História O rapaz da festa - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Amigos, Amorplatônico, Baeksoo, Baekyeol, Bebado, Chanbaek, Crush, Exo, Festa, Jardinagem, Kaisoo, Kpop, Kyungchen, Kyunghoo, Misterioso, Obsessão, Sekai, Suchen, Sulay, Traição, Tristeza, Yaoi
Visualizações 7
Palavras 2.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Resolvidos


Fanfic / Fanfiction O rapaz da festa - Capítulo 8 - Resolvidos

Lay estava pronto e saiu do quarto a passos largos, o sol tinha acabado de nascer, mas nem deu as caras devido às nuvens que enciumadas com o seu brilho o cobriram, pensamento do loiro sobre a situação. Chegou na sala de jantar e percebeu ter sido o primeiro a chegar, sentou-se e esperou pela chegada do moreno com as mãos unidas e o coração acelerado, não sabia o motivo exato, mas estava ansioso e nervoso com a situação. O moreno chegou vestido tão formalmente que quem o visse teria certeza de que ele estava indo para um bala de gala, ou algo semelhante. Sorrisos tímidos foram trocados juntamente ao brilho nos olhares, por longos segundos permaneceram em silêncio apreciando a presença um do outro e esquecerem o principal, o café. 

- Está bonito. - disse o chinês e o sorriso do coreano aumentou. 

- Obrigado, você também está. - o chinês ficou vermelho pela primeira e o coração do moreno falhou por um segundo. - Está com fome? - concordou com a cabeça e ele percebeu que esqueceu de pegar a comida, foi para a cozinha e trouxe as pressas tudo o que tinha preparado antes de ir se trocar. 

O encontro durou tempo suficiente até que os rapazes acordassem, pois nesse momento Lay foi trabalhar e Suho ficou na sala de jantar apenas para acompanhar os amigos, seu visual não passou despercebido por eles. Apesar da nítida cara de choro do trio, Baekhyun ainda estava brincalhão o suficiente para provocar Suho. Chen permaneceu em silêncio e isolado, D.O tentava se animar com a discussão brincalhona dos dois e Yeol apenas observava tudo.

 - Eu não estou parecendo um pingüim! YAH! - o ruivo riu e o moreno fez uma careta como se estivesse reclamando.

 - Pingüins são agressivos? - perguntou retoricamente e recebeu um beliscão na orelha como resposta. - AISH! - reclamou quando teve a orelha puxada. 

Chen continuava alheio e com a atenção voltada para a janela, queria evitar Suho por enquanto até que conseguisse supera-lo de uma vez. Tomou um gole demorado do café forte e sem açúcar, fez uma careta por isso e ouviu Baek citar o seu nome na conversa, virou a atenção para eles e viu o ruivo sem parar agora dando tapas no ombro de Suho que também ria. 

- Me chamou? - perguntou friamente, o que não era habitual dele e todos se preocuparam, principalmente Suho. 

- Está tudo bem? - perguntou Suho e o menor forçou um sorriso.

 - Por que não estaria? - levantou-se. - Se me dão licença. - saiu e todos se entreolharam em silencio.

 - Vai atrás dele. - disse Baek para Suho e a dupla o olhou em sinal de reprovação, o moreno então foi às pressas e assim que ele saiu o ruivo disse algo. - Estava na hora disso acontecer, só assim eles conseguem ficar pacíficos... Ou não. - deu de ombros e sentou-se ao lado de Kyungsoo.

 - Já que é assim alguém deveria conversar também. - deixou no ar e somente o ruivo capitou o encarando com os olhos semicerrados bebendo o leite com achocolatado.

 - Espero que não se matem lá dentro. - disse Yeol e o silêncio voltou a dominar o local. 

Suho entrou na sala de jogos e lá estava Chen bebendo algo que ele não conseguiu descobrir, afinal a garrafa foi jogada contra a parede e ele gritou arqueado as costas, tinha tanta raiva na voz que acabou assustando o mais velho. 

- Chen? - chamou e o mais novo o fitou em silêncio. - Sei que precisa conversar, está um pouco estranho e eu notei isso. - aproximou-se dele mas o outro se afastou e virou de costas, não queria ter aquela conversa, não tinha coragem nem de ao menos expulsa-lo dali. - Me diz o que está acontecendo que eu irei te ajudar. - riu forçado e sem humor, queria chorar e não demoraria muito até que isso acontecesse.

 - Quer mesmo saber a porra da verdade?! - semicerrou os dentes olhando-o e com os olhos cheios de lágrimas, Suho ficou confuso e o olhou ainda mais assustado. - Eu te amo, é isso! EU TE AMO PORRA! DESDE QUE ÉRAMOS ADOLESCENTES... Desde que eu te vi a primeira vez entrando na sala... - cobriu o rosto com as mãos, não conseguia mais falar devido o choro, o moreno ficou em silêncio e sem reação parado olhando-o.

 - Jongdae... - tentou toca-lo depois do que pareceu uma eternidade, mas o outro se afastou ainda chorando. 

- Me deixa em paz. - pediu com certa dificuldade.

 - Eu sinto muito, eu...

 - Não vou repetir. - virou-se de costas tentando parar as lágrimas, mas era impossível, elas caíam sem parar. Sonhou tanto com o momento que iria se confessar, no fim acabou sendo daquela forma dolorosa, era como se tivessem enfiado uma faca em seu coração e girassem ela sem parar. 

- Queria retribuir mas...

 - SOME DAQUI! - gritou quase rosnando as palavras, mas o mais velho não o obedeceu, respirou fundo e firmou a voz.

 - Kim Jongdae eu nunca imaginei que fosse agir tão infantil, muito menos por algo assim. - semicerrou os punhos e o mais novo também. - Aprenda a lidar com isso como um adulto, não é recíproco? Siga a vida e torça pela felicidade da pessoa. 

- Vai se fuder. - disse e o outro soltou um 'hã?'. 

- Não irei sair daqui até que pare com essa infantilidade. - aproximou-se dele e segurou no rosto do outro o forçando a olha-lo nos olhos. - Eu te amo, não como você gostaria mas amo, e é por isso que estou aqui conversando com você e te aconselhando mesmo que me xingue e me amaldicoe, eu sou seu amigo e sempre serei. - as lágrimas saíram mais e mais, suspirou e se abraçaram.

 - Se ele te fazer sofrer mato ele. - o outro sorriu apertando o abraço, as lágrimas molhavam seu ombro mas ele não s importava. O coração ainda doía, mas agora sentia-se um pouco melhor por ao menos continuarem a ser amigos, que o peso que carregava junto a si enfim tinha o deixado e agora poderia quem sabe seguir a vida. - Obrigado Kim Junmyeon. 

- Eu que agradeço por ser meu amigo durante tantos anos. - soltaram-se e o mais velho secou as lágrimas do mais novo que agora sorria fraco, o mais velho sorriu de volta. Baekhyun suspirou pela quinta vez, estava entediado e D.O não queria libera-lo, enquanto Yeol estava na sala jogando videogame. 

- Soo... - chamou manhoso e o amigo ignorou. - KYUNGSOO! 

- Estamos quase acabando. - disse terminando de tirar algumas fotos. - Pronto, agora vira de costas. - antes que o outro reclamasse ele começou a rir e o ruivo fez uma careta em reprovação. 

- Por que comigo e não com o Yeol? - reclamou enquanto tirava o vestido rosa e a peruca. 

- Porque você e o Suho são os únicos que ficam bem vestido de garota, e me dão seguidores. - começou a passar as fotos para o computador e o ruivo ficou atrás dele observando.

 - Ainda não entendi. 

- Já disse que pode ir, o que faz aqui ainda? - olhou para ele curioso e o amigo semicerrou os olhos. 

 - Vai aprontar com as fotos, por isso nunca me deixa ver. - disse em tom acusador e o moreno riu dando de ombros.

 - Não o culpo se pensa isso, mas não posso trabalhar com você me atrapalhando.

 - Dessa vez vai ter que me mostrar. - disse saindo a passos largos, o moreno voltou a rir. 

Sentou-se no sofá da sala e antes que pudesse admirar a beleza do maior em silêncio, uma chuva de risadas foi ouvida e ao virar viu Chen e Suho abraçados rindo de algo que não entendia. 

- Mas o que? 

- Estamos bem. - disse Chen e eles se separaram, Suho entre Yeol e Baek e Chen ao lado de Baek. 

- Isso é bom. - sorriu. 

- E você deveria dizer a verdade ao Chanyeol. - sussurrou Chen e o ruivo bufou. 

- Depois, ainda não está no momento certo. 

- Só não espere demais, pode ser que ele não goste que tenha mentido pra ele. - a culpa aumentou e ele levantou saindo dali, não tinha coragem e nem iria falar com o maior sobre. Deparou-se com Lay conversando no corredor com Kyungsoo, deu de ombros e seguiu para o lago sentando-se na beirada. Respirou fundo e abraçou as pernas escondendo a cabeça entre elas, foi então que ouviu uma voz o chamando e ao levantar a cabeça viu que era o Lay.

 - Está tudo bem? - perguntou sentando ao lado dele. 

- Não vou mentir, não está. - respondeu o olhando, precisava desabafar sobre. - O que faria se soubesse que alguém escondeu algo de você, algo que tanto queria. 

- Ficaria zangado, mas tentaria saber o motivo por isso. - respondeu franzindo o cenho inicialmente mas logo sorrindo. - Mas o que seria? Não é da minha conta, mas notei que precisa contar. - o ruivo contou tudo ao loiro, desde quando conheceu o Xiumin até o que acontecia atualmente, ocultando sobre os sentimentos de Suho e Chen. Lay ouviu tudo atentamente se preparando para aconselha-lo, mas não foi necessário, o ruivo só queria ser ouvido. 

-Obrigado. - disse e o loiro o abraçou apertado, fazendo com que se sentisse um pouco melhor. 

- Se sente bem agora? - concordou com a cabeça. - Melhor entrar, logo vai esfriar e não vai querer ficar doente. 

- Não vai entrar também? 

- Preciso terminar algumas coisas, depois entro. - sorriu de canto e os dois levantaram-se. 

De volta ouviu novamente risadas, sorriu e se aproximou do grupo notando que estavam fazendo uma guerra de almofadas. Tudo estava bem, mas o pressentimento do Lay dizia o contrário, ele só não queria preocupar os outros e por isso não comentou sobre. 

- Como ficaram as fotos? - perguntou Suho e o D.O sorriu maliciosamente, Baek o olhou fingidamente irritado.

 - Um xuxuzinho. - respondeu e recebeu um soco no ombro do ruivo, apenas riu em resposta.

 - Já tem pretendentes? - perguntou Yeol e o ruivo cruzou os braços. 

- Vários, recebi mensagens pedindo o número dela. - riram e o ruivo revirou os olhos.

 - Eles não suspeitam que eu tenho um pênis? 

- Disfarço muito bem para que não pensem que tem, mas o favorito é o Suho. - disse e o mais velho ficou surpreso abrindo um largo sorriso. 

- É claro, ele se diverte fazendo isso, eu não. - reclamou. 

- Mas você ganha uma graninha com isso. - sorriu e o ruivo revirou os olhos de novo.

 - Podemos mudar de assunto? 

- Ainda quero ver as fotos. - dessa vez era Chen falando, o menor pegou o celular e mostrou para ele. 

Lay juntou-se a eles na sala e viu as fotos também, ficou interessado no Suho sem nem ao menos saber que era ele e isso fez todos rirem.

 - Mas ela parece com o Suho, é sua irmã? - o mais velho riu e negou. 

- Sou eu. 

- Wow. - olhou de novo e comparou sorrindo. - Lindo de qualquer jeito. 

- O mesmo para o Baekhyun. - disse Yeol deixando o Baekhyun envergonhado.

 - Fala pra ele. - Lay sussurrou no ouvido do ruivo, mas o menor em resposta negou com a cabeça. - Quanto mais cedo contar melhor. - olharam-se e o loiro sorriu de maneira compreensiva. 

- No momento certo. 

- Tudo bem. 

- Estão com fome? - perfuntou Soo e todos em coro disseram que sim.

 - Suho venha me ajudar. - levantaram-se e o chinês se ofereceu para ajudar também, o que logo foi aceito. 

Na sala Baek se acomodou em Chen e evitava o máximo possível Chanyeol, sua consciência pesava cada vez mais para que contasse de uma vez, mas agora ele tinha medo da reação do maior. Chen por sua vez ainda estava triste por não ser correspondido, mas feliz pelo Suho que ele tinha certeza que deu sorte com o Lay. Kyungsoo ainda sofria pela separação, mas agora conseguia esquecer disso com a ajuda dos amigos. 

- Soo, estou preocupado com o Chen. 

- Mas vocês não conversaram? 

 - Sim, mas me preocupo com o que vai acontecer com ele depois.. Lembra que você me contou que ninguém supera o primeiro amor?

 - Não é que não supera, apenas não esquece, mas consegue gostar de outras pessoas. - sorriu e tocou o ombro dele. - Se acalme, tenho certeza que ele vai saber lidar com isso.

 - Mas... 

 - Tem que parar de se preocupar tanto, não é porque é o mais velho que precisa agir como a nossa mãe o tempo todo. - o mais velho sorriu de canto e o mais novo sorriu de volta. - Vou tentar não me preocupar tanto, mas o Baek... 

- Esse aí não temos o que fazer no momento, teremos de esperar. 

- Por que ele demora tanto?

 - Medo da reação do Yeol provavelmente.

 - O Yeol não vai ficar com raiva. 

- Não duvido que fique, até eu ficaria se mentissem pra mim. - Lembrou-se do Kai e desviou o olhar. - Mudando de assunto, viemos cozinhar certo? - Lay e Suho concordaram e botaram a mão na massa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...