História Old days


Escrita por: ~


Sinopse:
As vezes, pego a mim mesma relembrando-me de minha infância, e o quão desesperada eu era pra crescer. Tenho lembranças vagas de quando era criança, apenas lembro que adorava brincar de boneca sozinha, sendo ignorada pelos demais. E agora, eu finalmente cresci, tendo a idade que antes ansiava ter. Caralho, onde que deu tudo errado?
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 23
Favoritos 4
Comentários 4
Listas de Leitura 0
Palavras 305
Terminada Sim
Categorias Originais
Tags Automutilação, Crítica Social, Desabafo, Ilusão, Infância, Juventude Perdida, Weirdlittlegirl

Fanfic / Fanfiction Old days
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Droubble, Musical (Songfic)
Avisos: Adultério, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Self Inserction, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Juventude perdida
4
23
305

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~D4rky
Capítulo 1 - Juventude perdida
Usuário: ~D4rky
Usuário
CARALHO QUE PISÃO MANO
SOCORRO QUE EU TÔ ATÉ TORTO AQUI

Quando eu era criança ansiava pela adolescência, queria crescer logo. Me lembro até hoje de um desenho que fiz na Época; meu eu do presente daquela época, de cabelos aos ombros com roupa infantil ;meu eu do passado, um bebê; e meu eu tô futuro que seria eu atualmente. O eu que tanto ansiei ser tinha cabelos longos e trancados, além de um corpo magro e esbelto. Saia pra festas, tinha vários amigos e era popular, tinha uma vida legal. Agora olha só pra mim; uma bola de gordura asocial cheia de espinhas com um cabelo lambido na altura da nuca, nunca o que sonhei ser. Detesto profundamente o que me tornei e por isso tenho medo da vida adulta; também ansiava e ainda anseio por um "ideal"

Quanto aos outros, pouco me importam o que se tornaram o deixaram de ser tornar, já não ligo pra eles da mesma maneira que não ligam pra mim.


Parabéns pelo Drabble, ele ficou muito bom! Mostra nada mais nada menos do que a realidade é; triste destruidora de expectativas.