História Ordinary Girl - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~SSJauregui

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Família, Fifth Harmony, Romance
Visualizações 28
Palavras 2.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyy Littles

Domingo quase acabando e eu to vindo aqui com mais um capítulo de história que já está mexendo com muitos! e isso tem me deixado muito feliz!

gente no normal são 2 capítulos por semana mas sempre que der eu tento fazer 3 como fiz essa semana, semana que vem volta Tiab para quem estava com saudades espero que gostem desse cap


Enjoy It e comentem!

Capítulo 9 - Appearances can deceive


Fanfic / Fanfiction Ordinary Girl - Capítulo 9 - Appearances can deceive

 

Valentina P.O.V.

Hoje era para ser mais um dos dias em que eu fico em casa enterrada em livros e atividades para fazer, mas logo após o almoço eu vou para o meu quarto e percebo alguém entrar no meu quarto, pouco depois de mim. Eu já imaginava quem podia ser, então apenas me virei e lá estava ela parada olhando para mim. Olive não era assim tão ligada a mim como o Theo era, mas a gente se dava muito bem. Saio dos meus devaneios quando percebo ela me chamando,

Liv: Valentina?? Acorda, parece que está em outro mundo, eu estou chamando você.

Vale: Desculpa, eu estava pensando em uma coisa aqui.

Liv: Cada dia que passa você fica mais louca com essa faculdade ou é só impressão minha?

Vale: Muito engraçado. Você parece querer alguma coisa, o que foi?

Liv: A Vic chamou para ver filme lá na casa dela, você quer ir?

Vale: Os pais dela deixaram?

Liv: Só está ela em casa, mas ela falou sim com eles e eles deixaram.

Penso um pouco, eu tinha que estudar, o semestre está no começo, mas não quer dizer que está fácil, olho para Ollie e penso mais um pouco, fazia tempo que eu não fazia nada com as duas, e com tempo, eu quero dizer bastante tempo, então decido ir com ela.

Vale: Vamos, vai ser bom sair um pouco.

Liv: Isso aí.

Dessa forma pego algumas coisas e saímos rumo à casa da Vic. Antes de chegarmos eu nos guio até um mercado e compramos algumas coisas, para podermos comer na maratona de filmes e fico também observando minha irmã todo o tempo, apesar da nossa conversa de ontem, ela parece bem, o que me deixa feliz, porque mostra como é forte a amizade delas.

Após comprarmos uma quantidade considerável de besteiras e doces para comermos, vamos para a casa da Vic, que não fica muito longe da nossa. Nós vamos falando de tudo e pensando em quais filmes vamos assistir, porque eu não fazia ideia do que elas haviam planejado. Chegamos e vamos direto para o quarto da Vic, que já está com tudo pronto para assistirmos ao primeiro filme.

V: Oi Liv. – Elas se abraçam, depois que entramos no quarto e eu apenas observo as duas, é bom ver que nada mudou entre elas, mesmo com o que aconteceu, e também que o sentimento ainda está ali.

Liv: Oi Vic, sentiu minha falta?

V: Claro sua chata, mas também não queria ficar sozinha com a Melissa.

Vale: Ela está aqui? – Falo interrompendo o momento em que pareceu que eu nem estava lá e ela então me abraça também.

V: Tini você nunca mais veio me ver, magoada, mas respondendo sua pergunta, ainda não, mas daqui a pouco ela chega e se estiver só eu com ela eu juro que eu piro, ela é muito insuportável.

Vale: Eu imagino. E me desculpa se eu quase não apareço, esses tempos na faculdade estão difíceis, mas eu vou aparecer mais tudo bem?

V: Vou confiar em você em? Agora vamos assistir o primeiro filme que eu quero ver uns 3 hoje ainda.

Vale: Vamos!!

O primeiro filme que vamos assistir é Descendentes, que eu ainda não vi, e inclusive a Vic fica doida quando eu digo que ainda não vi, ela vai me puxando para a cama dela e leva também a Ollie. Quando estamos as três sentadas ela coloca o filme e assistimos. Eu passo o filme todo totalmente concentrada e comendo, assim como elas. A Vic parecia já conhecer cada segundo do filme, o que me faz sorrir várias vezes enquanto assistimos, e eu não sou a única.

O filme acaba e ela me pergunta o que eu achei e eu respondo sincera que eu gostei muito, o filme é lindo e tem uma mensagem muito legal. Olho para nossa frente e nossas coisas acabaram, me levanto e falo que vou pegar mais coisas para comermos e deixo elas decidindo o próximo filme. Eu chego na cozinha e vou pegando as coisas que eu e a Ollie compramos, até que ouço uma voz familiar falar comigo.

Mel: O que você está fazendo aqui?

Vale: Assistindo filme com as meninas, porque, não sabia que eu viria?

Mel: Sinceramente não, não sabia que você e a Olive estariam aqui, aliás, por causa da sua irmãzinha a Victoria quase perde uma consulta ontem.

O jeito como ela fala demonstra raiva e isso me irrita de imediato. Apesar de não ser tão próxima da Vic, eu já conheço bem como são as coisas entre ela e a Melissa e o que eu posso dizer é que a Melissa quando quer é irritante e nesse momento é exatamente o que ela está sendo e ainda vem falar mal da minha irmã, na minha cara, eu espero que ela não pense que eu vou ficar só ouvindo.

Vale: Para começo de conversa, a culpa não é da minha irmã, até porque não foi ela quem chamou a Vic para sair, foi ao contrário e em segundo, você já parou para pensar que ela pode ter esquecido dessa bendita consulta, porque que eu saiba ela sequer gosta dessas consultas e nunca tem nada, sendo assim você deve saber melhor do que eu que é normal ela ter esquecido.

Mel: Mas com certeza a Olive sabia e sequer a lembrou dos compromissos dela.

Vale: Você por acaso conhece a minha irmã o suficiente para falar algo dela?

Mel: Talvez.

Vale: Pois eu acho que não, então pare de falar mal da minha irmã por favor, porque ela não fez nada para você e você sequer possui esse direito.

Ela para de falar por alguns segundos e fica apenas sustentando o olhar que já estávamos travando desde o início da discussão, e eu claro não fico para trás e nem desvio o olhar. O que eu vejo nos olhos dela é raiva, mas por algum motivo, eu sinto que vejo outra coisa também no olhar dela, por um momento eu tenho a impressão que a raiva some e dá lugar a uma certa tristeza. Porém, rapidamente isso passa, o que me deixa na dúvida se isso foi apenas uma impressão minha ou se realmente aconteceu. Ela fecha a porta da geladeira, que só agora eu percebo ter sido aberta e fala uma última vez antes de sair da cozinha tão rápido quando um tiro.

Mel: Nenhuma de vocês entende que isso é importante, não sei porque ainda perdi meu tempo discutindo com você. – Ao concluir sua fala ela sai, me deixando pensativa.

Fico alguns minutos parada na cozinha pensando depois disso, eu quase nunca ouço a Vic falar da irmã, a não ser quando ela faz alguma coisa que a deixa mal, mas mesmo não sabendo nada dela, eu realmente acho, depois do que eu provavelmente vi nos olhos dela, que ela esconde muitas coisas e talvez por isso ela é assim, as vezes nem tudo é o que parece ser, e pode ser que esse jeito dela tenha algo a ver com isso, mas ela continua sendo irritante.

Pego as coisas que havia separado e volto para o quarto ainda pensando no que aconteceu. Minutos depois a porta da frente bate e nós olhamos uma para a outra, Vic diz que ela provavelmente foi ver o namorado dela e diz que espera que ela não volte tão cedo. Eu não decido por não contar para elas o que aconteceu e resolvo deixar isso tudo para lá, ao menos por agora.

 Em outro lugar 

Lauren P.O.V.

O dia ainda não está tão perto de acabar, mas me sinto cansada, mesmo que esses dias estejamos de folga. Falando na minha folga, vou até o quarto de Camila, depois do almoço e fico com ela conversando sobre coisas aleatórias e trocando alguns carinhos, até que ela sente o celular vibrar e vai olhar algumas das suas mensagens. Em determinado momento ela para e olha confusa para o celular, e eu resolvo perguntar porque de toda essa confusão.

Lolo: Camz porque toda essa confusão no olhar, está tudo bem?

Camz: A Vic me mandou um áudio, o que não faz muito sentido eu acho, se importa se eu ouvir?

Lolo: Claro que não, tudo bem se eu ouvir com você?

Camz: Sim, não tem problema.

Lolo: Então vamos ouvir. 

Camila P.O.V.

Hoje o dia estava sendo cansativo, mesmo que estivéssemos apenas descansando, mas eu me sentia bem, por não estar correndo com a carreira por algum tempo, mesmo que pouco. Hoje Lauren decidiu passar a tarde e à noite comigo e aqui estamos, deitadas conversando sobre coisas aleatórias até que sinto meu celular vibrar e me lembro que não olhei nenhuma mensagem até agora, nem mesmo minhas redes sociais. Pego o celular e vou olhando algumas coisas até parar em uma mensagem da Victoria, que era um áudio, talvez uma música, e fico olhando perdida, pensando no porque ela me enviaria uma música ou algo parecido, até perceber a Lauren me chamando.

Lolo: Camz porque toda essa confusão no olhar, está tudo bem?

Camz: A Vic me mandou um áudio, o que não faz muito sentido eu acho, se importa se eu ouvir? – Pergunto a ela, porque agora eu estava intrigada e queria ouvir o que tem nesse arquivo de áudio.

Lolo: Claro que não, tudo bem se eu ouvir com você?

Camz: Sim, não tem problema.

Lolo: Então vamos ouvir.

Coloco para tocar e me assusto ao perceber que era sim uma música, mas que era ela quem cantava a música e provavelmente também era ela quem tocava o violão. Me abraço um pouco mais forte a Lauren, quando a voz dela fica mais forte e eu consigo perceber que estava rouca, e ela fungava algumas vezes, e assim percebo que ela havia chorado antes de cantar, imediatamente eu me pergunto o que aconteceu com ela e sinto meus olhos arderem.

Olho para Lauren e percebo que ela carrega também uma expressão que denuncia que ela percebeu que a Vic estava com voz de choro e então a música chega ao refrão e nós duas arregalamos os olhos, eu conhecia aquela música e inclusive conheço um pouco do trabalho daquela banda, que se chama Cimorelli se eu não me engano. As músicas delas são lindas e trazem mensagens incríveis, eu não sabia que a Vic era fã delas, mas fico feliz em saber disso. Ficamos em silêncio, olhando uma para a outra e escutando ela cantar até que a música acaba e eu não sei o que dizer.

Lolo: Isso foi muito intenso Camz, e me lembrou de uma coisa, por algum motivo.

Camz: O que?

Lolo: Como é mesmo o nome dessa menina e como ela é fisicamente, só para eu ter certeza que não estou pensando errado.

Camz: Ela se chama Victoria, tem cabelo castanho escuro, olhos castanhos, e é linda, ela é um pouco menor do que você também.

Lauren P.O.V.

Enquanto eu escutava aquela música, eu me lembrei, ainda não sei porque de uma menina que eu vi ontem no consultório que eu fui, para fazer alguns exames, ela parecia assustada e estava acompanhada de uma menina mais velha, que parecia estar com raiva de algo, e que a cada vez que olhava para a mais nova, parecia que a fazia ficar com mais medo e mais assustada.

Me lembro que ela passou por mim, e eu pude ver um colar de corujinha, parecido com o que a Camz usou no dia do show que encontramos a amiga dela, eu só não me lembrava do nome da menina, eu tenho a impressão de ter ouvido um nome, mas não me lembro qual era. Parei de tentar me lembrar e resolvi perguntar para a Camz.

Lolo: Como é mesmo o nome dessa menina e como ela é fisicamente, só para eu ter certeza que não estou pensando errado.

Camz: Ela se chama Victoria, tem cabelo castanho escuro, olhos castanhos, e é linda, ela é um pouco menor do que você também.

Assim que a Camz para de falar eu arregalo os olhos e ela parece se assustar com a minha reação, a descrição dela bate com a da menina que eu vi e o nome que eu ouvi eu tenho quase certeza que é esse, Victoria.

Lolo: Camz, eu encontrei ela no consultório ontem, eu tenho quase certeza, e ela me parecia triste e assustada por estar lá, e não só isso, ela estava com uma menina, loira e que parecia mais velha e ela parecia estar assustada ou com medo da menina talvez, não sei dizer.

Camz: Como assim Lauren? Você tem certeza disso?

Lolo: A sua descrição bate com a da menina que eu vi amor, era ela, eu tenho quase certeza, mas porque ela estava assustada daquele jeito, você tem alguma ideia?

Camz: Não, mas agora eu estou preocupada, ela mandou isso ontem quase à noite, o que será que aconteceu?

Desde que a Camila viu o que aconteceu com a Victoria no shopping ela se apegou muito a ela, e agora ainda mais depois de a conhecer, mesmo não dizendo exatamente quem ela é. Ela se abraça mais a mim e começa a chorar, eu faço de tudo para acalmá-la, mas enquanto ela chora, eu penso no que eu vi e acabo por decidir, mesmo sem dizer nada para a Camz ainda, que eu quero conhecer essa menina.

 

Continua.........


Notas Finais


Gravação da Vic foi mandada para Camila o que será que vai acontecer?? Lauren quer conhecer a Vic será que vai dar certo?
e a Vale achando que tem algo de estranho na Melissa

Digam o que acharam, gosto da opinião de vocês! beijos e até semana que vem com o OG


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...