História O teu sabor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Hentai, Imagine, Imagine Jimin, Jungkook, Maknae Line, Park Jimin, Romance
Visualizações 565
Palavras 2.887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cada dia mais animada com essa história <3
Desculpa qualquer erro, escrevi uma parte pelo celular

Capítulo 5 - Paralisada e Assustada


Fanfic / Fanfiction O teu sabor - Capítulo 5 - Paralisada e Assustada


Não John, não era você. Eu estava tremendo e conseguia ouvir as batidas do meu coração disparado. 
"Tá gostando né safada?" John sussurrou no meu pescoço
Gostando do que cara ahaha você só chupou meu pescoço até agora, nem estava fazendo nada de mais para me chamar de safada. Afastei ele calmamente e indiquei para o meu copo.
"Vou pegar algo para beber" eu disse apontando para o copo vazio
"Eu vou junto" ele sorriu
"E também vou ao banheiro" falei arruinando meu kimono
"Posso ir tbm" ele piscou
John querido uns dois minutos atrás eu até pensaria nisso, mas agora nem vai rolar não.
Dei risada do comentário dele para descontrair.
"De boa, também preciso encontrar uma amiga. A gente se vê" pisquei para ele e fui em direção ao banheiro. Lavei as mãos e o rosto. A pegada do John não deixou marcas, ele parecia tão fraquinho agora e notei que eu só tinha ficado com ele por carência mesmo. Fui até o bar e peguei o mesmo drink, encostei ao lado de May numa parede no lado mais vazio do clube. 
"Sabe como faz para subir lá?" Perguntei
"Pagando" ela falou desanimada
"Quanto?" Estava ponderando 
"Bastante" falou mal humorada. Nossa o que tinha dado nela. "O que foi?"
"Nada" fechou a cara e engoliu a bebida em seu copo. 
"Viu a Elena?" Perguntei
"Na real vi ela lá em cima" 
Ah Elena se você sabia que ele viria aqui e não me falou vou ficar muito nervosa. Tudo bem ela não pedir autógrafo, mas ao menos comentar sobre o fato do meu ídolo estar na mesma balada que eu não faria mal.
Fui até a ponta da escada que dava para aquele andar e um segurança me barrou. 
"Essas área foi fechada" Falou educadamente 
"Como assim fechada?"
"Foi reservada, só convidados sobem" explicou
"Reservaram todo o andar?" Perguntei chateada
"Sim"
Vi uma garota descer as escadas rindo muito e seu rosto me era familiar. Mas não soube de onde... Ela ouviu alguém chamar e subiu de novo.
"São pessoas muito ricas?" Perguntei, o segurança não parecia nervoso comigo ali.
"É... Não só" comentou olhando um homem se aproximar "fica desse lado" ele apontou para a esquerda dele, eu estava bem na frente da escada.
O homem era muito magro e estiloso, estava de calça preta e uma camisa brilhante escarlate que combinava com seus cabelos também em chamas. Estava com uma gargantilha preta e brincos de prata. Ele tirou os óculos e olhou para o segurança.
Abri minha boca automaticamente, era o BamBam, mas minha boca abriu ainda mais quando vi Yugyeom que chegou correndo com uma garrafa nas mãos. 
"Há!" Ele gritou pegando BamBam pelo pescoço "vamos" 
O segurança acenou e liberou a entrada para os dois. Eu só observei. Agora entendi tinham pessoas famosas naquele andar. Sempre imaginei que os idols eram próximos, mas não pensei que eu fosse encontrar a galera reunida festejando na balada. Isso me fez pensar quem mais estaria ali e como a Elena subiu.
Ainda nas escadas BamBam viu alguém do grupo e subiu correndo. 
Fui para uma área mais silenciosa e liguei para a Elena. Senti dois dedinhos cutucarem meu ombro e me virei para ver May. 
"Vou embora" parecia chateada
"Não me deixa!" Cancelei a chamada. Não queria ver ela assim "a Elena me largou, não faz isso também" peguei a mão dela e a arrastei para a pista de dança tentando animá-la. May estava meio para baixo hoje. Começou a tocar All that matters e eu olhei para o outro andar. 
Jimin surgiu no meio das luzes andando na direção da grade e passando as mãos pelo cabelo. Não sei se foi alguma disfunção do meu cérebro ou algum super poder dele, mas jurava que estava em câmera lenta. Ele se inclinou na grade e ficou observando as pessoas. Minha respiração vacilou e meu olhar encontrou o dele. Ele não desviou e nem eu, nem dançava mais, fiquei parada. May puxou minha mão interrompendo o contato visual indo em direção ao bar. Quando olhei de novo ele estava conversando com um amigo.
Quando chegamos ao bar senti alguém se chocar contra mim e vi que era a Elena. Ela estava muito suada, respiração alterada e bochechas vermelhas. 
"Oiiiiiiiiii" ela falou arrastado. Estava um pouco bêbada.
"Mano onde você estava?"perguntei meio brava
"Você tá perguntando muito por onde eu tenho estado quando isso nem importa tanto" respondeu sorrindo piscando para o barman que entendeu rápido e trouxe outra bebida para ela.
"Você não responde" percebi May cabisbaixa e me senti mal por ela não estar curtindo "você sumiu, nem parece que veio com amigas"
"Você também não pareceu quando se atracou com o John" dei risada do comentário dela
"Você estava se atracando com alguém?" Perguntei piscando
"Então..." Ela começou e eu arregalei os olhos "não me atraquei, mas dancei com uma pessoa"
"Só isso Elena" bufei 
"Ele dança muito bem" ela comentou com os olhos meio vagos e já percebi que estava viajando na lembrança
"Pegou o telefone pelo menos?" Perguntei sorrindo para May tentando inserir ela na conversa
"Eu já tinha o telefone dele" ela comentou sorrindo
"EU SABIA QUE VOCÊ IA ENCONTRAR ALGUÉM AQUI" gritei
"Sabia como?" Ela perguntou rindo "E não combinei de encontrar ele aqui, foi uma coincidência.
Sei… 
"Ah Elena até parece..." 
"É sério, ele me encontrou quando eu fui lá em cima no banheiro… Cara subi as escadas sem nem perceber que era uma área fechada" Ela gargalhou "Se não fosse por ele os seguranças tinham me arrastado de lá, maior mico"
Fiquei com inveja de não ter consegui subir aquelas escadas também, mas peraí 
"Ele estava lá em cima?" Perguntei de novo "Ah sua vaca, você ta saindo com cara famoso agora" 
"Não! Ele também subiu por engano" ela disse fechando um pouco a minha frente deixando May ainda mais isolada, inclusive, May incomodada com isso, bufou e foi em direção ao banheiro
"Fica quieta" Elena cutucou meu cotovelo "Depois reclama que eu não falo as coisas" 
"É a May..." 
"Eu não conheço ela, cuidado para quem você fala as coisas, aqui qualquer coisa pode virar escândalo" ela falou baixo no meu ouvido
"Calma, você já disse que ele não é famoso, não vai dar nada" Bebi um pouco da bebida dela. 
"Tive que falar né..." ela disse isso chamando minha atenção, então ele era famoso. Mas antes que eu voltasse a interroga-la, outra movimentação captou meu olhar. Na verdade o meu não foi o único captado, várias meninas próximas do bar focaram suas atenções no grupo que homens que desceu as escadas. 
Eles eram tão estilosos e charmosos que já era o suficiente para chamar muita atenção, mas a questão era outra, apenas BamBam, Yugyeom, V, Jungkook e Jimin desceram as escadas. APENAS.
V e BamBam usavam óculos escuros, mas ainda era possível reconhecer eles. V usava uma camisa da Gucci com detalhes florais escuros e calça branca. Jungkook usava uma calça jeans muito justa, camiseta preta e uma jaqueta de couro. Ele estava com um braço ao redor de Yugyeom. Jimin andava com a feição séria, passando na minha frente a poucos metros. 
Sempre achei que eu seria capaz de fazer alguma coisa, seja falar, me jogar, beijar ele loucamente, pedir um autógrafo que fosse ou só dizer para ele o quanto era importante para mim, o quanto eu o admirava. Mas nada, não consegui fazer nada, estava paralisada com as pernas tão bambas que se eu me mexesse provavelmente cairia no chão. Fico pensando como seria se eu realmente tivesse subido, teria sido um mico gigante. 
Eles se encostaram no bar fazendo um pedido grande de bebidas. Tentei me acalmar, mas nada, meu coração só batia mais forte e mais rápido. Notei que o Kook olhava para mim, ou melhor, na minha direção mas não exatamente para mim e sim para a Elena que sustentou o olhar dele. Só pela intensidade dessa troca de olhares entendi bem o que estava rolando ali entre eles. Caramba Elena, como isso aconteceu?
"Elena" Falei e ela murmurou parecendo um pouco em transe "Vamos até eles..."
"Não dá" Ela respondeu ríspida "Sério, vou ter outra chance de te apresentar para eles, mas não me faz ir até lá agora não" Ela estava meio nervosa e bastante corada. 
"Promessa é dívida" falei em seu ouvido
"Eu não prometi" Ela deu risada 
O olhar do Jungkook nela era tão forte que eu sentia a energia emanada em mim, mesmo não sendo o centro das atenções dele. Elena olhou para baixo.
"Vamos lá fora, alguma loja de conveniência..." Ela falou e eu fiz um bico. Jimin estava ali pertinho de mim e ela queria que eu apenas saísse. Mas os olhares do kook estavam deixando ela muito agitada e constrangida."Por favor" Ela pediu com voz de piedade e eu não resisti. 
Caminhamos juntas até a porta da balada e o contato visual do kook prosseguiu até o instante que ela deixou o ambiente. Nesse mesmo segundo em que pisamos fora da balada Elena puxou uma grande quantidade de ar enchendo os pulmões e soltando lentamente. O segurança até achou que ela estava passando mal. Ela inclinou o corpo para frente puxando ar cada vez mais exasperada, até que estava ofegante. 
Coloquei minhas mãos nas costas dela e ofereci uma água que estava na bolsa. Ela pegou e bebeu tudo que tinha. Ao levantar o rosto percebi que estava ainda mais vermelha do que parecia, a iluminação da balada não me deu a chance de reparar nisso tão bem. Ela viu a porta se abrir e pegou na minha mão saindo correndo. Acompanhei ela sem entender e logo estávamos gargalhando pelas ruas. Achamos uma loja de conveniência e ela entrou. Antes de prosseguir, olhei para a porta da balada e vi um grupo de jovens fumando. Acho que Elena pensou que fosse outra pessoa saindo de lá. Entrei e procurei por ela no meio das prateleiras de coisas. 
Elena estava na sessão de doces. Ela tinha o forte hábito de comer doces quando estava nervosa. Coloquei minha mão no ombro dela e a puxei para um abraço.
"Você tem muito para me falar hein" Balancei ela que parecia uma boneca "Que tal já começar?" 
"Em casa eu falo..." Ela disse tentando se soltar do meu aperto "Não vou comentar disso em público" Ela estava realmente preocupada se alguém iria ouvir e descobrir das peripécias dela com o Kook.
Isso me fez lembrar da May que ficou sozinha na balada. Liguei para ela.
"May eu sai..." 
"To chegando em casa amiga, não se preocupa" ela disse me cortando no meio da frase
"May não, mancada" eu estava preocupada com ela
"Você achou a Elena, não estava mais sozinha" Ela estava calma apesar de parecer chateada 
"Mas não é assim que funciona, eu queria você aqui" Me preocupei com ela pois a noite toda estava quietinha, desmotivada… Ela tinha uma autoestima baixa, queria ao menos tentar fazê-la pensar diferente "A gente podia fazer alguma coisa amanhã depois do curso"
"Sim" respondeu mais animada "Vamos ver como estaremos amanhã depois do curso"  
Desligamos o telefone e voltei para a Elena que estava no caixa. Peguei uma cerveja. Ela se sentou na calçada da rua e eu pouco depois me juntei a ela.
"Quer ir para casa?" Perguntei abrindo a cerveja
"Você é ansiosa né?" ela sorriu mordiscando a barra de chocolate
"Não, é que você ta meio estranha" Era em partes mentira, eu estava doida para ouvir aquela história
"Eu to estranha mesmo" Ela suspirou. Parecia estar chateada consigo mesma. 
Ficamos em silêncio olhando as ruas ficando mais desertas a medida que os minutos passavam. 
No final da rua a porta da balada abriu e duas pessoas saíram dela. Elena tremeu por um segundo, mas relaxou quando viu que era o V e o BamBam. Eles cambaleavam pela rua parecendo ainda mais bêbados do que estavam, gritavam a letra de uma canção antiga. Cada vez mais próximos eles estavam a caminho da loja. V passou por nós e bagunçou o cabelo da Elena, brincando com ela, e eu fiquei surpresa com a intimidade deles.
"Hey narizinho" ele disse enquanto fazia o carinho nela, depois olhou rapidamente para mim e deu uma piscadela antes de entrar atrás de BamBam.
"Ta assim já?" falei bebendo a cerveja e ela fez uma careta 
"Tae é assim mesmo" ela terminou a barra de chocolate e fez outra careta por conta disso
"TAE É ASSIM MESMO"gargalhei  "Ta íntima já, pode tratar de facilitar meu caminho até o Jimin" 
"Meu deus você só pensa no Jimin, o dia que você ver todo o grupo de amigos deles reunidos vai esquecer dele rapidinho" Ela limpou uma das mãos no vestido branco enquanto falava
"Não vou esquecer até sentir a língua dele dançando pela minha boca" falei com uma voz maliciosa 
Elena se arrepiou forte e olhou para o lado. 
V e BamBam saíram da loja com uma sacola de snacks.
"Vamos subir lá Elena" Comentou V 
Meu coração disparou, mas Elena já estava negando com a cabeça
"Não, valeu Tae, to mega cansada..." 
"Ta cansada mesmo?" Ele sorriu
"Sério, já vamos pedir um táxi para ir para casa" Ela apontou para o celular
"A gente combina outro dia" Ele piscou para ela e acenou para mim, BamBam apenas acenou para nós duas.
"Você sabe que eu queria subir" falei empurrando ela para o lado
"Eu sei, mas já disse que vai ter outro dia, não quero ir lá hoje" Falou se levando e mexendo no celular, ela estava mesmo pedindo um táxi.
"Quero só ver… Porque você não quer voltar para lá?" Perguntei me levantando também
"Você não é tão burra assim" ela disse colocando o celular na bolsa após ter chamado o táxi pelo aplicativo "porque você acha?" Estava nervosa
"Quero ouvir da sua boca e com detalhes porque minha imaginação é bem fértil" dei risada da agitação dela
"Eu vou contar, mas não garanto detalhes... Eu tbm não guardo as coisas tão minuciosamente na minha cabeça..." Deu de ombros
O táxi chegou e fomos para casa. O celular dela não vibrou durante o percurso, mas vi que ela ficava olhando uma mensagem. Me senti mal de novo por ler o texto, mas foi algo difícil demais de controlar. 
De: GoldenLoser
Mensagem: Não faz isso, me retorna quando der/quiser

Elena pendeu o celular para o meu rosto mostrando melhor a mensagem, mas já tinha lido tudo.
"Não vai responder?" Perguntei calmamente embora estivesse fervendo de curiosidade
"Não... Agora não... Não sei" ela estava confusa e bateu uma das mãos na cabeça 
"Acho que você devia ligar para ele amanhã... Se aconteceu o que eu acho que aconteceu você não pode fugir dele assim"
"Como assim o que eu acho que aconteceu?" Ela riu "o que acha que aconteceu?"
"Não tô dizendo que eu sei o que aconteceu entre vocês no andar de cima, mas tá na cara que você fugiu dele correndo e não falou nada... Também fica claro que ele desceu por causa disso" enquanto eu falava ela deitou a cabeça no meu ombro "outras pessoas viram o que rolou... Entre vocês... Antes de você sair correndo?" 
"Jimin viu" ela falou baixinho
"Huuum" só de lembrar do Jimin lá, tão bonito, tão sedutor... Perdi o fio do raciocínio
"Eu não transei com ele! Se está pensando isso esquece" ela falou levantando o rosto
"Não pensei isso" dei risada da reação dela "acho difícil você deixar alguém te deflorar na balada" 
Ela fez uma careta brava
"Quem disse que seria isso?" Falou com um bico enorme
"Ah! Achei que fosse, você não fala nada..." Voltei a atenção para meu celular embora ainda achasse que ela era virgem
Ela olhou de novo para a mensagem e mandou algo para outra pessoa. Me inclinei mais pra tentar ver, mas ela guardou o celular antes que conseguisse. Ao chegarmos em casa ela foi correndo para o banheiro, nem falou nada. Pelos barulhos estava tomando banho. Fui tomar meu banho também. 
Não conseguia tirar o Jimin da cabeça, pensar que ele estava tão perto, quase podia sentir o perfume dele. Queria matar a Elena por não ter subido a hora que o V chamou, mas ao mesmo tempo comecei a me questionar se eu realmente conseguiria fazer alguma coisa ou se ficaria apenas parada como no bar. Grande atitude a minha...
Sai do banho com a toalha enrolada no cabelo e uma camisa gigante do pikachu.
Olhei pelo vidro da varanda o outdoor do Jimin que agora estava finalizado com a imagem de todos. Fiz um chá de frutas vermelhas para nós duas e me sentei na bancada esperando por ela. 
Elena apareceu com os cabelos molhados e rosto limpinho, a mancha no nariz dela estava mais clara. Sua camisola branca dava a ela ainda mais cara de boneca.
"Senta aí e começa"
P.O.V ELENA
Não acredito que ele joga Overwatch, estávamos igual idiotas parados no meia da calçada. 
"Eu sou muito viciado" ele disse mostrando o molho de chaves, que provavelmente eram da casa dele, com um chaveiro da Pharah. 
"Não mais que eu" ri levantando a barra da minha calça e mostrando a meia do McCree. Ele sorriu muito e me pegou pela mão 
"Vamos jogar é agora!" disse a caminho do carro.


Notas Finais


É isso pessoal :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...