História Onedera Masamune e Yukina Kisa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sekaiichi Hatsukoi
Personagens Kou Yukina, Masamune Takano, Ritsu Onodera, Shouta Kisa
Tags Onekano, Romance, Shoujo, Yaoi
Visualizações 11
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Onedera on.

Que saco hoje teria trabalho, vi o horário, e estava bem cedo me arrumei e já fui bem cedo para o trabalho, assim não veria o Takano! Quando sai da minha casa eu fui correndo para o elevador, fiquei a aliviado ao ver ele fechado, vou até o trabalho, e já tinhas umas pessoas lá, faço o meu novo capítulo do mangá, e estava ficando show, estava bem concentrado, quando finalmente termino vejo o Takano na sala, suspirei, e vou até ele.

- Takano Masamune, eu fiz já o próximo capítulo - Ele pegou, e leu e re leu, e como sempre arrumava algumas coisas. 

- Ficou bom Onedera, agora faça o próximo. - Ele me entrega e fica me encarrando mas eu ignoro, e vou até a impressão, e depois volto, comecei a fazer os detalhes depois os desenhos depois as falas, iria fazer isso para prestar mais atenção, comecei a fazer isso em várias páginas, até que fico cansado levantei e saio da sala entro em um corredor, e tinha tipo uma máquina de café, coloquei um copinho debaixo, e liguei a maquina, depois pego o copo, e tomo o café lentamente, então sinto uma mão em meu ombro, olho para trás e vejo o Takano, viro novamente para frente, comecei a beber o café um pouco mais rápido.

- Onedera vai me ignorar? - Perguntou o Takano.

- Fique feliz eu não estou te ignorando no trabalho, e sem falar Takano você machuca as pessoas dizendo que as ama sendo que fica com todos - Disse eu por final jogo o copinho no lixo e vou para a sala deixando o mesmo lá.

Shouta Kisa on. 

Eu fiquei paralisado, nunca vi Yukina assim, me troco rapidamente, e vou para o parque o procuro e nada, vou para a lanchonete que foi o nosso primeiro beijo e o vejo lá, sento na frente do mesmo e ele me encara e levanta e sai da lá chorando apenas o sigo então ele parou de andar. 

- Kisa me da um tempo por favor - Disse ele me encarrando. Eu não aguentei e o abracei.

- Pode ter o tempo que quiser, mas eu vou estar aqui te abraçando, pense e me julgue o quanto quiser mas não irei te soltar. 

Yukina on 

Nem sei o que eu faço ou o que devo pensar me agaicho e retribuo o abraço do mesmo, ele me aperta mais.

- Yukina - Disse ele chorando tô feliz que não sou mais eu.

- Sim Kisa - Disse eu separado o abraço e olhando para o Kisa.

- Eu não te trai eu nunca iria ter forças de fazer isso, pois sou muito apaixonado por você - O Kisa cora mas suspira e volta a falar - Eu sei você viu aquele beijo mas eu fui agarrado, Yukina você me perguntou quem é aquele cara, o nome dele é Kazehaya, ele odeia trabalhar e odeia ler sua diversão favorita sair e beber, e pegar todos. Sinto muito Yukina, sei que deve ter doido, desculpa por só fazer você so-frer. - Ele começou a chorar.  Eu o abraço.

- Kisa calma. - Disse eu acalmando ele - Eu não vou terminar com você! O beijo e o mesmo cedeu.

Onedera on. 

Fiquei fazendo o próximo capítulo até notar que era o último, guardo minhas coisas e vejo novamente o Takano na porta, fiquei o encarrando, mas olho para o chão e vou até a porta e sou preso na parede.

- Que droga Takano me solta - Disse eu tentando o empurrar mas era inútil.

- Onedera pare - Eu apenas continuei. E o mesmo faz a gente se beija, viro minha boca deixando meu pescoço exposto e o mesmo o chupa.

- Ta-kano p-ara - Disse eu coroado e ofegente.

- Ouça, Baka (Tradução: Idiota) eu não trasei com o Yokozawa, pois eu amo você e meu coração pertence a você apenas, eu fui puxado para dentro ao ouvir você batendo, tentei ir a porta mas Yokozawa não deixava. Onedera, no amor precisa de confiança Onedera - Disse Takano sério. 

- Takano eu confio em você! - Então eu o beijo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...