o banheiro e tomou um banho rápido.

- Como eu pude dormir tanto assim? - Perguntou Daiza a si mesma saindo do banheiro. 

*Trim Trim*

Celular tocou...

- Será que é ele de novo? - Perguntou Daiza.

- Alô? - Perguntou Daiza.

- Você já decidiu? - Perguntou o homem.

- Ehh... Sim... - Disse Daiza.

- Eu vou sim. - Disse Daiza nervosa com sua resposta.

- Ok, obrigado. - Disse o homem.

- Onde eu te encontro? - Perguntou Daiza.

- Na floresta. - Disse Daiza.

- Ok... - Disse Daiza.

- Ah, e... você tem que levar uma coisa... - Disse o homem.

- O que? - Perguntou Daiza.

- Uma faca, de preferência bem afiada. - Disse o homem.

- O que?!? Por que?!? - Perguntou Daiza assustada.

- O Medo Nos Persegue. - Disse o homem.

- ... - Daiza não disse nada.

- Estarei te esperando. - Disse o homem.

- Ok... - Disse Daiza.

Depois de alguns minutos, Daiza se arrumou e foi comer algo e pegar a faca.

- Pra que? "O Medo Nos Persegue"? O que isso significa? - Perguntou Daiza confusa.

Depois, Daiza saiu de sua casa com a faca e foi em direção á floresta.

- Olá? Alguém está aí? - Perguntou Daiza.

- Oi... - Disse um homem.

Daiza avistou um homem atrás de si. Olhou para trás e viu que estava com uma máscara que cobria seu rosto, e a mesma voz do telefone prevalecia.

- Você é o "Anônimo"? - Perguntou Daiza.

- Hahahahhaha - Riu Daiza.

- Por que está rindo?!?! - Disse Daiza.

- "Anônimo" hahahaha! Não tinha outro nome pra inventar? Hahahaha! - Disse Daiza.

- Tá me chame do que quiser então... - Disse o homem.



*Continua...*






Notas Finais


Hahahahahah! Que episódio! Obrigada por ler! Espero que tenham gostado <3. Desculpem-me por qualquer erro de português. Tchau🐽


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...