História Oque um dia foi meu (sans x leitor) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Burgerpants, Chara, Doggo, Error Sans, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Ink Sans, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Visualizações 33
Palavras 1.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Oque um dia foi meu (sans x leitor) - Capítulo 2 - Prólogo

Flashback *on *

-era uma vez...um lugar não muito distante da cidade e nem muito longe dessa aldeia... esse lugar vários humanos tinham medo de irem parar ali quando caçavam suas comidas...vários falavam "rezam a Lenda que só a pessoa mais atrevida passaria todo o caminho para o Monte Ebott... dizem que o humano mais atrevido a cruzar o caminha cai em um buraco...muitos falam que é um buraco leva para outra dimensão outros o subsolo, onde vivem monstros mágicos... alguns falam que eles são maus e irão lhe matar por isso ninguém volta de onde caiu."-  

 diz sua mãe fechando o livro devagarinho para não te acordar...

-Boa noite filha sonhe com seus melhores pensamentos sem medo...- diz ela dando um beijo de boa noite em sua cabeça, logo se distanciando em direção a porta. Logo depois a porta e fechada.

Flashback *off*

Você estava olhando oque estava passando na tv com ternura, pois seu pai e o tipo de pessoa preconceituosa que odeia homossexualidade,negros...entre outros...isso era nojento, era nojento ver ele tratando as pessoas assim, como a elas não fossem humanas....imagina se exesticem os monstros??? Tornariam sua vida mais infernal, pois todos os dias seu pai fica falando para você que homossexualidade e pecado etc....aaarrghhh como isso irrita! Se você pudesse dava um tapa na cara dele para acordar para vida. Você estava entretida em seus pensamentos que nem percebeu que sua amiga estava atrás de você. Você  sente uma mão apertar seu ombro lhe dando um baita susto.

-AAAH!- você cai no chão,  Logo risadas podiam ser ouvidas da mesma. (Foto da Anna na capa)

-olha como você caiu! Não acredito s/n!!! Você sempre cai direitinho!!!- ela fala com dificuldade por estar rindo.

-Sua chata!!! Quase me matou de susto!!!!-

-tam bem te amo- fala sua amiga mandando beijo, você mostra a língua.  -vem- ela te levanta. -vamos continuar nossa pesquisa!- diz sua amiga animada pegando o laptop o abrindo em cima da mesa no Centro da sala, colocando no Google "onde fica o buraco da lenda".

- você não perde tempo mesmo ne, Anna?.- fala você se sentando ao lado da mesma.

-nunca.- fala ela orgulhosamente. -enquanto o seu pai, oque ele fez dessa vez?- Fala ela lhe olhando seria.

-como você? ..-Você foi interrompida.

-Eu sei de tudo neném- diz ela novamente orgulhosa.

-orgulhosidade e oque  mais tem em você, e de bom não tem nada- você diz rindo leve.

-haha, já que é assim tchau, consiga suas pesquisas sozinha!- diz ela fingindo de emburrasa, logo se levantando.

-vaaaai nããão!- eu levanto os braços  fingindo de arrependida.

-larga de ser falsa, s/n!!!- ela diz brincando com uma cara boba.    -então ta vamos procurar na floresta perto da escola, la talvez tenha alguma coisa!-     Diz a mesma levantando pegando sua bolsa ecelular colocando no bolso da calça.     -quero ver a cara dos idiotas e das "três" piranhas na escola quando souber que é real! E que estávamos certas!-

Você ri do comentario da mesma logo levantando com o celular na mão.   -ao vou mandar uma mensagem para minha mãe falando que sai se não fico de castigo igual da última vez-   ela ri.

-você fico trancada no quarto 3 dias sem tomar banho-   ela dizia rindo.

-para! E você que não quis comer sorvete no calor?!!- você dice ligando o celular digitando o seguinte: mãe vou sair logo volto, não sei quando mais irei tentar voltar o mais cedo possível! Te amo!. 

- você sabe que não vai voltar tão cedo, s/n! Não adianta falar!-   diz ela rindo.  

-olha...- você diz levantando a mão fingindo bater na mesma.

-aaaahn! Socorro! Socorro! Tem uma bruxa me batendo!- fala ela fazendo uma pose engraçada  e dramática.

-vai cagar, Anna!- 

-eu também te amo!- ela manda beijo.

(...)

Já tínhamos saído de casa, estávamos no caminho para a floresta. Nos esperamos que encontremos algo...   -ei,Anna, se encontrarmos monstros eles não vão não matar..?  E Como falariamos para alguém que eles existincem?-   perguntei um pouco preocupada.

-ah...vai que eles são do bem...e as lendas falaram mal....- fala ela cabisbaixa.

-mas mesmo assim,isso me deixa preucupada...- eu falo olhando para Anna que estava de cabisbaixa. Tínhamos chegado a floresta estávamos andando  quando Anna para no lugar e fica olhando para o chão.    -Anna?.. esta tudo bem..?-

Ela Olha para  mim com um olhar preucado.

-s/n....E-eu preciso te contar uma coisa, e uma coisa que eu devia ter contado antes.... como já estamos aqui...quase perto do buraco....-  Ela diz mechendo na mão anciosa.

-Anna, como assim perto do buraco não estou vendo nada!-   olho para os lados para confirmar. Mas foi em vão não tinha nada.

-não, s/n....esta debaixo de nós. ...-  olho pra ela surpresa. Como ela sabia disso e nunca contou????!

-Anna....Como assim...? Como você sabe...?-   fiquei pensando quando veio uma ideia....    -Anna, você já foi la?-   Ela olhou para baixo e aperto seu sueter para baixo....  -Anna! Você sabia e não me contou!??? Como você pode!!! Eu passei anos suando para achar e você ao meu e nunca me disse nada?!!! Porque?????!-   

-s/n... e-eu não podia....era arriscado...- ela disse se aproximando.

-Anna!!! Porque arriscado!!????- eu digo batendo o pe.

-s/n!! Não bate o pe no chão!! Ele pode desmoronar!!!- ela diz preocupada vindo em minha direção.

-Anna! Me responda!!!-  Ela me olha.

-s/n....e-eu..eu... droga... Como eu falo...?- ela fala olhando pro chão.

-falar oque??!! Que é um monstro que já viveu debaixo do solo!!!!?? Sei la!!!-  Ela Olha para mim surpresa...essa cara....essa cara e de quando eu acerto algo...pera....não...não pode ser!    -Anna!!!! VOC nunca me falou nada!!!! Tem mais alguma merda pra dizer!!!!???-

Ela ia falar algo mais o chao debaixo dela desaba.  -AAAAAAAAH!!!-

-ANNA!!!- corro até ela logo Caio com ela no buraco. 

(...) 

Eu acordo num quarto estranho, tinha cheiro de morango...não avisto ninguém. Mas logo a porta se abre e fecho os olhos fingindo que estou dormindo. Quero saber onde eu estou para sair daqui ou ver alguém. Sinto a pessoa se aproximar e ficar perto de mim.

-s/n....me desculpa...me desculpa não te contar....me desculpa não te falar tudo isso...era para sua segurança e a deles....Agora que você sabe tudo...eu vou falar a verdade....sou híbrida...não, eu não pintei o cabelo de branco...não tenho albismo para ter os olhos tão claros assim...tudo isso é um motivo...descanse irei chamar ele...você está meio machucada...ele ir te curar..toriel está fraca não pode te ajudar agora..nem eu.... me desculpe...-     Ela se levanta e sai do quarto fechando a porta.

(...)

Eu já tinha levantado não tinha ninguém na casa....até que a porta se abre e eu vejo Anna e junto um esqueleto de moletom azul. Como?..

Continua 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...