História Once Upon a time - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Fluffly, Magia, Taekook
Visualizações 53
Palavras 6.100
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores ^^
Separei o último capítulo em duas partes já que ele ficaria grande demais e poderia se tornar cansativo.
Gostaria de agradecer á @togeworl por esta capa maravilhosa <3
Espero que gostem
Boa leitura!

Capítulo 3 - Era uma vez - Parte um



 Era evidente para todos sentados á mesa o desconforto do garoto de madeixas negrumes que estava com um enorme bico entre os lábios, a face retorcida em desconforto, testa franzida e braços cruzados na altura do peitoral faziam os três presentes acharem extremamente fofa a postura zangada do mais novo.

A comida intocada se encontrava no prato de porcelana branco com pequenos detalhes em dourado feitos a mão, vozes animadas preenchiam o recinto, porém a atenção do acastanhado estava naquela criança extremamente emburrada com sua presença.

Não entendia de fato o que tinha feito em um período tão curto de tempo para aquele garotinho o fuzilar com aquelas orbes escuras e amendoadas.

Para o casal que observava a cena de fora juravam que viam faíscas saírem dos olhos enraivecidos de Jeon, não compreendiam o mau humor repentino do amigo. Taehyung era uma pessoa gentil até tentou uma aproximação com Jungkook que rapidamente foi afastado pelo menor.

Não entendiam o porquê de tanto ódio direcionado á um homem tão radiante, as conversas do Kim eram sempre bem desenvolvidas e que abordavam assuntos realmente interessantes. Além do mesmo entreter o casal de amigos com seus diálogos ainda continha uma belíssima voz minimamente rouca.

O Kim era o vizinho perfeito, legal e divertido, daqueles que você quer poder chamar para um almoço todo o domingo e exibir para todos do condomínio que não tem uma velha chata e ranzinza morando ao lado de sua casa ou uma curiosa que fica vinte e quatro horas plantada na porta de seu próprio apartamento para ver qualquer movimentação humana de frente a sua residência.

Rapidamente todos se encontravam na sala de estar sentados dispersos pelo cômodo, mas assim como no jantar a conversa prendeu os três mais velhos os fazendo perder a noção do tempo.

O castanho já se despedia dos vizinhos prometendo que iria jantar novamente naquele lar devido á insistência do casal.  Despediu-se do garoto, porém foi ignorado pelo menino de pouco tamanho que apenas lhe lançou um olhar feio e em passinhos curtos, contudo firmes andou em direção ao corredor onde continha quatro portas e entrou na primeira a direita que era a do seu quarto.

Assim que escutou a porta da frente ser fechada não demorou muito para que duas figuras raivosas passassem pelo batente da porta de seu quarto.

— Qual é o seu problema Jungkook? — Questionou o Park com um tom de voz sério enquanto cruzava os braços na altura do peitoral.

– Nenhum — Respondeu simples irritando o agora mais velho. Podia jurar que viu fumaças saindo de ambas às orelhas de Jimin assim como tinha visto em um desenho animado no dia anterior.  Por mais que o loiro tentasse parecer um adulto responsável dando uma bronca em uma criança desobediente se assemelhava mais á um bolinho de arroz com feição emburrada o que fez o moreno dar uma gargalhada alta ao imaginar realmente tal cena.

— Yoongie ele ta rindo de mim! — Acusou o outro chacoalhando o braço direito do namorado para que esse tomasse uma providência.

— Sabe o que acho? — Começou a dizer o esverdeado atraindo os olhares curiosos para o seu ser — Que o Jungkook só tava agindo assim com o Tae por que ele o achou gato demais e tá querendo pegar, mas nessa situação atual — Apontou para o dito cujo que carregava uma expressão incrédula no rosto — Ele não passa de uma criança, então logicamente está afastando o bom rapaz de si — Finalizou seu argumento com um sorriso gengival satisfeito no rosto.

— O que?! Não! — Se opôs o baixinho com uma careta de desgosto — Eu só não fui com a cara dele — Defendeu-se enquanto procurava seu celular naquele monte de ursinhos espalhados em sua cama.

— E eu sou o papai Noel — Respondeu o Min enquanto olhava para o namorado que continha uma expressão pensativa.

— Faz todo o sentido amor — Concordou o Park enquanto batia palminhas — Ele tá com medo de que acabe gostando do Taehyung — Comentou antes de encarar Jeon com um sorriso malicioso.

O moreno continha uma face completamente envergonhada, sua pele pálida continha um tom rubro em ambas as bochechas, o cenho levemente franzido evidenciava o desconforto com a frase que fora jogada ao ar, a boca estava minimamente aberta o que demonstrava oposição do outro contra os pensamentos do Park e por fim a testa que continha um brilho peculiar indicando o nervosismo do mesmo.

— Viu ele até perdeu a fala — Exclamou o loiro apontando para Jeon que passou a piscar freneticamente.

— Okay, ele ta atraído pelo bonitão, mas não sabemos se ele é comprometido — Ressaltou o Min enquanto levava a destra ao queixo sendo apoiada pelo outro braço em sinal de reflexão.

— E-Eu não... — Fora interrompido por Jimin que saltitava ao lado de Yoongi querendo falar.

— O jantar! — Comentou em tom mais alto atraindo o olhar confuso do namorado — Nós descobrimos no jantar que o chamamos pra vir aqui — Disse orgulhoso de sua idéia genial enquanto lançava um eye smile para Jungkook que o encarava com ódio. — Não se preocupe Kookie, nós iremos desencalhar você! — Comentou com um tom doce, porém seu olhar e sorriso agora direcionados ao pequeno eram considerados maléficos pelo moreno.

— Eu não to encalhado! — Esbravejou antes de arremessar seu ursinho do Homem de Ferro em Jimin que desviou facilmente resultando em uma carranca na face do menino.

— Qual é Jungkook! Sem querer ofender, mas você é uma criança. A não ser que a gente encontre um pedófilo que não sabe da sua atual situação, você vai ficar um bom tempo sem o Oba-Oba — Comentou o Min com o tom de voz sério fazendo o Jeon suspirar cansado.

— Vocês só podem estar brincando — Comentou desacreditado apoiando a canhota na testa.

— Pensemos pelo lado bom, nós atraímos o Tae pra cá e o deixamos com você. Obviamente você irá mudar e ele vai notar — Destacou os fatos — Explicamos a situação e ele se dá conta de que existe um adulto nesse corpinho de bebê — Comentou por fim o loiro.

— Eu não sou um bebê! — Esbravejou enquanto um enorme bico adornava ambos os seus lábios, cruzou os bracinhos na altura do peitoral e fechou ainda mais a cara o que resultou em risadas nada contidas de ambos os amigos.

— Parem de rir de mim seus escrotos! — Falou mal de ambos os amigos que cessaram as risadas na hora.

— Não interessa o que você acha. A idéia é um pouco maluca confesso, mas acredite na gente Taekook vai se tornar real! — Disse o esverdeado enquanto lançava um sorriso gengival para o garotinho.

— Eu tenho dó do Taehyung por não perceber que vocês dois são idiotas — Falou o menor franzindo o cenho — Taekook? — Questionou olhando para os dois homens a sua frente.

— Taehyung e Jungkook. Tínhamos pensado em KookTae,mas notamos que o inverso ficaria mais fofo — Explicou Jimin enquanto sentava na cama ao lado de Jungkook.

— Vocês só podem tá zoando com a minha cara! — Esbravejou o mais novo — Não faz nem um dia que o cara se mudou pra cá e vocês já tão fazendo apelidinhos de casal! — Ressaltou o mais novo — Isso é doentio! Parecem aquelas fangirls de grupos que ficam shippando os rapazes. — Disse por fim.

— Como é que você sabe disso, Kook? — Questionou Yoongi com um tom brincalhão em sua voz.

— Ele é o shipper número um de ToShin — Explicou o loiro levando um tapa na nuca de  Jeon vendo o olhar perdido de seu namorado — Sabe aquele anime para garotas que tem dois personagens masculinos? — Comentou tentando dar uma referência ao Min que mesmo assim não entendeu nada. — Como era o nome? Tinha alguma coisa a ver com perda de memória — Disse enquanto segurava ambos os pulsos de Jungkook que tentava bater no rapaz — Amnésia? Isso, Amnésia! — Exclamou ao se lembrar do nome o que resultou em resmungos do moreno — Lá tem dois personagens Shin e Toma, ele me obrigou a assistir apenas para poder comentar dos dois comigo — Zombou o Park começando a rir e sendo acompanhado por Yoongi que estava desacreditado de um ato desses vindo de Jeon. — Ele também é uma das fangirls que ficam shippando os rapazes de grupos — Revelou Jimin antes de rir tanto que até mesmo soltou os pulsos de Jungkook que pulou em cima dele lhe batendo.

— Você prometeu que não ia falar pra ele Jimin! — Choramingou o menor enquanto era tirado de cima do Park que lhe lançava um sorriso divertido.

— Então é verdade — Zombou o Min enquanto jogava o menor sem delicadeza alguma na cama, afinal era o seu melhor amigo ali naquele corpo frágil. Ele aguentava um empurrão.

— Sabe amor bem que podíamos deixar o Jungkook assim nessa forma infantil. Os socos dele não doem mais — Segredou o Park para o esverdeado, porém o moreno também escutou logo arremessando todas as pelúcias que se encontrava em sua cama em ambos os amigos que aos risos saíram do quarto.

— Idiotas! — Berrou o garoto com o rosto vermelho devido sua raiva.

 

 

 

☆☆☆

 

 

Haviam se passado três dias e nesse mesmo período Jeon ao menos saiu corretamente de seu quarto. Estava com certo borbulhar em seu estomago que deduziu ser medo de sair do mesmo e encontrar um acastanhado sentado no sofá da sala rindo com o casal de amigos.

Já estava de noite por volta das oito horas quando escutaram batidas na porta e logo vozes preenchendo a sala.

— Kookie — Escutou a voz de Satanás -  como apelidara o amigo loiro - lhe chamando para ir de encontro aos três “mais velhos”.

Bufou antes de revirar os olhos e sair de sua zona de conforto — seu próprio quarto — e andar em passos lentos e curtos até a sala onde teve a visão de um acastanhado com um enorme embrulho em mãos.

— Olá Jungkook! — Cumprimentou o Kim sorrindo gentil para o moreno que não o retribuiu. Sob os olhares ameaçadores respondeu o mais velho com desdém. — Eu te trouxe um presente — Afirmou com uma animação maior do que a dos outros dois que se encontravam atrás observando a interação do que eles chamavam de shipp supremo. Precisava de amigos novos, precisava rapidamente. — Jimin e Yoongi me disseram que você gosta de mangás — Comentou atraindo o olhar dos outros três presentes — E principalmente de Death Note. Bom, eu trabalho com o meio de animações e um amigo meu produz bonecos de colecionadores. — Disse antes de entregar o embrulho ao mais novo que o encarou surpreso.  

Pegou o embrulho em tom azul com pequenos carrinhos vermelhos distribuídos pelo mesmo. Olhou para a face animada do outro que havia agachado em sua frente para apreciar mais de perto sua reação ao se deparar com o que estaria dentro do embrulho. Os olhos cor de avelã estavam com um brilho diferente reconhecido por si que parou mínimos segundos parar encarar aquelas orbes hipnotizantes. Sentiu aquele mesmo revirar em sua barriga franzindo o cenho em confusão. Prendeu a respiração ansioso surpreendendo-se pela importância que estava dando em um simples ato. Soltou delicadamente o laço em tom azul bebê que o acastanhado rapidamente segurou para facilitar as coisas.

Com as mão trêmulas abriu o embrulho revelando uma enorme caixa em tom negro que mais se parecia uma maletinha. Sua boca transformou-se em um “O”. Dedilhou aquele tecido que compunha a pequena maleta logo constatando de que o pano era realmente macio. Sentia os olhares em seu ser e ficou ainda mais incomodado, já não bastava àquele cara estar lhe observando bem de perto ainda tinha dois curiosos com sorrisos de orelha em orelha. Bizarro — Pensou ao olhar para a face dos amigos que lhe encaravam.

Entregou o embrulho para o acastanhado que pegou rapidamente. Destravou o objeto logo o abrindo e tendo a visão de quase todos os personagens de seu anime preferido.

O protagonista Light Yagami ou Kira, como preferir chamar estava com o mesmo terno ao qual acabava o anime, L estava com sua típica roupa que todos achavam caseira demais, esta que era composta por uma calça azul e uma camisa larga branca, Near trajava vestimentas semelhantes ao do anteriormente citado, porém a calça era um pouco mais clara, Mello estava com sua costumeiro conjunto em tons negros com sua corrente e um pingente de uma cruz em tom prata ele segurava um chocolate com os dentes sorrindo ladino demonstrando assim toda sua sagacidade e por fim Misa que trajava uma saia em tom avermelhado, uma blusa de frio em tom negro com pelugem no capuz,botas de cano alto pretas e meias que iam até metade de suas coxas da mesma cor.  

Com os olhos arregalados apreciava aquele conjunto que até mesmo para si, um rapaz muito bem de vida era extremamente raro de ao menos encontrar um fornecedor e uma coleção de alta qualidade como aquela.

Encarava espantado o mais velho que lhe observava com expectativa, pensou muitas vezes em corresponder a animação do outro, porém ao topar o olhar com o do Kim sentiu algo diferente em seu peito que julgou ser agradecimento. Não era costumeiro de sua pessoa receber presentes ainda mais de alguém que ao menos se adequava em seu ciclo social. Ganhara obviamente presentes de amigos, mas nenhum de seus progenitores já que em todos os seus anos naquela casa que nunca ousou chamar de lar, seus pais estavam ocupados demais em viagens e jantares de negócios ao invés de dar atenção ao filho em seu dia de comemoração.

Sentiu seus olhos marejarem minimamente, suspirou sem realmente saber o que fazer. Estava envergonhado, tinha total certeza disso ao sentir ambas as bochechas quentes e pelo sorriso de felicidade de Taehyung ele demonstrava apenas com expressões de que havia gostado do presente.

Observou um pouco mais o rosto alheio tão próximo de seu ser e constatou de perto que o acastanhado com toda a certeza era o homem mais lindo que já avistara em sua vida. Além de uma face completamente simétrica o mais alto ainda possuía algumas pintas que particularmente o moreno achará adorável. Kim Taehyung parecia ter a genética perfeita e aquilo atraiu o olhar do mais novo, já que além de uma boa aparência o mesmo ainda era uma ótima pessoa. Porém nunca admitiria isto em voz alta para os amigos que ainda tinha total certeza que aguardavam uma reação sua.

Abriu minimamente a boca para se pronunciar, porém ao avistar um sorriso adornar os lábios do Kim perdeu a fala. Mas que porra era aquela?!

Taehyung sempre tivera um sorriso peculiar se comparado aos demais. Os dentes alinhadamente brancos em conjunto com os lábios levemente finos e rosados se transformavam em um lindo conjunto harmônico retangular que apesar de incomum ainda arrancava inúmeros suspiros independente de onde fosse. Tal sorriso que inconscientemente encantou o moreno á sua frente que sequer notara sua cara de tacho ao avistar o Kim.

Precisou respirar e inspirar ao menos três vezes para enfim reorganizar seus pensamentos, porém só então se deu conta de que sua mente estava preenchida por perguntas como:

 

Será que ele sorri desse jeito para todo mundo?

Por que tão radiante?

Por que parece ser tão fofo?

Mas que merda está acontecendo comigo?!

 

Após se auto-repreender mentalmente fechou ambos os olhos contando até dez para ter certeza dessa vez absoluta de que não iria se distrair com aquele cara tão perto de si.

Por céus o Kim já devia estar lhe achando um completo estranho. Bom, uma criança bem estranha, já que suas ações estavam sendo ridículas.

 

O que aquele cara estava fazendo com si?

Era tudo sua culpa não é mesmo?

 

Ele com aquelas madeixas castanhas, pintinhas no rosto e aquele sorriso diferente dos demais era chamativo demais. Isso atrai muita atenção. Era o que ele pretendia não é mesmo? Atenção. Por isso ele lhe trouxe um presente que sabia que iria gostar. Taehyung realmente era um gênio apesar de que aquele rostinho era de um ser inocente, já que ele havia até se preocupado com embrulhar. Mas essa deveria ser sua intenção confundir mentes. Já tinha sacado todo o joguinho do homem que estava em sua frente: Ele pretendia fazer todas as pessoas ao seu redor se encantarem por si para depois dar o bote. Era a única explicação plausível.

Com o rosto vermelho tomado pela raiva e um semblante repleto de fúria fechou a pequena maleta sem cuidado algum a entregando para o Kim que lhe encarou com uma expressão confusa.

— Não pense que vai conseguir me comprar! — Enraiveceu enquanto um enorme bico era formado por seus lábios — Minnie e Yoon podem ser facilmente influenciados, mas a mim — Disse enquanto cruzava os bracinhos na altura do peitoral — Você não engana! — Exclamou antes de bater os pés no chão e sair em disparada para a sala de jantar da residência.

Nem se preocupou com as expressões espantadas que os três mais velhos continham em suas faces por não conseguir entender o que se passava na mente do pequenino. Apenas foi em direção ao outro cômodo se sentando em uma cadeira — amadeirada com um almofado bem macio — onde apoiou a face em sua canhota que estava em cima da mesa sustentada por seu cotovelo.

 

 

 

☆☆☆

 

 

E mais uma vez se encontrava com mau humor á mesa, porém este era total resultado das ações de seus amigos que realmente sondaram o acastanhado sobre sua família.

O jantar estava calmo com conversas que em seus dias de bom humor — O que não ocorria quando Taehyung estava presente — já estaria se pronunciando com um grande sorriso no rosto. Os três adultos estavam animados até que Satanás — vulgo Park Jimin — decidiu estragar o clima com a tal pergunta inconveniente.

— Você é casado Taehy? — Questionou o loiro enquanto desviava o olhar para avistar a face incrédula de Jungkook que realmente não acreditou quando aquelas palavras foram proferidas da boca do amigo.

O Kim por sua vez ficou em silêncio fitando o nada durante alguns segundos. Os olhares dos outros três presentes estavam completamente focados no acastanhado que ganhou uma expressão melancólica em seu rosto.

— N-Não — Respondeu sem jeito tornando á olhar o Park que lhe encarava com atenção — Divorciado — Comentou com um sorriso torto demonstrando claramente seu desconforto com a situação.

Jeon franziu o cenho em confusão. Divorciado? Ele esta mentindo! Estava claro para si que o castanho estava escondendo algo. Suas orelhas estavam ganhando um tom avermelhado e o olhar apreensivo deixava evidente o seu nervosismo sobre o assunto.

— Não me surpreendo em saber que é divorciado. Você é muito chato pra alguém conseguir te agüentar — Resmungou para si mesmo, mas para sua surpresa todos na mesa haviam escutado.

Trombou com o olhar do Kim e se arrependeu no mesmo instante pelo que acabou de dizer, pois enxergou naqueles olhos — agora sem vida — culpa. Não sabia o porquê,mas sentiu um aperto bem diferente dos anteriores em seu peito. Sabia que precisava se desculpar com o mais velho. Ele deveria estar achando que até uma criança de seis anos achava-o insuficiente. Estava obvio tal pensamento vindo do Kim, já que o mesmo abaixou a cabeça sem ao menos revidar a provocação do moreno. Taehyung não fazia do tipo de que discutia com crianças mal educadas, mas aquilo nem mesmo o mais calmo dos homens agüentaria escutar.

— Jungkook! — Só então se deu conta de que passara tempo demais observando o outro que ao menos deu atenção ao loiro que lhe encarava com ódio. Estava ferrado, sentia que iria morrer á qualquer momento e que dessa vez realmente o melhor amigo lhe espancaria mesmo com a aparência de uma criança inocente. — Pro seu quarto agora! — Esbravejou o Park enquanto passava a destra por seus fios loiros em sinal de irritação.

— Acho melhor eu ir embora — Resmungou o castanho em tom baixo, porém este foi escutado por todos já que o silêncio pairou naquele cômodo.

— Acompanho você até a porta — Comentou o esverdeado antes de levantar de seu assento ao lado do namorado que fuzilava Jeon com o olhar.

Com os olhos fixados na figura mais alta observava o corpo já sem aparentar vida indo até a sala, sumindo pelos objetos que a compunha. Foi ao escutar a porta se fechar e em questão de segundos ver o Min passar pelo batente da porta com uma expressão nada boa que teve certeza que havia estragado o jantar daquela noite.

 

 

 

☆☆☆

 

 

— Qual é o seu problema hein?! — Esbravejava o Park pela milésima vez enquanto levava a destra de encontro ao braço esquerdo do mais novo.

— Amor, acho que já estamos á meia hora discutindo com ele ou tentando — Comenta o Min segurando o loiro que ainda dava alguns tapas deveras fortes — Não ao ponto de marcar a pele alva — em Jeon.

— Yoon eu vou bater tanto nessa cabeça de vento que ele vai até esquecer o próprio nome — Diz fazendo o esverdeado segurar ainda mais forte ambos os seus braços resultando em um olhar de desespero vindo do moreno que agarrou a almofada mais próxima de si para coloca-lá em frente ao rosto.

— Jungkook se você não se explicar agora eu vou soltar ele e aí terei o privilégio de presenciar uma morte — Comentou Yoongi antes de soltar o namorado que voou para cima do moreno.

— Calma! Caralho! — Pedia em meio às tapas que recebia do loiro — Me deixa falar! — Choramingou ao ter a nuca acertada por uma tapa certeira do Park. — Jimin — Exclamou manhoso fazendo um bico adornar seus lábios rosados.

— Você tem dois minutos para se explicar embuste — Ditou por fim retirando-se de cima do mais novo e se sentando de frente para o mesmo.

Jeon olhou para ambos os rapazes com faces completamente furiosas direcionadas ao seu ser, suspirou cansado analisando corretamente o que diria á seguir.

— Eu fui um babaca — Comentou antes de continuar — Se a mulher dele... Agora ex-mulher não o quer, não tem nada a ver comigo. Deveria ter ficado quieto já que isso não é da minha conta — Argumentou por fim arrancando expressões surpresas do casal de namorados.

— Então, você vai se desculpar — Disse o esverdeado enquanto direcionava-se á porta, parou de frente a mesma aguardando o moreno que não se mexeu do estofado aconchegante em que estava.

— O quê?! — Questionou com o cenho franzido.

— Kook o mínimo que você tem que fazer é se desculpar com ele ou o nosso plano vai por água abaixo! — Exclamou o Park enquanto levantava o outro pelos bracinhos. Uma das vantagens de ter o melhor amigo em um corpo infantil é que simplesmente pode-se o locomover como desejar.

— Me desculpar? — Perguntou enquanto desvencilhava-se das mãos pequenas de Jimin. — Como assim me desculpar? — Sua expressão era de completa confusão o que irritou o esverdeado.

— Você não está pensando que vai apenas dizer “Fui um idiota” e irá viver como um garoto mimado que é não é mesmo? — Questionou o Min já com uma carranca em sua face.

— Por que eu deveria me desculpar?

— Talvez por você ter claramente ferido os sentimentos do seu homem ? — Disse o loiro como se fosse obvia a situação fazendo Jeon lhe encarar incrédulo.

— Que porra é essa de meu homem? Eu já disse pra vocês pararem com essa merda! — Esbravejou jogando uma almofada no Park que lhe devolveu na mesma moeda acertando-a em seu rosto que ganhou um olhar furioso.

— Para de fogo Jungkook! Ou você se desculpa ou você se desculpa — Ditou o Min com o tom de voz firme.

– O caralho! — Respondeu levando uma tapa de Jimin na testa.

— Pode bater nele amor — E assim deu-se inicio á serie de agressões direcionadas ao mais baixo que choramingava pelo fato que o loiro não tinha piedade por sua fraqueza evidente.

Implorava para o Park parar de lhe agredir, porém o mesmo sentia uma enorme satisfação em escutar seus grunhidos de dor. Após cinco minutos nas mãos daquele que denominou o pior dos demônios se pronunciou.

— Jimin! — Choramingou sentindo seus olhos marejarem — Para, por favor! — Pediu em um fio de voz não sendo atendido pelo mais alto. Ao fundo escutava a risada sádica do esverdeado ao ver seu sofrimento. — E-Eu vou ser legal com ele! — Gritou com toda sua determinação em acabar com as manchas vermelha em seu corpo devido ás tapas. — Eu juro! — Exclamou tentando segurar ambas as mãos macias do amigo — Jimin! — Suplicou choroso vendo o amigo lhe encarar em expectativa — Eu prometo — Ditou por fim sentindo as mãos abandonarem seu corpo pequeno.

— Acho bom mesmo! — Ameaçou o Park antes de deixar aquele corpo ferido largado no chão.

 

 

 

☆☆☆

 

 

Em passos calmos e curtos o pequenino subia a escadaria do prédio, degrau por degrau contava-os com uma determinação imensurável. Com seu macacão azul, camiseta listrada de branco e vermelho e seus pequenos sapatinhos em tom escuro segurava o seu mais novo brinquedo que ganhará á contra gosto de uma senhora que o encontrou se divertindo sozinho naquele parquinho. Era por isso que odiava essa outra face, aquela infantil e desgovernada, já que sempre que a mesma tomava o controle quando o fim do transe chega se vê na frente de senhoras idosas estranhas com inúmeros brinquedos e doces em mãos.

Viu o mais velho que lhe acompanhava abrir aquela enorme porta que dava acesso ao corredor de seu lar. Com a face emburrada continuava á sua caminhada até passar pela mesma. Preferia mil vezes o seu Hyung de cabelo esverdeados á aquele de madeixas loiras que sempre lhe obrigava a ter uma boa educação com aqueles que não mereciam ao menos um “Bom dia”.

— Parece que hoje é seu dia de sorte Jungkookie — Alegrou-se Jimin enquanto sua face já ganhava uma expressão em êxtase devido ao que sua mente imaginava: Uma nova interação entre Taekook.

O moreno desviou os olhos daquele rosto rechonchudo e pôs-se a procurar o motivo de tal fala apenas encontrando com o dono de cabeleira castanha vindo em sua direção pelo corredor. Maldito Jimin! — Resmungará assim que viu o amigo acenar para Taehyung.

Sentiu o coração acelerar gradativamente á cada passo que o outro dava para diminuir á distância entre os três. Perdeu-se naquele corpo amorenado observando como caminhava com deslumbramento.

O acastanhado trajava calças que delineavam muito bem seu corpo mesmo esta não sendo a intenção, calçados que se assemelhavam á chinelos, porém aparentemente bem confortáveis, um suéter em tom claro com pequeno pelinhos trazendo ao mesmo uma aparência fofa. Foi ao olhar atentamente para a face amorenada que quase teve um infarto, Taehyung apesar de claramente ter acabado de sair do banho não secou devidamente os fios deixando-os levemente úmidos e rebeldes o que lhe trazia um charme em especial que não passou despercebido pelo moreno. A boca parecia ainda mais vermelha e convidativa e ao ter o mais alto parado em sua frente agradeceu aos céus por ser apenas uma criança inocente e não um rapaz cheio de hormônios, pois jurava que se ainda estivesse nessa fase estaria com um enorme problema entre as pernas.

Pensou em como tudo seria mais fácil para si se estivesse com sua aparência original, não pareceria má idéia mostrar ao divorciado que garotos também conseguiriam o satisfazer. Ao dar mais uma olhada para aquela boca avermelhada imaginou como seria ter seu nome saindo por entre aqueles lábios e se assim como sua voz os gemidos do outro seriam roucos.

Seus pensamentos foram interrompidos por um cutucar em seu ombro feito por Jimin, levantou a cabeça avistando a face ameaçadora do outro. Jurava que saiam até faíscas daquele olhar direcionado á si.

Viu o loiro se agachar minimamente se aproximando de sua orelha.

— Acho bom você responder ou já se esqueceu da surra que levou — Segredou ao moreno que franziu o cenho direcionando á atenção para Taehyung que lhe encarava com aquele típico sorriso retangular adornando os lábios que tanto sentia vontade de provar.

Mas que merda! — Pensara irritado com si mesmo. Passou tanto tempo imerso em pensamentos voltados ao Kim que mal percebeu quando o mesmo lhe cumprimentou. Olhou mais uma vez uma vez para a face de seu melhor amigo logo engolindo em seco.

— O-Olá Hyung — Disse em um fio de voz logo avistando a face alheia surpresa por ter o chamado carinhosamente. Até assustado ele fica fofo — Pensara novamente, mas desta vez chacoalhou a cabeça fazendo os fios negros balançarem ao vento. Mas que porra ta acontecendo comigo?! — Refletiu ao franzir o cenho.

Educação Jungkook, seja gentil ou você quer apanhar desse demônio que ta do seu lado de novo? — Ponderou. Ao constatar que nem em um milhão de anos queria sentir aquela mão fofa, porém pesada de encontro a sua pele branquinha novamente deu o seu melhor sorriso direcionado ao Kim.

— O Kookie queria se desculpar com o Hyung por ter sido um garoto mal. — Comentou enquanto internamente revirava os olhos, odiava crianças que falavam de si mesmas em terceira, porém o pouco em que escutou do Kim nos jantares em seu apartamento o filho do mesmo era uma criança extremante fofa. Deduziu que o mesmo gostava de crianças do mesmo tipo, afinal quem não gosta do próprio filho?

Olhou para as faces inexpressivas de ambos os rapazes mais velhos que lhe analisavam da cabeça aos pés. Jimin continha uma expressão totalmente chocada com os olhos arregalados e a boca aberta em surpresa, já o castanho tinha um sorriso sincero estampado em seu rosto.

— Aah, como ele é fofo! — Exclamou o Kim enquanto se agachava para ficar da mesma altura que o garoto que agora lhe olhava com as bochechas rubras. Ah, se Taehyung soubesse o que passava pela cabeça daquele “menino fofo”, não iria estar tão contente como naquele momento. — Mas o Hyung só irá te desculpar se me der um abraço e prometer que não será mais mal educado — Comentou o Kim enquanto cruzava os braços e fingia estar bravo com o mais novo o que resultou em uma gargalhada nada contida do moreno que rapidamente abraçou o mais velho.

Taehyung deixou um murmúrio em surpresa escapar de seus lábios ao sentir aqueles bracinhos magricelos rodearem seu pescoço retribuiu o aperto do mais novo com uma satisfação evidente.

Jimin observava a cena com um enorme sorriso adornando seus lábios, batia as mãos dando alguns pulinhos contente o que arrancou uma carranca muito mal escondida de Jungkook que por sorte estava frente a frente com o Kim, sendo assim o castanho não tinha a menor noção do showzinho que seu melhor fazia bem atrás do mesmo.

Separaram o abraço e o Kim levantou-se novamente chamando a atenção do Park que desviou sua atenção de Jungkook que parecia estar em um transe profundo olhando para o chão com as bochechas ainda mais vermelhas que outra hora. Jimin sacou na hora o motivo logo sorrindo malicioso, porém o sorriso murchou-se ao trombar com o olhar confuso do Kim para si.

— Bom, já que vocês estão de bem que tal se o Kook brincasse com o Tae um pouquinho no seu apartamento? — Indagou o Park atraindo o olhar raivoso do baixinho que lhe amaldiçoava mentalmente. Não deu tempo para o Kim protestar já que se aproximou radicalmente do mesmo logo se apoiando em seu ombro e levando a canhota para perto da orelha do castanho em sinal de que não era para Jeon escutar sua fala. — Será que você poderia dar uma olhada nele só durante algumas horas? Para eu e o Yoon termos um momento só nosso — Sussurrou ao pé da orelha de Taehyung que entendeu nas entrelinhas o que o outro propunha. O Park fez sua melhor expressão de bom rapaz pedinte para que o outro aceitasse. Não tinha vergonha alguma de insinuar o que queria fazer com o esverdeado afinal eles são namorados e pessoas comprometidas tendem a fazer sexo freqüentemente o que não ocorre quando uma criança vulgo seu melhor amigo está presente debaixo do mesmo teto.

Sentia uma gota de suor escorrer em sua testa devido o nervosismo já que suas horas de aproveitamento com o Min eram pura fachada para deixar Jungkook sob os cuidados do Kim. Poderia ter o corpo do namorado junto ao seu quando bem entendesse já que sempre davam um jeito de não fazerem tanto barulho naquele apartamento durante as madrugadas e por sorte Jeon tinha o sono pesado.

 Encarava aquela face simetricamente perfeita em uma intensidade que já incomodava o moreno.

— Acho que tudo bem — Respondeu o Kim enquanto maneava com a cabeça para que o menino o seguisse o que prontamente o moreno fez, logo então verificando se Taehyung estava á sua frente e consideravelmente longe de Jimin. O menor virou bruscamente pairando o olhar sobre o amigo que lhe encarava com um sorriso ladino em seu rosto, direcionou o melhor de seus olhares mortais arrancando uma pequena risada do loiro o que fez um sentimento de fúria tomar conta do seu ser.

— Divirta-se — Disse Jimin enquanto acenava calmamente para Jeon que lhe mandou um dedo do meio nada gentil logo se pondo a seguir o mais velho.

A sorte de ambos era que naquele momento o corredor encontrava-se vazio apenas situado pelas três figuras presentes sendo assim as trocas de provocações passariam despercebidas pelos demais e foi principalmente ignorada pelo Kim.

 

 

 

☆☆☆

 

 

— Vamos lá Jungkookie! — O mais velho resmungava tentando fazer aquela criança sair do aconchego de seu sofá. — Quer assistir anime? – Perguntava alto demonstrando sua animação — Ou jogar vídeo game? — Questionava batendo palminhas — Ou então comer bolo de chocolate, com recheio de chocolate e morangos em cima — Comentou antes de correr em direção á cozinha tendo o olhar do moreno seguindo-o. Não demorou mais que dois minutos para o mais velho aparecer na sala com dois pratos de bolo em pedaços bem generosos.

— É meu sabor favorito! — Alegou enquanto entregava um dos pratos para o menor que até ganhou um brilho no olhar ao ver o mesmo. Jungkook passou a língua no lábio inferior logo mordendo o mesmo em sinal de ansiedade.

— É o meu também — Respondeu baixo enquanto enchia a boca com a comida.

— Que tal jogarmos Mario Kart? — Perguntou o acastanhado enquanto já levantava para colocar o jogo.

— Não quero — Disse em alto e bom som fazendo o mais velho virar em sua direção com feição triste. Sentiu um aperto em seu coração ao ver a decepção estampada na face alheia. — Prefiro Mortal Kombat — Disse desmanchando a expressão triste do mais velho sendo substituída por uma cheia de esperanças Jeon conseguia ver o brilho no olhar de Taehyung por estar se dando bem com o mesmo.

Sentiu novamente o coração acelerar ao ver o mais velho sorrir em sua direção.

Mas que porra é essa?!

Levantou-se rapidamente passando a andar despreocupadamente pelo recinto a fim de findar a vergonha que sentia, parou em frente á uma estante onde encontrou um retrato de família. Lá podia identificar claramente Taehyung ao lado de uma mulher muito bonita por sinal que trajava um vestido florido em tom amarelo, em seu colo um garotinho que a seu ver era a versão pequena do Kim, o menino tinha um sorriso retangular também, porém este faltava um dente ocasionando em uma janelinha considerada fofa pelo moreno que observava a fotografia.

Pegou o porta-retrato avaliando mais de perto a mesma, passou o dedão delicadamente no vidro que protegia a foto logo prestando atenção no objeto que a guardava sendo esse em tom branco com pequenos desenhos aparentemente feitos á mão.

 

— Mas o que você ta fazendo?!


Notas Finais


Bom,foi isso espero que tenham gostado.
Comentem o que acharam e se alguém tiver uma teoria do que acontecerá na segunda parte,adoraria saber ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...