História One-Shot Narusaku. Última Noite - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Narusaku, Naruto, Sakura
Visualizações 126
Palavras 2.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Mistério, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


 - Naruto... - O nome saiu sôfrego da boca da mulher. O homem acima de si segurava seus cabelos da nuca, regulando a força, com a outra mão segurava a coxa bem delineada em cima de seu quadril, os troncos suados se grudavam vez ou outra, Sakura sentia Naruto ir tão fundo em seu interior, parecia tocar em seu útero, e a única coisa que conseguia fazer era gemer e delirar enquanto arranhava os ombros largos e bronzeados. Naruto nem se importava com as unhas presas na pele, achava exitante e gostava das marcas que ficavam depois. 
 Deixou a perna depositada no próprio quadril e levou a mão até o seio direito, enquanto chupava o esquerdo, alterando entre beijos e mordidas leves, entre puxões e beliscos, ouvia Sakura gemer e quando não aguentava soltava gritinhos extasiados. Puxou a mulher para sentar em seu colo, ainda dentro da mesma, ajudando com os movimentos de sobe e desce, Sakura, com as pernas em seu redor, escondeu a cabeça na curva do pescoço do loiro, dando mais acesso para Naruto mordiscar sua pele. Sentiu Sakura tremer e fechar as paredes internas entorno de seu membro, empurrou mais forte fazendo a rosada pular em cima de si, no mesmo momento a mulher gozou, segurou mais forte a cintura delicada e estocou mais três vezes, logo deixando o líquido branco e grosso preencher a camisinha. Ficaram na mesma posição por alguns minutos, acalmando as respirações, Naruto alisou as costas branquinhas e macias da mulher, enquanto a mesma ainda se escondia em seu pescoço. Segurou a camisinha e se retirou do interior da mulher com cuidado, deixando ela na cama e indo jogar fora o protetor cheio de semên. Quando voltou, encontrou Sakura sentada sobre as pernas, observando um ponto em específico na coxa, enquanto alisava a mesma. Colocou uma cueca limpa e se aproximou da rosada.

 - Você que fez isso? - Mostrou o hematoma que jazia no local, Naruto sentou ao seu lado e encostou na parte roxa. - Ai... - Fez uma careta de dor com o toque recebido.

 - Não... - Disse com o cenho franzido, ainda olhando o roxo. - Eu não aperto a esse ponto...

 - Ah, tudo bem, acho que eu bati em algum lugar e só senti agora...

  Naruto apagou a luz e se deitou, abraçando a rosada ainda nua contra seu peitoral. Sakura ficou acordada por um tempo, encabulada com a situação, Naruto massageava o local do hematoma, sentindo a respiração acalmar em sua nuca e o braço em cima da coxa parar a massagem, constatou que ele já dormia. Começou a pensar, não se lembrava de nenhum momento onde batia com a perna em algum móvel, o loiro nunca a machucava daquele jeito enquanto faziam amor, e ninguém tocava nela fora ele. Pediria exames ao seu médico quando amanhecesse, sair hematomas assim, do nada, não era normal. Estava quase pegando no sono quando sentiu um vento gélido a pegar de surpresa, estalou a língua no céu da boca e se levantou parcialmente, esticando o braço para pegar a coberta no final da cama. Quando estava tocando a coberta, desviou o olhar para o vão em baixo da porta, onde a sombra saiu imediatamente ao ser notada. O coração acelerou e o corpo petrificou.

 - Naruto... - Sussurrou com a voz chorosa. - Naruto... - Desta vez em som mais alto, cutucou o loiro, que abriu os olhos lentamente. - Tem alguém aqui... - Gaguejou, a respiração entrecortada.

 - O que? - Com as últimas, também se sentou, coçando os olhos sonolentos.

 - Tem alguém ali, eu vi, uma... Uma sombra, embaixo da porta. - Disse tentando acalmar a respiração, tapando os seios eriçados pelo frio.

 - Não tem nada, provavelmente era os galhos na janela do corredor. - Se deitou levando Sakura junto.

 - Naruto... Por favor... Era tipo dois pés, e quando eu olhei ele ou ela sumiu... Por favor, vê o que é. - Suplicou, vendo que o loiro não se mexia, resolveu apelar.

 Naruto suspirou cansado, se levantou e foi até a porta, abrindo-a e olhando o corredor iluminado pela luz da lua que emitia da janela, a mesma estava aberta, deixando os galhos refletirem em baixo da porta. Fechou as cortinas e olhou para od lados.

  Vazio, apenas as portas do banheiro e outra do quarto de hóspedes, ambas fechadas.

  Sakura aproveitou para vestir a camiseta laranja do marido, observando da cama. O mesmo fechou a porta e voltou para o lado da mulher.

 - Não tem nada meu amor. - A aconchegou nos braços e fez um afago gostoso nos cabelos rodados. - Dorme... - O carinho continuou até ela adormecer.

  02:28

 Sakura levantou num grito mudo, com a mão no peito, balançando a cama e acordando Naruto. O loiro ainda meio dormindo, olhou a rosada com a respiração acelerada, vendo três arranhões acima dos seios.

 - Eu juro que não fiz isso. - Se prontificou a falar, tocando a região arranhada da rosada. Subiu as vistas e Sakura estava parada, com os olhos arregalados vendo a situação do próprio peito. - Sakura, você tá bem?

  - Não entendo... Como isso tá acontecendo, primeiro o hematoma agora isso... - Sua voz saiu baixa.

 - Espera, fica aqui. - Se levantou da cama e foi acender a luz, olhou cada canto do quarto. Também já começara de desconfiar que a mulher viu mesmo algo além deles. Foi até uma gaveta na escrivaninha e pegou uma pequena garrafinha que continha álcool, pegou também algodão. Se sentou na frente dela, encharcou o algodão e começou a passar pelos arranhões. - Dói? - Fez que não com a cabeça. - Parecem fundos... - Deixou que ela continuasse a passar o algodão e voltou a escrivaninha, pegou uma câmera e programou para período noturno, colocou o objeto meio inclinado em cima do roupeiro.
 Sakura se escorou na cabeceira da cama, encolhendo  as pernas, começou a massagear os arranhões, eram fundos e não sangravam, nem ardeu com o contato do álcool. Naruto deixou a câmera gravando, de um modo que todo o quarto fosse capturado por ela. Voltou até a cama, colocou uma calça que estava por ali e devolveu a camiseta para Sakura vestir, deitou e puxou a rosada, a mesma se aninhou no peitoral do rapaz, e ele a cobriu até o pescoço, em uma maneira de proteção, para ''ninguém'' tocar nela.

 03:42

 Desta vez, foi no pé, abriu os olhos assustada e saiu do aperto do loiro, olhou em direção ao final da cama, forçou a vista mas não viu nada. Naruto também acordou, olhou para onde a rosada olhava, a mesma encolheu a perna e tocou o pé em que sentiu a dor, as veias estavam aparecendo mais do que deviam, causando uma certa pressão na pele. O loiro não  perdeu tempo, saiu da cama, logou a luz e pegou a câmera, parou a gravação, sentou de volta na beirada da cama tendo Sakura ao seu lado, agarrada ao seu tronco e embaixo do seu braço. Colocou na gravação e começaram a assistir.

 No vídeo, mostrava Naruto saindo de perto da câmera, Sakura logo atrás colocando uma calça, ele colocando uma também, ela vestindo a camiseta dele, depois ele se deitando e começando a dormir com a rosada. Se passaram alguns minutos e nada acontecia, Sakura, curiosa e com um pouco de medo pediu que ele pulasse mais para o final, já que ele desligou agravação depois que ela sentiu a dor estranha no pé.
 Pronto, no canto da tela marcava três horas e quarenta minutos da manhã, faltava três minutos para acabar, Naruto segurou mais forte a câmera recebendo um aperto ainda maior na cintura, fez uma careta mas não reclamou.

 - Espera! Olha ali. - Sakura apontou para o canto do quarto através da tela, a sombra estava lá, ao lado da escrivaninha, Sakura segurou a respiração e levou a mão a boca. Naruto apertou o braço em torno dela e olhou para trás, não tinha nada para seu alívio, voltou à câmera e a sombra começara a dar a volta na cama, parando na frente dos pés da rosada, fez um movimento estranho e Sakura se mexeu, acordando, nesse momento a sombra desapareceu quando a rosada olhou para frente. Naruto levantou e foi até a câmera, assim acabou a gravação. - Eu tinha razão... Eu não queria ter... - Disse tremendo. 

 - Calma, isso é só um espirito ruim... - Nem ele acreditava nas própria palavras. Se levantou da cama esfregando as mãos no cabelo, como pode ser possível algo assim estar perturbando sua esposa, sua casa. Foi até a porta e Sakura o seguiu.

 - Onde vai? 

 - Vou dar uma olhada pela casa. - A voz saiu grossa, a rosada segurou o braço dele quando o mesmo voltou a andar.

 - Não me deixa aqui sozinha. - Disse chorosa, Naruto pensou um pouco, se deixasse ela sozinha poderia acontecer alguma coisa, se levasse ela poderia protege-la de qualquer coisa, se possível. Segurou a mão da mulher e foi para o corredor, abrindo a porta da frente com a mão livre, o quarto tinha algumas coisas empilhadas e uma cama de solteiro, mas nada de estranho na visão do loiro. Fechou a porta e foi em direção ao banheiro, abriu a porta e ligou a luz, nada.
 Desceram as escadas, a rosada largou a mão dele e se agarrou no braço do mais alto, chegaram no final e ligaram a luz da sala, tudo estava em perfeita ordem, foram para a cozinha e nada também. Quando estavam voltando para subir as escadas de novo, a rosada teve problemas com o pé, que já estava inchado, o homem a pegou no colo e depositou a mesma no sofá, ouviram um barulho de porta batendo, se entreolharam e Naruto pensou.

 ''Se está lá em cima, ela pode ficar aqui enquanto eu vejo''

 - Fica aqui, eu vou ver o que é. - Disse e saiu de perto da muher, indo em direção as escadas.

 - Toma cuidado... - Naruto fez que sim com a cabeça e começou a subir as escadas, chegou no começo do corredor e acendeu a luz do mesmo, as portas estavam todas fechadas, mas a do banheiro, que o loiro lembrava de não ter fechado alguns minutos antes. Foi até a porta, um pouco exitante do que poderia encontrar, e a abriu, acendeu a luz e engoliu a seco quando notou uma sombra atrás da cortina do box, se encorajou e esticou o braço, puxando o tecido plastificado. 

  Nada...

 - KYAAAAAH... - Naruto arregalou os olhos com o grito agonizado de Sakura que vinha da sala, soltou a cortina e saiu porta fora, desceu as escadas pulando de três a quatro degraus, quando colocou os pés de volta à sala, Sakura estava atirada no chão, com a mão no peito e os lábios sangrando.

 - Sakura! - Levantou a rosada do chão. - O que aconteceu? O que você tem?

 - Ele... Ele atravessou meu corpo, não sei... - Sua voz era desacreditada, Naruto tirou a blusa da rosada, expondo os seios novamente, no troco da rosada saia pequenos filetes de sangue, a mesma disse que agora doíam, as pernas provavelmente estavam no mesmo estado, já que estas ardiam.

 - Onde ele está? Você viu? - Disse colocando a camiseta de volta na rosada.

 - Eu não sei, eu fiquei com medo e fechei os olhos. 

 Naruto esfregou as mãos nos cabelos, não sabia o que fazer, olhou para todos os lados e nada anormal.

 - Vamos sair daqui, vou te deixar na casa da Ino, acho que essa coisa está instalada nesta casa e quer que a gente saia.

 - Mas, o que vamos fazer depois, digo, essa coisa me machuca, e eu acho que não está instalada na casa, ela não danificou nada além de mim... - A respiração do loiro pesou, ela tinha razão, era como se estivesse a perseguindo, ou seja, não adianta para onde eles irem, porque está preso na rosada.

 - Espera, calma e vamos pensar, isso é só um espirito ruim e, e ele não vai mais te machucar eu não vou deixar. - Falava tentando convencer ela e a si mesmo.

 - Calma você Naruto, tá me deixando mais nervosa, vem... - Enquanto falava e puxava o loiro para um abraço, viu a sombra novamente por cima do ombro do loiro, perto da janela, começava a se aproximar aos poucos. - Naruto... Corre. 

 Naruto se deslocou do abraço e olhou para trás, onde a sombra estranha vinha em sua direção e na da rosada, o coração acelerou geral, pegou a mão de Sakura e saiu degraus acima correndo desesperadamente, Sakura chorava e com medo olhava para trás, onde a sombra ainda os seguia. Chegaram no quarto e Naruto não se deu o trabalho de fechar a porta, já que o ser sobrenatural atravessou o corpo da rosada, passava por qualquer coisa. Ficaram próximos a janela e o loiro pediu para Sakura passar para a pequena varanda, a mesma obedeceu e pulou a janela, tendo Naruto atrás de si. Quando o homem pulou, Sakura se agarrou a blusa do mesmo, olhando para a altura da varanda, se caíssem, morreriam na queda com certeza. Na porta, nenhum sinal da assombração, continuaram olhando, mas algo chamou atenção dos dois, a sombra começou aparecer lentamente no batente da porta, mas algo tinha de diferente, dois brilhos vermelhos, substituindo o lugar dos olhos. Naruto e Sakura se espremeram mais contra a madeira que os impedia de cair, a sombra de olhos vermelhos se aproximava cada vez mais, mesmo que fosse a passos lentos, até que ela parou... A única coisa que separava eles era a janela, estavam segurando as respirações num aperto de doer os corpos. A sombra ameaçou avançar, um único gesto fez Naruto e Sakura se desequilibrarem e caírem da varanda. 
 A última coisa ouvida  por apenas Sakura, fora a voz conhecida de seu ex-namorado e o próprio grito.

 '' Você é só minha Sakura, e agora ficará comigo para sempre. '' - Sasuke Uchiha.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...