História O Sorveteiro- Imagine PARK JIMIN - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Romance
Visualizações 8
Palavras 1.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo amorecos😍

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction O Sorveteiro- Imagine PARK JIMIN - Capítulo 3 - Capítulo 3

Após eu ter comido dois hambúrgueres na noite de ontem , acordei me sentindo uma baleia , levantei e fui ao banheiro, realizei minhas higiene matinais e me sentir aliviada ao entrar na banheira com água quentinha .

Desci e fui pra cozinha tomar café da manhã e encontrei apenas Namjoon na mesa.

Su: Bom dia !

Namjoon: Bom dia. - respondeu bocejando , acho que ainda estava com sono. Óbvio. 

Su: Deveria ter dormido mais , você não vai fazer nada mesmo - sorri.

Namjoon: Estar na casa de outra pessoa e fazer o que eu quero é não faz o meu tipo, acho q estou aqui por obrigação...- tomou um gole de leite

Su: hunf...- resolvi não dizer nada -  Gorete sabe me dizer do meu appa?

Gorete:  Ele não dormiu em casa senhorita. 

É chato não ter um café da manhã preparado por ele. Sem comer nada fui à casa de Tae é o chamei .

Tae: Oi , Bom dia princesa , veio tomar café da manhã comigo? - falou bocejando.

Su: Não... tô indo pra escola, você não vai?

Tae: Escola!?Que droga , tô atrasado. - disse surpres,também depois de ter comido 5 hambúrgueres até eu.

Su: Você pode levar uma detenção. 

Tae: Verdade,  faz um favor pra mim então,  diz que tive que viajar,  doação de sangue pra minha avó que tá quase batendo as bota".

Su: Hahaha,que coisa, está bem , vou dizer .

Passei na casa de Hoseok é fomos.Ao passar em frente a sorveteria avistamos Jimin. Não sei porquê diabos o meu coração começou querer sair do peito ,aqueles olhos fechadinhos , cabelos ainda bagunçados.

Jimin: Oi , Bom dia - sua expressão era de uma criança que tinha acabado de acordar.

Hoseok: Eai cabelo de tomate.

Su: Bom dia Jimin - não sei ,minha barriga tinha uma coisa estranha, tipo um frio . - Você não estuda?- o mesmo me olhou rindo - Ah! Desculpa ser tão intrometida..- fiquei vermelha. 

Jimin: Faço faculdade...  - disse sorrindo e eu concordei com a cabeça. 

Hoseok: Vamos então né.- interrompeu. 

Su: Passamos aqui na volta. 

Jimin: Vou está esperando. - sorriu e que sorriso lindo.

Juro que esse sorriso mata qualquer um , nunca vi um sorriso tão lindo quanto o dele.Fomos pra escola e contei pra Hoseok o que tinha acontecido com Tae,  ele me ajudou com  aquela "desculpa".

O dia de aula foi normal mas eu estava mesmo ansiosa para ir à sorveteria depois.

(...)

A noite chegou e meu pai me acordou , aquela namorada dele estava novamente la em baixo quando desci,  e  com malas.

Jin: Eles vão morar conosco  filha a partir de hoje . - Meu pai falou super contente.

Su: Hum.Le-legal pai - falei com um sorriso forçado e com o tom de voz tristonho. 

Namjoon: Tá vendo mãe,  por isso que não queria isso , nem eu e nem ela estamos preparados para isso.- disse insatisfeito, todos nós assustamos , o olhei surpresa assim como Seokay e meu pai.- 

Seokay: Namjoon!?- o chamou para cozinha - Com licença amor.- falou para meu pai.

Assim que eles saíram da sala meu appa começou. 

Jin: Eu não quero que nem um dos dois se sintam mal, sei seu melhor ,por mim. - disse em um tom rude , primeira vez que ele levanta a voz pra mim, meu olhos já estavam marejados , sei que não é coisa que se faça com suas duas pessoas que precisam se sentir confortáveis , mas ele poderia sem bem mais compreensível.

Seokay:  Namjoon! -chamou o garoto .

Namjoon: Desculpa senhor Jin , eu deveria agradecer mais ao invés de reclamar.- ele falou com suas mãos para trás e cabeça baixa.

Jin: Tudo bem filho, não se preocupe. - disse tocando em seu ombro .

Su: Sejam bem vindos !- abri um sorriso bem convincente mesmo sendo falso.- Namjoon? -segurei em sua mão - vem até meu quarto, quero te mostrar algo.

Namjoon: Claro - sorriu fofo mas ainda desconfortável, e então subimos.

Narradora On

Seokay: Hunf. Meu filho é um cabeça-  sorriu. 

Jin: Eles vão se dar bem,  você vai ver.- abracou a mesma.

Su ON

No meu quarto...

Su: Essa nota qui é bem mais baixa , tem que te cuidado onde usa-lá - disse tocando as cordas do violão,  tentando distrair um pouco.

Namjoon: Legal...desde quando ? - disse com um olhar encantador e ao mesmo tempo triste .

Su: Desde os 13. - sorri

( ao som de SAY SOMETHING , escutem essa música) 

Namjoon: Eu não queria estar aqui . - depois de um silencio de minutos atrás ele resolve quebrar . - Isso parece tão falso - uma lágrima escorreu pelo seu rosto , um silêncio enorme novamente predominou entre nós. 

Su: Eu...Vou se a melhor irmã que você pode ter . - abracei o mesmo - e acredite não é falso, vou estar aqui .

Senti seu coração acelerado . Namjoon é um garoto frágil,  tão sensível,  que a menor coisa podia destrui- lo . Eu não  sabia o que fazer,  só o que veio foi da- lhe um abraço bem forte e que ele pudesse se sentir protegido e confortável, que soubesse que tem  uma amiga pronta pra ouvi-lo. Namjoon tinha vinte anos , mas acho que mostrei ser a irmã mais velha , pois ele precisava.

Namjoon ON

Não consegui esconder minha tristeza,  deixei as insistentes lágrimas caírem. Su assista o fracasso de um garoto que poderia mostrar ser forte maduro , mas logo me dei deu um abraço,  abraço esse que me fez chorar ainda mais . Sei que estava seguro,  ela estava sendo nesse momento minha noona. 

Como eu sou idiota em deixar me abalar por uma coisa dessas,  eu nunca aceitei outro homem ocupando o lugar de meu pai , mesmo que Kim SeokJin seja um bom cara , eu sinto falta do meu pai. 

Ele se " suicidou " como todos pensam , mas a verdade é que ele foi vítima de uma tortura tão cruel que nem eu mesmo aguentaria. 

Meu pai tinha recebido uma herança muito grande de meu avô que havia falecido , eram milhões,  ele era dono de uma das melhores empresas de jogos de Seoul,  minha mãe ao saber resolveu fazer de tudo para tirar tudo o que ele tinha , ao ponto de colocar a seguinte decisão. 

PRIMEIRO: Ele teria que assinar um papel deixando toda a herança no nome dela , e teria que se jogar do alto de nosso prédio. 

Ou...

SEGUNDA: Eu morreria. 





~Continua '












Notas Finais


Bye♡
A partir daqui as coisas vão começar a ter um esquenta hahahaha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...