História Os delírios de consumo de Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags Comedia Romantica, Dublin, Jikook, Sugamon, Taejin, Taeseok, Vhope
Visualizações 53
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Jhgfdkhgkjd oi :’) ai gente, eu to nervosa! Esse projetinho tava há muito tempo guardado e agora eu precisava dar vida a ele. Eu tava receosa, pois, não se se já viram, eu já postei algumas drabbles Vhope, mas sempre quis postar uma longfic deles escrita por mim e por não saber se seria bem-vinda ou não, me obriguei a não postar. Eu ia mudar o couple para Yoonseok (supremão) mas descobri que, se as pessoas que me acompanham estão aqui pelas minhas estórias, tenho que parar de mudar qualquer projeto que faço com um couple que eu quero por achar que vocês não vão ler e justamente por isso, lá vão:

• Essa fanfic é Vhope. Não é yoonseok, não é Minjoon.
• É baseada em dois filmes quais gosto muito.
• É pra ser uma comédia romântica, mas como não sou nem um pouco engraçada, vai ser só tentativa mesmo (ghkjhgkfdgj).
• Espero que ela seja bem-vinda por vocês, apesar de saber que a maioria de meus leitores são Sope shippers.
• Flopando ou não, não deixarei de postá-la.
• Espero que gostem bastante.
• O capítulo 1 será postado em alguns dias!
• Boa leitura, aproveitem apenas o prólogo :') <3

Ps: Gostaria de agradecer a minha neném @anonimistic por dar uma ajudinha marota na sinopse, segundo ela parecia um livro. Agradeço a maravilhosa da @CrzyRainbowStar pela capa lindissima <3

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Os delírios de consumo de Kim Taehyung - Capítulo 1 - Prólogo

Taehyung estava quase sem fôlego algum. Suas pernas tremiam enquanto puxava o ar do jeito que podia pela boca. Seus lábios ressecados denunciavam a falta de líquido ou hidratante labial e, o suor escorrendo em seu rosto e suas axilas, formando grandes manchas redondas no local, mostravam que ele, finalmente, não estava mais se importando em não suar ou com qualquer reação física negativa de seu corpo.

Não estava mais se importando em parecer fino e chique, não estava mais se importando em parecer deslumbrante com seu eu pessoal ou com quem o visse. Não estava mais se importando em gastar as solas de seus sapatos caros ou, de misturar o cheiro de cansaço com seu precioso Dolce & Gabbana – na verdade, estava sim, mas era bem pouco –.

Bem pouco o cacete! Taehyung estava parecendo um mendigo sem qualquer resquício de dignidade, correndo daquele jeito pelas ruas “pacatas” até chegar ao seu destino. Sorriu debochado para uma velhinha que, apenas andando, parecia correr mais rápido que ele. Viu o quão sedentário era, entretanto, não tinha nascido para correr.

Sentia-se imundo por ter aquele líquido salgado, desnecessário e um tanto pegajoso se misturando ao seu hidratante, vindo naturalmente do Marrocos. Ah, que ele mataria aquele ruivo filho de uma grande puta por fazê-lo correr tanto e desgastar seus Di Pollini desse jeito.

Era muita humilhação. No entanto, tinha quase certeza que todo seu esforço valeria a pena e finalmente seria pedido em casamento. Bem, talvez fosse ao contrário, mas isso era o de menos.

Apoiou-se numa cerca de madeira ali perto, mas desencostou ao sentir o lodo em suas mãos. Levou os cabelos para trás, arrumando melhor a roupa ao corpo. Esperou o vento forte secar seu suor – não todo ele, mas o mínimo – empurrou as portas daquele bar/boate/pousada, sorriu ao adentrá-lo e se sentiu meio estranho quando ninguém ali o notou realmente. A não ser, Jimin, este que acenou para ele do outro lado, na extremidade ao final do balcão enquanto o limpava de qualquer jeito.

Buscou pelo ruivo com seus olhos e, ao vê-lo com um cigarro entre os lábios servindo uísque para alguns velhos que conversavam sobre o placar do futebol, quis correr. Não, correr não. Quis ir embora, porque o que ele pretendia fazer era, claramente, uma grande loucura. Petrificou no lugar ao ver os olhos do ruivo cair sobre ele, o sorriso imediatamente fugiu dos seus lábios bonitos ao que limpava o balcão com o pano de prato que descansava em seu ombro esquerdo e sua expressão fechou, retirou o cigarro da boca, sustentando-o entre os dedos.

Taehyung não se deixou intimidar, sabia que o mais velho o trataria daquela forma rígida depois de ser praticamente abandonado. E apesar de não terem chegado nem perto de ser um casal, sabiam que depois de tudo que haviam vivido dentro daquela semana estressante, havia nascido sentimentos. Sentimentos fortes, pois se não fosse, Taehyung não estaria agora, de frente para o ruivo, prestes a dizer o que tinha para dizer.

— Deve ‘tá me odiando agora, não é? – Kim sorriu amarelo e o outro sequer esboçou alguma expressão. – Eu pensei muito nesses últimos dias e vi que ‘tava fazendo a escolha mais errada da minha vida! – Engoliu seco, percebendo que o ruivo olhava-o com tamanho desdém, mas precisava continuar – Eu não quero passar o resto da minha vida com alguém que me troca por uma reunião idiota – Riu soprado, sem desviar seus olhos do rosto impassível do outro – Eu não quero ter que viver com alguém que, em uma situação de perigo, prefere salvar primeiro objetos inanimados de valor alto do que a mim – apontou para si mesmo – eu sou mais importante do que qualquer uma dessas porcarias substituíveis que compramos em qualquer loja...

A expressão do ruivo cedeu por um momento. Ele foi quem havia dito para Taehyung que na primeira oportunidade e situação arriscada, seu noivo o trocaria por qualquer objeto de valor – até chegaram a apostar sobre isso e agora Taehyung devia quinhentas pratas para ele –.

— Diga o que quer dizer, Taehyung. – O ruivo falou firme, cruzando os braços acima do peito. O coração do Kim vacilou uma batida, desde que se meteu em confusões ao chegar à Irlanda, Hoseok só havia chamado-o de “Tê”, pois segundo Hoseok, Taehyung era um nome longo demais e tinha preguiça de pronunciá-lo, e ele também queria isso de volta.

Taehyung respirou fundo com os olhos fechados, ao abri-los, todos do bar (ou seja lá o que aquilo fosse) voltavam a atenção para os dois, inclusive Jimin e Jungkook, sentados sobre o balcão. Kim engoliu o bolo de saliva formado em sua garganta e pela primeira vez, não queria ser o centro das atenções. Balançou a cabeça desviando qualquer pensamento negativo naquele instante, o olhar pesado de Hoseok também não faria recuá-lo.

Buscou toda cara de pau maquiada de coragem e, com tamanha determinação, as palavras finalmente abandonaram sua boca.

— Hoseok, você aceita não fazer planos comigo?

 


Notas Finais


Me deem um desconto, creio que não ficou tão ruim assim.
Bem, por hoje é só isso <3
Espero que tenham gostado desse pequeno spoiler em forma de prólogo!
Beijão!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...