História O príncipe e a sapa - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Bakuraka, Kamijiro, Todomomo, Tokosuyu
Visualizações 19
Palavras 2.024
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


POR FAVOR não me matem devido à demora para lançar o cap
Foi meio corrido esses últimos dias, tô em semana de prova, tá tento um monte de reforma em casa e acabamos numa correria
Mas se Zubumafu (sim, tenho pacto com ele, algum problema?) e deus quiserem me ajudar, vai ter cap todo dia durante as férias
Mas para a felicidade de vocês, EU NÃO ABANDONEI A FIC
Boa leitura ;)

Capítulo 25 - Labirinto


Tsuyu On

Mais um dia chega, hoje finalmente seria o dia do labirinto, sinceramente, estou com medo, tenho medo de não encontrar Todoroki, Momo, Tokoyami ou alguém que possa me ajudar, tenho medo de não conseguir bolar uma estratégia, ou até mesmo de me sair muito machucada… me arrumei, encachei os fones em meus ouvidos e começo a escutar Galway Girl, do Ed Sheeran, uma música que me ajuda a relaxar, gruda fácil mas desgruda dificilmente, quando desci as escadas tive uma ótima surpresa. Samidare e Satsuki seguravam um cupcake, e em seguida gritaram em conjunto

- Boa sorte na prova irmãzona! - deixam o bolinho na mesa e me deram um forte abraço - detone todos!
 
- Eu vou sim maninhos! Não vou os decepcionar… - falem retribuindo o abraço

- Você nunca, nunquinha nos decepcionou, por que faria isso agora? - a mais nova perguntou confusa

-  Ela tem razão, e quando te vimos no canal da U.A ontem, na sua luta contra o cabeça de pedra e a fone de ouvido, eu pensei: poxa! Você e o cara-de-pássaro são a melhor dupla de heróis, só espero vender os bonequinhos!

- Se vender bonequinhos, compro todos! Até os daquela sombra legal… qual o nome mesmo oni-chan? - Satsuki pergunta ao outro

- E… hum… não me lembro! Eu acho que é Dark… Darf… Darth… Vader? - ele fala confuso - Darth Vader?

- Não! O nome dela é Dark Shadow! - dou um mini-peteleco na cabeça dos dois, que riem num modo travesso - preciso ir, não tem escola para vocês hoje mas a tia Sirius vai chegar daqui a pouco! Se comportem, Kero 

A Sirius é uma boa amiga minha, não tão antiga… mas é, tem olhos azuis que combinam com seu cabelo curto, também azulado, não sei seu nome verdadeiro. Sei que suas duas barbatanas são sua verdadeira individualidade, servindo como boa audição e forma de comunicação, seu uniforme é similar à uma roupa escolar, e, se fosse para apostar diria que sua idade é menor que vinte. Caminhei até a porta deparando com a azulada, não tão distante de mim, seus olhos azuis me encaravam, mas seguiram seu caminho dando para ver meus irmãos

- Eu pensei que iria cuidar de seus irmãos, não de deuses gregos da fofura! - ela diz me empurrando levemente, e começa a apertar levemente as bochechas de Satsuki - mas, Froppy, quando vai visitar eu e o capitão? É sem graça caçar bandidos sem você, e, quem sabe até participar de algumas missões… essas férias você pode vir passar no mar, com a gente!

- Eu até aceitaria, mas três criaturas não me deixariam sair, e eu não conseguiria as deixar sozinhas, bom… esses dois pirralhos e…

- Seu namorado? - ela fala parecendo uma criança, me interrompendo - a minha Froppy já não é mais a mesma

- Quem é seu namorado Oni-chan? - Samidare pergunta - você nunca nos disse sobre algo assim, ela lhe contou algo Satsuki?

- Eu não contei nada a ninguém porque não tenho nenhum namorado! - naquela hora, estava tão corada que os tomates mais maduros sentiam inveja de mim

- Tem certeza? Mas você e o cara-de-pássaro parecem se dar bem até demais… - o  irmão do meio pergunta

- Tsuyu tá apaixonada, Tsuyu tá apaixonada, foi, foi ele sim, foi Tokoyami que deixou ela assim! - todos começam a cantar

- CHEGA! - grito o mais alto que posso, vermelha como nunca - vocês passaram dos limites, pestinhas!  - aponto furiosa para eles - e você! Eu não te chamei para falar da minha vida na cara dura! Quer saber? Vou embora! Kero!

- Será que pegamos pesado mesmo, Oni-chan? Ela se chateou de verdade? - Satsuki perguntou com lágrimas em seus olhos, um pouco antes de eu sair

Sem nem dar aviso, saio de lá, o pior: não tomei café e nem peguei lanches e garrafas, minha sorte é que meu traje de batalhas está no vestiário feminino, não acredito que aqueles três, fizeram aquilo, foi tudo culpa da Sirius! Como vai ser prova, acho provável que não seja necessário levar meu material, se não, pelo menos meus livros estão no meu armário, que fica entre o de Iida e Bakugo, enfim, no final das contas, tô sem escapatória, em casa, vão ficar me shippando, no colégio, pior ainda! Pior mesmo vai ser se meu pai souber dessa história que eu tô "namorando", se isso acontecesse, aqueles pirralhos iriam me pagar eternamente! Irritada, nem notei que já cheguei em meu destino, o ginásio no qual teve o torneio desportivo estava todo decorado, fui no vestiário feminino, deixei minhas coisas e fui me vestir

- Oi! - Momo falou com um sorriso no rosto - está ansiosa, parceira? - ela falou alegre, me fazendo até estranhar

- Eu tô é com fome, meus irmãos na me deixaram comer, e sai com raiva, mas por que toda essa empolgação?

- Eu e o Shouto treinamos à noite toda, o dia inteiro até agora pouco, estou certa de que vou vencer!

- Vocês tiveram uma noite não só para treinar - falei abaixando um pouco de sua gola, revelando um chupão em seu pescoço - não é Momo? 

- Só uma troca de carícias, vai dizer que nunca fez isso com o Tokoyami? - falou ela numa voz irritante - quale! Vocês se conhecem a eras e nunca fizeram isso! 

- Exatamente… agora, vou trocar, se você deixar claro… - falei pegando meu uniforme e comecei a me trocar

- Isso está certinho demais para meu gosto… enfim, preciso dar um nó em meu cadarço! Vai que eu caio na hora?!

- Isso realmente seria péssimo, você pode me esperar Mominha? - a chamo pelo apelido - fica chato sem uma companhia!

Ela acena com a cabeça afirmando, depois de algumas tentativas vergonhosas, Momi finalmente consegue terminar seu cadarço, enquanto isso, me visto rápido, ou seja: fui eu que tive que esperá-la, fomos para a a arena juntas, ao chegar lá, entrei por uma porta, lá, estávamos no alto, havia um chão preto que nos sustentava, com alguns buracos espalhados, cada aluno caiu num rapidamente, eu respirei fundo e cai também, agora, o único problema vai ser as intensas lutas que me esperam!

- Atenção jovens! - All-Might fala - as equipes já estão decididas, grupo um: Katsuki Bakugo, Ochaco Uraraka, Yumi Aoyama, Izuku Midoriya e Toru Hakagure. Já a equipe dois: Momo Yaoyorozu, Shouto Todoroki, Tsuyu Asui, Fumikage Tokoyami e Mezo Shoji! O primeiro a atravessar a linha de partida ganhará mil pontos, e em seguida, cada um que chegar, perdera cem pontos, por exemplo: primeiro lugar, Todoroki, com mil pontos. Segundo lugar, Katsuki Bakugo com novecentos, Hakagure com oitocentos, é assim por diante… a equipe com mais pontos ganhará, mas agora, boa sorte jovens! 

Tokoyami On

Chego cedo lá e sou o primeiro a cair num buraco, isso é bom para meu plano, ué vai requer tempo, pego a sacola que escondi no interior de minha capa, assim, vou calmamente até um beco, rasgo a sacola libertando tudo o que comprei, mas, depois de um bom tempo trabalhando, estava tudo certo, me escondi numa pequena área, ali o tempo se passava mais rápido que o comum, e, rapidamente, escuto um barulho de movimento, aquilo que eu passei um tempo montando era uma armadilha, coberta de areia, que no momento que alguém pisasse, flechas iriam acertar meu alvo, além de uma bomba de tinta, caso Hagakure aparecesse

- Kero… - a primeira presa cruzava, eu, logo identifiquei o barulho: Tsuyu, como ela é da minha equipe, seria prejudicial eu atacá-la, por isso sai de meu lugar e a empurrei antes que caísse na armadilha

- Não me pergunte nada, apenas se esconda ali! - sussurro e aponto para o meu antigo esconderijo

Ela vai para lá sem hesitar, vou ao mini buraco ali perto, e continuo a assistir, ela tentava não fazer barulho, e até se saia bem, não demorou muito para passar outro barulho, ela rapidamente olhou e se virou para mim com uma cara meio apavorada, olhei para a direção do barulho, Katsuki Bakugo se aproximava, com sua individualidade, seria pouco provável que nos dois conseguisse o vencer, afinal de contas, nossas habilidades não são ofensivas em comparação com o loiro que se aproximava lentamente, estávamos feitos…

- Maldição! A Ochaco eu posso até ficar com ela na equipe, mas, o boiola idiota, Deku maldito e a vadia invisível é complicado…

Ele pisou em nosso campo minado, uma flecha passou poucos centímetros longe de sua cabeça, sua cara estava fechada, criava faíscas com sua mão, pegou a flecha e com apenas uma mão, quebrou ela no meio, naquela altura, muito provavelmente estaríamos mortos, ele finalmente nos achou, é como não somos burros, começamos a correr, e depois de meia hora de correria, nos encolhemos num canto, e começamos a ofegar, não tinha mais outra estratégia, apenas uma, mas seria muito arriscada, e precisaríamos de Yaoyorozu e Todoroki, no caso, eles estão em algum canto desse enorme labirinto, respirei fundo, e comecei a caminhar

- Vamos achar a saída, precisamos rápido… não sabemos se alguém já cruzou a linha de partida, e, nossa equipe precisa vencer

- Izuku Midoriya atravessou a linha de chegada! - Present Mic anunciou, com sua voz irritante de sempre - num prazo de quarenta minutos e trinta e sete segundos, foi o primeiro de todos!

Droga! Não somos o primeiro a chegar, e ainda, o primeiro foi da equipe adversária! Precisaríamos correr para conseguirmos novecentos pontos… corríamos como se não houvesse amanhã, até uma voz familiar anunciar, uma coisa que já aqueceu nossos corações

- Momo e Todoroki atravessam a linha de chegada juntos! Mil e setecentos pontos a mais para o time dois! Mas em compensação, Bakugo atingiu a linha de chegada também! Com setecentos pontos a mais 

Um sorriso abriu em nossas bocas, já se via uma luz forte no final do túnel, como diria alguns, claro que: fomos para lá, só lembro te ter visto Momo, Todoroki, Bakugo e Deku, tinamos finalmente chegado! Tsuyu pulou na frente, chegando lá primeiro, e ganhando seiscentos pontos, eu, ganhei quinhentos, mas logo em seguida que aparecemos, Uraraka e Aoyama apareceram, respectivamente

- Falta só a vadia invisível é o brutamontes filho da puta - falou Bakugo irritado - vejo que isso vai demorar horas…

- Cala a boca Katsuki! - Uraraka dava sermão nele - eu confio na Toru, ela é minha amiga! 

- Que seja, não deixa de ser uma vadia inútil - ele da de ombros, ignorando a namorada - de qualquer forma, preciso dela para vencer

- E que surpresa é essa? - Present Mic deixa todos atentos - Hakagure aparece, toda cheia de tinta, e logo atrás dela, Shoji

- Yes! Você chegou primeiro Toru! - Ochaco falou balançando a amiga - vamos fazer a contagem de pontos

- Time um: 1.000 + 700 + 400 + 300 + 200 é igual a 2.600, já o time dois: 900 + 800 + 600 + 500 + 100 é igual a 2.900! O time dois ganhou com 300 pontos a mais!

- Eeeeeee! - Momo e Tsuyu comemoravam a vitória

- Até amanhã alunos! Estudem para a prova escrita! - o professor de inglês continua a anunciar

- Parabéns para todos os jovens que chegaram aqui, não se decepcione se você não ganhou, o importante é tentar! - All Might falou enquanto sorria

- Oe, eu tenho uma dúvida: não era o Aizawa que deveria tá anunciando? - Momo fala confusa

- Na verdade era para ser eu e ele, mas ele acabou dormindo… - Present Mic fala coçando sua nuca

Todos riram um pouco e foram cada um para suas casas, Dark ainda estava ofegante devido nossa correria para fugir de Bakugo, e eu ainda estava machucado, porque durante a corrida, fui obrigado a esquivar de suas explosões… mas realmente, foi uma ótima recompensa termos, ganhado, fui para casa acompanhado de Shoji e Koji, nos combinamos de irmos estudar para a prova juntos amanhã 

Continua 


  

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...