História Only friends... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jhope, J-hope, Jung Hoseok
Visualizações 14
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Chapter one


Fanfic / Fanfiction Only friends... - Capítulo 1 - Chapter one

                        (Pensamentos S/n on)

Acordo com meu despertador do celular tocando no volume máximo, o que me deixava com vontade de taca-lo na parede, mas me controlava, pois, o celular que eu tenho era um dos mais caros, e sendo assim, levei um bom um tempo para compra-lo, então deveria ter o mínimo de cuidados com ele...

Me levanto às 06:00 para me dirigir ao meu banho e depois um estressante dia de trabalho, como eu odeio aquele trabalho, mas como era o único para mim ganhar um bom salário, sustentar a mim e minha casa deveria ficar naquele mesmo.

 

Agora se me der a permissão, irei contar um pouco da minha história para vocês...

Meu nome é S/n, tenho 21 anos, trabalho em uma cafeteria em Seul, na Coréia do sul, sim uma cafeteria, não que seja ruim, mas os funcionários são muitos “chatinhos”, piorou o meu chefe, ô homem chato, não sei como consegue ter uma esposa, aquela mulher é extremamente querida, além de ser bonita também, ela é tipo uma deusa grega, acho que já sei o porquê dele ser casado com ela, o dinheiro, meu deus, ele além de ser chato tem que ter muito dinheiro, qualquer mulher iria quere-lo, não que ela tenha se casado com ele por causa dinheiro, eu não acho iosso pelo seguinte fato dela ser educada e humilde, ela não liga muito para dinheiro. Mas eu estou falando de outras mulheres, todas as mulheres que olham para ele, com o carro, as roupas, se interessam (...)

Eu sou diferente dele, sou uma pessoa mais “reservada”, não gosto de mostrar meu dinheiro para os outros, só para dizer que tenho, aliás, nem tenho dinheiro, o dinheiro que eu ganho da só para pagar as contas de casa e as compras de comidas para não passar fome. Tudo o que eu compro, como meu celular por exemplo, tenho o maior cuidado para não perde-lo ou quebra-lo, pois se eu compro uma coisa acho que será para uma coisa extremamente importante.

Outra coisa sobre mim, não tenho tantos amigos assim, apenas meu melhor amigo, o Hoseok.

Ele é um grande amigo para mim, tem 21 anos, a mesma idade que eu. Além de estar em todos os momentos comigo, sendo felizes ou tristes, me ajuda em coisas que estão complicadas para mim, ele é tipo minha “esperança”. Quando eu fico perto dele parece que tudo fica iluminado, ele me deixa feliz, e não, não é porque eu sou apaixonada por ele, e sim que porque ele é um amigo muito sincero e gentil comigo, cada momentinho perto dele, faz eu querer ser mais amiga dele, faz eu querer ter sua presença pelo resto de nossas vidas...

Nós somos amigos a 15 anos, muito tempo para algumas pessoas, mas para nós não, queremos mais anos juntos, esperamos nunca se separar.

Agora você deve estar se perguntando: Mas nunca rolou nada ?

E eu lhe respondo, não, exatamente, nunca rolou nada entre nós, nunca nos beijamos, passamos cantadas um para o outro, nada.

Meus pais pensam que em um momento nós iremos começar a namorar, mas eu acho que é só bobeira da cabeça deles...

 

 

Me levanto, vou tomar meu banho, o qual demora em torno de 5 minutos, tento ser mais rápida possível para conseguir fazer tudo sem ficar em cima do meu horário de trabalho.

Depois de tomar um banho para dar uma acordada, vou começar a me vestir, coloco uma blusa branca, calça jeans preta e um tênis da Puma preto de veludo, passo uma maquiagem extremamente básica, só para tirar a cara de quem foi atropelada por um caminhão, brincadeira não está tão ruim meu rosto...

Desço as escadas da minha casa, moro sozinha pois meus pais continuaram no Brasil e eu decidi vim morar aqui por ser mais barato as coisas, apesar do idioma ser um pouco complicadinho, com o tempo consegui aprender.

Vou preparar um café básico com uma fruta para não ficar fraca e sem comer nada.

Depois disso, pego minha bolsa e vou para cafeteria começar mais um dia de trabalho extremamente rígido, não sei pra que essa coisa na Coréia, aqui tudo é muito rígido mesmo, oque cansa para as pessoas que moram e também vem fazer intercambio.

 

 

Chego em meu local de serviço 15 minutos antes do meu horário que é as 7:45, para conseguir organizar as coisas que estão guardadas e limpar algumas vidraças, mesmo estando limpas, acho que deveriam receber uma limpeza todos os dias para as pessoas que passam na frente da cafeteria acham o ambiente agradável, limpo e organizado.

Começo limpa-las passando um paninho da cor laranja e um produto específico para limpar vidros e gorduras.

Depois de limpa-los, o que não levou nem dez minutos, vou guardar as coisas usadas por mim na despensa do local, organizar algumas mesas, limpando-as com outro paninho, sim, cada local tem seu paninho específico para não misturar sujeira de um pano com um outro objeto que estaria sendo limpado.

Pego o paninho da mesa e começo limpando uma da frente perto da porta e organizando os potinhos e sachês de açucares dentro da pequena bandeja que tinha no centro da mesa com duas cadeiras, uma na frente da outra.

                                                                  (Quebra de tempo)

 

Faltava exatamente 10 minutos para eu ir embora desse inferno que chamamos de trabalho, vida de adulto é difícil. Me lembro quando era criança e dizia que preferia ser adulto, não via a hora de se tornar uma pessoa independente, conseguir pagar minhas contas, eu acho que me arrependo de tudo o que disse, acho que quando nós somos crianças, queremos ser adultos, e quando somos adultos, queremos voltar para infância.

Hoje eu fiz muitos pedidos, acho que uma maior quantidade do que outras vezes, hoje quando eu chegar em casa, a única coisa que irei fazer será tomar um banho, comer e descansar, porque o quanto eu estou cansada chega a me deixar meio tonta...

Finalmente!!! Poderei ir pra casa, não aguentava mais cada segundo naquele lugar...

Dou tchau para todos meus colegas de serviço e vou pegando minhas coisas para ir para casa, mas no momento em que saí da salinha de funcionários me deparei com o vidro totalmente molhado, cheio de gotas d’água escorrendo sobre ele. Estava chovendo.

No mesmo momento me desesperei ao olhar o quanto estava chovendo, e fazendo um frio extremamente congelante, mas lembrei do Hoseok, tomara que eu não esteja o atrapalhando em alguma coisa caso eu pedir para ele me buscar aqui. Imediatamente liguei para o mesmo esperando alguma reposta dele atender.

Chamando... chamando... chamando... chamando... chamando... chamando...

Ahh, atende Hoseok, por favor!!

- Alô, S/n?

- Ah, que bom que atendeu.

- Você queria alguma coisa ? aconteceu alguma coisa ?

- Você poderia me buscar no meu trabalho ?porque tá chovendo e está muito frio pra mim ir a pé

- Claro, óbvio, estou aí dentro de dez minutos.

- Ok, espero você aqui, tchau

- Tchau, beijo

- Beijo my hope

Desligo a chamada e vou para rua esperar ele chegar (...)

 

Avisto ele com seu carro, uma Mercedes Benz preta, com certeza ele tinha mais dinheiro que eu, óbvio que sim, mas não deixava de ser simpático.

 

Eu adentro aquele carro abrindo a porta com cuidado por causa do vento forte que estava fazendo e a cada lugar que passávamos eu olhava, aproveitando...

 

 

Ele me leva até minha casa e eu o interrompo antes dele começar a falar:

- Por que você não fica para posar aqui ?

- Tem certeza ?

- Claro, não terá problema nenhum, e outra que eu não gosto dessa chuva e esse vento forte que está fazendo, fica aqui, só hoje.

- Tá bom então, ficarei com você. Você e esse seu medo de faltar luz- Ele ri me fazendo rir junto.

- Ok então, venha comigo, coloque seu carro em minha garagem.

Eu desço do carro com minha bolsa na mão pegando as chaves da casa para abri-la e pegar o controle da garagem que ficava junto com outro montinho de chaves penduradas em um chaveiro de madeira rústica presa na parede. Peguei aquele controle pretinho com um adesivo indicando de que lugar era, então apertei o botão passando pela porta que tinha entre o corredor de entrada com a garagem, se direcionando para a mesma esperando Hoseok entrar com seu carro.

 

Ele já tinha colocado seu “bebê” dentro da garagem e eu tinha fechado, guardando o controle e as chaves de casa em seu devido lugar.

 

- Eaí, o que vamos fazer ?

- Vá para o sofá, espere lá que eu irei fazer uma pipoca para nós assistirmos um filme.

- Que tal eu ir tomar banho enquanto você prepara a pipoca ? Acho melhor.

- Tá bom, vai lá, mas um probleminha, que roupa você irá usar ?

- Bem pensado... e agora ?

- Vai no quarto de hóspedes, lá pode ser que tenha alguma roupa, eu me lembro que meus pais vieram no verão passado aqui e meu pai deixou algumas roupas guardadas na gaveta.

- Ok, irei ver- ele deposita um selar na ponta do meu nariz, me fazendo levar um sustinho pela pele de sua boca estar gelada.

                                       

                          (Quebra de Tempo)

 

Depois de tudo feito, ele tinha ido tomar banho, colocou um pijama do meu pai e eu terminei minha pipoca e eu fui tomar meu banho também, fomos assistir ao filme escolhido por nós, que foi, It a coisa, levamos vários sustos, principalmente ele, que era realmente medroso, e como já tinha acabado o filme, conseguimos assistir mais dois

Já era umas 02:20 da manhã e nós já estávamos caindo de sono e fiando no tédio de tanto assistir filme. Então resolvemos ir dormir.

 

 

                                                                         Continua...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...